ANAEL - Parte 1 - Maio de 2017


ANAEL – Parte 1 - Maio de 2017
Mensagem de 08 de maio de 2017 (publicada em 18 de maio)
Origem francesa – recebida do site Les Transformations


Áudio da Leitura da Mensagem em Português - por Noemia
Clique aqui para fazer o download do áudio

Eu sou Anael Arcanjo. Bem amados filhos da lei do Um, eu saúdo vossa eternidade, e a Paz. Permitamo-nos primeiramente, todos juntos, viver um momento de comunhão, de coração a coração.

...Silêncio...

Bem amados, eis me aqui com vocês a fim de responder aos vossos questionamentos em relação aos processos que estão se desencadeando agora desde dois meses. Assim, eu me proponho através de vossas perguntas, de fornecer os esclarecimentos, mas também as especificações que vos serão útil ouvir e ter para viver, eu diria, com mais tranquilidade, o que está para viver sobre esta terra. Então, eu vos escuto.


Questão: quando das Teofanias, fora dessas sensações no nível do peito, o som que eu percebo no ouvido esquerdo está desde agora no ouvido direito, e um novo som apareceu no meu ouvido esquerdo, como os sinos. Ao que isso corresponde?

Bem amado, a passagem de um lado a outro não tem o mesmo significado que anteriormente. Na verdade, vos havia sido estabelecido que o som da alma, o Nada, era ouvido no ouvido esquerdo. O ouvido direito estava, antes de vossa abertura, em ligação com o que vocês podiam chamar, na época, os desencarnados. Hoje não é nada. O som passa da esquerda para a direita e da direita para a esquerda se tornando bilateral. O som ouvido no ouvido direito, corresponde ao canto do Espírito desde agora, não há mais lugar para qualquer desencarnado ou, se vocês preferem, qualquer lugar para o que é de natureza astral.

Assim então as Teofanias, o Coração do Coração, as comunhões, vos conduzem a perceber efetivamente, para alguns que não viveram ainda, uma mudança de tonalidade e de frequência de som ouvido à esquerda e à direita. Esse som se torna efetivamente mais cristalino e ele é o último som antes de ouvir o Coro dos Anjos, e também o Apelo de Maria, mas também os sons do céu e da Terra.

Existe então, vocês podem imaginar, no nível da Teofania, um processo de elevação vibratória, mas também de esclarecimento da supraconsciência no seio de vossa consciência efêmera. Isso se traduz, é claro, por esse marcador que é o Nada ou som da alma, que se torna efetivamente mais agudo, se vocês preferem, e em todo caso mais cristalino e mais identificável. Não esqueçam que há nesses momentos também, no decurso das Teofanias, a possibilidade de meditar ou de trazer sua tensão e sua atenção sobre o som ouvido; isso faz parte, aliás, de algumas formas de yoga. Eis o que eu posso dizer.

É então completamente normal que vivendo o Coração do Coração, vos reaproximando então da Infinita Presença no curso dessas Teofanias, se manifestam em vocês essas percepções de sons e de tonalidades diferentes e também de outros processos que, eu lembro a vocês, começarão de maneira escalonada, progressivamente ou brutalmente, para um número sempre maior de vocês, em relação ao que foi chamado “pilares de Luz” e o qual a vocação primeira, além do que foi estabelecido por Lorde Metatron, é antes de tudo ligar os três estágios, corpo-alma-espírito, no seio da unidade, se traduzindo, se vocês não constataram ainda, no curso das Teofanias, pelas sensações novas, se posso dizer, não no nível das Portas, mas bem mais especificamente no centro do sacro.

Alguns de vocês são levados a perceber esta coluna de Luz sob a forma de canais existentes e prévios descritos desde muito tempo, quer dizer o Sushumna, Ida e Pingala. Essas três forças, separadas até o presente, são reunidas no seio do mesmo canal, tecida de partículas adamantinas desde muito tempo. Na verdade, desde o instante onde vocês viveram a abertura da Coroa da cabeça, pouco a pouco, na medida desses anos, esse canal mediano da coluna vertebral se teceu de partículas adamantinas a fim de permitir a subida da Onda de Vida, se ela subiu para vocês. Todavia, a aplicação da Teofania e a vivência dela leva vocês progressivamente a conscientizar também esta parte de vosso corpo, qualquer que seja o estado vibratório anterior, quaisquer que sejam as vivências anteriores. Trata-se então de um retorno no centro e de um retorno para a Eternidade.

A coluna de Luz situada em vossas costas não é nada senão o Sushumna, recoberto de Luz autêntica e evitando então as dificuldades bem conhecidas do despertar da Kundalini que o acompanhava sistematicamente, eu lembro vocês, do aparecimento em vossas costas, em geral, de uma entidade chamada Arcôntica, vindo vos cavalgar e vos fazer crer que vocês eram livres. O despertar da Kundalini hoje não é verdadeiramente o despertar da Kundalini anterior, porque justamente o canal mediano chamado Sushumna está recoberto de partículas adamantinas, que isso seja no sentido da descida do Espírito santo ou da subida da Onda de Vida, permeabilizando o canal e evitando justamente que as forças serpentinas ligadas a Ida e Pingala não possam tomar o passo sobre o eixo central.

...Silêncio...

Outra questão.


Questão: durante algumas Teofanias, o coração não se manifesta mais, em seu lugar, se apresenta um enorme espaço vazio. É uma falta de posicionamento?

Isso não corresponde absolutamente a uma falta de posicionamento. A percepção do chacra do coração não está mais manifesta, é claro, naqueles de vocês que viveram os processos chamados processos dos Casamentos Celestes essencialmente. Aqueles de vocês que, hoje, vivem essas Teofanias e não tem a percepção clara do que é chamado Coração Ascensional ou chacra do coração ou ainda Coroa radiante do coração ou Coroa de Fogo Ígneo, perceberão simplesmente o movimento da consciência que desemboca efetivamente sobre um espaço parecido cada vez mais vasto, que não é apenas a antecâmara, se posso dizer, da Infinita Presença, e isso, sem um mecanismo energético duplo, nem mesmo vibral. Trata-se então diretamente de um processo tocando exclusivamente a consciência, mas não tendo ainda o efeito, se eu posso dizer, sobre a corporeidade.

Existe então um trabalho real que é, é claro, no nível da vivência, profundamente diferente para cada um de vocês segundo a anterioridade, se eu posso dizer, do que foi levado em vocês durante vossa vida, e mais particularmente desde os anos dos Casamentos Celestes, quer dizer 2008 e 2009.

...Silêncio...

Eu esclareço, antes de pedir a próxima questão, que da mesma maneira que há alguns anos os intervenientes que comunicavam com vocês eram acompanhados do Espírito do Sol e do Coro dos Anjos, hoje, desde a intervenção de Metatron, é desde agora possível, quando de nossas intervenções, de realizar espontaneamente uma Teofania em cada um de vocês, que isso seja no escutar, que isso seja na leitura. Existe então um potencial novo, real e concreto, da consciência efêmera para se voltar com mais facilidade, como vos ensinou Metatron, na consciência chamada “supraconsciência” ou Infinita Presença, abrindo o caminho, se eu posso dizer, para a liberdade de vossa consciência.

Questão seguinte.


Questão: durante a canalização do Cristo, uma grande coroa de chamas estava sobre a minha cabeça e no centro da coroa, a imensidade. É isso uma manifestação do Espírito?

É na maioria uma manifestação do acesso a sua supraconsciência. Como eu disse, as Teofanias se acompanham e se acompanharão de manifestações cada vez mais presentes para aqueles que as vivem. A ativação da Coroa da cabeça é particular, se ela se apresenta quando de uma Teofania. Se vocês observaram bem, existe uma forma de percepção completamente diferente no nível da Coroa da cabeça, traduzindo justamente o que eu expressei, ou seja, a alquimia entre os três estágios, físico, aquele da alma, e aquele do Espírito, representados efetivamente ao mesmo tempo pelo sacro, ao mesmo tempo pelo coração e ao mesmo tempo pela cabeça.

...Silêncio...

Outra questão.


Questão: você poderia desenvolver sobre a ação de Uriel no processo a vir?

Bem amado, eu penso que proximamente, Uriel terá a ocasião, isso é de sua competência, mas me parece que Lorde Metatron vos deu já os elementos. O primeiro desses elementos é o alternar da consciência prévia a seu retorno. Isso vos foi explicado através da realização da cruz no seio de vosso corpo físico, traçado pelo pilar de Luz e isso que é chamado o chacra do coração, em seu centro, e a Porta KI-RIS-TI. Isso vos dará a viver essa alternância da consciência que, efetivamente, está acompanhada pelo Arcanjo Uriel. Eu vos lembro que o Arcanjo Uriel é o Arcanjo do Retorno. Ele é também aquele que corresponde a Luz Branca da Unidade, sensivelmente diferente daquela de Gemma Galgani. Todavia, é realizando esta Unidade em vocês, entre a consciência efêmera e a consciência eterna, que se realiza vossa Liberação.

O posicionamento da consciência ordinária permite efetivamente de ver diante de si não ao redor de si. A alternância da consciência de 90 a 180 graus no sentido horário, tal como definido por Lorde Metatron, é o meio que vos é fornecido, através da Teofania e a ativação das últimas estruturas concernentes ao vosso corpo de Existência, entrar em manifestação e em percepção no seio mesmo de vossa consciência efêmera que se apaga e se dissolve.

...Silêncio...

Questão seguinte.


Nós não temos mais perguntas escritas.

Obviamente lhes é permitido usar vossa voz.


Questão: há um ano, na cidade dos elfos, próximo de uma grande árvore, eu senti, no nível das costas, na raiz das asas, como uma Luz que saia em um imenso tubo que englobava a árvore e eu, e eu me senti projetada na árvore. Houve uma comunhão de coração a coração com a árvore.

Eu aproveito seu testemunho e eu lhe agradeço por dizer essas coisas. Vos havia sido explicado, me parece, por Snow, há numerosos anos, que havia a possibilidade, através das árvores, de viver certo número de processos que são efetivamente o que você chamou uma comunhão de coração a coração, e uma deslocalização da consciência de um e de outro. Hoje as árvores, vocês imaginam, são os primeiros pilares de Luz garantidos de matéria, que apareceram sobre esta terra, como isso vos foi explicado pelo Comandante, desde o instante onde os povos da natureza se tornaram, de alguma forma, visíveis a vossa consciência.

Hoje as coisas são um pouco diferentes. Vos foi pedido efetivamente, de estar na natureza e se possível lá onde há árvores. Se vocês, hoje, colocarem vossas costas contra o tronco da árvore, então nesse momento vocês sentirão um número de processos da consciência e energéticos, correspondentes a transferência do pilar de Luz da árvore em vosso pilar de Luz. Existe então uma real capacidade das árvores, hoje e, sobretudo aquelas com folhagem caduca, e efetivamente, se vocês têm a chance de conhecer uma árvore-mestre, aquela que é a mais própria de transferir a informação da coluna de Luz tal como foi especificado ontem por Lorde Metatron. Eu vos convido então a experimentar por vocês mesmo o que acontece desde agora, e que será necessariamente diferente disso que vocês puderam viver há ainda alguns meses ou algum tempo.

...Silêncio...

Outra questão.


Questão: quando da canalização de Metatron, eu senti sobre meu lado direito como uma serpente branco-leitosa. Isso tem algum significado?

Sim bem amado. Isso corresponde a uma transmutação de engramas sombras – a serpente – mas ela, como você disse, era branca, ela estava sobre seu lado direito e corresponde então a uma cristalização emocional ligada a uma vivência traumatizante do passado onde algumas entidades alimentavam de alguma forma, se alimentavam desta ferida que estava presente em você. O fato de ver a serpente branca do lado direito, no nível do lado direito, significa a erradicação de um engrama emocional ligado a uma ferida importante vivida em seu passado e que limitava, se eu posso dizer, sua energia e sua consciência.

E é o mesmo e será o mesmo quando das Teofanias espontâneas ou programadas, quando também de nossas intervenções, onde tudo o que pode restar de resíduo, de resistência, vocês verão também sair de vocês. Isso se chama “limpar sua casa”. Nenhuma entidade de qualquer natureza que seja, seja ela astral, seja ela Arcôntica, ou uma entidade simplesmente ligada a uma memória e incrustada, se posso dizer, em vossos campos energéticos, por vezes desde muito tempo, e que não havia até o presente, quaisquer que sejam vossas vibrações, a possibilidade de se evacuar enquanto fenômeno residual, se encontra hoje evacuada. Eu vos previno então por aí que muitos de vocês vão ver literalmente sair deles um número de coisas que não tinham sido vistas, nem percebidas, nem conscientizadas. É assim que o Cristo lava vossas roupas.

...Silêncio...

Se isso se produz quando de uma Teofania, para vocês, de ver o que quer que seja, deixem se evacuar o que se evacua. Eu vos lembro, vocês não têm necessidade nem de compreensão nem de recolocar isso num evento específico, mas simplesmente, como foi dito, de atravessar  isso e de deixar a Luz agir e ser. Não se apreendam de nada, nesses momentos, contentem-se de ser o observador neutro que constata, vê e atravessa, e que não será mais afetado por certos engramas, certos hábitos, certas feridas, ou certas... o termo “possessão” é forte, mas alguns parasitismos que não são necessariamente ligados sistematicamente as entidades, mas em todo caso, aos fenômenos memoriais ou de laços de apegos passados, presentes ou futuros, que estão ainda presentes.

...Silêncio...

O Cristo vos disse que estava no interior de vocês e que veio como um ladrão na noite para um número restrito, mas cada dia é maior, de irmãos e de irmãs humanos sobre esta terra. Assim então, quando o Cristo está aí, ele é acolhido, mas previamente vossa morada, vosso templo, o conjunto de vossas estruturas sutis, mas efêmeros devem ser lavados de toda contaminação. É exatamente isso o que se produz desde agora e se produzirá cada vez mais com as Teofanias.

Lembrem-se que nessas condições que se produzirem para vocês, não há para envolver nem explicações nem compreensão, isso eu acabo de lhes dizer, mas sobretudo, não entrar em qualquer dualidade nem combate, de reação ou de oposição. Porque senão, se vocês fazem isso, vocês se demonstram a vocês mesmos que vocês estão ainda inscritos no seio da pessoa e tão simplesmente, do ego. Somente aquele que está alinhado na Luz e no coração, que pode ser a testemunha e o observador disso que se elimina, e quem permanece na Teofania, é livre. Aquele que reage a isso que é visto, então ele não é livre, ele está ainda inscrito no funcionamento da dualidade desse mundo. O marcador essencial de vossa liberdade tem sempre sido e será sempre cada vez mais presente: se trata da Alegria, da beatitude e da tranquilidade interior.

...Silêncio...

Outra questão.


Questão: ao que corresponde o ritual de se lavar as mãos e os pés?

Bem amado, o lavar dos pés lhe reenvia, é claro, ao lavar os pés dos apóstolos pelo Cristo; é o mesmo para as mãos. Se lavar as mãos e os pés é um ato, antes de tudo, energético e vibral. O simples fato de lavar as mãos e os pés libera de alguma forma o que está cristalizado em vocês. Vocês liberam, desta maneira, o que encobre e obstrui os fluxos adamantinos, de se manifestar em vocês quando das Teofanias. É isso que vos foi aconselhado de lavar as mãos e vossos pés, porque é nesses lugares, através das zonas reflexo plantares e palmares, que se situa evidentemente o holograma do funcionamento de vosso corpo, e também de vosso Espírito. Lavando as mãos e os pés, vos permite assim facilitar a propagação da Luz adamantina até as extremidades de vossas mãos e de vossos pés, e então o estabelecimento da Luz.

A Luz, nós vos temos dito por diversas vozes desde alguns dias, não se demorem mais somente sobre as estruturas vibrais que vocês conhecem, mas percorram desde agora a totalidade de vosso corpo. Trata-se de uma iluminação feita do interior pela presença do Cristo em vocês. Esta Luz adamantina, e, sobretudo quando das Teofanias ou próximo as Teofanias, vai permitir literalmente deixar a Luz tomar possessão de todas as parcelas desse corpo efêmero, sem nada esquecer. Vocês estarão então efetivamente, com vosso corpo de carne, em vosso corpo de glória ou corpo sem costura, ou corpo de Existência se vocês preferem.

Assim então o corpo físico, em sua totalidade, está prestes a se tornar – e eu falo no nível coletivo -, o lugar de uma transmutação e de uma transubstanciação a nenhum outro parecido, porque se trata, qualquer que seja vosso destino, de passar de um corpo limitado a um corpo ilimitado, de passar do carbono para o silício, de passar do efêmero à Eternidade.

...Silêncio...

Outra questão.


Questão: o Cristo pode se instalar em nós se nós estamos ainda na pessoa?

Bem amado, enquanto seu corpo estiver presente, você será sempre a pessoa, mesmo liberado vivo. Tudo depende, eu diria, do grau de resistência da personalidade ou do abandono da personalidade, quaisquer que sejam as feridas, os carmas, as doenças ou outro. O limite não está no nível do corpo, o limite está simplesmente na aptidão ou na não aptidão de vossa consciência para largar.

O Cristo se instalará de toda maneira, quer a morada esteja limpa ou não, mas evidentemente, as circunstâncias desse despertar do Cristo serão profundamente diferentes segundo que vocês tenham lavado suas roupas, mais ou menos completamente.

É essencialmente a missão das Teofanias de vos dar, não o acesso para a Eternidade porque apenas vocês que podem realizá-lo, é o último passo, ao Coração do Coração, o momento onde vossa consciência deixa e vive, se eu posso dizer, alguma coisa que não é mais da ordem da consciência nem de vocês mesmos, mas da totalidade, que é chamada Parabrahman ou Absoluto.

A Luz, nesta fase final, não está aí para vos curar, senão for curar os apegos à vocês mesmos, os apegos a materialidade, e ver as últimas coisas que não foram vistas. E isso concerne evidentemente a pessoa e não a Eternidade, mas a justaposição e desde, isso vos foi explicado, a dissolução do efêmero em proveito da Eternidade, se acompanham de uma forma de distanciamento da consciência ordinária, da supraconsciência, após seu reconhecimento mútuo e sua fusão. Isso explica, é claro, os processos vividos esses últimos anos, da alteração memorial ou do funcionamento mental que eu qualificaria de descontínuo. Isso vai evidentemente se amplificar.

Estar cada vez mais presentes no seio de vosso coração se acompanhará cada vez menos de subidas do que constitui vossa pessoa, vossa história ou o que quer que seja de conhecido. E isso é normal e não deve atrair vossa atenção ou vosso questionamento sobre isso, mas, aí também, novamente, viver bem mais com facilidade e com graça.

Lembrem-se que vocês não são nem esse corpo nem esta pessoa e que é justamente isso que foi chamado “ser liberado da pessoa”. Mas a pessoa, isso foi explicado, me parece, muito longamente durante esses numerosos anos, a pessoa não está jamais liberada; enquanto que você se considera como uma pessoa, não há nenhuma porta de saída, desde agora.

Então já, sobre o plano expressão/comunicação, assim como você formula a questão, mostra bem evidentemente isso que você teme, quer dizer ser ainda uma pessoa. Eu lhe lembro que você será sempre uma pessoa, mas você está liberado de sua pessoa ou não? Sua própria pessoa não será jamais liberada. Isso não é você que decide, isso não é seu corpo ou sua consciência ordinária que podem decidir o que quer que seja, é o sacrifício ou a crucificação que realiza isso. Aceita-se largar ou se demonstra a si mesmo que você mantém ainda seus sofrimentos, suas perturbações, seus apegos a esse mundo?

Lembre-se que definitivamente e finalmente isso não mudará nada, mas isso traduz já simplesmente, de alguma forma, seu futuro e seu destino. É claro, restará sempre a última graça do Apelo de Maria, mas isso que vocês vivem desde agora, prefigura e antecipa o que vocês têm a viver após o Apelo de Maria. É claro, existem ainda e sempre as possibilidades de mudança. Essas possibilidades de mudança dependem unicamente disso que eu acabo dizer: você está liberado da pessoa ou continua a se expressar desde a pessoa?

Assim, então, as manifestações que estão a viver hoje não têm, nem que ser condenadas, nem julgadas, nem discriminadas, mas, no entanto, é completamente possível de descobrir vosso destino, se eu posso dizer, até a Liberação e então de apreender talvez um pouco melhor o que se desenrolará para vocês durante os 132 dias, segundo vossa localização desde algumas semanas. Não desde dois meses, mas mais precisamente desde a primeira Teofania que ocorreu, eu vos lembro, antes da intervenção de Maria do fim de semana pascal ou da semana da páscoa.

É por isso que Maria não vos anunciou a primeira Teofania antes que ela ocorresse, de maneira a que vocês se dessem conta por vocês mesmos se vocês estavam prestes a viver esse processo ou não, porque eu vos lembro que esse processo não tem necessidade de vossa pessoa nem de vosso personagem. Isso não é vocês que decidem, se isso não está no momento em que vocês vivem a Teofania, que ela seja espontânea ou que vocês decidam comungar com um irmão ou uma situação – sem nada pedir, eu vos lembro.

...Silêncio...

Outra questão.


Questão: como conciliar uma atividade profissional com a instalação do Cristo?

Bem amado, assim como você pergunta, isso vai se tornar impossível, e isso vos foi anunciado, aliás, me parece. Até o presente, era possível conciliar as atividades ordinárias no seio desse mundo de ilusão e viver, como vocês têm vivido, tudo isso que era para viver. Hoje isso não é mais a mesma coisa, sobretudo, desde essa manhã. Esta tomada de consciência, tal como você a expressou, vai se colocar cada dia cada vez mais. Então eu não tenho resposta fácil, se isso não é repetir a frase de Cristo: “Deixe os mortos enterrarem os mortos e siga-me.” Aí se prova, para alguns de vocês, vossa verdadeira capacidade em vos demonstrar o que vocês são, por vossas escolhas, por vossas atitudes.

Para alguns de vocês, o Apelo ou a ordem da Luz será tal que não será mais possível levar o que vocês levavam anteriormente. Cabe a vocês, se eu posso dizer, em vossa alma e consciência, decidir. Nós não podemos e não damos jamais nenhum conselho particular em relação a isso, porque cada caso é um caso particular e isso seria interferir em vossa liberdade, mas nós insistimos em vos dizer que agora, vocês não poderão mais levar em frente o efêmero e a Eternidade até o Apelo de Maria, porque é indispensável, segundo vosso ritmo e segundo vossas tomadas de consciência, de sair de todo engajamento da matriz, desde agora.

Nós temos sempre vos dito durante esses anos e mesmo após o ano de 2012, salvo o período inicial dos Casamentos Celestes onde houve numerosas mudanças, que precisavam permanecer aí onde vocês estavam. Hoje isso não é mais verdadeiro; isso se deve simplesmente as Teofanias. “Ninguém pode penetrar o Reino dos céus se não se tornar como uma criança.” Será mais difícil a um rico passar o buraco de uma agulha do que outra coisa. É necessário a vocês, agora, despojar, segundo o que a Luz vos ordena, todos vossos apegos, sem nenhuma exceção. Isso não quer dizer por aí que vocês necessitam deixar tudo, mas cabe a cada um de vocês de ver os resultados das Teofanias sobre vossos envolvimentos no seio desse mundo.

A Luz vos pede desde agora um envolvimento completo e total. Algumas atividades poderão ser levadas no seio da pessoa, outras de modo algum. Eu não posso lhes fornecer a lista porque isso é profundamente diferente para cada um de vocês. É então em vossa alma e consciência, realmente e concretamente, que vos pertence fazer a experiência, de decidir, de escolher, quer dizer serem autônomos.

Eu lembro a vocês que após o Apelo de Maria e no momento da estase, vocês não poderão contar com nada senão o que vocês são em eternidade. O resto terá literalmente, concretamente e efetivamente, desaparecido. Vocês serão únicos no mundo, vocês serão o Parabrahman, quer vocês o queiram ou não. Isso atualizará o Juramento e a Promessa, tal como a Fonte vos tem falado longamente.

É então uma verdadeira escolha, que não tem nada a ver com a atribuição vibral, mas que, simplesmente, vos mostra o caminho mais evidente para vocês, e os caminhos plenos de obstáculos. Cabe a vocês serem autônomos, cabe a vocês decidir; é vossa responsabilidade e certamente não de vossos parentes, amigos, irmãos ou irmãs, e ainda menos nossa, ilustrando também a frase do Cristo: “Ninguém pode servir a dois mestres de uma vez.” Era ainda possível até pouco tempo; agora isso vai se tornar cada vez mais impossível, mas também, cada vez mais evidente.

É então em vossa alma e consciência que pertence realmente resolver e decidir. Cabe a vocês ver os lugares onde o coração está lá, e as situações, os envolvimentos, onde o coração não pode estar lá e não poderá jamais estar lá. Isso pode ser muito brutal, mas eu vos aconselho pesar bem os prós e os contras de uma decisão hoje, antes de serem confrontados posteriormente, no momento ou após o Apelo de Maria.

Lembrem-se também o que disse o Comandante, para aqueles de vocês, despertos e vibrantes: quando existem ainda os apegos ou as deficiências de posicionamento, o Comandante vos disse que isso iria atacar o corpo de maneira cada vez mais evidente e cada vez mais violenta. Cabe a vocês ver as coisas e cabe a vocês decidir. Nós só podemos esclarecer as escolhas que são possíveis para cada um, mas há apenas você que pode fazer o último passo. E a Luz hoje, nas suas ordens, vos mostra o caminho, cabe a vocês decidir.

Eu lembro vocês também, como isso foi dito, que vocês estão muito exatamente no bom lugar, o que quer que diga vossa pessoa e o que quer que pense vossa consciência ordinária. É para vocês e para cada um de vocês, as circunstâncias as mais adequadas para reencontrar vossa autonomia, se isso já não está feito. Autonomia, também em relação à matriz como em relação a todos os laços, mas também em relação a nós, intervenientes de outros planos da Luz que o vosso.

...Silêncio...

Eu recordo que as ordens, tais como vos explicou o Comandante, não estão aí para punir, castigar ou retribuir o que quer que seja, mas é simplesmente a Inteligência da Luz que vos mostra assim o que resta ainda de atitudes, de resistências ou de apegos.

...Silêncio...

Outra questão.


Questão: isso concerne também ao serviço e ajuda aos outros?

Bem amado, a ajuda e o serviço aos outros não é uma necessidade, não é não mais uma obrigação ou uma orientação diferente. Isso é diferente em cada caso. Cabe a você verificar se o fato de ajudar e de servir, que é benéfico, é claro, porque o sentido do serviço ou Bhakti Yoga vos foi apresentado como um caminho real, se eu posso dizer, para descobrir o que vocês são em verdade, todavia tudo depende de como esse sentido de serviço é levado e tudo depende das repercussões eventuais sobre sua própria consciência. Se há plenitude, se não há sentimento de ser dependente desta atividade para estar tranquilo, então continue.

Todavia eu atraio vossas atenções, e eu falo aqui de todos aqueles de vocês que têm uma atividade que vocês qualificam de ajuda, de serviço ou de terapia, vigiem em não levar não mais vossos clientes, vossos pacientes, vossos irmãos e vossas irmãs que vem vos ver, em uma dualidade muito importante, sobretudo se eles não estão abertos. Não reforcem os laços com a matriz, os laços no carma, os laços da causalidade, e eu vos lembro que a ação de Graça não conhece nenhuma causalidade.

Assim então eu não tenho resposta, aí não mais, completamente, porque aí também é um problema diferente para cada um. Alguns de vocês são autônomos no seio da terapia, outros estão com pés e mãos atados em sua postura e em suas técnicas. É diferente então para cada terapeuta ou cada serviço que é efetuado. Seja o serviço aliviado, e vocês o sentem concretamente, seja no seio deste exercício, de ajuda, ou de serviço, ou de terapia, a Teofania espontânea se coloca no caminho, seja ao contrário vosso coração parece se desligar, vocês estão fatigados, enervados e o sentimento profundo, que se tornará, aliás, cada vez mais evidente, de serem cortados do que vocês são. É em função disso que devem ser realizadas vossas decisões e vossas escolhas e vossos posicionamentos.

Isso que eu quero dizer por aí, de uma maneira geral, para os terapeutas como pela questão precedente, eu tenho sintetizado isso dizendo que “ninguém poderá servir a dois mestres de uma vez”. Isso é o primeiro ponto. O segundo ponto, é que, sobretudo isso traduz vossa capacidade, justamente, para viver a Ressurreição e o sacrifício. Eu vos tenho dito que este período era ideal para ver e vislumbrar o que vocês têm a viver após o Apelo de Maria.

...Silêncio...

As Teofanias são então o meio de preparar de maneira extremamente ativa o Apelo de Maria. Parece-me, aliás, que Maria vos convidou a realizar essas Teofanias por si mesmos, qualquer que seja sua localização, cada vez mais frequentemente, além das Teofanias espontâneas ou programadas. Vocês se demonstrarão a si mesmos, então, a realidade do Amor, a realidade de sua ação, ou então a realidade de vosso personagem que está ainda diante da cena.

...Silêncio...

Outra questão.


Questão: você pode desenvolver o que significa “efetuar uma Teofania por nós mesmos?

Efetuar uma Teofania por vocês mesmos é simplesmente estabelecer uma relação entre vosso coração, um irmão ou uma irmã, uma situação, onde quer que esteja situada esta outra consciência ou esta situação. Hoje, Maria vos diz de não projetar qualquer pedido que seja quando dessas Teofanias, mas vos é possível estabelecer uma comunhão de coração a coração com não importa quem, se posso dizer, sobre este planeta; é assim que vocês estão no serviço. Mas não peçam nada para a situação, pela pessoa, para o irmão ou a irmã sobre o qual esta Teofania é colocada em ação. Isso não é um pedido, é o estabelecimento desta comunhão no Coração do Coração que realiza a alquimia da Liberação. Ela vos permite de vos ajustar o mais próximo de vosso Coração do Coração, da Infinita Presença, da Paz, do êxtase e da Liberdade.

Realizar uma Teofania por si mesmo, é simplesmente decidir o que expressou Maria; não há outro detalhe a dar senão esse. É simplesmente, sem nada pedir, se colocar no coração, em consciência ou em vibração, segundo o que é perceptível, e deixar se estabelecer a Teofania desde o instante onde vocês têm definido não um objetivo, mas o que nós podemos chamar um alvo de troca e de comunhão.

Não é proibido realizar as Teofanias conosco. Nós vos temos falado, já desde longo tempo, e, sobretudo as Estrelas e os Anciãos, que havia uma progressão no nível do Canal Mariano, onde ele fusionaria com o chacra do coração, vos dando a ver que o mundo estava em vocês. Desde o instante onde vocês se colocam em vosso coração, não intelectualmente – mas não necessariamente vibratoriamente não mais, se vocês não percebem as vibrações – mas simplesmente vos apoiando em vossa mão, vos apoiando no que vocês querem, de fazer recair vossa consciência sobre vosso coração, e após, simplesmente, pensar na pessoa, na situação, nos irmãos ou nas irmãs sobre o que esta Teofania está estabelecida.

Isso não é uma ação da vontade, isso não é mais o desejo de mudar qualquer situação que seja que deva vos aflorar – não, sobretudo – mas simplesmente a vontade de bem, se posso dizer, mas não mais a vontade do bem no seio da matéria, que era ilusão, mas a vontade do bem no seio do Espírito, que não é propriamente falando uma vontade, mas que traduz a presença do Espírito e de tudo que vos foi desenvolvido durante esses dois últimos anos. Isso concerne também ao Espírito do Sol como a matriz Crística, como o Coro dos Anjos ou ainda o Impessoal.

...Silêncio...

Outra questão.


Questão: a Teofania pode ela se fazer com um grande número de pessoas ao mesmo tempo?

Bem amado, esse é o apanágio do Cristo. Para o instante, contentem-se de fazer o que eu nomearia de um por um. Isso será realizável, mas eu lhe aconselho a esperar um pouco, em particular quando da data chamada Ascensão tenha passado. Nesse momento, a Luz emanará de vocês e irradiará de vocês, mesmo além das Teofanias e independentemente de vossa vontade. Alguns de vocês terão efetuado a última alternância da consciência para a direita a 90 ou 180 graus. Nesse momento, vocês não terão mesmo necessidade de nomear isso Teofania ou outra coisa, nem mesmo de saber o que se produz, nem mesmo saber qual o alvo – porque a terra inteira será o alvo. Isso é para pouco tempo, mas isso não é para hoje ainda. Isso começará, primeiramente, justamente depois da Ascensão, eu falo da data de vosso calendário.

...Silêncio...

Outra questão.


Questão: como serão escolhidos os seres que viverão o tubo de Luz e a alternância de 90 ou 180 graus? Há um número limitado, como evocou Metatron?

Bem amado, eles não serão escolhidos por nós. São vocês mesmos que vão escolher, e segundo, aí também, vosso destino e segundo o que será para viver por vocês durante os 132 dias. Eu vos lembro que a Teofania não tem necessidade desse tubo de Luz, desta coluna de Luz no seio de vossas costas para ser realizada. Simplesmente, se esse processo descrito pelo Lorde Metatron tem lugar para vocês, começou, eu lembro vocês, essa manhã às oito horas, mas não tem que ser sincronizado, pode se produzir entre agora e o fim das Radiâncias Arcangélicas. Desde o instante onde isso se produzirá vocês não terão nenhuma hesitação, vocês serão liberados vivo, não pela Onda de Vida, mas diretamente pelo sacrifício da consciência ordinária. Isso não é então nós que escolhemos, aí também, tudo depende de vosso nível de responsabilidade, e, sobretudo, de vosso nível de autonomia.

Eu poderia dar uma imagem para isso, e isso concerne também as Teofanias como a instalação dessa alternância, tal como anunciado pelo impulso Metatrônico dessa manhã. Vocês veem e vivem a Eternidade, o Coração do Coração, e de outro lado vocês veem esse mundo, suas ilusões e talvez seus prazeres. Vejam os dois – e isso estando cada vez mais flagrante, que isso seja no seio do efêmero quanto a Ilusão, que isso seja no seio da veracidade de vossa eternidade e do êxtase -, são vocês que decidem a partir daí.

O número? Há um número suficiente, como disse Metatron, mas esse número será obtido, se eu posso dizer, neste período.

...Silêncio...

Isso faz parte grandemente das flutuações da velocidade de Nibiru.

...Silêncio...

Outra questão.


Questão: desde o início das Teofanias, eu constato uma acentuação que começou na Coroa da cabeça, um fogo ardente de Amor no peito. Os batimentos do coração preenchem todo o corpo, e as células borbulham como se o corpo efervescesse, até não mais sentir. Depois eu sinto uma forte baixa de energia vital. Isso pode ir até um colocar em estase do corpo antes da estase?

A resposta é bem claro “sim”, e, aliás, esse é o objetivo. É nesse sentido que eu dizia que em breve, se já não foi feito, será necessário escolher entre a matriz e a Eternidade. Para alguns de vocês isso é prévio ao Apelo de Maria, e é exatamente o objetivo realizado e observado por nós nessas Teofanias, desde algumas semanas.

“O Amor ou o medo” vos tem sido repetido em inumeráveis reprises, o efêmero ou a Eternidade, a Alegria ou a ausência de Alegria. Mas esta Alegria está destinada, é claro, para o momento, nesse mundo, porque vos traz vossa Presença e vossa radiância, mas a finalidade não é esse mundo. Ou então, se isso é para vocês, então isso significa simplesmente vossa atribuição vibral e isso que vocês têm a viver durante os 132 dias.

Mas tudo isso que você descreve corresponde efetivamente isso que acontece. Isso não é a totalidade, resta também ter a percepção clara e consciente das estruturas da Luz vibral. Da mesma maneira que vocês podem olhar vossa mão, da mesma maneira vocês irão tomar consciência e ver esse corpo de Existência em suas diferentes funções, em suas diferentes disposições da Luz. Nós já vos falamos das Estrelas, das Portas, do tetraquihexaedro, da estrutura octaédrica situada em vosso sacro; restam outras, é claro, mas cabe a vocês descobri-las e vivê-las, eu não estou aqui para dar uma lição da anatomia sutil. Mas isso que você diz corresponde completamente ao que é viável no decurso de uma Teofania.

...Silêncio...

Outra questão.


Questão: a Teofania é ela sempre eficaz quando estamos dormindo?

Bem amado, quem pode ser mais claro que você? Mas eu lhe respondo que o adormecimento não atrapalha nada. Como eu disse, pode ter o caminho da percepção vibral do corpo de Existência, isso faz o objeto da precedente questão, mas eu respondi em outra questão que era possível de viver isso com a consciência, sem nenhuma tradução no nível do corpo. Ao contrário, mesmo se você adormece e então nada é percebido no corpo, a diferença será significativa para você. O que lhe traz a Teofania? O que você observa no funcionamento ordinário de sua consciência como de sua vida? Quais são os benefícios, ou não? O sono não impede nada.

...Silêncio...

Outra questão.


Questão: quando de uma Teofania espontânea, se encontrar de joelhos sobre um tapete de flores brancas de quatro pétalas tem algum significado?

Bem amado isto é concreto ou isto é uma visão?


Questão: é uma visão interior na Teofania espontânea.

Bem, estar de joelhos, flexionar o joelho, é se submeter ao Espírito. Isso é conhecido, eu diria, em todas as correntes tradicionais e religiosas. Agora, você está de joelhos não sobre o solo, mas sobre as flores brancas de quatro pétalas; o quatro lhe envia ao equilíbrio. O que acontece é então uma imagem ligada ao efeito de sua Teofania espontânea que se traduz por isso. A Teofania lhe obriga, ou lhe propõe, se colocar de joelhos, quer dizer deixar a pessoa e estar submetido ao Espírito. É assim que você descobre nesse chão de flores brancas de quatro pétalas, o equilíbrio dos Elementos, o equilíbrio de sua vida, o equilíbrio de seu corpo. Isso traduz também, certamente para você, que a única solução em tudo que pode lhe dificultar é justamente o Coração do Coração, quer dizer, as Teofanias. Há então uma forma de rendição da pessoa que é de alguma forma prévia à crucificação e à Ressurreição.

...Silêncio...

Outra questão. 


Questão: sentir de novo os laços nos tornozelos tem o mesmo significado do passado?

Bem amado, não, e isso já foi especificado, mas eu lhe repito a resposta. É indispensável não viver as comunhões como foi possível durante o período consecutivo aos Casamentos Celestes, que haviam sido chamadas “comunhão, fusão e dissolução”. Hoje nós empregamos um termo mais específico que é: “comunhão do coração e Teofania”. Evidentemente, isso deve se viver não como se viveu no momento da liberação de certos corpos de Existência, quer dizer à distância, mas deve se viver diretamente em vosso coração, e então estando presentes.

Alguns de vocês têm uma leve propensão a querer escapar o mais rápido da prisão, é por isso que é indispensável se manter no solo, presentes, e é nesse sentido que os tornozelos ou os punhos, em certos casos, quando há necessidade de se bloquear no seio de seu efêmero para viver a Eternidade. Eu falo da localização de sua consciência e de seu corpo. Assim então, o significado hoje, não é de vos impedir de partir, mas muito mais de bloquear no Aqui e Agora, a única maneira de viver a Teofania de maneira completa, se eu posso dizer. Esses laços podem então, mesmo hoje, se apresentar no nível dos punhos, mesmo que eles tenham desaparecido desde anos, porque não é questão de partir a outros lugares ou outra dimensão, mas de fazer beneficiar o efêmero, seu corpo e esse mundo da Teofania. Ela não acontece em outros lugares senão aqui, no Coração do Coração, em vocês, nesse corpo e nesse tempo.

...Silêncio...

Outra questão.


Questão: podemos pedir ter esses laços para não adormecer?

Bem amado, para alguns de vocês é preferível dormir, o importante não é, eventualmente, viver esta Teofania, até mesmo se é muito agradável, mas, sobretudo, de constatar os efeitos após. Quando eu digo após, isso não é imediatamente após, é no desenrolar de vossos dias, de vossos hábitos, de vossos comportamentos, de tudo que se desenrola em vossa vida também, caso vocês o vivam num nível vibral.

Eu especifico também, e isso foi repetido, me parece, em inúmeras reprises: caso vocês desapareçam, isso traduz, não somente vosso adormecimento, mas a capacidade de não estarem retidos por um apego a esse mundo, a esse corpo, a situações ou à matéria. As Teofanias não são feitas para viver outra coisa senão a Paz e a bem aventurança, mesmo que, é claro, haja as consequências no nível vibral e sobre vossas vidas, isso não concerne à própria Teofania, mas bem mais aos resultados. Você pode evidentemente pedir para que esses laços dos punhos ou dos tornozelos se reativem, mas isso não lhe preservará do adormecimento.

...Silêncio...

Outra questão.


Questão: aqueles que serão os pilares de Luz viverão os 132 dias para acompanhar os irmãos e irmãs?

Bem amado, isso não é obrigatório. Para cada um isso será diferente, eu não posso lhe dar a regra segundo o que você vive, ou não, o pilar de Luz ou a coluna de Luz, daqui à Pentecostes. Mas isso corresponde, sobretudo, não aos 132 dias, mas à outra coisa que é, como foi explicado pelo Arcanjo Metraton, de servir, por vossa irradiação e vossa Presença e não mais pela Teofania, o que não quer dizer que não é necessário continuar as Teofanias, mas que a longo prazo, evidentemente, esses irmãos e essas irmãs humanos encarnados que vivem o pilar de Luz, terão uma utilidade, se eu posso dizer, em seu serviço, onde quer que eles estejam situados. Quer dizer que isso não é, primeiramente, uma indicação formal do que vocês têm a viver durante os 132 dias. A única indicação formal em relação a isso, eu vos disse, é que vocês vivam presentemente e, sobretudo, desde 8 de março.

Alguns de vocês estão reajustados, após terem sido tocados no nível de seus corpos, outros não têm sempre compreendido, se eu posso dizer, e aceitado. Como vos disse o Comandante, é necessário, então, que a Luz bata cada vez mais à vossa porta.

Lembrem-se as expressões que eu empreguei há muitos numerosos anos. Eu vos falei de estar ancorados na Luz. Vocês têm permitido a ancoragem da Luz sobre a Terra. Depois, vocês foram chamados as sementes da Estrelas, antes também, aliás, e em seguida, vocês não são mais, propriamente falando, aqueles. A instalação de vossa supraconsciência antes do Apelo de Maria, manifestada de maneira efetiva, esse já era o caso para os Liberados Vivos que vão se juntar com outros irmãos e irmãs vivendo esse processo de alternância da consciência e de retorno. Esses seres têm, evidentemente, uma liberdade total, desde o instante em que eles são autônomos e liberados vivos, de se estabelecer onde eles quiserem em função do que eles desejam: ser Absoluto desde agora no Apelo de Maria, não mais serem afetados pelo que quer que seja desse mundo, estar sobre um Círculo de Fogo ou percorrer esse mundo.

Isso não somos nós que vos disponibilizamos, não é uma atribuição, isso não é uma atribuição da Luz, mas isso é a concretização da Luz que desemboca sobre as características específicas que vos são próprias.

...Silêncio...

Outra questão.


Questão: fazer uma Teofania com uma situação ou um parente com quem nós temos apegos ou laços, pode ser um meio de ajudar esses laços e apegos se dissolverem?

Na condição de não postular que isso seja feito para liberar um apego, mas de simplesmente se colocar no Coração do Coração e estabelecer a relação no Coração do Coração. Mas se você vai com este objetivo, não se realizará. Seja espontâneo nesta autonomia e nesta liberdade, e não se preocupe com qualquer resultado, porque desde o instante onde você fala de laços, é a pessoa que se expressa. Viva as Teofanias com esses membros caso você o deseja e veja depois qual é o resultado, mas não coloque jamais previamente tal como você pediu. Não peça nada à Luz em relação a se liberar desses laços, mas realize a Teofania e veja. Porque desde o instante onde há objetivo, desde o instante onde há pedido, nesse caso específico da Teofania, não há mais a presença em você mesmo, em sua eternidade, há o desejo da pessoa.

A Teofania deve ser vivida sem objetivo outro senão o de viver o Coração do Coração. Sem prejulgar, sem pedir e sem esperar. Se produzirá o que deve se produzir pela Graça e a Inteligência da Luz, e não por qualquer vontade pessoal que é destinada ao fracasso desde já. Lembre-se: tudo o que você se opõe enquanto pessoa se reforça. Isso é muito mais verdadeiro hoje, com a difusão da Luz nesse nível de intensidade e de realização, se eu posso dizer.

...Silêncio...

Questão seguinte.


Questão: ver o seu próprio cadáver é a confirmação de deixar seu corpo depois dos três dias?

Bem amado, efetivamente, nesta visão, você diz adeus a todo passado. Você ilustra a perfeição através do que você viveu nessa Teofania, o fato de “deixar os mortos enterrar os mortos”.

...Silêncio...

Outra questão.


Questão: a instalação da coluna de Luz, ela começou em alguns durante essas ultimas semanas?

Sim, completamente, da mesma maneira que a primeira Teofania foi realizada sem que vocês estivessem informados. Mas digamos que o impulso Metatrônico dessa manhã às 03:00 horas (horário do Brasil) foi o inicio, se eu posso dizer, dessa campanha particular. Mas, evidentemente, alguns de vocês puderam completamente viver isso previamente.

...Silêncio...

Outra questão.


Questão: viver a coluna de Luz significa que houve alternância da consciência ou isso pode se fazer sem essa alternância?

Três situações são possíveis. Em regra geral, há uma conjunção da coluna de Luz, da alternância da consciência e da Liberação. Alguns de vocês podem viver as premissas da coluna de Luz, mas a finalidade – que é o Coração do Coração – induz sistematicamente à alternância em direção à Liberdade e Autonomia, que isso seja sincronizado ou siga de muito perto. É possível também, e vocês têm compreendido, viver essa alternância de consciência sem ter sentido, percebido a coluna de Luz, para aqueles de vocês que não viveram as vibrações e as etapas que nós vos descrevemos desde muitos numerosos anos.

...Silêncio...

Questão seguinte.


Questão: a instalação da coluna de Luz induz à fusão dos quatro Elementos em nós, para fusionar no Éter?

Sim, totalmente. A ativação dos quatro Elementos, muitos de vocês já viveram através da ativação da pequena Coroa da cabeça. Evidentemente, a ativação do pilar de Luz, assim como o retorno da consciência sucessiva vão, frequentemente, requerer essa alquimia particular onde vocês se reúnem à Merkabah interdimensional coletiva, ao Andrógino Primordial e à Fonte de Cristal, onde não há mais possibilidade de identificação com qualquer forma que seja, ou em qualquer dimensão que seja. Então, a finalidade está no Parabrahman.

...Silêncio...

Outra questão.


Questão: realizar em nós permite aos Elementos da atmosfera alternar no Éter?

Eu não estou seguro de ter entendido.


Questão: viver a coluna de Luz pode ajudar o conjunto da humanidade a alternar no Éter?

É exatamente o objetivo. Tornando-se irradiante de Luz e não mais somente semeadores ou enxameadores de Luz, a Luz irradiará de vocês por todo lado. Vocês serão tornados, efetivamente e concretamente radioativos. Nesse momento, as Teofanias não estão mais ligadas ao Coração do Coração, mas à vossa própria Liberdade e Autonomia, que é, evidentemente, contagiosa e contribui para a Ascensão da Terra e à vossa Liberação.

...Silêncio...

Outra questão.


Questão: aqueles que estarão radioativos, que viverão a coluna de Luz, eles deverão evitar tocar as crianças?

Não. Esta radioatividade da qual eu falo, não é completamente da mesma natureza que essa que vocês podem conceber. Não há noção de distância. Essa radiação é a radiação do Éter primordial. Ele é radioativo no sentido em que não transporta as partículas ou a ejeção particular de radiação gama, tetha, alpha ou beta. É outra radiação que vos é estritamente desconhecida sobre a terra e que não é detectável por vossos próprios instrumentos, mas simplesmente o efeito por vossa presença, que seja próxima ou no outro extremo do planeta, será a mesma. Não se preocupem de saber o que fazer com isso, isso se faz automaticamente.

Vocês têm visto a diferença entre a Teofania e o processo descrito por Metraton, é o seguinte: a Teofania, eu vos disse, deve ser dirigida uma por uma sobre uma meta após a outra. A radiância de vossa eternidade presente nesse mundo através do processo Metatrônico, do último impulso Metatrônico, é um pouco diferente. Vocês não têm, nesse momento, que decidir o que quer que seja sobre o que quer que seja, mesmo na liberdade total, mas vossa simples presença é suficiente para alimentar o mundo. Vocês são o Caminho, a Verdade e a Vida. Isso passa dos comentários e isso passa também da energia e da transferência do que quer que seja, e isso passa também da meta. Vossa meta é então espontaneamente, o conjunto dos mundos – quer dizer vocês mesmos.

...Silêncio...

Outra questão.


Questão: há um tempo mínimo para que a Teofania seja eficiente?

Ela transcende toda noção de distância e de tempo, não há nenhuma latência, é imediato. Se uma pessoa sente esta Teofania com distância, isso quer dizer que esta Teofania era vivida desde outro ponto de partida.

Lembrem-se que existe também, desde agora, as Teofanias espontâneas, ou mesmo como disse Maria, uma Teofania perpétua que está prestes a se instalar. No momento, vos parece existir uma personificação entre o ponto de partida, vocês, e uma meta. Vocês constatarão proximamente que isso não quer dizer mais nada.

...Silêncio...

Outra questão.


Questão: a instalação da coluna de Luz está ligada ao mesmo mecanismo que foi chamado a fusão dos três fogos?

Não, isso é um pouco diferente. Evidentemente, o objetivo é o mesmo, mas, eu diria, em outra oitava de Liberdade, porque aí, eu falei da Autonomia e da Liberdade definitivas. Isso era raramente o caso quando da fusão dos três fogos, tal como havia sido apresentado. Esta fusão dos três fogos não se realiza pelo Sushumna ou pelo Canal do Éter, ela se realiza por uma colocação em sintonia, diretamente entre cada Coroa e o sacro. Caso você queira uma imagem mais reveladora: a fusão dos três fogos se realiza, não pelo Canal do Éter, mas se realiza diretamente por ressonância do um com o outro dos fogos.

A instalação do canal de Luz independente de suas especificações, realiza, é claro, essa fusão dos três fogos, mas, novamente, em outra oitava, que não é simplesmente o Fogo vibral, que não é simplesmente a ativação dos novos corpos ou da totalidade de vosso corpo de Existência, mas guardem bem, sobretudo, a Autonomia real e concreta, e a Liberdade verídica.

...Silêncio...

Questão seguinte.


Questão: como as pessoas que não estão conectadas poderão perceber esses pilares de Luz?

Mas foi bem estabelecido que eles serão visíveis com vossos olhos de carne, não sobre vocês, mas na natureza. Eles já estão em certos lugares, mas eles não são fixos. Eles se tornarão fixos. Lá onde vocês os verão, eles não se moverão mais, em breve. Então, não é uma questão de estarem informados, não é uma questão de estarem abertos ou não, porque isso toca vossa realidade sensível. Eu falo das colunas ou pilares de Luz presentes, não em vocês, mas diretamente na superfície da terra.

Questão: eu falo pelas pessoas que seriam essas colunas de Luz.

E qual era a questão, então?


Questão: como serão pressentidos pelas pessoas ao seu redor?

Isso depende do grau de abertura daqueles que estão à frente, mas não há porque se colocar esse gênero de questão. O que é importante é sua localização em você mesmo. Caso o pilar de Luz esteja instalado e a alternância da consciência teve lugar, então você constatará, sem ambiguidade, que você não é desse mundo e se refugiará cada vez mais em seu coração, e ficará em beatitude ou em pré-estase, caso você prefira, sem nenhuma dificuldade. O que eu quero dizer, além do mais, é que para aqueles que serão portadores desses pilares de Luz, e que terão alternado a consciência, assim como foi descrito pelo Arcanjo Metatron, então nesse momento, vocês não serão mais desse mundo, mesmo estando ainda por intermédio de vosso corpo de carne. Vossa consciência terá definitivamente alternado na Eternidade.

...Silêncio...

Questão seguinte.


Questão: o tubo de Luz é representado com 3 cores: azul escuro, azul claro e branco no interior?

Faltou o rosa. Há então quatro cores possíveis e potenciais, mas o mais frequente, eles vos aparecerão como pilares de Luz branca, a coloração, eu falo dos pilares da natureza, de cor azul ou rosa, têm uma especificação ligeiramente diferente, mas é completamente possível observar esses pilares de Luz, como você disse, de cor azul com diferentes tonalidades, branco, mas também rosa. Não há, todavia, diferença fundamental no mecanismo de realização desses pilares. Em vocês, ao contrário, eles são evidentemente constituídos unicamente da vibração da Luz vibral branca. A coloração está presente no seio da natureza, mas não no seio de vosso corpo.

...Silêncio...

Questão seguinte.


Questão: o fato de não mais sentir sua consciência é um indício de pré-retorno?

Bem amado, a palavra “sentir sua consciência” não me diz nada. Digamos, ao contrario, caso você esteja de acordo, “estar consciente” ou não. Não se deve confundir a consciência da história, a consciência do personagem e a consciência pura, Sat Chit Ananda, que não tem nada a ver. O que eu traduzo por pré-estase ou estabeleço como sendo uma possível pré-estase, corresponde, como já foi explicado, a um distanciamento da história, da memória, e de toda preocupação em relação a esse corpo ou em relação ao que quer que seja desse mundo. Não é uma recusa do mundo, é o impulso da Luz Metatrônica que o leva a se desviar de maneira definitiva para sua eternidade.

Isso se traduz, assim como vocês já viveram, não por esse mecanismo, mas por outros mecanismos, em particular a Onda de Vida ou Canal Mariano, a capacidade de não mais estar apegados, nem mesmo ligados à história desse mundo, como à história de sua pessoa. Não se trata propriamente falando de não sentir sua consciência, mas bem mais de estar em outros lugares que não na consciência ordinária, sem, portanto, ter fugido, mas estando instalados nesta Morada da Paz Suprema onde, como vocês sabem, só existe a Paz, a Alegria, a Graça e a beatitude e o êxtase. Mas você pode ter a impressão, efetivamente, de não mais se sentir, propriamente falando, como anteriormente com, como eu havia dito, por vezes um sentimento de estranheza, não em relação ao que é vivido na Eternidade, mas totalmente da estranheza desse mundo e desse corpo.

...Silêncio...

Outra questão.


Questão: qual vai ser a altura dos pilares na natureza?

Eles unem o céu e a Terra, eles se perderão então no céu, ou nas nuvens. A perspectiva que vocês terão, é que é alguma coisa que é uma ponte entre o céu e a Terra. Então do solo até o céu, isso representa muitos quilômetros. De fato, esses pilares de Luz são uma forma de invaginação da ionosfera, sob a influência das diversas radiações vindas da Fonte, do Sol, do Cosmos. Eles juntam realmente e concretamente o céu e a Terra. Visto o lugar onde está situada a ionosfera, evidentemente vocês não têm ponto de vista que vos dá acesso até o alto, eles vos parecerão subir até o alto do céu.

...Silêncio...

Questão seguinte.


Questão: convém ir mergulhar nesses pilares de Luz se estivermos na proximidade?

Isso não é verdadeiramente aconselhado, mas façam o que vocês sentem nesse momento. Alguns de vocês serão atraídos de maneira irresistível por esses pilares. Eu lembro vocês que esses pilares de Luz, e vocês têm a experiência quando de alguns atos de terapia realizados, vocês sabem que eu mesmo materializo um pilar de Luz, de Luz vibral branca, que é, certamente, limitado aos planos dimensionais específicos, que permitem aos intervenientes de descer ao interior dessa vibração para aparecer, literalmente, no seio de vossa dimensão. Para os pilares de Luz, é um pouco diferente, porque é o casamento do céu e da Terra. Eles têm uma utilidade que vos foi descrita, mas cabe a vocês sentir o que acontece se houver, todavia, ao redor de vocês. Não esperem encontrar, de maneira imaginada, em cada canto da rua ou em cada canto da floresta, mas vocês serão informados porque eles serão tomados em fotos em inúmeros lugares.

...Silêncio...

Questão seguinte.


Questão: visto que as Teofanias ocorrerão cada vez mais frequentes, seria desejável comer cada vez menos?

Obedeça simplesmente a lógica do que o seu corpo pede, vocês sentirão muito rápido. Alguns de vocês, aliás, quase nem comem mais, e são muito incomodados pela alimentação. Outros, ao contrário, devoram. Para cada um isso é diferente. A melhor consideração e o melhor conselho é de observar o que faz a alimentação sobre você. E, sobretudo, qual o tipo de alimentação. Mas não há conselho de fato, para cada um de vocês isso é também diferente.

Foi pedido a vocês, antes das Radiâncias e também, eu penso, antes das Teofanias, de estarem leves de alguma forma. Pertence a vocês verificar por vocês mesmos o que acontece. Evidentemente, vos é possível comer menos para vos depurar antes das Teofanias programadas, mas ao que concerne às Teofanias espontâneas, vocês não têm nenhum meio de saber. E como elas ocorrerão cada vez mais de maneira extensa e em horários mesmo diferentes daqueles que lhes foram comunicados, será a vocês muito possível ver o efeito dos alimentos sobre vocês e de alguns tipos de alimentos, caso uma Teofania vos caia encima, durante, justo antes ou após uma refeição ou uma ingestão de alimentos, qualquer que seja.

E vocês estarão então fazendo mesmo a experiência, mas vocês não poderão evitar e esse é o objetivo, quando das Teofanias espontâneas, de exercer certamente qualquer preparação alimentar ou outra. O efeito surpresa deve aí também atuar. Essas Teofanias espontâneas poderão lhes dizer respeito individualmente, mas também coletivamente, como vocês perceberão em algumas regiões, em certos países em determinados momentos. E trocando com os irmãos e as irmãs, vocês constatarão que eles viveram os mesmos processos no mesmo momento, e em outros momentos absolutamente não. É justamente essa diversidade de Teofanias espontâneas que dará conta da intensidade do que é vivido, e também a generalização desses processos.

...Silêncio...

Outra questão.


Questão: os pássaros ascensionam primeiramente, isso significa que eles vão desaparecer de nossos olhos proximamente?

Eu duvido muito. O canto dos pássaros, o número de pássaros, apesar dos desaparecimentos de animais que começaram há alguns anos, é maior do que nunca. Evidentemente eles cantam, eles também, e isso dito, é normal, é a primavera, mas eles cantam também sua própria ressurreição. Esta ressurreição, é claro, não tem nada a ver com a vossa. No que diz respeito às egrégoras da criação, desses ditos animais, serão também eles livres no seio da egrégora ou, caso vocês prefiram, da alma coletiva, porque não há alma individual, exceto para alguns animais e também uma espécie de pássaros.

Contudo, exceto vossas estruturas sociais, vossas estruturas organizacionais e vossa eletrônica, não esperem vocês verem tudo desaparecer de um golpe, exceto, é claro, no momento do que foi chamado a grelha-planeta final. Para o momento, e isso foi me parece referido, vocês irão constatar os comportamentos animais profundamente diferentes. Quando eu digo animais, isso em relação também aos insetos como os pássaros, como os mamíferos e como os animais domésticos. Esse processo já está visível, se eu posso dizer, desde certo tempo, mas ele vai tomar uma nova dimensão e uma nova intensidade.

...Silêncio...

Outra questão. 


Questão: qual vai ser a consequência sobre o mundo do anuncio feito por Cristo sobre as diferentes religiões?

Nós esperamos, fulminante. Em todo caso, quando eu digo fulminante, é talvez a oportunidade de se colocar uma última vez irada de realizar esta fraude. A religião, tal como ela existe, não será senão sempre um processo exotérico, adaptado a sociedade exterior e isso é válido mesmo se existiu, no seio de diferentes religiões, os místicos. É válido para todas as religiões. As religiões fazem parte da matriz. Serão vocês cristãos, muçulmanos, judeus, árabes, serão vocês brancos, serão vocês negros, quando vocês deixarem esse mundo? Isso são apenas os confinamentos e as ferramentas do confinamento, sem nenhuma exceção.

Enquanto vocês seguem uma religião, vocês não são livres, mesmo se no seio dessas religiões existiu evidentemente, que isso seja no mundo muçulmano, no mundo judeu e o mundo católico, porque nós falamos disso, de seres liberados, mas confessem que elas foram, ao invés, raras em relação ao que se vive nesse momento. A religião vos fala sempre de conduta moral e vos fala de futuro; nós, nós vos falamos do momento presente, e unicamente disso e da Liberação. A finalidade não é absolutamente a mesma. Todas as religiões estão aí para vos impedir de serem livres, o que quer que vocês digam, o que quer que vocês pensem. Então este efeito do anuncio é, evidentemente, querido e mesmo reivindicado.

Dizendo de outra forma, não é tempo mais de tergiversar com essas bobagens que não têm outro interesse a não ser de vos deixar na ignorância, na crença, na submissão e no medo. Tanto mais que eu vos lembro que as religiões têm todas sido criadas pelo homem, e são todas o reflexo daquele que vos confina, quer dizer, Yaldabaoth. O “Yahvé”, o “Allah”, não são nada senão o Diabo em pessoa e personificado. Enquanto vocês não vivem isso, vocês não são livres. A Liberdade não tem que se encobrir nem de uma religião, nem de conceitos, nem de nenhum elemento exterior. É por isso que nós insistimos desde agora sobre o fato de entrar no interior de vocês pelas Teofanias ou por qualquer outro meio, vibral ou outro.

Desde o momento onde vocês se declaram judeu, muçulmano, vocês são sectários, quer dizer que vocês excluem o resto das religiões. Como pode haver um espaço de liberdade, de compreensão e de autonomia por intermédio desses sistemas que vos conduzem diretamente, assim como vocês o veem, isso que vocês nomeiam a terceira conflagração mundial. É talvez tempo, desde agora, de esquecer todas essas baboseiras e todas essas histórias. Quanto mais rápido, será melhor para reencontrar vossa liberdade.

Vocês não têm que estar sujeitos a nenhum deus, a nenhum ser de Luz e a nenhuma dimensão, vocês são seres da Eternidade. As religiões dizem respeito à pessoa, e somente à pessoa mesmo, e eu repito, se houve entre essas religiões os seres que conseguiram ser livres. Isso não é mais da atualidade. Há duas maneiras de colocar abaixo as religiões: a maneira utilizada pelos maus meninos que renegam o cristianismo, que renegam a ideia mesmo de qualquer futuro e de qualquer futuro no além, porque eles não conhecem. Eles têm apenas o olhar voltado em direção a esta terra e constroem todas as suas ideologias, todas as suas estratégias, que isso seja na escala individual como coletiva, unicamente adaptadas a esse mundo. Vosso Reino não é desse mundo. Não há nada a ganhar, nem nada a perder no seio desse mundo, porque ele é, como vocês sabem, falsificado, e que tudo isso que é vivido é apenas da ordem do símbolo ou da ilusão.

Há um determinado momento onde vocês devem largar todas as muletas. Nós falamos longamente durante o período prévio aos Casamentos Celestes, quando eu tentava vos apontar o dedo na noção de Abandono à Luz, na noção da verdade relativa e da verdade absoluta. Se isso vos coloca algum problema, eu vos aconselho a vos endereçar a essas canalizações, a essas informações que eu pude vos dar há anos, e eu vos repito: ninguém pode servir dois mestres ao mesmo tempo.

Deus é uma invenção bem fácil para aqueles que estão confinados, porque esta crença induz a esperar e à esperança, mas ela não libera nunca. Sobre o plano do Espírito é uma tortura e uma insensatez totais. Isso mantém o jogo, isso mantém o confinamento, isso mantém a esperança, isso mantém a projeção e isso mantém, definitivamente, esse mundo. Além disso, as religiões, sem nenhuma exceção, serão sempre responsáveis no seio desse mundo dos conflitos, antes de qualquer coisa, antes mesmo da riqueza, antes mesmo dos aspectos econômicos ou de aspectos de confrontação que se situam em outros níveis. Mesmo que isso não seja dito, as religiões são as maiores provedoras de guerra, que isso concirna a esse mundo, como a outros mundos que nós temos que afrontar para liberá-los.

Aceitar isso, colocar isso como possível, já é se tornar livres, a fim de não serem mais sujeitados nem confinados por qualquer conceito que seja e qualquer adesão que seja. Eu lembro vocês que esse mundo, igualmente ilusório e confinado que ele seja, tem necessariamente necessidade de vosso consentimento, mas esse consentimento não é esclarecido, ele é manipulado. Isso diz respeito a todos os aspectos de vossa vida, e não somente à espiritualidade ou à religião. Nós tivemos longamente a ocasião de nos manter sobre esses conceitos; hoje é tempo de vocês perceberem, mais do que nunca.

Então, certamente que Maria, certamente que o Cristo, certamente que Buda, certamente que Maomé, tiveram um papel em alguma parte no seio da Ilusão de manter essa forma de tensão em direção ao além, em direção à justiça, em direção à igualdade, mas isso jamais pode, é claro, se realizar de nenhuma maneira e em nenhuma parte do mundo. Isso é e será uma utopia, que isso seja nesse mundo ou em qualquer mundo, utopia que vos leva sobre os caminhos da perdição.

Nós vigiamos e nós intervimos sistematicamente porque não pode haver perdição, entre aspas, definitiva, mas pode haver sofrimento. A religião é um dos motores – principal – do sofrimento sobre esta terra. Aceitar isso é ver claro. Eu falo de religiões, isso não tem a ver com os seres que foram a origem, mas que não a constituíram eles mesmos.

Algumas religiões são mesmo levadas até a vos dar, pelos próprios fundadores, para seguir as regras da vida, as regras sociais. Se esse mundo é ilusão e se vocês têm realmente vivido, porque aderir ao que vos aprisiona ainda mais? E se vocês não têm vivido a liberdade, conscientizem em vocês o que quer dizer estar inscrito em um país, em um trabalho, em uma função, em uma religião qualquer que seja. É uma negação de vossa própria autonomia e de vossa própria realidade além desse mundo, que se expressa, é claro, além desse mundo e que é responsável, em parte, do que foi chamado o carma ou a ação-reação.

Acreditam vocês, que existe qualquer religião em qualquer mundo que seja... Então, é claro, existe no seio de certos mundos, em particular aéreos, certo número de símbolos que foram apresentados, que vocês conhecem sobre esta terra. Que isso seja a cruz, que isso seja a taça do Graal, que isso seja a Arca da aliança. Quando digo que eles são conservados, é uma reprodução perfeita, idêntica do que existiu sobre a terra. Porque isso veicula certo número de energias. Mas a constituição e a organização de uma sociedade, de uma religião ou do que quer que seja, vocês irão ver como um confinamento.

É nesse sentido também que eu vos dizia que vocês irão ter, para muitos, uma impressão de irrealidade em relação à vossa pessoa, vossa vida e todas as vossas peregrinações no seio desse mundo, como um sonho. Até o presente, vossos sonhos eram à noite; vocês irão perceber que é de dia que vocês sonham ou sobre o qual vocês têm mais pesadelos enquanto vocês não são vocês mesmos, quer dizer, livres de toda crença, de toda adesão ao que quer que seja em relação a esse mundo. Estando sobre esse mundo e nesse mundo, vocês não são desse mundo. E não serve para nada imaginar ou crer em um paraíso ou num inferno, quaisquer que sejam, essas são as invenções humanas e as invenções Arcônticas. Os Arcontes vos levaram sempre a jogar com as forças Luciferianas. O simbolismo, o diabolismo, as correlações, as histórias, as compreensões. Tudo isso vos distancia do que vocês são, hoje mais do que nunca. Como vocês querem ser livres se vocês mesmos se confinam no seio dessas coisas passadas?

...Silêncio...

Outra questão.


É hora da pausa.

Então eu vos deixo e eu vos digo: até breve. Eu agradeço por vossa atenção, por vossa presença, por vosso escutar e por vossas Teofanias.


***


Tradução do Francês: Mariana Anzzelotti
https://lestransformations.wordpress.com/2017/05/11/anael-partie-1-mai-2017/



PDF (Link para download) : ANAEL - Parte 1 - Maio 2017


9 comentários:

  1. O Cristo se instalará de toda maneira, quer a morada seja própria ou não, mas evidentemente, as circunstâncias desse despertar do Cristo serão profundamente diferentes segundo que vocês tenham lavado suas roupas, mais ou menos completamente.
    .........
    Lembrem-se que existe também, desde agora, as Teofanias espontâneas, ou mesmo como disse Maria, uma Teofania perpétua que está prestes a se instalar. No momento, vos parece existir uma personificação entre o ponto de partida, vocês, e uma meta. Vocês constatarão proximamente que isso não quer dizer mais nada.
    .........
    Questão: qual vai ser a altura dos pilares na natureza? Eles unem o céu e a Terra, eles se perderão então no céu, ou nas nuvens. A perspectiva que vocês terão, é que é alguma coisa que é uma ponte entre o céu e a Terra. Então do solo até o céu, isso representa muitos quilômetros. De fato, esses pilares de Luz são uma forma de invaginação da ionosfera, sob a influência das diversas radiações vindas da Fonte, do Sol, do Cosmos. Eles juntam realmente e concretamente o céu e a Terra. Visto o lugar onde está situada a ionosfera, evidentemente vocês não têm ponto de vista que vos dá acesso até o alto, eles vos parecerão subir até o alto do céu.
    .........
    Contudo, exceto vossas estruturas sociais, vossas estruturas organizacionais e vossa eletrônica, não esperem vocês ver tudo desaparecer de um golpe, exceto, é claro, no momento do que foi chamado a grelha-planeta final.
    .........
    A religião vos fala sempre de conduta moral e vos fala de futuro; nós, nós vos falamos do momento presente, e unicamente disso e da Liberação. A finalidade não é absolutamente a mesma. Todas as religiões estão aí para vos impedir de serem livres, o que quer que vocês digam, o que quer que vocês pensem. Então este efeito do anuncio é, evidentemente, querido e mesmo reivindicado.

    ResponderExcluir
  2. Quem assim seja. Paz & Bem! Intenças as teofanias de hoje e tb a radiância arcangélica. Luz! 👽

    ResponderExcluir
  3. Boa noite quero saver se as dores que sinto a anos tem a ver com espiritualidade?
    Referente a cundaline, se eu sito ela subir pela minhas costa e tento segurar também tem haver com espiritualidade?
    Sou da Umbanda rodante isto está acabando?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A busca pela nossa verdadeira essência não trás nenhum sofrimento para o corpo físico, muito pelo contrário nos libera de todo sofrimento. Muitos sofrimentos, muitas vezes são decorrentes de vidas passadas, isso reflete no corpo físico e outros são devidos as resistências e aos bloqueios que nosso corpo apresenta em relação a mudança de energia. Acredito que tudo chegará ao fim, quando o corpo e a alma dissolverem totalmente, enquanto damos ilusões a este mundo, ainda passaremos por etapas de sofrimentos, porque isso faz parte da ação e reação, o efêmero que pertence a esse plano. A energia deve fluir em todo o corpo, sempre buscando coração ou chacra do coração, tanto na decida como na subida, caso não ocorra é porque existem bloqueios que devem ser visualizados e aceitos.

      Excluir
    2. Bem, pode-se dizer que esse corpo também é sagrado, se eu estivesse em seu lugar não seguraria nada, deixaria acontecer. Confie na Inteligência da Luz. Nossa pessoa, com suas atitudes de querer controlar as coisas, na verdade não controla nada. Paz, Alegria e Amor em seu Coração.

      Excluir
  4. (...)

    "O que eu traduzo por pré-estase ou estabeleço como sendo uma possível pré-estase, corresponde, como já foi explicado, a um distanciamento da história, da memória, e de toda preocupação em relação a esse corpo ou em relação ao que quer que seja desse mundo. Não é uma recusa do mundo, é o impulso da Luz Metatrônica que o leva a se desviar de maneira definitiva para sua eternidade."

    (...)

    "Estando sobre esse mundo e nesse mundo, vocês não são desse mundo. E não serve para nada imaginar ou crer em um paraíso ou num inferno, quaisquer que sejam, essas são as invenções humanas e as invenções Arcônticas. Os Arcontes vos levaram sempre a jogar com as forças Luciferianas. O simbolismo, o diabolismo, as correlações, as histórias, as compreensões. Tudo isso vos distancia do que vocês são, hoje mais do que nunca. Como vocês querem ser livres se vocês mesmos se confinam no seio dessas coisas passadas?"

    (...)


    Gratidão e respeito profundos sempre a toda essa maravilhosa Equipe de Trabalhadores do Blog que se revesam, sem descanso, a fim de nos manterem informados e orientados.
    Eis os efeitos da Luz sobre tudo e sobre todos!!!
    Continuemos na ALEGRIA do TOTAL ABANDONO e ACOLHIMENTO DA LUZ CRÍSTICA NA UNIDADE e NA VERDADE!!!

    Paz nos Corações!

    ResponderExcluir
  5. Honra e Gloria a todos esses Lindos Amigos que nos alimentam de fato com Amor..

    ResponderExcluir
  6. Eu lembro vocês também, como isso foi dito, que vocês estão muito exatamente no bom lugar, o que quer que diga vossa pessoa e o que quer que pense vossa consciência ordinária. É para vocês e para cada um de vocês, as circunstâncias as mais adequadas para reencontrar vossa autonomia, se isso já não está feito. Autonomia, também em relação à matriz como em relação a todos os laços, mas também em relação a nós, intervenientes de outros planos da Luz que o vosso.

    ResponderExcluir
  7. “Evidentemente eles cantam, eles também, e isso dito, é normal, é a primavera, mas eles cantam também sua própria ressurreição.”

    Ah! Se fossemos semelhantes aos pássaros... Como tudo seria simplificado... Essa lição dos pássaros, é milenar... Agora está sendo repetida... Então comecemos a cantarolar a nossa ressurreição... Sem dramas... rsrsr

    ResponderExcluir