ORIONIS - Setembro de 2017


ORIONIS - Setembro de 2017
Mensagem de 19 de setembro de 2017 (publicada em 27 de setembro)
Origem francesa – recebida do site Les Transformations


Áudio da Leitura da Mensagem em Português - por Noemia
Clique aqui para fazer o download do áudio





Irmãs e irmãos estelares, saudações eternas de Orionis.

Em termos terrestres, há muito tempo que eu não tenho a oportunidade e a intenção de me exprimir entre vocês.

Instalemo-nos juntos alguns momentos na Paz do coração eterno.

… Silêncio…


Hoje eu me dirijo a cada um de vocês, irmãs e irmãos estelares, através de vossa identidade e de vossa pessoa.  Eu me dirijo ao que está prestes a se revelar e de se revelar quanto ao que vocês são em verdade e em eternidade.

Primeiramente, eu desejaria convidá-los a reler o que eu vos dei como profecias vindo das minhas duas encarnações sob a forma de walk-in que vocês conheceram, quer dizer Bença Deunov e Michael de Notre-Dame. Chegou o tempo para vocês de compreender, além das palavras, o que eu exprimi de maneira muito hermética há várias centenas de anos, e de maneira mais diretamente acessível na única profecia que eu pude dar antes de partir em meio à Ordem dos Melchisedeques, enquanto Bença Deunov. Vocês aí encontrarão não somente uma descrição dos elementos e dos eventos que agora entraram em manifestação sobre a terra, tudo o que parecia oculto se esclarecerá devido ao que vocês são em verdade, e não por qualquer compreensão humana e pessoal.

Além disso, minhas palavras deste dia não se dirigem à vossa pessoa, à vossa identidade terrestre, mas sim à vossa identidade estelar.

O tempo do fim do esquecimento chegou para o conjunto do coletivo humano, qualquer que seja o posicionamento de vossa Existência como de vosso efêmero.

Venho convidá-los, uma vez que o que vos foi enunciado por algumas Estrelas tenha chegado, venho convidá-los em qualquer coisa a ser a Paz, a não se deixar levar nem desestabilizar, o que quer que advenha em vosso íntimo, em vossa vida, ou na superfície deste mundo.  Lembrem-se das algumas alusões que vos foram feitas durante este encontro, à medida em que o tumulto reinará em meio à pessoa como em meio ao coletivo, a Luz emergirá em vossa consciência, em vosso corpo de Existência e no conjunto de vosso personagem, e no conjunto de suas estruturas efêmeras.  Vocês apreenderão muito rápido que não pode haver outra evidência do que aquela que vocês são, o que quer que seja que vos reste a viver, individualmente como coletivamente, em meio à Ilusão.

Dito de outro modo, deixem ser o que vocês são, sem esforço, sem questões. Assim a cada minuto, a cada dia, a evidência de vossa eternidade substituirá todas as evidências falsas de vossa pessoa.

À medida em que vossa consciência viver os processos que vão se desenrolar, vocês constatarão o distanciamento de tudo o que ainda podia parecer vos perturbar, vos obstruir.  De vossa conduta habitual, em meio aos dias que vão se apresentar a vocês, vos pertencerá observar a predominância da Alegria ou a predominância de qualquer outra coisa.  Saibam simplesmente que qualquer que seja o lugar de onde vocês olham hoje e vivem vossa vida, isso mudará profundamente.  Além dessas mudanças que não devem em caso nenhum vos alarmar, o mais importante não é mesmo a natureza das mudanças que vos são próprias mas sim a resultante, que, eu repito, apenas pode ser a Paz e a Alegria.

A medida da revelação individual e coletiva, precedente portanto, vocês o compreenderam, ao Apelo de nossa Grande Mãe, cada um de vocês estará em condições de progredir em seu ritmo, no desvelar de vossa eternidade. Acolhendo a Graça, acolhendo a Verdade, vocês constatarão facilmente que tudo o que podia vos preocupar, o que quer que seja no corpo, que isso seja na vida efêmera, se distanciará espontaneamente de vocês, e a cada distanciamento, vocês progredirão na Alegria do que vocês são. Esse processo, pois é um, pode ser qualificado de inteiramente natural e não depende de nenhuma postura de vossa pessoa, de nenhuma intenção de vossa pessoa, nem mesmo de nenhuma de vossas circunstâncias de vida atuais, interiores como exteriores.

Foi-vos dito para acolher, e efetivamente essa noção de acolhimento é fundamentalmente para a harmonia e a paz do que vai se desenrolar, para vocês mesmos e para a Terra que vive portanto a fase final da ascensão real e concreta da Terra.  O mecanismo ascensional da Terra começou no mês de março de 2017.  Vocês o constatarão então, em relação ao prazo que foi comunicado por Sereti e também por Ramatan, que um certo número de anos transcorreram. Não vejam aí nem atraso nem  desarranjo, pois esse tempo ilusório foi usado para vos preparar cada vez mais finamente ao que doravante está no plano palpável e tangível de vosso corpo, do corpo da Terra.

O recurso essencial desta transição entre a pessoa e a Eternidade reside exclusivamente na Eternidade que vocês são, em vossa dimensão estelar, na fonte da consciência que vocês são.

Vocês constatarão facilmente, por uma intenção benevolente para com vocês mesmos e para com cada elemento que a vida vos propõe na tela do efêmero, que mais vocês aquiescem, mais a Alegria crescerá, mais a Paz se exprimirá, e que ao inverso, se vocês tentam voltar atrás, nos vossos hábitos, nas feridas ilusórias deste mundo, e mesmo na noção de confinamento que nós vos explicamos, isso retardará a emergência da Paz, e vocês têm necessidade, assim como nós, assim como a Terra, que a Paz seja cada vez mais importante, quaisquer que sejam as circunstâncias do efêmero.  E o mecanismo que está em operação, chamado impulsos – no plural – de Luz, vão vos permitir verificar isso com cada vez mais facilidade. Em qualquer evento que seja, em meio à pessoa, quer seja o mais constrangedor como o mais agradável, a única resultante será a majoração e o aumento da Paz e da Alegria.

Para muitos entre vocês, isso poderá representar, nos primeiros dias, uma forma de desequilíbrio que não durará diante da intensificação permanente da Alegria e do Amor, permitindo esclarecer as últimas ilusões escondidas deste mundo, mas sobretudo esclarecer vossa eternidade, torná-la palpável, torná-la sensível, torná-la enfim, evidente.  Lembrem-se de que não há esforços a fornecer, lembrem-se de que não há buscas ou explicações ou compreensões que sejam necessárias. Somente o abandono, o sacrifício, o acolhimento do inesperado, é a chave.  O acolhimento não é um estado de prece ou de indagação, ainda menos um estado de meditação, é, eu diria, um estado de lucidez em meio à consciência ordinária, enquanto esse ordinário, esse efêmero, se distancia de vocês.

A desestabilização, para alguns entre vocês,  durará apenas pouco tempo, visto a intensidade do que se produzirá em meio a vossa revelação interior. Essa revelação não está situada na interface entre o efêmero e o Eterno, concernente por exemplo ao corpo de Existência, nem mesmo na ativação de vibrações, nem mesmo na percepção do Fogo Ígneo, mas diretamente no jogo de vossa consciência, permitindo então não exprimir e não viver nenhum pesar concernente a qualquer passado, qualquer experiência, qualquer alegria vivida em meio a esta vida que vocês levam.

Isso significa entre outros que a título individual, muitos entre vocês vão descobrir de maneira espontânea, frequentemente fortuita, a verdade do que eles são, além da forma, além de qualquer característica, simplesmente a verdade da Luz, do Amor, da Paz, e da Alegria. Dito de outro modo também, a Paz e a Alegria se imporão por elas mesmas, o que quer que vocês ainda tenham a viver em meio ao vosso corpo, em meio ao vosso psíquico, em meio aos vossos hábitos como dos últimos apegos.

Lembrem-se que vivendo o Coração do Coração, não há necessidade de explicações, nem de palavras, nem de compreensão, nem de construir qualquer história nova que seja.

Portanto vos é proposto, e vos foi proposto, durante esta semana que vocês vão viver ou que vocês tenham vivido, eu me exprimo dessa maneira pois desde já vocês serão muitos a constatar a relatividade do tempo, a relatividade do efêmero, à medida em que se prepara o retorno em meio à Verdade que portanto será realizado, para a totalidade do coletivo humano e da Terra, no momento do Apelo de Maria e no momento da visibilidade do sinal celeste.

O que ainda pode vos parecer tão distante de vossa vivência disparará literalmente para vocês e em vocês no decorrer dos impulsos da Luz. Vocês necessitarão apenas de pouco tempo para perceber a iminência do restabelecimento da Luz.

Como foi dito, o que quer que seja que vocês tenham a conduzir de maneira muito justificada em meio a este mundo, isso se distanciará também de vocês, mesmo em meio às relações mais íntimas, não por qualquer separação, não para qualquer mudança em meio ao efêmero, mas para vos dar o tempo, de algum modo, de integrar e de desdobrar o que chega em vocês.

Quanto à vossa conduta em meio ao efêmero, de vosso cotidiano, ele deve se conduzir de acordo com as possibilidades das injunções da Luz e dos impulsos da Luz, de maneira quase habitual, mesmo se pode vos parecer viver um sentimento bem real de inutilidade ou de irrealidade.  E isso até o Apelo de Maria, quaisquer que sejam as condições de vossa vida, porque é assim que vocês amam e servem, sem vontade e sem intenção ; o Amor torna-se portanto espontâneo.

Esse Amor que se impõe, vocês o sabem por tê-lo vivido ou ouvido, é um fogo devorador que não para jamais, que vos preenche a cada sopro, que devora tudo o que não é verdadeiro.  Isso se chama a consumação no Fogo do Amor, e é assim que muitos entre vocês passarão seus últimos tempos na terra, e isso, independentemente do Apelo de Maria.

A totalidade da Luz e dos códigos vibratórios da Luz estão semeados e não pedem senão para aparecer.  Os últimos eventos solares acontecidos no início do que vocês chamam o mês de setembro, assim como no fim de agosto, permitem considerar o mecanismo da transição e da Ascensão, assim como da Liberação, sob os melhores auspícios que sejam no nível de vossa intimidade, qualquer que seja a aparência deste mundo.

As manifestações de nossos irmãos estelares não encarnados e antropomorfizados, de qualquer dimensão ou origem que seja, distribuídos como vocês o sabem ao redor da Terra, vão entrar de maneira extensiva em contato com vocês, quer isso seja de maneira visual, quer isso seja em vossos alinhamentos, quer isso seja em vossas atividades ordinárias, sem nada pedir, sem nada buscar.  Cada encontro ou cada contato que se produzirá a partir do início do último trimestre de 2017, será vosso devido, será vosso encorajamento e fará parte da certeza de vossa eternidade, o que quer que vocês pensem disso, o que quer que vocês digam sobre isso, e o que quer que reste como ilusão em vocês.

A iluminação vai se tornar cada vez mais intensa, e isso já é perceptível no nível de vosso veículo físico e no nível de vossos sentidos pela cor do céu, e sobretudo a radiação do céu, mesmo quando não há sol.

Da mesma maneira que vos foi dado a constatar uma grande proximidade, desde alguns anos, e uma grande capacidade para viver os contatos com os povos da natureza, hoje, o contato com os irmãos estelares, o contato com vossa linhagem e origem estelar vão se impor a vocês de diferentes maneiras.
O conjunto dos eventos a vir, de maneira imediata, quer eles concirnam tanto à vossa vida neste mundo como à vossa vida eterna, se tornarão cada vez mais evidentes, sem que seja necessário falar de percepções, de vibrações ou de pensamentos.

A evidência da Luz se desdobrará para cada um de vocês até um certo estado antes do Apelo de Maria.  A intensificação dessa revelação, de algum modo, vos permitirá medir a distância que resta à Hercólubus em relação ao vosso coração.  Além disso, eu convido aqueles entre vocês que têm feito as Teofanias regularmente, a realizar a cada dia, apenas alguns minutos, uma Teofania com Hercobulus ou Hercólubus, a fim de constatar por vocês mesmos a intensidade de sua radiação que já afeta grandemente as condições climáticas da terra, e que afeta grandemente o posicionamento de vossa consciência.

Assim, em relação às Teofanias regulares, cotidianas com Hercólubus, vocês constatarão a cada dia o crescimento do sinal, da ressonância e do efeito sobre vossa consciência desse gêmeo do Sol, permitindo-vos antecipar, não para preservar o que quer que seja do efêmero, mas antecipar em consciência o Choque da Humanidade.

Devido ao desdobrar completo da Luz sobre a terra, muitos elementos independentemente das Teofanias, vos parecerão curiosos, quer isso seja em vosso corpo, em vossa vida, ou do que vocês poderiam escutar vindo dos quatro cantos deste planeta.  Os sinais de mudança profunda, os sinais da ascensão da Terra assim como de vossa liberação se tornarão cada vez mais evidentes, quer vocês o aceitem ou o recusem, e lembrem-se que mesmo se vocês estão na negação, na raiva, na recusa, a Paz e a Alegria vos conduzirão a se reposicionarem, naturalmente, espontaneamente.

Isso quer dizer também que no princípio do acolhimento, no princípio das Teofanias, não há estritamente nada a recusar do que se desenrola em vossa consciência.  Mesmo se vocês não apreenderem de imediato as razões e os resultados, estejam seguros de que muito rapidamente, a vivência que vos será proposta será uma justificação e uma explicação totais, vindo vos desembaraçar da lógica e do raciocínio a fim de que vocês penetrem, de maneira quase concomitante com o Apelo de Maria, nesse estado de felicidade que vocês experimentam e dos quais alguns intervenientes exprimem, à sua maneira, a realidade. 

Tudo isso representa em definitivo uma graça perfeita.  Mesmo o atraso que transcorreu entre a liberação do núcleo cristalino e a verdadeira ascensão física da Terra permitiu estabilizar um certo número de elementos a fim de que esses se vivam em um tempo reduzido.  O Cristo, aliás, disse :  « No fim dos tempos, os dias serão abreviados a fim de que os escolhidos não falhem. » Não vejam nenhuma noção de elite ou de superioridade, pois, pensem exatamente o inverso, vocês todos são escolhidos da mesma maneira.  É de vossa responsabilidade acatar isso ou não.  Isso não depende nem de vocês, nem de nós, nem da Terra, nem do céu, isso é o exato último face à face entre o efêmero e o Eterno que desvela seu jogo, que desvela sua Verdade na tela de vossa consciência.

Acolher quer dizer também não explicar ou trabalhar sobre a menor resistência que poderia sobrevir mas de fazer vossas essas palavras : « Busquem o Reino dos Céus que está dentro de vocês. » Estando dentro de vocês, não para ser buscado em qualquer conhecimento que seja, em qualquer memória que seja.  No entanto é possível vos ajudar por vocês mesmos a estarem receptivos a esse acolhimento, que isso seja pela natureza, pelas meditações, pelas Teofanias, ou por qualquer outro meio que vocês julgarem bom, de cultivar a Paz, de cultivar a Alegria, não por um esforço, mas simplesmente criando, segundo vossos tempos livres, as condições as mais adequadas para não serem perturbados por vosso corpo, por vossos apegos ou pelo que ainda não foi visto.

Assim, desde já, eu vos dou a garantia total que se vocês se engajam nesses alguns preceitos, vocês constatarão imediatamente os efeitos palpáveis no que vocês percebem e no que vocês têm a viver.

O ajuste do que vai se realizar em alguns dias, o qual vocês só saberão depois através das minhas palavras, virá vos reforçar no que eu vos disse hoje, quer dizer alguns dias antes do início. Passado este período, vocês poderão colocar em operação, e mesmo durante o período, colocar em operação tudo o que vos parece bom para acolher e não para compreender, para vos abandonar e não controlar, para deixar o lugar para a Infância e a espontaneidade antes do que à reflexão e à cogitação.

É assim que vocês colocam vosso Espírito entre as mãos da Fonte. É assim que o que resiste talvez ainda hoje, que seja através de uma doença, as dúvidas, os sofrimentos, as interrogações, será lavado, como o Cristo disse. Ele vos chamará um a um para lavar vossas vestes no sangue do Cordeiro, assim como são João escreveu sob o ditado do Cristo.

E assim que como o Comandante vos disse, ler de maneira literal o Apocalipse de João, como eu vos disse hoje de ler minha profecia enquanto Bença Deunov, ou ainda alguns escritos quando eu fui Michael de Notre-Dame, quaisquer que sejam as quadras, o que vos parece oculto ou pouco digno de interesse vos aparecerá claramente.

A noção de acolhimento, de silêncio são essenciais para viver a Paz e a Alegria, que isso seja durante os impulsos da Luz, e sobretudo a partir do primeiro dia de vosso mês de outubro.

Vocês não têm necessidade de nenhum conhecimento, de nenhum marcador em meio ao efêmero, vocês não têm necessidade de nenhuma memória, vocês não têm necessidade de nenhuma explicação, porque a Luz é a explicação, por sua Inteligência – que vocês são, vocês também, mas além do mental. Essa Inteligência deve ser tomada em seu sentido etimológico, a capacidade de ligar, a capacidade de apreender além das palavras e além do mental, que poderia ser chamada uma forma particular de intuição mas que é apenas a voz da criança interior, a voz de vossa eternidade, que alguns entre vocês começam a escutar, dando-vos a impressão de que há uma outra voz que se exprime em vocês.  Tudo isso é perfeitamente lógico, mesmo se isso vos parece surpreendente, até mesmo desconcertante em um primeiro tempo.

Como isso vos foi explicado há muitos anos, os Círculos de Fogo restantes, os seis estão reativados de maneira importante, permitindo, nesses lugares como junto de cada árvore, mas de maneira talvez mais original, se posso dizer, são os suportes do que vocês  chamaram vossa elevação de consciência ou elevação vibratória, permitindo à supraconsciência se aproximar da a-consciência, colocando fim de maneira irremediável à submissão às últimas forças de predação, às últimas forças presentes em meio ao que foi chamado o inconsciente coletivo como o inconsciente individual.

Muitas das máscaras vão cair, levando-vos a ver a verdade crua e nua do que não estava em conformidade, em vocês como no exterior de vocês, com a Luz e a Verdade. Além às vezes do estupor, não concebam nenhuma ideia de vingança, nenhuma ideia de explicação, eu o repito a Luz é a explicação. Portanto vocês terão acesso, não mais somente à vibração da Luz, não mais somente ao Fogo Ígneo, não mais somente aos circuitos da Existência, mas à verdade íntima da Luz onde se encontram todas as respostas, onde se encontra o contentamento, a fim de que mais do que nunca vocês não tenham sede porque vocês terão efetivamente bebido a Água da Vida de vossa própria Fonte de Cristal.  Isso significa também, e isso já tinha começado com as Teofanias, que a Leminiscata sagrada situada entre vosso peito e vossa cabeça está doravante plenamente ativa, tendo revelado a Merkabah interdimensional pessoal, e também coletiva.

Os últimos impulsos de Luz tornarão esses veículos, individuais como coletivos eficazes, permitindo-vos então apreciar de diferentes maneiras que eu não posso detalhar, o que é a Liberdade, e sobretudo que vocês não são esse corpo, que vocês não são essa história e que vocês não são deste mundo, mesmo se é vossa origem, em relação ao núcleo cristalino, para a maioria entre vocês que têm ao menos uma linhagem, se não é uma origem, em ressonância com Sírius.

A anomalia primária, que se traduz em meio ao vosso mundo pelo que eu chamaria uma sociedade patriarcal de poder e de predação, não poderá mais em breve se exercer de maneira nenhuma, já pela desagregação do inconsciente coletivo e do inconsciente individual, colocando fim às últimas linhas de predação pessoais como coletivas, residuais dos hábitos, mas também, como vocês o sabem, no nível das linhas de predação ligadas a algumas arquiteturas tendo consolidado, se posso dizer, o confinamento deste sistema solar.

O que quer que vos chegue, o que quer que vos chegará, mantenham firmemente o que eu acabei de vos dizer. Quanto mais o acontecimento for espantoso, mais vos parecerá incongruente, mais vos parecerá nada ter a fazer no que vocês vivenciaram em relação à anterioridade de vossa caminhada, mais a Luz será em abundância.  Aí também, não julguem nada, não condenem nada, e deixem se desenrolar o acolhimento para cada um.

Um dos marcadores essenciais da iluminação da Luz que se desdobra, e vocês são numerosos a vivê-lo, serão as modificações dos sons percebidos, quer seja do lado esquerdo, do lado direito, como em vossa cabeça.  Esse som é vossa Trombeta interior, doravante, é o canto do despertar, é o som da Ressurreição, é o canto das Trombetas, são os tambores da Terra, que ressoam tal uma sinfonia acompanhando, com o Coro dos Anjos, o processo ascensional da Terra.

Da mesma maneira que em meio ao humano, há, quando de um parto e uma gravidez, um intervalo de nove meses, da mesma maneira a ascensão real da Terra, material, tendo começado no início do mês de março, eu vos deixo concluir quanto à finalidade do processo ascensional  e de vossa liberação, quer dizer nove meses desde o mês de março.  Não serve para nada buscar a data precisa pois na Eternidade, nós  não estamos em alguns dias perto – eu disse bem em cerca de alguns dias.

Eu apenas posso vos transmitir minhas felicitações sinceras, onde quer que vocês estejam hoje, por terem trabalhado à vossa maneira para a liberação da humanidade e para a ascensão da Terra.  Mesmo se vocês estão opostos, pela negação ou a raiva, ao que vem, isso também serviu à vossa própria liberação e a ascensão da Terra.  Em definitivo, mesmo o que está oposto à Luz nesta fase final, às vezes de maneira que eu qualificaria de viciosa no plano humano, em definitivo foi apenas para permitir a Graça da Luz. É nisso que vocês não sabem o que há por trás das aparências, e que o mais importante é efetivamente tudo o que se revela este ano desde o início da ascensão da Terra.

Além disso vocês constatarão, desde os  impulsos do Último terminados, que mesmo o interesse por uma data, por uma espera, ou por um medo, não tomará mais vocês, pela intensidade do Amor, pela intensidade da Alegria e a Paz.

O começo de vosso último trimestre do ano de 2017 não representa estritamente nada. O que quer que vos chegue, lembrem-se disso, é apenas alguma coisa a passar, qualquer que seja sua evidência ou sua dureza, conduzirá à mesma conclusão para cada um, quer dizer o Apelo de Maria e a Liberação. Qualquer que seja vossa rota enquanto consciências livres, tributárias e portadoras de um corpo de 3D ainda, liberados de toda corporeidade ou unicamente presentes em meio ao vosso corpo de eternidade, isso será exatamente a mesma coisa no interior de vocês.

Eu vos encorajo portanto à doçura para com vocês mesmos, à paciência para com vocês mesmos, não julgar de maneira nenhuma, nem as circunstâncias deste mundo, mesmo geradas pelos eventos humanos calculados e preparados por aqueles que estão opostos à Luz. Eles não podem mais nada. O que foi chamado, na Igreja católica, o reino de Satã, toca irremediavelmente seu fim, e não haverá nenhuma prorrogação nem nenhum atraso.  Vocês o viverão por vocês mesmos e se isso não está claro ainda hoje, para aqueles que escutarão antes ou lerão antes das datas dos impulsos da Luz, vocês constatarão muito rapidamente em seguida a veracidade disto.

Eu vos agradeço vosso acolhimento, eu vos agradeço vossa presença, e eu agradeço a cada um de vocês, quer tenha alimentado a Luz ou o inverso, da mesma maneira, pois um e o outro, vocês permitiram o fim da Ilusão a fim de que este ciclo não se reproduza mais, em todo caso para vocês que estão presentes na terra ou que estão mortos desde alguns anos.

Permitam-me enfim, além das minhas palavras, vos acolher desde já, em sinal de gratidão e de evidência, no Fogo Ígneo de minha presença entre vocês.


… Silêncio …


Eu sou Orionis, ancião Comandante dos Melchisedeques e signatário, há 50.000 anos, dos acordos que permitiram evitar o desaparecimento de vossa eternidade em meio a corpos fossilizados chamados eletrônicos.  Eu rendo graças a vossa paciência, à vossa perseverança e à vossa Luz. Grato.


***

Tradução do Francês: Ligia Borges


PDF (Link para download) : Orionis - SETEMBRO DE 2017

13 comentários:

  1. O acolhimento não é um estado de prece ou de indagação, ainda menos um estado de meditação, é, eu diria, um estado de lucidez em meio à consciência ordinária, enquanto esse ordinário, esse efêmero, se distancia de vocês
    ..........
    Dito de outro modo também, a Paz e a Alegria se imporão por elas mesmas, o que quer que vocês ainda tenham a viver em meio ao vosso corpo, em meio ao vosso psíquico, em meio aos vossos hábitos como dos últimos apegos.
    .........
    E isso até o Apelo de Maria, quaisquer que sejam as condições de vossa vida, porque é assim que vocês amam e servem, sem vontade e sem intenção ; o Amor torna-se portanto espontâneo.
    .........
    « Busquem o Reino dos Céus que está dentro de vocês. » Estando dentro de vocês, não para ser buscado em qualquer conhecimento que seja, em qualquer memória que seja.
    .........
    Da mesma maneira que em meio ao humano, há, quando de um parto e uma gravidez, um intervalo de nove meses, da mesma maneira a ascensão real da Terra, material, tendo começado no início do mês de março, eu vos deixo concluir quanto à finalidade do processo ascensional e de vossa liberação, quer dizer nove meses desde o mês de março.

    DESTA VEZ A RAPIDEZ DA TRADUTORA BATEU O RECORDE DOS RECORDES, SEM DÚVIDA.

    ResponderExcluir
  2. A anomalia primária, que se traduz em meio ao vosso mundo pelo que eu chamaria uma sociedade patriarcal de poder e de predação, não poderá mais em breve se exercer de maneira nenhuma, já pela desagregação do inconsciente coletivo e do inconsciente individual, colocando fim às últimas linhas de predação pessoais como coletivas, residuais dos hábitos, mas também, como vocês o sabem, no nível das linhas de predação ligadas a algumas arquiteturas tendo consolidado, se posso dizer, o confinamento deste sistema solar.

    Eu vos encorajo portanto à doçura para com vocês mesmos, à paciência para com vocês mesmos, não julgar de maneira nenhuma, nem as circunstâncias deste mundo, mesmo geradas pelos eventos humanos calculados e preparados por aqueles que estão opostos à Luz. Eles não podem mais nada. O que foi chamado, na Igreja católica, o reino de Satã, toca irremediavelmente seu fim, e não haverá nenhuma prorrogação nem nenhum atraso. Vocês o viverão por vocês mesmos e se isso não está claro ainda hoje, para aqueles que escutarão antes ou lerão antes das datas dos impulsos da Luz, vocês constatarão muito rapidamente em seguida a veracidade disto.

    Eu sou Orionis, ancião Comandante dos Melchisedeques e signatário, há 50.000 anos, dos acordos que permitiram evitar o desaparecimento de vossa eternidade em meio a corpos fossilizados chamados eletrônicos. Eu rendo graças a vossa paciência, à vossa perseverança e à vossa Luz. Grato.

    ResponderExcluir
  3. Revelou muitas das coisas que sinto como uma espécie de 'inutilidade'. Sou grato pelo entendimento. E sobre Hercolubus, sonhei com 2 sóis, depois 4 sóis, estes dias. Apenas sincronicidades. E não sabia tb que a encarnação anterior de Peter Deunov fora como Nostradamus. Voltando à sincronicidade, há três dias senti um impulso de reler a última profecia dele, já como Beinça Douno. Manoel, não seria o caso de fazer uma postagem adendo sobre ela?

    Luz,

    Alexandre
    ☺️

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alexandre, quando li também me veio essa ideia de adendo. Assim, segue esse link:
      http://leiturasdaluz.blogspot.com.br/2015/09/a-ultima-profecia-de-peter-deunov.html

      Excluir
    2. Também acaba de ser republicado aqui no Últimas Leituras [ https://ultimasleiturasdaluz.blogspot.com.br/2017/09/a-ultima-profecia-de-peter-deunov.html ]

      Excluir
  4. É assim que vocês colocam vosso Espírito entre as mãos da Fonte. É assim que o que resiste talvez ainda hoje, que seja através de uma doença, as dúvidas, os sofrimentos, as interrogações, será lavado, como o Cristo disse. Ele vos chamará um a um para lavar vossas vestes no sangue do Cordeiro, assim como são João escreveu sob o ditado do Cristo.
    Grato Ligia
    Rendo Graças

    ResponderExcluir
  5. Eu sou Orionis, ancião Comandante dos Melchisedeques e signatário, há 50.000 anos, dos acordos que permitiram evitar o desaparecimento de vossa eternidade em meio a corpos fossilizados chamados eletrônicos.
    ****
    Final de ciclo, mais um e definitivo!!
    OHGLORIA,OHGLORIA, OHGLORIA!!!

    Aplausos mil a Ligia, Egídio e os anônimos tão Amados colaboradores.

    Sara..


    M

    ResponderExcluir
  6. Primeiramente agradeço a tradução da Lígia.
    Mais confirmações que este ultimo trimestre promete, hein?! (como diria OM.Aivanhov, rsrs)
    -
    Como já mencionado pelo comentário do Manoel Egídio, deixo com o link clicável, para quem interessar:
    A Última Profecia de Peter Deunov
    http://leiturasdaluz.blogspot.com.br/2015/09/a-ultima-profecia-de-peter-deunov.html

    ResponderExcluir
  7. Os cavalos e peões estão posicionados no tabuleiro. No último domingo, eu ouvi sons bem diferentes no ouvido direito, e algumas vezes durante esta semana. Acho que posso dizer: oh glória!!!

    ResponderExcluir
  8. Esse Amor que se impõe, vocês o sabem por tê-lo vivido ou ouvido, é um fogo devorador que não para jamais, que vos preenche a cada sopro, que devora tudo o que não é verdadeiro. Isso se chama a consumação no Fogo do Amor, e é assim que muitos entre vocês passarão seus últimos tempos na terra, e isso, independentemente do Apelo de Maria.
    Rendo Graças

    ResponderExcluir
  9. No aqui e agora, num ambiente de completa Paz e Tranquilidade, no Silêncio pleno, vivo numa intensa alegria, na qual não tenho palavras para descrever, uma alegria sem objeto, uma alegria pela vida, uma alegria sendo a verdadeira vida, ouço o Coro dos Anjos, que se funde com a presença cada vez maior com os Seres da Luz, do Espírito do Sol e o som que vem do espaço ou do vazio, tudo é tão sublime, tão desconhecido e passa a ser conhecido... Tudo se transforma em UM (As presenças, o coro dos anjos, o espírito do sol, as vibrações, o silêncio...O amor.) No aqui e agora as nuvens sobre o céu, esconde o sol, mas sei que ele está lá, também tenho consciência que o sol está em meu interior e me preenche com vossa Luz, irradiações, benção e amor, acredito que tudo isso faz parte da "Alegria", por isso este sorriso disfarçado que sai do meu rosto, onde as palavras que proponho aqui não conseguem explicar... O que acontece no aqui e agora neste 29 de setembro nas Festas dos Arcanjos na qual cada um de nós fazemos parte é uma verdadeira benção. Como filho do UM deixo o meu testemunho da Alegria.

    ResponderExcluir