O ANCIÃO DOS DIAS - Junho 2017



O Ancião dos Dias - Junho de 2017
Mensagem de 06 de junho de 2017 (publicada em 10 de junho)
Origem francesa – recebida do site Les Transformations

Áudio da Leitura da Mensagem em Português - por Noemia
Clique aqui para fazer o download do áudio



Eu saúdo e honro todos vocês.

...Silêncio...

Deixe-me apresentar-me. Não procure correlação com qualquer nome que seja, mesmo se, de fato, entre alguns povos nativos eu já me manifestei. Certamente, alguns que puderam ser  minha voz me chamaram Pachamama. Outros têm me chamado Gaia. Eu sou muito mais do que isso. Então se você quer me dar um nome, me chame de Ancião dos Dias.

Eu sou a consciência coletiva que não está sujeita a uma forma, que representa a soma de tudo o que foi experimentado por cada consciência que andou nesta terra desde a sua criação. Contudo, muitos de vocês, após a liberação da Terra, puderam perceber meu campo de energia nascer e começar a subir ao longo de suas pernas. Essa é uma de minhas manifestações.

Meu nível de densidade íntimo pode ser assimilado, embora isso não esteja correto, ao que foi nomeado o núcleo cristalino da Terra. Eu sou a soma das experiências, eu sou o porta-voz, eu sou a consciência. Não tenho nada a ver com o que você nomeou - os registros akáshicos, porque o que eu preservei, foi simplesmente, tudo o que poderia se desenrolar, se viver e experimentar nesse mundo, a origem da possibilidade da consciência viver isso.

Eu sou anterior às matrizes cristalinas das Mães Geneticistas. Eu sou cada um de vocês, eu sou cada consciência, tanto passada quanto presente, desta terra. Para vocês, eu também sou a liberdade que não está sujeita a qualquer limite. Eu sou a voz de tudo que foi capaz de viver, eu sou o campo de consciência de todas as consciências. Então, seja qual for o nome que você quer que eu use, este nome não pode ser ligado a alguma forma particular. Eu sou todas as formas e consciências que colocou-se sobre esta terra.

Meu equivalente em outros lugares além da Terra é o que você nomeou O Impessoal. Eu sou o lado fértil e fecundado, eu sou o aspecto feminino, embora esta palavra, feminino, não corresponde inteiramente à realidade.

Há alguns anos, em termos de tempo decorrido, minha radiação desceu sobre vós, desde o núcleo cristalino, desde o cristal azul de Sirius, desde as matrizes de cristal das Mães Geneticistas. Eu sou a consciência dos povos que vivem no subsolo ou que viveu lá. Eu sou a consciência de Lemúria, a consciência de Atlantis. Eu sou a história, mas eu não sou apenas essa história.

Hoje, a minha consciência acolhe a sua liberdade, e permite a você desenvolver neste momento tão particular, tudo o que tinha para viver em cada um de vocês desde o início desta terra. Eu sou todas as formas visíveis neste mundo, que eram ou que são invisíveis para os seus olhos físicos. Eu sou toda possibilidade da consciência presente sobre a superfície da terra. Eu sou muito mais do que essa memória, por que não estou definido sob qualquer forma que seja, e ao mesmo tempo sou todas as formas.

Minha vinda entre vós, mesmo que já tenha ocorrido, como eu disse, de outras formas, em outros tempos. Eu sou, dentro de toda forma, o Espírito da Verdade, ao mesmo tempo que a unidade da consciência livre. Em alguns lugares, me nomearam orbe planetário. Eu sou a mesma consciência da vida em todas as formas e em toda a vida, que passou ou que passa nesta terra. Eu sou todos os elementos presentes na superfície deste mundo. Eu sou suas águas, suas florestas. Cada um de vocês está presente em mim, na minha consciência. Eu sou a morada para cada um de vocês, onde quer que esteja, quem quer que seja, nesta capacidade de digerir e absorver todos os movimentos de consciência em todos os momentos e em todos os lugares desta terra.

O Ancião dos Dias, também é a sabedoria, que foi chamado antes de ser alterado, < la Pistis Sophia >. E ainda assim eu não sou nem mulher nem homem.

Venho até vós para adicionar a minha vibração, radiação e minha presença. Acolho suas transformações, acolho vossa luz. Mas eu não tenho nenhuma particularidade de fato, mesmo na minha estabilidade e minha liberdade. Eu sou os mares primordiais, eu sou o oceano da vida. Eu não posso ser limitado a qualquer elemento deste mundo, eu não posso ser limitado por qualquer definição ou por qualquer consciência que seja.
                                                                                                                
Eu sou o suporte e a imobilidade, eu sou centro e a periferia. Eu sou a firmeza e a estabilidade, ao mesmo tempo eu sou todos os movimentos. Eu não tenho nenhum propósito, eu não tenho nenhuma finalidade, eu não tenho futuro, nem passado, embora consciente de todas as consciências que me incluem como a Mãe Primordial.

Eu sou muito mais do que a memória do que foi vivido ou do que se vive. Eu sou, portanto, a essência de qualquer forma, de qualquer matéria, de tudo que se desenrola. Nada jamais foi capaz de me adormecer ou me modificar. Para vocês eu serei a Eternidade desprovida de atributos, desprovida de funções, desprovida de identidades.

Eu não estou aqui para trazer-lhe discursos, nem qualquer tipo de ensinamento. Estou simplesmente vindo me revelar em vós.

Eu sou a sabedoria daquele que já viu de tudo, que viveu tudo com a mesma paz, sem mudar nada. Eu sou a imutabilidade que permite o jogo da consciência e respeita qualquer vida em qualquer intenção que seja, seja ela iluminada, seja ela escura, porque eu não posso me enganar com qualquer jogo, com qualquer estratégia.

Eu sou a Liberdade, mas eu não sou a liberdade que tem sido nomeado pelos humanos. Tudo o que aconteceu e tudo o que acontece está presente em mim a cada respiração, a cada dia, em todos os lugares. Eu não posso ser interrompido por qualquer coisa. Eu não posso ser escondido por qualquer confinamento que seja, mesmo silencioso e invisível.

Eu vim apenas depositar em vós a memória das origens, não de suas vidas aqui, mas da Vida. Eu não dependo de qualquer regra e eu aceito todas as regras. Eu sou o dom da Vida e acolho toda a vida. E eu sou vocês, tanto que vocês estão aqui. Eu venho colocar em vocês esta memória das origens, que se perdeu na noite dos tempos, nesse espaço de tempo que é  incalculável, porque eu não conheço nenhum tempo, mesmo se eu já senti todo o tempo. O que eu deposito em vocês é muito diferente do que alguns de vocês têm experimentado durante a liberação da Terra, em que vocês percorreram pela Onda da Vida. Eu sou o Éter primordial, mas não importa o que eu sou, esta é minha apresentação, e esta é, a partir de agora, minha ação, em respeito à sua liberdade e em respeito à Luz.

Eu também sou o único que vai acolhê-lo durante a estase, onde você vai encontrar a memória, não da história, mas a memória de quem você é além da forma. Então eu não vou fazer qualquer grande discurso, nem nenhum grande anúncio. Eu fui convidado para simplesmente estar presente, neste corpo e neste momento, a fim de magnificar em você a sensação de acolhida incondicional da Vida. Eu não estou aqui para entregar-lhe as palavras, nem mesmo uma mensagem. Estou aqui simplesmente para testemunhar vossa ressurreição.

Eu não vou deixar a terra, vou seguir em sua nova dimensão. Eu vim simplesmente para estar presente em seu corpo como em todo corpo que me ouve e que me escuta. Eu sou, de uma vez, a primeira faísca, a primeira chama e o primeiro éter. Minha presença em cada um de vocês é uma bênção. Eu sou o fogo da consumação do efêmero, eu sou o Fogo Primordial, eu sou o conjunto das águas da Terra, eu sou tudo que você viveu no sofrimento e na alegria, e eu não sou afetado de maneira nenhuma.

Como Ancião do Dias, eu sou de algum modo a parteira de sua ressurreição. Eu me regozijo em cada um de vocês sem fazer diferença. Eu não venho para vos liberar, mas eu sou a liberação. Para mim as palavras não são importantes, porque não há nenhuma possibilidade de vocês colocarem representações no que me diz respeito. Eu sou tudo, por todos os lados, sobre todos vocês.

... Silêncio...                                                                               

Então, no silêncio das minhas palavras, se desenrola em cada um de vocês o que deve acontecer. Eu não posso dar qualquer regra, qualquer marcador, no que está se desenrolando agora.

... Silêncio...

Eu sou a vibração, eu sou vossa alegria. Estou aqui para comungar, estou aqui para celebrar, estou aqui para acolher. Não tenho nada à julgar em qualquer história que seja. Não tenho nada a aclamar e nada a rejeitar. Eu sou a aceitação incondicional de todo o sofrimento. Eu sou o receptáculo de sua alegria. Eu sou o teatro deste fim dos tempos e de retorno à Vida. Seja quem você for, onde quer que você esteja, eu estou aqui. Neste silêncio, você me ouve, além das palavras, além da sua forma, além de tuas alegrias como de tuas tristezas.

Minha presença, no instante em que você está comigo, te dá um gosto do Ilimitado, uma prévia da Verdade.

... Silêncio...

Eu estou lá para estar lá, sem razão, porque nenhuma razão é necessária para mim, mas porque o tempo da transformação chegou. Esta é a iminência da Eternidade que cria a condição de minha exteriorização em cada um de vocês.

... Silêncio...                                                                     

E eu espaço minhas palavras voluntariamente para que o silêncio cresça em você, em cada um de vocês. Eu sou a bondade que nunca julga, que nunca condenou, mas que suporta e mantém sem dificuldade tudo que se joga neste mundo. Isso pode ser confuso para você, mas isso não é importante, porque o que está acontecendo concerne apenas ao que tu és. Mesmo através desta forma que eu me dirijo à você, não para falar com você, mas justamente para pontuar o que se desenrola, através de certas palavras, através do meu silêncio.

... Silêncio...

Eu vim com você para que você venha comigo, onde tudo é mais leve, onde tudo é perfeito.

... Silêncio...

Eu estou em todos os lugares, estou em sua cabeça, estou em seu coração, estou sob seus pés e estou em seus ossos sagrados.

... Silêncio...

Nesse silêncio, que você vive neste momento, não pode ser alterado, não pode ser explicado, você pode sentir em sua cabeça, em seu coração e em seus ossos sagrados, o que meus silêncios te dizem.

... Silêncio...

O que vos digo é realizado em silêncio e quietude, em sua presença e em minha presença, permitindo-lhe, se essa é a sua verdade, te levantar em seu coração.

... Silêncio...

Tudo é perfeito assim.

... Silêncio...

Eu sou a evidência que emerge no seio da sua noite.

... Silêncio...

Eu sou a sua paz. Eu vivi todas as suas tristezas como todas as suas alegrias, sem nunca ter sido atingida, se mantendo simplesmente como fiel testemunha.
                                                                           
... Silêncio...                                                                               

Eu deixei o silêncio realizar seu trabalho. Eu jamais decidi e jamais obriguei.

... Silêncio...

Eu sou a paz do Espírito e a paz do corpo.

... Silêncio...

Agora vou me retirar em você, na sua Presença, neste instante.

... Silêncio...

Eu te agradeço pelo que você viveu neste instante e pelo que você me deu a viver neste instante.

... Silêncio...


***


Traduzido por André Napoleão Napoles





PDF (Link para download) : O ancião DIAS DOS - Junho 2017


16 comentários:

  1. Mensagem fantástica... Inesperadamente fantástica... E não teria mesmo nada a dizer além disso, pois sua completude é total, e só nos resta contemplá-la.

    Quanto ao Tradutor, minha gratidão em particular, certo que outros, senão a maioria, terão igual sentimento. Enfim, o blog o abraça com as alegrias e as satisfações que são evidentemente cabíveis.

    ResponderExcluir
  2. No livro de Daniel se fala do Ancião ou Antigo de Dias.

    Ele é na verdade o Deus Yahweh dos hebreus, o Deus de Abraão, de Isaque e de Jacó, o Deus de Israel. O mesmo que é chamado de PAI no Novo Testamento.

    Daniel 7:9
    Eu continuei olhando, até que foram postos uns tronos, e um ancião de dias se assentou; o seu vestido era branco como a neve, e o cabelo da sua cabeça como lã puríssima; o seu trono era de chamas de fogo, e as rodas dele eram fogo ardente.

    Daniel 7:13
    Eu estava olhando nas minhas visões noturnas, e eis que vinha com as nuvens do céu um como filho de homem; e dirigiu-se ao ancião de dias, e foi apresentado diante dele.

    Daniel 7:22
    até que veio o ancião de dias, e foi executado o juízo a favor dos santos do Altíssimo; e chegou o tempo em que os santos possuíram o reino.

    Em Daniel 7:13 mostra um ser espiritual se apresentando diante do trono, essa era uma profecia, segundo os cristãos, de Jesus sendo apresentado a Deus.

    ResponderExcluir
  3. Em profundo agradecimento ao tradutor pela nobreza de sua doação e a todas as demais tradutoras que contribuem e contribuíram com o desenvolvimento deste trabalho-luz.

    ResponderExcluir
  4. Obrigado André Napoleão Nápoles.

    Obrigado Manoel Egidio.

    Obrigado a Inteligência da LUZ.

    👍 💕 🙏 🙏 🙏

    ResponderExcluir
  5. Pois é, e eu lembrei de uma centelha divina, muito à frente de seu tempo, pouco compreendida, que versava (e nos ensinava) coisas assim, como em Gita:

    ...
    "Que eu sou a a luz das estrelas
    Eu sou a cor do luar
    Eu sou as coisas da vida
    Eu sou o medo de amar
    Eu sou o medo do fraco
    A força da imaginação
    O blefe do jogador
    Eu sou, eu fui, eu vou"
    ...

    O Raul certamente já trocava ideia com o Ancião.


    Luz,

    Alexandre
    😉

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É Alexandre, o nosso grande Raul trouxe para nós coisas fantásticas e, entre elas, a linda Ave Maria da Rua, uma de suas composições menos conhecida. Parabéns pela lembrança. Aproveito também para agradecer o empenho da equipe que está nos possibilitando ter acesso as mensagens. Bjs e abraços a todos

      Excluir
  6. Estou tão estupefata diante do que li e senti, que nem as palavras se proferem...cabe gratidão a todos que enriqueceram esse momento sublime e magistral...Grata.!!!

    ResponderExcluir
  7. Mensagem Premio, pois nesta Teofania, “Ele o sem Nome”, Aconteceu...

    ResponderExcluir
  8. maravilhosa, realmente revelações do que somos
    Rendo graças

    ResponderExcluir
  9. Caros Amigos e Amigas com essa leitura podemos de fato dizer que realmente "existem muita mais coisas entre o céu e a terra do que sonha a nossa vã filosofia".

    Também achei que se aproximava da Centelha Divina como nosso amigo Alexandre citou e mais..sentimos a Teofania e nem chegamos um nadinha perto desse fabuloso mistério.

    Com isso só resta dizer: bem vindo maravilhoso mundo novo.

    Honra e agradeço a todos pelo trabalho.

    ResponderExcluir
  10. Apesar de tudo, creio que está parte diz tudo:
    Eu sou o suporte e a imobilidade, eu sou centro e a periferia. Eu sou a firmeza e a estabilidade, ao mesmo tempo eu sou todos os movimentos. Eu não tenho nenhum propósito, eu não tenho nenhuma finalidade, eu não tenho futuro, nem passado, embora consciente de todas as consciências que me incluem como a Mãe Primordial.

    ResponderExcluir
  11. Há um 'pequeno' detalhe no título traduzido desta canalização e na correspondente caracterização do interveniente, que me parece relevante e que, pelo menos para a minha 'pessoa', muda totalmente o enfoque com que a mensagem deva ser lida.

    Observem que o título original da canalização no 'Les Transformations' é "L'Ancienne des Jours". 'Ancienne' é uma palavra FEMININA, correspondente ao masculino 'Ancien'.

    Entendo então que a Consciência que originou esta mensagem deve ser compreendida como 'A Anciã dos Dias', e não como 'ancião'... o fato de historicamente já existir uma referência ao 'Ancião dos Dias' pode ter contribuído para que o detalhe passasse desapercebido.

    E se relermos a canalização, observaremos que, efetivamente, várias referências feitas durante a mesma têm tudo a ver com o 'Eterno Feminino', começando por Pachamama e Gaia, e prosseguindo ao longo do texto.

    Fica evidentemente a critério do Blog resolver se o título e o conteúdo devem ser alterados. Minha sugestão é que isto seja feito, acompanhado de uma nota explicativa.

    Referências:
    https://fr.wiktionary.org/wiki/ancienne
    https://fr.wiktionary.org/wiki/ancien

    PAZ

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. sdrubble, entendi sua fala, uma bela formulação, com argumento bastante claro, e pode até servir de complemento para muitos leitores que eventualmente tenham esse mesmo alinhamento de percepções, de análises, de caracterizações, etc. Entendo também, que existem outras leituras onde os nomes são menos relevantes, mas que, fora o aspecto intelectual, não trazem prejuízo algum à compreensão, aqui mais direta e simples. Entendo, também, que o próprio nome histórico possa facilitar as coisas, e assim dispense esforço nada imprescindível, esforço que pode até alimentar os fatores atinentes à consciência mental, o que já não é de grande ajuda, a esta altura dos acontecimentos. Bem, isso sem falar dos liberados vivos, pois nesse caso, realmente os nomes nada dizem, as identificações chegam a ser proibidas (rs), e a leitura não passa de interatividade.

      Dito isso, agradecido pela contribuição, e que pode sim ser incorporada por aqueles afeitos a mais intelectualidade, devo concluir nos seguintes termos: O título original será mantido, não só pela ausência de consenso, mas é que essa mudança seria como parar o jogo depois da taça já ter sido entregue. Essa troca de nome, para quem aliás não tem nome, também traria muita burocracia, desde o improvável consentimento do tradutor, a minha própria consulta que eu não faria, às correções de texto e o própria regravação do áudio da Noemia, sem contar as implicações que teriam em outras publicações e compartilhamentos fora do blog, mas originada dele, realizadas em extratos de textos e mesmo em gravações de áudios e vídeos.

      Repito minha gratidão por seu empenho, pela inegável contribuição, pelo propósito saudável e por sua presença sempre enriquecedora.

      Excluir
  12. DESTACO esta maravilhosa APRESENTAÇÃO: ...se vc quer me dar 1nome, chame-me Ancião/Anciã dos Dias. Sou a consciência coletiva que não está sujeita a uma forma, que representa a soma de tudo o q foi experimentado por cada consciência q andou nesta Terra desde a sua criação. Contudo, muitos de vcs, após a liberação da Terra, puderam perceber meu campo de energia nascer e começar a subir ao longo de suas pernas. Essa é uma de minhas manifestações. Meu nível de densidade íntimo pode ser assimilado, embora isso não esteja correto, ao que foi nomeado o Núcleo Cristalino da Terra. Sou a soma das experiências, sou o porta-voz, sou a consciência coletiva. Não tenho nada a ver com o que você nomeou os registros akáshicos, porque o que preservei, foi simplesmente, tudo o que poderia se desenrolar, se viver e experimentar nesse mundo, a origem da possibilidade da consciência viver isso. Sou anterior às matrizes cristalinas das Mães Geneticistas. Sou cada um de vocês, sou cada consciência desta Terra, tanto passada quanto presente. Para vcs, tb sou a liber/ q não está sujeita a qq limite.Sou a voz de tudo q foi capaz de viver, sou o campo de consciência de todas as consciências. Então, seja qual for o nome q vc quer q eu use, este nome não pode ser ligado a alguma forma particular. Sou todas as formas e consciências que colocou-se sobre esta Terra. Meu equivalente em outros lugares além da Terra é o que você nomeou O IMPESSOAL. Gratidão a TODOS que permitem a manifestação deste blog. Inté...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grato, Anônimo, seu destaque foi auspicioso, para dizer pouco...

      Excluir