MENSAGENS DE JULHO DE 2017




01 - O.M. AÏVANHOV - Q/R

        ... PARTE 1A - AQUI - (Com Áudio)

        ... PARTE 1B - AQUI - (Com Áudio)

02 - O.M. AÏVANHOV - PARTE 2 - AQUI - (Com Áudio)

03 - MARIA – AQUI - (Com Áudio)

04 - BIDI - Q/R - AQUI - (Com Áudio)

05 - ERIANE - AQUI - (Com Áudio)

06 - GEMMA GALGANI - AQUI - (Com Áudio)

07 - MA ANANDA MOYI - AQUI - (Com Áudio)

08 - ANAEL - AQUI - (Com Áudio)

09 - OSHO - AQUI - (Com Áudio)

10 - SRI AUROBINDO - AQUI - (Com Áudio)

11 - O.M. AÏVANHOV - Q/R

        ... PARTE 3A - AQUI - (Com Áudio)

        ... PARTE 3B - AQUI - (Com Áudio)

12 - O.M. AÏVANHOV - PARTE 4 - AQUI


.....................


31 de Julho de 2017

O.M. AÏVANHOV - AQUI - (Com Áudio)


OMA - Parte 4 - Q/R - Julho 2017




OMA - Parte 4 - Q/R - Julho de 2017
Mensagem de 05 de julho de 2017 (publicada em 28 de julho)
Origem francesa – recebida do site Les Transformations



Bem, caros amigos, iremos poder continuar, e depois concluir, estas entrevistas. Antes de vos passar a palavra, pesquisei um pouco, antes de mais junto de alguns cientistas, por assim dizer, ao nível da 3D unificada. (NdT : referência a uma questão  acerca do lançamento do satélite Mayak, em forma de cubo de 10 metros que se desdobra em forma piramidal. Para mais referências consultar a mensagem OMA - parte 3A- Q/R). A primeira coisa que disseram, não se trata de dizer qualquer coisa, mas é que se têm fartado de rir à gargalhada. Ou seja, que ver um objeto tão pequeno, que se tornaria cada vez mais luminoso  pela reflexão da luz do Sol, ou mesmo da Lua, localizado a algumas centenas de quilómetros, é simplesmente uma heresia, isso não é possível.  Eles disseram-me também, que independentemente do tamanho,  nenhum objecto que não esteja sempre alinhado,  que não possa ajustar a sua trajetória orbital, não pode perdurar como satélite, nem cinco minutos. Então aí, apenas podem imaginar que há algo de suspeito velado.

Assim sendo, o que é provável que aconteça agora? Ou não vai acontecer nada para já, e eles irão dizer simplesmente que o lançamento falhou, quer dizer,  que o pequeno cubo não chegou a ser lançado, ou, ao contrário, se Nibiru se tornar visível, podeis imaginar que irão ter o alibi perfeito para vos convencer de que é um satélite. E se, todavia, passasse o 15 de Julho sem que Nibiru fosse visível, sei lá, e que, por exemplo, aparecesse a 10 de  Agosto (é apenas um exemplo, não é a realidade ), aí, bem, irão dizer alguns dias antes, ou de véspera, que o satélite se desdobrou e se tornará visível. É óbvio que isso não pode ser verdade. E há efetivamente algo, codificado e anunciado, com uma dupla finalidade, como aliás é costume através da mídia. E irão relatar um  evento, e não necessariamente Nibiru, e dois coelhos de uma cajadada, pois se Nibiru for visível no intervalo de um mês, terão o alibi perfeito para vos dizer que é um satélite  refletindo a luz do Sol. Mas não é nenhum satélite  a não ser, que posso eu saber, uma partida de Yaldébaoth, de momento.

Assim, agradeço esta vossa informação, mas eis o que se irá passar. Quer dizer, ou não ireis ver nada para já e eles irão dizer que falhou, não o lançamento do satélite mas o seu desdobramento em pirâmide transparente e brilhante, já que nada se irá passar nas próximas semanas; ou então, se Nibiru se tornar visível, eles vos anunciarão : «  esta noite, por toda a parte sobre a Terra, ireis ver passar um satélite ». Mas, é óbvio, que Nibiru não se deslocará como um satélite, pois para isso teria de estar muito, mas muito próximo da Terra, e isso iria fazer com que o núcleo da Terra não conseguisse resistir; o que não está previsto acontecer, é claro. Certo?  Então, trata-se apenas de uma informação codificada de algo que se irá passar por estes dias, e se Nibiru se tornar visível por estes dias, dirão simplesmente que se trata da  pirâmide que foi desdobrada.

Mas posso assegurar-vos que os Arturianos estavam rindo à gargalhada, pelo fato de pensar ser possível ver um  objeto a uma distância de cerca de 600 ou de 400 quilômetros, do tamanho ridículo que é anunciado, na terra, e acima de tudo com a estrutura tal como me foi descrita, de ser translúcido, que não chega mesmo a ser compacto. Como quereis que se comporte uma tal estrutura no vazio, lá, onde não existe gravidade? Imaginar que uma estrutura piramidal de tal forma, tal como me disseste que havia sido anunciado, irá restar intacta, feita simplesmente de um véu de plástico, mostra que vos tomam por tolos.  Pelo menos, eu, entre os Arturianos, com este pedido de esclarecimento, fui tomado por tolo. Mas já estou acostumado. Sabeis como são os cientistas, mesmo muito luminosos, olham-vos de esguelha porque eles compreendem tudo.

Então, ou se trata de uma mensagem codificada relativa a um evento, ou  da realidade de Nibiru, mas decerto não pode ser possível um satélite desses, ficar visível como a Lua, isso é impossível, hum? Comparem com distância da Lua e vereis, ou mesmo à distância de Vénus.  Podeis ver em relação ao tamanho de Vénus, bom, que está bem  mais longe, mas quando há uma conjuntura de Vénus, com a Terra ou Júpiter, podeis ver o tamanho. Tiveram essa conjuntura com Vénus, durante vários meses, no início deste ano; Vénus tornou-se muito visível e se tivessem observado poderiam ter visto que oscilava, que emitia uma luz profundamente diferente, e que, por vezes, parecia mudar de lugar de um momento para o outro. Isso é normal. Mas imaginar que um objeto que é 10 000 vezes menor do que Vénus e 1000 vezes mais próximo, pode dar o mesmo brilho que Vénus, é realmente vos tomar, nos tomar, a mim também, por tolos.

Isto é o que tinha a dizer em relação a isso, é a única informação que obtive. Assim, ou é uma mensagem codificada, ou é o anúncio codificado do aparecimento de Nibiru, o que significa que quando ele chegar, se não for a 15 de Julho, irão dizer que o satélite se desdobrou e se trata da luz do satélite. São muito inteligentes, hum.

Então, continuemos.


Questão : podeis falar acerca da anomalia primária? O que é que isso aconteceu?

A anomalia primária ocorreu, sabeis que na simbologia dos números há o zero que é a origem.  O zero, é o Absoluto, o um é o princípio, a Lei do Um e da Fonte. O dois é a dualidade inexorável, mesmo dentro dos mundos unitários, quer dizer que qualquer coisa tem sempre o seu oposto. É o que foi chamado o Andrógino Primordial. É o que referimos, para vocês, como o Sagrado Masculino e o Sagrado Feminino; se preferem, é também a atração – repulsão, são também as forças de equilíbrio da manifestação da consciência em todas as dimensões, mas há polaridades que se devem equilibrar.

A anomalia primária consistiu em que, na primeira emanação, bem anterior à consciência, quer dizer antes do Espírito, desde o zero apareceu a Fonte, pois havia um projecto para mobilizar a consciência e fazê-la aparecer para se poder ver a ela mesma através de diferentes formas. Foi aí que aconteceu uma anomalia primária, que, obviamente, não foi possível ver durante bilhões de anos, mas que se revelou a determinado momento. Foi apenas quando a Fonte, quer dizer o Um, se tornou dois. Vocês sabem que a imagem conforme a Fonte é Metatron. Vocês sabem que a energia de Metatron, a que chamamos Senhor Metatron, é algo de  muito a direito, de muito masculino. E a anomalia primária, é isso, deveria ter havido um Metatron feminino, de forma a equilibrar.

Então, é claro, isso não apresenta nenhum problema nas dimensões que estão para além das dimensões carbonadas, pois a retificação se faz por si mesma através da Inteligência da Luz, mas isso causou problema, podem bem imaginar, quando da experimentação nos mundos carbonados, e isso aconteceu pela primeira vez na manifestação, é claro, nos Dracos de Orion e da Ursa Maior. Que nessa época eram seres muito gentis que faziam a sua experimentação numa forma, tal como todos nós. Mas, decorrendo da posição de Orion, mas também da constelação da Ursa Maior em relação a Alcyone, que é a Fonte, isso desencadeou a manifestação da anomalia primária, ou seja, o déficit de Sagrado Feminino, que podeis encontrar ainda hoje na maioria dos portadores dessa origem estelar, ou simplesmente dessa linhagem. Pode ser visto, a nível individual, ainda hoje, a mesma coisa que  na origem dos mundos. É isso a anomalia primária, sem entrar em detalhes, quer dizer a falta de equilíbrio relacionada com as polaridades.

Passemos a outra questão.


Questão : os seres de Altair podem intervir no processo de Ascensão, tal como os Vegalianos ou os Arturianos?

Não, absolutamente, eles estão numa dimensão que é bem mais etérea. Vocês sabem muito bem que os povos galácticos que podem intervir, não no céu, pois aí estamos todos, mas sobre a Terra, precisam de estar na 3D unificada. Nós, nos encontramos sobre os domos, como ontem à noite, como todas as noites no momento das Teofanias, quando sobe a vossa vibração ; mas sobre a vibração da Terra, apesar da implantação da Luz, não podemos aproximar-nos. É bom lembrar que os povos galácticos que são das dimensões para lá da 5ª dimensão, apresentam em relação a vocês, nesse corpo carbonado, uma tal radioatividade que desintegraria qualquer matéria carbonada. Eis aí a questão. Sendo assim, os povos que intervirão e já  estão intervindo são, principalmente, povos de 3D unificada.

As Águias de Altair, podeis encontrar… eles tiveram um lugar importante na história da Terra, principalmente no último ciclo de confinamento, e podeis encontrar entre nós alguns célebres Altarianos, especialmente, como sabem, Sri Aurobindo –  porque, aí, foi ele que vos disse isso, então posso comentar. Mas os povos de Altair,  não têm nenhuma relevância, ou antes nenhuma utilidade, nos processos de evacuação, por exemplo, como podem ter os Vegalianos. A sua vibração é muito alta, hum, lembro que Altair é a mesma dimensão, por exemplo, que a dos Elohim. São seres de cristal que não são em sílica mas que são portadores do Fogo, tal como os Nephilim. E ao contacto com a sua presença, com a sua consciência, o material carbonado simplesmente desaparece, transforma-se em silício. Por isso seria um pouco embaraçoso se eles interviessem com a sua dimensão.

Mas, em contrapartida, eles intervêm regularmente em corpos de carne, tendo feito o sacrifício da sua eternidade por razões específicas, pois são os únicos a conseguir ter uma visão muito ampla, e panorâmica do mundo. Sabeis muito bem que os Vegalianos têm uma espécie de óculos para conseguir ver-vos, pois, sem isso, ficais em escuro, não conseguimos ver-vos na sombra. Mas quando estou aí, eu consigo ver-vos. Conseguimos ver bem os seres iluminados, é por isso que nos aproximamos deles; há uma estrutura vibratória que nos permite aparecer no Canal Mariano, ou ao lado, mas não de um modo geral.

Outra questão.


Questão : trata-se de um sonho desta noite…

Então é muito fresco.


Questão : Tenho ao colo o meu neto de três meses, que é amamentado pela sua mãe. Ela não me deixou nenhuma mamadeira. Tenho de amamentá-lo ao seio, mas não tenho praticamente nenhum leite e estou muito preocupada.

É tudo? E há realmente a tua filha, com um bebé de três meses, ou não?


Questão : tenho realmente um netinho.

Mas da mesma idade?


Questão : sim.


Bom. Gostaria de lembrar que, em geral, as avós já não têm leite, não é, então ver-te a ti mesma num sonho com algum leite mas não o suficiente, isso traduz, para mais tratando-se do filho da tua filha…é isso, compreendi bem?


Questão : sim.

Então, trata-se da linhagem feminina, e daí isso te reenvia à nutrição, que também é de natureza e de essência feminina. Te é mostrado algo em relação com o feminino. Não necessariamente com o Sagrado Feminino, mas com o feminino transgeracional. Não posso precisar o quê, pois não conheço a tua história, mas esse sonho vem traduzir -  para ti, hum, não é para a tua filha nem para a neta, ou o neto – uma forma de liberação dos engramas familiares. O leite, é de cor branca, hum, em todas as raças, sabeis isso muito bem, claro, e o leite está diretamente relacionado com o esperma e com o sangue pois têm dentro a mesma quintessência. Então, naturalmente, o leite materno é um leite nutritivo para as crianças, logo está ligado à filiação, ao alimento que se toma no seio da família, sem o ver. Isto é o que diz a psicologia transpessoal.

E como tu dizes, no sonho, mesmo se não é suposto uma avó ter leite, tu apenas não tens leite suficiente, quer dizer, muito simplesmente, que tu não podes mais ser afetada pelas ressonâncias familiares transgeracionais das linhagens femininas. Assim, o sangue, o esperma e o leite, são os veículos da alma, não se trata apenas de nutrição ou de oxigenação dos tecidos, ou de procriação. O vermelho estaria mais relacionado com tudo o que é físico, junto à alma, pois é a casa da alma, enquanto que o branco é o Fogo do Espírito, quer seja o leite ou o esperma.

Vamos, a seguinte.


Questão : iremos reencontrar o nosso duplo depois da ressurreição?

Isso quer dizer o quê, que duplo, a que te referes? Se te referes ao duplo enquanto chama gémea, já tinha dito, na época, que isso apenas concerne, e estamos a ser otimistas, cerca de 5%, e estou a ser muito otimista. Vocês não têm duplo. O duplo resulta, como expliquei, de uma anomalia primária a qual foi permitido compensar através das chamas gêmeas, essa anomalia primária. Agora, para quê iremos precisar de um duplo ou de uma chama gêmea, ou do que quer que seja? Nunca vos foi dito que todos tinham uma chama gêmea. Temos sempre afirmado, desde há muitos anos, que isso apenas se referia a um número muito restrito de irmãos e de irmãs, mas que não era importante de falar sobre isso porque essas chamas gêmeas que se reencontravam tinham em si mesmas uma ação apenas pelo fato de se reencontrarem, não para meditarem ou para enviarem Luz. Elas reparavam, em certa medida, através do seu reencontro sobre a terra, essa anomalia primária. Mas não apenas nelas, para toda a Terra.

Então agora, na verdade, eu não vejo como podereis imaginar ter um duplo que não foi encontrado na terra, sobretudo se já sabeis que isso apenas se refere a muito, muito poucas pessoas. Assim, não percebo bem o que compreendeu esse irmão ou irmã. Não há nenhum duplo para encontrar a não ser o vosso corpo de Eternidade. E, de modo geral, as chamas gêmeas, a grande maioria dessa pequena percentagem,  que estão encarnadas, se encontraram enquanto humanas. Lá em cima, isso já não serve para nada, a partir do momento em que se encontraram e fusionaram.

Outra questão.


Questão : trata-se de um testemunho.

Então, escuto o testemunho. 


Questão : choro com uma grande alegria, quando vejo uma embarcação da Confederação Intergalática. Obrigado a toda a Confederação Intergaláctica.

Obrigado, mas qual é o testemunho, à parte as lágrimas?


Questão : é a Alegria.

Ah, é a Alegria, de acordo. É normal. Há aqueles que em nada acreditam ou então pensam que os extraterrestres são o diabo. Estes irão ter alguns problemas. Vocês sabem muito bem que temos muitos irmãos e irmãs, abertos ou nem tanto, que inconscientemente, e agora de modo cada vez mais premente, sentem que não são daqui, mesmo que não consigam explicar ou perceber isso. O mais perigoso é quando se trata de irmãos e irmãs que estão condicionados pelas religiões, a considerar que tudo o que é extraterrestre é do diabo. Esses terão grandes problemas.

Então, continuemos.


Questão : trata-se de um sonho de maio ou junho. Estou em cima de um cavalo que galopa. Sinto qualquer coisa que me apanha e me atravessa de luz de trás para a frente. Fico invadida de Luz, e isso acompanha-se de Alegria e de um relaxamento total, é muito breve. Tem aí alguma coisa a dizer?

Ah, para já, tens um veículo, estás sobre um veículo que é um cavalo, logo isso te envia à simbologia do cavalo.  Vais a galope, certo?


Questão : sim.

E, nesse momento, há qualquer coisa que penetra nas costas, é isso? E faz o quê?


Questão : isso invadiu-me de Luz que se acompanha de Alegria e de relaxamento total.

Então isso quer dizer, sobretudo se é recente, que está relacionado com o fato de que brevemente não precisarás mais de veículo. O cavalo, é a ardência, é a rapidez. Sabeis que se trata de um animal simbólico importante, e o que vives te mostra o que se irá produzir para ti, em certa medida. Não precisas mais de veículo.

Outra questão. 


Questão : uma amiga, saiu do corpo várias vezes. Ela passa então a uma velocidade vertiginosa de uma sala para a outra do seu apartamento e de outros apartamentos. Antes de sair do corpo ela atravessa um espaço que lhe aparece como feito inteiramente por códigos de barras justapostos. O que se trata?

Dado que ela permanece no ambiente físico, trata-se do que chamaria de saída no corpo astral, clássica. Atravessar as paredes é realmente algo relacionado com uma experiência fora do corpo, mas não no corpo de Eternidade. E, de seguida, após ter atravessado todos os muros e atravessado também outros apartamentos, o que se passa?


Questão : ela atravessa uma sala totalmente constituída por códigos de barras.

Oh, isso aí é uma projeção do que é trazido como experiência, que o teu cérebro interpreta assim. Vocês sabem muito bem que, por exemplo, nas experiências de morte eminente, os irmãos e as irmãs que viviam isso descreviam que atravessavam um espaço de círculos concêntricos que chegavam a grande velocidade, antes de se reencontrarem num espaço onde eram acolhidos pelos palhaços disfarçados de seres de Luz. Alguns ficavam aí, outros seguiram diretamente atrás do Sol. Então, suponho que na saída do corpo, onde permaneceste apenas ao nível puramente físico, atravessaste essa espécie de túnel que traduziste como um quarto com códigos de barras por todo o lado, o que realmente corresponde a uma codificação vibratória, que permite a derivação para todos os reinos do mundo astral, que permite desviar de todos os planos do baixo astral, e permite aceder ao alto astral, onde estavam os mestres ascensos e onde há, ou havia, pois são cada vez menos, os Arcontes que fingiam ser seres de amor, como alguns seres da vossa família ou grandes seres do mundo espiritual. É o que posso dizer. O teu cérebro traduziu essas passagens pelas franjas do baixo astral através da passagem por uma sala cheia de códigos de barras.

Vamos continuar.


Questão : é um sonho. Eu estava num quarto branco, com algumas vinte pessoas de todas as idades e de todas as cores de pele. Num mesmo sentido, colocámo-nos em círculo, de mãos dadas e experimentando todos a mesma alegria e a mesma paz interior. Uma grande serpente preta, com uma pele listrada de cor dourada, entrou nesse quarto…

Espera, espera, uma serpente de cor preta, dourada? Dourada como? É preta ou é dourada, a serpente?


Questão : é preta,  com a pele listrada de cor dourada.

Porque, em geral, ou é preta ou é dourada, ou então, como descreves, é o efeito das escamas … Aparece onde, a serpente?
Questão : ela entrou na sala e arrastou-se a nossos pés e à nossa volta, no sentido anti-horário,  continuou nesse movimento circulando e levitando ao nosso redor  até ficar a pairar  acima das nossas cabeças, depois desvaneceu-se num halo de luz. Acordei e agradeci pois senti que tudo o que se passara naquela sala era eu.

Então estás numa sala branca, com vários indivíduos que fazem um círculo, numa oração, ou na alegria, ou no que quiseres, e aí aparece uma serpente preta que gira à volta dos vossos pés, que levita e que desaparece na Luz. A serpente que é vista, preta com escamas douradas, mas mesmo que fosse toda preta isso não mudaria nada, uma vez que a serpente se dissolve em Luz, como disseste. A serpente é um dos grandes arquétipos que vocês têm, essa não está relacionada com a serpente de Adão e Eva nem com os Arcontes. Além de que os Arcontes não são serpentes. A serpente é uma imagem arquetipica, e quando a vês ao teu redor, nesse processo, isso significa que terminaste com as projeções de consciência dentro de uma forma. E estás na última etapa, tu e todas as diferentes partes de ti, talvez, tal como disseste que eras sempre tu.

Não tenho a certeza, mas não é importante. Isso quer dizer que te foi mostrado que já não estás submetido a este mundo mas que, ao mesmo tempo, houve liberação da primeira forma arquetipica, que é a serpente chamada Ouroboros, a serpente que morde a cauda, e que é negra. É um grande mito e um grande arquétipo. Então, foi-te mostrado a liberação da forma. A passagem pelo branco, o negro do Absoluto e a Luz.

Outra questão.


Questão : Sri Aurobindo disse que, quando se tiver passado por uma via ou pelas três vias, a radiação da Lemniscata Sagrada entrará em manifestação pelo ponto ER…

Não, não se trata da radiação da Lemniscata Sagrada. A radiação da Lemniscata Sagrada está relacionada com a Merkaba interdimensional, pessoal ou coletiva, e a sua finalidade é desencadear a Ascensão – se é o vosso caso – pelo 13º corpo.  O que falou Sri Aurobindo, se estais lembrados, corresponde à cruz que foi traçada entre o eixo sagital mas que passava pelo coração em anteroposterior, para reconstruir a Cruz de Cristo ao nível cósmico. Aí, o que vos disse Sri Aurobindo, não é acerca do eixo KI-RIS-Ti / Coração, é o ponto que está acima que vai irradiar. Então, não, não está de forma alguma relacionada com a Lemniscata Sagrada, mas sim com a radiação da Fonte a partir do ponto ER. Qual era a pergunta?  Penso que esclareci o assunto, já que tinha havido uma pequena confusão. 


Questão : trata-se da ação, quando o feixe é emitido sobre os outros irmãos e irmãs, para lhes permitir viver as graças marianas, e neste processo, o posicionamento da alma e a redistribuição dos fluxos de energia são importantes, disse Sri Aurobindo. Podeis dar algum esclarecimento?

Mas Sri Aurobindo disse, pelo menos assim o espero, que isso se produz espontaneamente. O que é que quereis ainda controlar, ou dirigir, com isso? Vocês se dão conta? O número de vezes que vos temos dito para deixarem ser a Luz que sois e vocês sempre a tentarem controlar, dirigir e compreender. Mas sois muito teimosos, hum. Tudo foi dado acerca do mecanismo, e aliás este irmão ou irmã  descreve perfeitamente o que foi dito por Sri Aurobindo. Mas será que ele vos disse que era preciso dirigir isso? Será que ele vos disse que era preciso compreender? Não. Isso se produz espontaneamente. Então, o que é preciso que eu explique aí ainda mais?


Não há mais questões escritas.

Então, passemos às questões orais.


Questão : tive a visão de uma mesa, tal como na divina conexão, com as duas mãos que se tocam através dos indicadores, mas não apenas era visível a mão esquerda, à direita estava em branco…

E o que te leva a dizer que se trata de uma conexão divina, como no quadro de Raphael, se apenas vês uma mão. Onde é que está a conexão?


Questão : é precisamente a minha pergunta, pois à direita estava em branco.

Mas não viste a forma de uma mão?


Questão : Havia um fundo branco com uma mão.

E do outro lado?


Questão : era o plano de fundo da imagem que era branco.

Esperem lá, nada compreendi, não está claro. Primeiro há a tua mão com o indicador apontando, depois falas de uma divina conexão quando do outro lado não há indicador nenhum, apenas branco. 


Questão : certo.

Bem, isso quer dizer apenas o que tu dizes, isso apenas quer dizer que te é pedido… o indicador, é a indicação do caminho, da direção. Vai para o branco, para de pensar nas formas, nos objetos, nos elementais. No teu caso, isso terminou. Para de tentar a todo o preço conceitualizar, imaginar, visualizar. Dito de outra forma, deixa de te contar a ti mesmo histórias, faz o silêncio, o branco. É isso que te mostra a mão. Isso é bem claro, hã. O fundo está lá, em branco. Não precisa de formas nem de histórias, nem de pessoas, nem do que quer que seja.

Vejo que, mesmo entre vocês, despertos ou liberados, têm dificuldade em abandonar algumas coisas, hum. Lembrai-vos que todas as experiências na natureza, ou mesmo connosco, apenas estão aí para vos fazer encontrar o que vós sois, não para construir outras histórias ou cenários. É tempo de deixar tudo isso desaparecer. A vacuidade, isso diz-vos alguma coisa? O silêncio, a imobilidade, a dança. Tudo isso foi explicado, não ? Então, se querem continuar a brincar, vão ver o que vai acontecer ao nível do vosso corpo, já vos preveni. Não podemos aí fazer nada. Se é preciso isso para que possam compreender que precisam parar, nem todos, ainda há aqueles que podem beneficiar com os povos da natureza, mas quando vejo a abertura que já tens, assim tu te atravancas, tu te sobrecarregas de coisas que nada te trazem, que te confundem.

O branco, é a Alegria. Não há aí necessidade de formas, de histórias, de cenários, do que quer que seja. Os encontros na natureza têm sido para facilitar isso, não para brincar às fofocas espirituais. A resolução no branco é indispensável antes de viver o Absoluto, hum, pelo menos enquanto não tiverem vivido o Apelo de Maria.

Então, não se apeguem a nada. Comprometam-se em viver o que têm a viver mas não a depois, como se diz, a fazer com isso cenários, historinhas, tagarelices espirituais, podemos dizer assim. Não precisam disso. A Luz vai chamar a entrar cada vez mais profundamente dentro de vós, aí onde não há espaço para vossas pessoas, para nenhuma história, para nenhum Ancião, para nenhuma Estrela, nem para nenhum elemental. Aí não necessitais de nenhum desses suportes, sobretudo tu a quem me dirijo. Isso vos atafulha, vos sobrecarrega a cabeça, cria grandes problemas na vossa cabeça. Não conseguem ver isso? É preciso ver. E digo isto para teu bem, hum.

Outra questão.


…Silêncio…


Adormeceram todos?
Se calhar esgotaram realmente todas as questões.


Questão : a visão de um triângulo significa a indicação de uma linhagem?

Isso depende do contexto. Se aparece espontaneamente, sem nenhuma decoração especial e de improviso, e desaparece logo a seguir, aí há fortes probabilidades. Já tinha dito que, entre vós era preciso não julgar, pois há por aí seres, na verdade, que têm linhagens ou são de origens bem superiores ao antropomorfismo. Podeis imaginar o sacrifício desses seres que estão hoje presentes entre vós na Terra. Especialmente esses, não são nem mestres, nem oradores, nem nada, apenas estão presentes. Mas tendes alguns, sim, já tinha dito. Então, há fortes possibilidades que te esteja a ser mostrada uma das tuas linhagens.

Em geral, é fácil de ver pois são seres, mesmo se já viveram incarnações durante um ciclo completo, que estão sempre na sua infância a perguntar o que fazem por aqui onde estão. Têm realmente a impressão de não ser da Terra. Eles têm razão, mas guardam em si essa consciência, quando há uma linhagem ligada aos Triângulos, os Querubins.


Questão : isso seria ligado a que Elemento?

Há civilizações dos Triângulos em todos os Elementos. Além disso, gostaria de lembrar que os triângulos elementares são feitos de triângulos. Essa é a marca no vosso ADN e no corpo de Existência, um suporte vibratório, mesmo se não tenham essa linhagem, que está ligada a esses agenciadores de mundos. Agenciadores de manifestações da consciência, se preferis, pois que os corpos de Existência são constituídos por esses triângulos. Mas o efeito de ver um triângulo assim, inesperadamente, espontaneamente, do nada, pode significar efetivamente…em geral, o que aparece é o triângulo, e é visto como se fosse constituído por três projetores, como três luzes de néon. Não há a Luz nem dentro nem fora, apenas sobre os traços que formam o desenho. Isso é típico, na verdade, da revelação de uma das linhagens.


Questão : era como um néon violeta com luz branca ao redor.

Ah, ao redor, é uma irradiação, mas não no interior. No interior não há nada.


Questão : sim.

Então isso significa…os três lados eram violeta?


Questão : creio que sim.

Está certo, então está ligado ao Fogo. Os três lados eram bem violeta, é isso, com um pouco de branco irradiando dos triângulos ao redor e pela distância. É isso?


Questão : sim.

Então aí, sim, é na verdade a revelação de uma linhagem. Compete a ti verificar se é verdade ou não através do que disse sobre o que se passa com essas crianças. Em geral, têm tanta dificuldade a estar em terra que, quando são muito jovens, caminham de uma forma própria, evitando que o calcanhar toque o solo. Vocês têm todos visto crianças que caminham como se fosse na ponta dos pés, e eles têm uma ascendência ligada a uma linhagem dos Querubins.

Outra pergunta.


Questão : e ver um quadrado se formar quando se fecha os olhos?

Ah, não vão perguntar-me agora em relação a todas as figuras geométricas. Não há civilização dos quadrados. Ou era um cubo, e isso pode corresponder a qualquer coisa, mas um quadrado que se desenha, não, não tenho nada a dizer. Vocês sabem, quando se fecha os olhos, muitas vezes podem aparecer figuras geométricas. Bem, agora é mais difícil pois a terceira visão já não é a terceira visão, é a Coroa Radiante da cabeça, mas há algum tempo, quando as Coroas ainda não tinham sido ativadas, quando havia apenas o que era chamado a banda da terceira visão, as doze Estrelas estavam fechadas entre Clareza e Precisão. Aí, nessa altura, havia muitas visões de formas geométricas de todas as espécies, por vezes complexas, mas depois da Coroa da cabeça ter substituído a terceira visão, não há mais esse género de visão, é muito raro. Mas aqui, neste caso, não tenho nada a dizer sobre esse quadrado.


Questão : ireis estar nos domos de Luz das aldeias dos elfos?

Sim, virei, como todos os outros, se houver afinidade vibratória. Pois, aí, é um processo diferente, não é coletivo como quando estou convosco, isso diz respeito a cada um de vocês individualmente. Isso quer dizer o quê? Isso quer dizer que se estiveres a vibrar, se uma das Coroas estiver ativa e se tiveres uma afinidade particular com as linhagens vegalianas, bem, aí terei mais facilidade a vir visitar-te. Ou então se for preciso fazer aí algo de preciso, tal como as Estrelas, tal como os Arcanjos.

Não há como Maria, que, aliás, está sempre muito ocupada e mesmo assim não estou certo de que ela possa estar disponível para todos a cada vez e todo o tempo. E vós sabeis que para nós isso não é problema, mesmo se…imaginai que há milhões de domos sobre as aldeias dos elfos; posso, em consciência e em verdade, estar presente em várias dezenas de locais em simultâneo e lidar com todos esses contactos sem qualquer dificuldade. Especialmente porque lá é 5D. Os domos de Luz onde entrais, já estão na nova vibração. Vocês sentem, se já tiveram oportunidade de lá ir, o que se passa a nível vibral, o duche de Luz, as partículas adamantinas, o Fogo Ígneo. Quer tenham visto alguma coisa ou nada.

Mas creio que a visibilidade, isso foi dito, me parece, a verdadeira visão com os olhos abertos, apenas pode acontecer se as condições de luminosidade solar forem mínimas. É por isso que eu penso que Eriane tinha falado de irem ao anoitecer ou ao amanhecer, pois há melhores condições com a luz declinante do dia, ou quando o sol ainda não nasceu, para ver ou entrever essa 5ª dimensão.

Então aí, podemos dizer que através dessas aldeias começam a entrar em pleno  coração na nova dimensão, e é também por isso que Sri Aurobindo veio dar detalhes sobre o evento solar, para o caso de ser necessário. Penso que ele não disse que era algo obrigatório, espero. É apenas uma possibilidade para a qual achámos bem vos prevenir.


Questão : como podemos encontrar uma aldeia de elfos, pode ajudar-nos ?

Seguindo as linhas elficas.


Questão : como podemos encontrar as linhas elficas?

Vais passeando pela natureza. Se seguires ao lado de um curso de água com uma floresta, em todo o caso na Europa, é melhor. Mas, estou desolado, ainda não temos cartografia precisa para todas as aldeias dos elfos, há uma multidão delas. Bem, os dragões são muito menos. As ondinas, sabeis que em geral nunca permanecem no mesmo local, então não podem tentar localizá-las com precisão, salvo se estiverem, em algumas circunstâncias, ao lado dos gnomos, ou dos dragões ou dos elfos.


Questão : haverá algumas regiões com maior concentração de aldeias dos elfos?

Claro que sim.


Questão : em França.

Ah, não posso dizer porque não sei, mas sabeis que os elfos, quando criam uma aldeia, em geral ao seu redor já há várias aldeias. Eles costumam reagrupar-se em rede, trata-se de pequenas aldeias, vocês sabem, eles não são muito numerosos em cada aldeia, e por vezes gostam de ficar apenas em companhia de si mesmos. Então, se há a possibilidade de se instalarem por perto, se encontrarem uma aldeia de elfos, podem ter a certeza de que há muitas outras ao redor. É muito raro encontrar alguma isolada, mas agora, não tenho os meios para vos dizer onde as encontrar. Peçam à Luz,  vão caminhar pela natureza e deixem-se guiar. Isso parece-me muito simples, agora, com as vossas vibrações.


Questão : se não encontrarmos aldeias de elfos, poderemos conectar-nos com esta aqui perto?

Pelo pensamento, isso me parece difícil. Não podem tomar um duche de Luz à distância. A partícula adamantina não viaja assim, desde a aldeia dos elfos até junto de vocês, sobretudo se estiverem numa cidade, é um trabalho que é feito concreta e fisicamente. Não é como com o Sol, hum, onde vocês podem ficar na vossa cama, tal como vos disse há um ano atrás. Não, aqui é mesmo necessário ir realmente para a natureza.


Questão : estava em locais onde havia muitas árvores, para tentar encontrar…

Mas não precisas de encontrar aldeias de elfos, se não houver aí perto de ti. Tens árvores, não é?


Questão : sim.

Bem, então aí está, o que é foi também dito? Que as árvores, não há domo sobre elas mas são pilares de Luz. É certo que a possibilidade de ver e de sentir é mais forte sobre um domo, mas uma árvore pode fazer exatamente a mesma coisa.


Questão : é um sonho. Eu estava num parque com um relvado. Algumas pessoas passeavam. Uma pessoa idosa propôs jogar comigo com um jogo de cubos, daqueles infantis. Aceitei, e então uma lista de palavras apareceu, por ordem alfabética e por temas. No chão, havia um jogo iniciado, como um jogo de scrabble. Eu tinha muitos cubos, ao contrário dos outros, e uma voz disse : « para ti é normal, pois não tens tema nenhum em particular. »

Espera um pouco antes de continuares, os cubos são em quê?


Questão : em madeira.

Então são os cubos infantis clássicos. Depende da tua idade, mas na minha época, eram puzzles que eram feitos com os cubos de madeira, com diferentes faces. Agora, as palavras, onde é que elas estão, agrupadas em temas, sobre os cubos ou noutro sítio?


Questão : eu não vi palavras sobre os cubos mas penso que cada cubo corresponde a um tema. Era preciso colocar os cubos para completar os temas. Como eu não tinha tema, tinha muitos cubos para colocar e não podia colocá-los assim sem mais nem menos.

Então, temos aqui uma quantidade de referências. É evidente, aos cubos que conheceram alguns de vocês que já têm mais de, diria, cinquenta anos. Eram jogos muito frequentes nessa época. Eram cubos para as crianças mais pequenas. Então aí, há irmãos e irmãs num parque com um bonito relvado verde, quer dizer, num determinado quadro de manifestação, e aí te é pedido para organizar, armazenar e resolver de alguma maneira. Penso que estará diretamente relacionado com sentimentos que viveste na infância. Isso não quer dizer que tivessem deixado lesões, quer dizer simplesmente que, estar num parque, também é estar limitado. E tu te encontras, tu és a única, como dizias, a não ter tema para a organização dos cubos. Certo?

Esse sonho diz-te simplesmente que tens toda a liberdade para não ficar aí fechada num espaço circunscrito e no que é pré-construído ou já conhecido. Quer dizer que te é pedido para ser mais espontânea e não te agarrares tanto à lógica, às coisas já estruturadas, ou às coisas que precisam de ser etiquetadas. Pode talvez significar que na tua vida tens tendência para classificar muito, para agenciar, para organizar, isso apenas tu podes saber. Se isso não se passa na tua vida, é apenas um sonho sem sentido especial a não ser te levar de volta à infância.

Então, apenas tu podes saber se é uma resposta relacionada com a tua vivência e com o que é aconselhado para viveres, agora, para não te fechares em quadros de referência, em raciocínios, na lógica, mas antes ser espontânea. Além do mais, te disseram que para ti não havia tema. Os outros tinham tema. Quer dizer que tu não precisas mais de alibi, nem de compreensão, nem de lógica, para viveres o que és. Ou então apenas é uma referência à infância. Isso depende, deves conhecer-te o suficiente para saber, como funcionas na tua vida. Estás sempre a procurar uma lógica? Estás sempre a tentar compreender mais do que a viver o que tens a viver?

Outra questão.


... Silêncio…


Penso que, por aí, já disparam os últimos cartuchos, hum.


Vai sendo hora.

Ah, o tempo vai terminando.

Então, bom, caros amigos, irei transmitir-vos todas as minhas bençãos para encerrar estes colóquios. Não esqueçam que talvez tenha a ocasião de vir dar alguns elementos, ou se estiver previsto algum evento, ou depois do evento ter tido lugar, conforme o tipo de eventos que possa ocorrer durante este mês. É possível que haja uma infinidade, a todos os níveis. É um mês propício. Assim, a vantagem, se preferis,  é que, se neste mês de Julho tudo estiver tranquilo, penso que podereis ficar tranquilos também no mês de agosto. Boas férias a todos.

Eu vos transmito todas as minha bençãos.


***

Tradução do Francês: Maria Beatriz Pires


PDF (Link para download) : OMA - Parte 4 - Q/R - Julho 2017