IVONE-AMADA DE MALESTROIT - Setembro de 2017


Ivone-Amada - Setembro de 2017
Mensagem de 18 de setembro de 2017 (publicada em 25 de setembro)
Origem francesa – recebida do site Les Transformations


Áudio da Leitura da Mensagem em Português - por Noemia
Clique aqui para fazer o download do áudio



Eu sou a irmã Yvonne-Aimée, Estrela Ki-Ris-Ti. Irmãs e irmãos na carne, dignem-se acolher a Paz do Cristo, a Alegria da Luz e a verdade do Amor.
… Silêncio…
Eu venho em vós e a vós para completar o que vos disseram as minhas irmãs Gemma e Teresa, a pedido de Maria, não tanto para dizer palavras mas para me revelar em vós, despertando em vós Ki-Ris-Ti, vindo soprar no braseiro do vosso coração para o atiçar.
Como vos foi anunciado e explicado, vocês não têm de fazer nada, não têm de preparar nada nem nada para antecipar, estejam simplesmente aí, como vocês estão, presentes e lúcidos sobre o que ocorre na vossa intimidade.
Os impulsos múltiplos da Luz, que são levados a acontecer dentro de alguns dias, representam, no seu todo, no seu número e na sua desmultiplicação,  Aquele que vem como um ladrão na noite bater à vossa porta e que te vem pedir para seres o que tu és, para além de tudo o que tu podes crer, para além de tudo o que tu pudeste viver, de tudo o que tu pudeste experimentar.
Como muitos de vós, as minhas irmãs e os meus irmãos, aqui como em toda a parte neste planeta, sentem, mesmo sem poder adicionar detalhes, que alguma coisa está em vias de acontecer e de se desenrolar.  Não há necessidade de saber mas é essencial viver no vosso íntimo estes acontecimentos de Luz  acompanhando o passo de todos os acontecimentos terrestres e acompanhando o passo de todos os acontecimentos da vossa vida.
A única questão que ainda vale a pena colocar-se é a de saber se vocês disseram « sim » ao Amor, « sim » à Verdade, « sim » à Eternidade e não têm que ajustar o que quer que seja, mesmo no seio do vosso personagem, da vossa história como das experiências, para encontrar, de forma plena e inteira o que vocês são enquanto dignos Filhos Ardentes do Sol.
Não há que refletir, não há que pesar ou sobrepesar o que quer que seja, há somente que aceitar toda a eventualidade, sabendo que quaisquer que sejam as eventualidades prováveis, de qualquer natureza que sejam, por trás da aparência está o inefável, o que não pode ser traduzido por palavras nem conceitos, nem mesmo no que vocês nomeiam vibrações.  Tudo o que é chamado a viver-se para cada uma e cada um não pode ser nem referenciado nem categorizado com qualquer elemento que vocês pudessem apreciar neste mundo ou que, na maioria das vezes, nem viveram.
Para além do que vos explicaram Gemma e Teresa, para além da Unidade, para além da Profundidade, instala-se em vós o Silêncio, quer vocês o tenham notado ou não,  quer este Silêncio se traduza por bruscos acontecimentos ao nível do vosso corpo, da vossa consciência, da vossa memória. O Silêncio é o que resolve todas as questões que possam surgir da vossa pessoa. Isso corresponde também ao que foi nomeado o acolhimento incondicional desta Verdade que vem.
A alquimia particular que se vai desenrolar neste face-a-face entre o Eterno e o efémero, pessoal e coletivo, quaisquer que sejam as reações da pessoa, quaisquer que sejam as reações da sociedade humana, não representarão nada perante a verdade deste Silêncio, desta perfeição, que nenhum pensamento humano ou nenhuma ferramenta humana pode criar ou recriar.
Nas profundezas e na vossa unidade, Aquele que bate à porta vem abraçar-vos, desposar-vos e acompanha-vos, a cada um, a cada uma, com a mesma intensidade, o mesmo Fogo.
O que vos posso dizer é que: « não tenham medo e permaneçam tranquilos». A Alegria que vos está prometida, se vocês permanecerem nesta humildade, nesta neutralidade e nesta benevolência, não têm comparação com o que vocês puderam viver até ao presente.
… Silêncio…
Deixando consumir-se o que deve ser consumido pelo Fogo do Amor, iluminará do interior o que vocês são, dando-vos a viver, a sentir, a alcançar este dom da Graça mais completa, mais alegre.
A Luz e o Amor vão efetivamente bater à vossa porta de maneiras diferentes, em diferentes movimentos e diferentes etapas.  Para além do Silêncio, para além do acolhimento, para além de seguir o coração, para além da profundidade, se vocês tiverem a possibilidade, estejam sozinhos com vós mesmos num ambiente o mais natural possível; mas se isso não for possível é porque para vocês deve ser assim e porque são certamente as melhores condições para viverem o que é para viver.
As minhas palavras neste dia são voluntariamente espaçadas porque o que eu tenho a dizer, a dizer-vos, a cada um, não reside nas palavras que eu emprego, mesmo que estas palavras sejam trazidas pelo Verbo e pelo Paráclito. O importante neste instante, aqui como em toda a parte, quando vocês tiverem a ocasião de ler, de entender, é estarem simplesmente neste silêncio que permite o acolhimento sem condição e sem resistência d’Aquele que vem.
Não esperem ver, não esperem qualquer cenário que seja se não for o da iluminação completa do que é a consciência, do que é a Vida, do que é a Alegria. Como as minhas irmãs amadas vos disseram, à medida que aparecer uma certa forma de desordem aparente, vocês serão cada vez mais iluminados.
Esta iluminação não pretende iluminar uma qualquer história mas simplesmente iluminar o que vocês são na verdade, o que todos nós somos,    mesmo antes de ter tido uma primeira forma e de ter realizado uma primeira experiência livre. Isto corresponde, para alguns de vós, antes do Apelo de Maria, a realizar Ki-Ris-Ti e, assim, a não mais ser afetado por qualquer vicissitude do vosso corpo físico, da vossa consciência efémera, ou deste mundo.  Foi dito e repetido, ainda hoje: « o  medo ou o Amor », isto vai tornar-se cada vez mais verdadeiro, cada vez mais patente, cada vez mais evidente.
O Filho Ardente do Sol não pode experimentar o mínimo medo, a mínima apreensão, porque ele permanece, em qualquer circunstância que seja, na alegria perpétua da Eternidade, o que quer que aconteça, onde quer que aconteça. O Silêncio e a Paz são marcadores fortes de onde emerge, então, a alegria infinita da felicidade sem causa e sem objetivo, a Alegria pela Alegria, o Amor pelo Amor, para além de qualquer cenário e de qualquer problema, dando-vos a provar de maneira mais intensa a Liberdade e a Verdade.
A minha irmã disse-vos, não há nada para preparar, o que quer que vocês pensem, o que quer que vocês creiam. Cada um e cada uma, à sua maneira, está pronto.  E eu direi mesmo que aquele que diz que não está pronto está muito mais pronto do que aquele que acredita estar pronto. Eu também não vos peço para acreditarem em mim, mas eu simplesmente vos informo. Isto não é absolutamente um aviso mas antes um anúncio alegre, mesmo que vocês ainda não entendam o sentido destas palavras, nem mesmo vivendo o aspeto vibratório.
Neste espaço de Alegria nenhum medo pode aparecer.  O vosso coração é, de qualquer modo, na vossa Eternidade, o vosso salvo conduto, a única verdade.  Então, cada um de vós está pronto, a própria Terra está pronta, o próprio céu está pronto. As condições ótimas estão reunidas para que o processo final da Ascensão da Terra ocorra agora de maneira palpável, visível e evidente. Quaisquer que sejam as vossas possíveis reações em relação a isto, saibam que uma reação não dura senão um tempo, e as interações da Luz através dos processos que vos foram descritos permitirão a cada impulso afastar as últimas dúvidas, as últimas negações, as últimas raivas, mas também as últimas negociações, porque não há nada a negociar perante um presente como este, o presente da Vida e da Eternidade. 
Quem poderá pretender depois do Apelo de Maria, mas já durante esta semana, que a alegria deste mundo possa rivalizar de uma maneira ou de outra com a Alegria da Eternidade? Quaisquer que sejam ainda os vossos apegos de hoje, quaisquer que sejam os vossos projetos, quaisquer que sejam as vossas obrigações, o que vai ser decidido pela ação dos Arcanjos, de Uriel e da Confederação, e também pela Terra e pelos seus elementos, será de uma tal intensidade, de uma tal verdade, que nenhum de vós poderá lamentar o velho (o antigo), mesmo que para alguns de vós ele permaneça, durante um lapso de tempo, até ao Apelo de Maria, que vocês conhecem, para pacificar o que ainda tem necessidade de o ser, que não faz parte da vossa consciência mas simplesmente das rotinas, das crenças residuais neste mundo, da sua melhoria, da sua possível evolução. O que é perfeito não pode evoluir, o que é perfeito só pode permanecer perfeito em qualquer experiência que seja, a partir do instante em que o Juramento e a Promessa são reativados em vós e que o Coração do Coração entra nesta combustão de Amor. 
O Amor é um fogo devorador; fomos muitos entre as Estrelas a tentar fazer-vos aproximar, mesmo pelos conceitos, e pela vibração também, do que isso pode ser. Já não é tempo de procurar a Luz porque a Luz vos encontrou; o tempo é de Alegria, esta Alegria que não depende de nenhuma circunstância nem de nenhuma condição florescerá em vós.  
Muitos de vós, alguns depois de muitos anos, viveram de forma importante os apelos da Luz. Quer seja por lembretes ao nível do corpo, quer seja por mecanismos da consciência efémera, tudo isto realmente aconteceu e realmente alcançou-se, tendo-vos preparado, quer vocês estejam conscientes disso ou não, e isto muito antes das Núpcias Celestes, há mais de trinta anos.
Este Fogo ardente do vosso coração enquanto Filhos Ardentes do Sol é o bálsamo radical para tudo o que possa incomodar, para tudo o que possa tentar obstruir a Verdade vindoura.
Muitos de vós viveram, não chamadas de ordem mas convites da Luz, por vezes incómodos, eu diria, para a condução do vosso efémero. Hoje, nestes dias, o processo deste apelo da Luz que já se tornou, junto de alguns de vós,  em mandatos da Luz, vai tornar-se, nós o desejamos, para um número cada vez maior de vós, a realização da vossa eternidade. Não haverá, portanto, mais sentimento de apelo da Luz ou de mandato da Luz porque vocês serão a Luz, seja qual for o destino desse corpo, da vossa história.
As minhas irmãs falaram-vos do vosso sorriso e do brilho do vosso olhar, eu ainda poderia falar, para os mais sensitivos, de ver, de forma muito simples, da visão mais comum, esse corpo de glória, em vós e em outros irmãos e irmãs. Mas para além do que é para ver da forma mais natural de ver, com os olhos, há sobretudo esta mudança de posicionamento do que era chamado o vosso ponto de vista, da vossa consciência.
Eu só posso repetir o que já vos disse há muitos meses: « permaneçam tranquilos ». O que se joga, lembrem-se, e nós evocámos isso por outras vozes além da minha, já está atualizado, já está realizado nos planos mais próximos da Terra, o que pode explicar por vezes, junto de muitos irmãos e irmãs, o sentimento de qualquer coisa que muda e que mudará tudo. A inevitabilidade assim como a intensidade do que poderá ser efetivamente chamado de mudança, mas que é bem mais do que uma mudança já que se trata de uma transubstanciação; em termos pictóricos, a borboleta nasceu e nascerá, mesmo que a lagarta ainda esteja presente.
Nós, nós falámos longamente de mecanismos de fusão e de dissolução, de sobreposição do efémero e do Eterno, agora, dentro de pouco tempo, a Luz emergirá da vossa própria fonte que é o vosso coração.  Isto certamente, como sempre, pode ocasionar mecanismos de reajuste que correspondem aos apelos ou injunções da Luz, mas agora que a Luz emerge aos vossos olhos e aos olhos de todos, realizar o que vocês são encontra poucas palavras para o descrever, tanto no vocabulário tanto oriental como ocidental. Então, algumas palavras, alguns conceitos, algumas ideias, nos permitirão aproximar mais do que não precisa de palavras, do que não precisa de demonstração nem de interrogação porque isso é evidente.  Assim se cumprem o Juramento e a Promessa. A Luz restabelece o seu reino natural e, qualquer que seja a densidade das vossas ideias, dos vossos pensamentos, do vosso corpo, a leveza da consciência se tornará preponderante sobre todas as outras considerações.
O Amor é a nossa natureza. Este Amor não precisa da vossa pessoa nem de nenhuma história, é o que vocês são. Quer vocês o aceitem ou não, não mudará nada nesta verdade eterna e inabalável. Qualquer que tenha sido o aprisionamento, a perfeição se revelará a vós, pondo fim à noção de espiritualidade, de busca, de procura, da falta, porque nesta plenitude nenhuma falta pode mesmo ser mencionada e, eu repito, mesmo que isso só aconteça durante alguns instantes, permitindo-vos então viver o que é para viver por cada um de vós durante este último trimestre do ano de 2017.
Como Maria vos disse, o Comandante também e por outros canais, vocês entraram de pé e coração no fim dos tempos que é o retorno da Verdade e que é o reinício da verdadeira vida.
E lembrem-se do que foi também mencionado há pouco tempo, as etapas do Choque da Humanidade, sabendo que qualquer que seja o vosso ponto de partida hoje, depois do período dado de 7 dias, a partir do início do mês de Outubro, muitos elementos novos estarão na frente do palco e tudo isso serão apenas alegrias, quaisquer que sejam as aparências, qualquer que seja o vosso estado efémero. Para muitos de vós a preparação do fim da história remonta a muitas dezenas de anos. Eu não vos vim prometer nada a não ser assegurar-vos a verdade do que acontecerá no vosso Coração do Coração, tomando o lugar de tudo o que pode parecer contrário à Luz na aparência deste mundo e dos acontecimentos humanos.
A progressão da Luz, depois da introdução das Teofanias, e mais uma vez, qualquer que seja o vosso estado hoje, o estado do vosso corpo, do vosso mental ou da vossa consciência, não representará mais nada a partir do momento em que o Inesperado for vivido. Neste Amor, nesta ardência do Fogo do Coração, tudo o que possa aparecer ainda hoje como talvez importante ou essencial no seio do vosso efémero, será profundamente relativizado, e isso qualquer que seja a natureza do acontecimento e dos acontecimentos que vos tocarão, tanto na vossa intimidade como na tela deste mundo. O que pode acontecer àquele que redescobre o que ele é e que é imortal, que nunca nasceu e que nunca morrerá? O que pode acontecer quando tudo já é perfeito e todos os jogos são possíveis de saciar, e que a eternidade do descanso da forma está também acessível, da mesma maneira?
… Silêncio…
Lembrem-se também que, para muitos de vós, de agora em diante vocês não levam nada deste mundo, porque na Ressurreição nada deste mundo pode servir ou trazer o que quer que seja.
… Silêncio…
O que poderia restar, no final deste período, de elementos que vocês poderiam qualificar de sombras, de questionamentos, de resistências ou de hábitos, será varrido brevemente pelo canto da Ressurreição nomeado as Trombetas e o Tambor da Terra, ou o tam-tam da Terra. Não estando mais prisioneiros dentro de uma forma corporal, mesmo aí permanecendo, a perspetiva mudará drasticamente. Aquilo que poderá, por vezes, parecer-vos resistir pelo sofrimento, pelos questionamentos, não poderá mais manter-se perante a evidência. Vocês estão, portanto, convidados, a partir de agora, e da maneira mais completa e ininterrupta possível, a se voltarem para vós mesmos, para a vossa profundidade. Tudo o resto será tratado pelo coração, e sem esforço, e sem nenhuma intenção.
Alguns de vós, que não resistem a nada, já constatam, desde as Teofanias e mesmo antes, uma forma de regeneração corporal e da consciência; esta é a ação da Luz que dá, seja qual for a idade, a beleza à vossa forma e à vossa emanação, seja qual for a aparência que vocês apresentem ao mundo.
A Ascensão da Terra corresponde à transubstanciação da matéria da própria Terra num mundo que não será mais carbonado mas silicado, e mesmo os acontecimentos que vos foram anunciados há muito tempo pelo Comandante dos Anciãos, mesmo antes dele ser Comandante, do tempo em que Orionis tinha a cargo esta função… E vocês sabem pertinentemente que tudo depende sempre do ponto de vista da consciência. Se eu der um exemplo, o fogo dos vulcões cobre a terra e a cobrirá cada vez mais com aquilo a que vocês chamam sílica e não mais com o carbono, cujo espectro de manifestação é bem mais etéreo que aquilo que vocês nomeiam matéria, e no entanto há sempre uma certa forma de corporalidade. Esta transubstanciação da matéria da Terra, mas também dos vossos corpos efémeros, é o processo mais adequado que vos permite viver o que vos é proposto, por vós mesmos, pela Luz, pela Vida.
… Silêncio…
As minhas irmãs também vos disseram para deixarem a Alegria ocupar todo o espaço sem entrar em excitação ou em exultação, porque esta Luz, este Amor, esta Alegria, esta Verdade, são de uma tal intensidade, de uma tal leveza, que nenhuma reação dentro do personagem o pode traduzir sem o caricaturar (disfarçar), sem o amputar.
A minha irmã Teresa insistiu muito na humildade e no Caminho da Infância. Saibam, e eu já vos falei disto, em parte, que mesmo que eu tenha manifestado na minha encarnação os carismas mais incríveis que nunca foram usados por um ser humano, isso não retirou nada à minha humildade e à minha simplicidade, bem pelo contrário, porque quanto mais a majestade, a beleza, a verdade do Amor se implantam, mais a humildade é evidente.  Porque nenhuma função dentro deste mundo, nenhum papel como nenhuma missão, mesmo entre os maiores mestres que encarnaram, seria eficiente se   tivessem colocado a pessoa na frente. A humildade é, portanto, natural para aquele que a vive, e muitos de vocês vão vivê-la.
Para muitos de vós também, a experiência do coração se tornará a vossa única atividade e ela será bem mais gratificante, se o posso dizer, que todos os prazeres deste mundo, que todas as possessões deste mundo, porque vocês terão encontrado o tesouro que vocês são, que não tem necessidade de mais nada e que apagará tudo o resto. Isto foi-vos explicado de muitas maneiras, e isto durante muitos anos.
A felicidade eterna de Ma Ananda será o vosso quotidiano, nós o esperamos  para um número cada vez maior e por espaços de tempo cada vez maiores.  E sobretudo, se para vós não existe um acontecimento íntimo importante para viver, o que quer que aconteça na tela deste mundo, quer seja natural ou provocado, tenham presente em algum lugar na vossa cabeça que muitos irmãos e irmãs encarnados como vós, talvez nas vossas proximidades, o viveram.
Não concebam nenhum arrependimento nem nenhuma vantagem do que vai acontecer a cada um de vós. Aí está o maior dos salvo-condutos, a humildade e a simplicidade, especialmente sobre o que vai acontecer na vossa intimidade, porque é daí que vocês extrairão todos os recursos para viver o que têm a viver, quer isso seja antes do Apelo de Maria, durante o Apelo de Maria ou depois do Apelo de Maria.  
Entendam bem que o que quer que seja esse Inesperado, e claro os seus efeitos surpresa que são necessários, e seja qual for a surpresa, quer ela vos apareça como agradável ou detestável, não muda em nada a finalidade.  Então, felizes os simples de espírito porque o Reino dos Céus lhes está aberto agora e não apenas prometido. Tornar-se uma criança, renascer de novo, terá todo o sentido porque vocês o vão viver, e alguns já o vivem.
… Silêncio…
Amar sem nenhuma restrição e sem nenhuma condição em qualquer acontecimento, em qualquer lugar, e em quem quer que seja, é também um salvo-conduto para jogar o jogo da Verdade mais do que o jogo da oposição à Verdade.
… Silêncio…
É neste face-a-face, neste um-para-um, em ressonância com os impulsos múltiplos da Luz, as diferentes radiações que vos foram expressadas, que se encontra a solução, e em nenhum outro lugar.
Quando o espírito se revela, ele toma os comandos, é o que vocês são.  A vossa pessoa não tem que decidir a não ser nos acontecimentos quotidianos, mas no que se refere ao Espírito, ele sopra onde ele quer e quando ele quer, é o que vocês são.
Portanto, preparem-se; não há preparação, simplesmente estar aí completamente presentes, completamente disponíveis para a Luz, para a Eternidade.  Não há nenhuma condição humana, e em breve nenhuma obrigação humana que possa manter-se diante da verdade do Espírito revelado. Se isto vos diz respeito, mesmo antes do Apelo de Maria, convém, vocês também, dizerem: « Pai, que a tua vontade se concretize e não a minha ». A grande diferença em relação ao Cristo é que neste momento vocês não podem dizer : « Éli, Éli lama sbachtani? », « Meu pai porque me abandonaste? », mas simplesmente « Que assim seja », e assim é.
O sentido das minhas palavras, mesmo que de momento vos pareçam muito copiadas das escrituras, são no entanto as palavras mais adequadas às diversas situações que vos são dadas a viver agora.  Tudo o que é verdade é leve e verdadeiro e luminoso, tudo o que não é verdade é pesado e arrasta-vos para fora do vosso coração. Nós sabemos pertinentemente que ainda hoje existem em vós flutuações desta Luz, em função das vossas fadigas, dos vossos humores, dos vossos problemas corporais ou no vosso meio, que parecem afetar-vos por momentos. Muito em breve tudo isto não fará absolutamente sentido nenhum. A intensidade do Amor será tal que nada mais poderá ter a mínima importância, o mínimo relevo. O Amor ocupará efetivamente todo o espaço e reinará sem partilhar, onde quer que estejam, nesse corpo ou sem esse corpo.
Lembrem-se também dos avisos que nós, uns e outros, vos demos. Vocês não necessitam de palavras, vocês não têm que convencer ninguém e, sobretudo, vocês não têm que salvar ninguém. Ele disse: « Aqueles que quiserem salvar a sua vida a perderão ». Aqueles que aceitarem o que acontece, tanto no seu íntimo como no exterior, a ganharão, e isso imediatamente, seja qual for o momento do Apelo de Maria e da visibilidade dos sinais celestes. E quanto mais vocês estiverem aqui e agora, no instante presente, mais isto vos aparecerá de forma cada vez mais clara, e é mesmo cada vez mais claro e, sobretudo, se isso vos parecer confuso. O que é confuso é a vossa pessoa, não é a Luz que está aí, que vocês são.  Então, não julguem nenhuma circunstância, não julguem nenhum problema, quer seja dentro ou fora, não julguem nenhuma relação nem nenhuma ligação, deixem ser o que vocês são, deixem a Alegria, a Graça, preencher cada interstício, cada questão, cada sofrimento. A Luz é o que vocês são, a vossa pessoa não se pode acostumar, não pode controlar ou não pode decidir, aí está a verdadeira Liberdade.
… Silêncio…
É tempo, como vos disse a Fonte há poucos dias, ou ainda quando da sua passagem sobre a terra num corpo que ele sintetizou: « O salvador está em ti, revela-o ». Não esperes nada do exterior, tudo vem de dentro, no que acontece. Dirige todos os teus sentidos para o teu coração, dirige a totalidade da tua consciência para o teu coração e deixa-o trabalhar no restabelecimento da Verdade e da Eternidade. Você não pode fazer mais nada por si mesmo. A preparação foi muito longa para alguns, e quando eu vos digo que vocês estão prontos, o que quer que vocês pensem, uns e outros, vocês provarão a verdade das minhas palavras dentro de pouco tempo.
… Silêncio…
A profusão do coração de cada um traz o que é necessário e indispensável no processo de alquimia em curso.  Este processo não pode depender de vós nem de uma qualquer vontade, nem de um qualquer personagem, nem de um qualquer papel. Aceitar isto e vivê-lo, é viver a totalidade da Verdade, onde não há nenhuma condição prévia e nenhum pré-requisito.
Lembrem-se também que, durante os impulsos das radiações, durante os acontecimentos Elementares ou artificiais criados pelo homem, a natureza, o silêncio permanecem o vosso melhor aliado neste face-a-face. Respeitem também o que vos diz o vosso corpo tanto em relação aos alimentos como em relação ao sono porque, seja qual for o seu destino, no imediato ou após o Apelo de Maria, seja qual for o seu estado, ele deve permanecer leve. A natureza nutre-vos muito mais do que os alimentos.
Eu só vos posso dizer para se escutarem ao nível do coração. Para aqueles que vivem o Fogo Ígneo, o que acontece no vosso peito é o vosso guia; para aqueles que não vivem o Fogo Ígneo, a consciência pura sabe melhor o que faz do que a vossa pessoa. Isto não pode ser confundido com um desejo já que, como muitos de vós constatam, o que era a essência do ego, ou seja o desejo, de avidez, de possessões, de experiências, mudou profundamente. Quer vocês consigam colocar em palavras ou não, não muda nada na realidade da vossa experiência. Mesmo as confusões aparentes da sociedade e do mundo são apenas a tradução, temporária, da chegada da Luz de forma tangível.
Se vocês acolherem e se conformarem com os poucos elementos que vos foram dados pelas minhas irmãs Estrelas e por mim mesma, então vocês constatarão por vós mesmos, durante a vossa experiência, a verdade do que nós vos enunciámos e os fundamentos dessa verdade.
… Silêncio…
No que se refere aos acontecimentos temporais deste mundo, após o período deste fim de Setembro, a partir do início de Outubro, independentemente das nossas comunicações, nada estará relacionado com este mundo ou os seus acontecimentos mas o máximo será feito, se tivermos oportunidade, para vos falar da outra Verdade, a única, - dos mundos livres, da consciência pura, do Absoluto, - porque de qualquer maneira muitos de vós não estarão mais preocupados com questões sobre a História, sobre as datas, sobre os acontecimentos, mas unicamente sobre a vossa intimidade.
Eu sou a irmã Yvonne-Aimée, eu vou ficar em silêncio agora e proponho-vos, se o desejarem, viver uma Teofania em conjunto. Esta Teofania será marcada com os elementos essenciais de Ki-Ris-Ti.
Nós vos amamos sem nenhuma condição e sem nenhuma restrição, que quer que sejam e onde quer que estejam. Para nós não há diferença, como será o vosso caso.  Então acolhamos juntos, na unidade e na verdade, Ki-Ris-Ti.
… Silêncio…
Que o meu Amor esteja presente em cada um de vós. Eu sou a irmã Yvonne-Aimée, na Paz do Cristo eu retiro-me em vós.
… Silêncio…
* * *


Tradução : Cristina Marques


6 comentários:

  1. Cabe-me aqui dizer apenas o seguinte: “a tradutora simplesmente bateu todos os recordes de rapidez que já vi”.

    ResponderExcluir
  2. Quero dizer que ontem em uma de minhas meditações pude sentir realmente o ambiente conchegante como que o Cosmo estivesse todo aberto diante dessas dedicadas tradutoras. (desculpe-me mas precisava informar) . Foi um momento gratificante para mim.

    ResponderExcluir
  3. Quando o espírito se revela, ele toma os comandos, é o que vocês são. A vossa pessoa não tem que decidir a não ser nos acontecimentos quotidianos, mas no que se refere ao Espírito, ele sopra onde ele quer e quando ele quer, é o que vocês são.
    Grato Cristina Marques
    Rendo Graças

    ResponderExcluir
  4. Quantas vezes escrever será pouco, então GRATIDÃO UM MILHÃO DE VEZES, a todos os amados companheiros responsáveis pela publicação.
    OHGLORIA, OHGLORIA, OHGLORIA!!

    Luz Sara...

    ResponderExcluir
  5. ​Tudo está pronto... Até nós estamos prontos...."Permaneçamos tranquilos". A Luz reinará em nossos Corações, e a consciência​, manifestará 'leveza'.

    "O Amor é a nossa natureza. "

    "O Amor ocupará efetivamente todo o espaço e reinará sem partilhar, onde quer que estejam, nesse corpo ou sem esse corpo."

    "O que é confuso é a vossa pessoa, não é a Luz que está aí, que vocês são. "

    « O salvador está em ti, revela-o ».


    É inacreditável, estar diante deste Pergaminho...O Espírito confirma, a pessoa desmaia...

    ResponderExcluir