O.M. AÏVANHOV - Parte 1A - Novembro 2017


O.M. AÏVANHOV - Parte 1A - 11 de Novembro de 2017
Mensagem de 11 de novembro de 2017 (publicada em 27 de novembro)
Origem francesa – recebida do site Les Transformations



Áudio da Leitura da Mensagem em Português - por Noemia
Clique aqui para fazer o download do áudio





Eh bem caros amigos, dá-me alegria, vocês o sabem, estar entre vocês, e nesta atmosfera muito calorosa, nós vamos como de hábito tentar responder aos vossos questionamentos.  Tenho algumas pequenas coisas a vos dizer, e terei oportunidade de dizê-las pouco a pouco, ou se esse não é o caso, na última parte de minha intervenção. Então primeiramente, dignem-se receber todas as minhas bênçãos e todo o calor do Amor em vosso coração.


… Silêncio…


Então vamos poder começar a escutar as questões que vocês têm a me colocar para este período tão empolgante, se posso dizer, que vocês vivem na terra neste momento, e nós com vocês é claro, porque nós observamos, se posso dizer, pela nossa proximidade, cada vez mais elementos concernentes aos funcionamentos da terra hoje, em relação mesmo ao que alguns Anciãos, há mais ou menos uma geração para os últimos entre nós, tinham conhecido por estarem em um corpo.  É evidente, exceto aqueles que se colocam viseiras, é evidente que vocês assistem, onde quer que vocês voltem vosso olhar, no interior de vocês como no exterior de vocês, um certo número de eventos importantes, não é, que nós tínhamos anunciado e que se desenrolam em todos os níveis do que é perceptível, se posso dizer, aos vossos olhos, aos vossos sentidos, por toda parte no planeta.

Quer seja nas famílias, nas relações, na sociedade, nos países, nas partes de alguns países, há, mesmo se é mal exprimido, ou mesmo manifestado de maneira que não é muito luminosa, há verdadeiramente uma revelação que se faz e que toca agora os setores, eu diria, os mais ocultos de tudo o que estava escondido como tramas de todos os corruptos da terra.  Aí está, tudo isso vocês o veem sob os olhos, vossas mídias falam disso, vocês talvez o vivam ao redor de vocês, e às vezes em vocês, e tudo isso, é claro, confirma a progressão das energias e da consciência ascensional da Terra, e portanto de vossa liberação que está em curso.  Então estou seguro, se nós temos – e nós teremos, tenho certeza – os sonhos, vocês verão que os sonhos estão cada vez mais ligados aos contatos que não têm nada a ver com o mundo usual no qual vocês estão encarnados, e vocês se deslocam e vivem. Então nós começamos e somos todo ouvidos e o coração aberto para escutar o que se diz.


Questão de uma irmã ausente : desde algumas semanas, todos os dias às 17 horas, um frio glacial ocorre, até tremer, isso dura uma hora depois desaparece.  Isso também pode ocorrer durante o dia, mas dura menos tempo. O que você teria a dizer sobre isso ?

Ah sim, certamente. Então há muitos sinais, sintomas, eu o disse, no interior de vocês, de vossa vivência, e também na tela do mundo.  Esse processo que descreve essa irmã que não está aí, e estou certo de que vocês são muitos a vivê-lo, e como vocês sabem, é ainda, como quando havia inumeráveis encontros que vos foram propostos após as Núpcias Celestes, e frequentemente as energias eram mais vibrais e mais vibrantes, se posso dizer, no final da tarde.  O que se produz agora está diretamente ligado, os sintomas, eu especifico, a partir do que vocês vivem agora, quer sejam eventos agradáveis no nível do corpo, vocês viram as resistências através das fraturas, dos entorses, do que não tinha sido visto, que, eu vos lembro, libera-se dessa maneira. Vocês não compreendem, e mesmo se compreendem ; isso não muda nada, vosso corpo evacua o que ele deve evacuar através de todos os processos de resistência da consciência que eu descrevi no nível corporal, com diferentes zonas que podiam ser impactadas.

Aí, o processo é diferente.  Nós falamos do início do processo ascensional da Terra real e concretamente no plano físico, na fisicalidade da Terra, que começou no início de março. Essa fase é uma fase de gestação que dura um certo tempo.  E depois as Teofanias perpétuas, é claro, o corpo de Existência, a totalidade de vosso corpo de Existência, e não somente presente no nível vibral, mas vossa consciência ordinária começa a passar, se posso dizer, nesse corpo de Existência ou de Eternidade, quer vocês tenham consciência disso ou não. Além disso é também essa sobreposição da qual nós falamos que às vezes pode criar as distorções ou as distâncias que existem entre a consciência habitual e vossa consciência eterna no corpo de Existência.

E também hoje, houve já desde muitos meses, com as Teofanias perpétuas, a ativação do 13º corpo, vocês sabem, a Fonte de Cristal, o Vajra, que está vinte a trinta centímetros acima da cabeça.  É o desdobramento dos Hayot Ha Kodesh, dos quatro Elementos através desse corpo físico, que doravante permite à consciência explorar, não em uma outra dimensão, mas aqui mesmo na terra, vocês estão, eu posso dizer, no teste de vossa vestimenta de Eternidade.  Pela ativação dessa Merkabah interdimensional pessoal ou coletiva, o desdobramento dos quatro Hayot Ha Kodesh vos restitui tudo o que tinha sido amputado, quer dizer, vocês se lembram, pela falsificação dos Arcontes, a amputação e o desvio da Luz, nomeada a luz oblíqua, que estava ilustrada no nível de vossa cabeça pelo eixo que ligava os eixos da luz falsificada. Vocês certamente tinham KI-RIS-TI com Repulsão, e vocês tinham esse jogo que permitia retificar o eixo AL-OD que é o eixo da retidão, da Luz, da Liberdade, no nível de vossa vivência.

O desdobramento da Merkabah interdimensional, pessoal ou coletiva não muda nada, traduz-se por reajustes que estão ligados, é claro, ao Vajra, e mais diretamente ao que está ligado ao redor da pequena Coroa, quer dizer ao mesmo tempo as estruturas cerebrais, hipófise, hipotálamo, tálamo e pineal, e também vossa consciência. E às vezes isso vai se traduzir efetivamente por desequilíbrios talvez mais importantes do que antes, uma vez que são mais perceptíveis, sobretudo em determinados horários, que correspondem a essa alquimia terminal, se posso dizer, onde o corpo físico e a consciência física devem desaparecer em totalidade para vos instalar em vossa ressurreição na Eternidade.  Isso se produzirá, é claro, durante o período da estase, no período próximo da visibilidade de Nibiru, não para algumas pessoas ou alguns aparelhos, mas para todo mundo na terra.  Então naquele momento, é claro, vocês estarão todos no mesmo estado.

Essas sensações de frio entre às 17 horas e às 19 horas, qualquer que seja o país em que vocês estão, qualquer que seja o fuso horário, é sempre a mesma coisa. É o eixo de alinhamento ou de interação, se vocês preferem, entre o Sol, Nibiru que faz a volta ao lado do Sol e que vocês veem frequentemente, no hemisfério norte, à direita do Sol, aproximadamente, segundo os horários e as condições de iluminação, de luz, de dia, de hora, de nuvens também, aparece próximo do quadrante direito superior do Sol, geralmente ainda mergulhado na luz do Sol, mas não ao lado, o que implica um influxo de Luz extremamente importante, não mais sobre as Coroas, como antes, mas no ponto central, se vocês querem, do 7º chakra, sobre o ponto de acupuntura do qual eu não sei mais o nome, mas que está no ápice da cabeça.

Então se vocês querem, isso vai se traduzir por um impacto extremamente forte, eu vos disse, sobre a hipófise, o hipotálamo, a epífise e a pituitária, quer dizer que vai atuar ao mesmo tempo sobre todos os ritmos cronobiológicos, quer dizer de alternância sono e vigília, na alimentação é claro, onde vocês tomam consciência, se bem que eu já o tenha repetido há anos, que para alguns entre vocês a alimentação era somente um prazer e não uma necessidade qualquer, porque realmente vocês se alimentam, agora, não mais das energias vitais ou do Fogo Ígneo, mas diretamente da Luz da Eternidade que doravante se focaliza no centro da pequena Coroa da cabeça e que vem modificar a fisiologia, o funcionamento das glândulas endócrinas ligadas aos dois chakras do alto.

Vocês sabem também que é nesses dois chakras que se encontra, no nível do cérebro, o sentimento de domicílio, de ser uma identidade corporal.  A ruptura dessa zona vai provocar o fim do ego e o desaparecimento concreto e efetivo de vosso corpo.  Não se trata mais aí de dormir, mas também de observar essas variações térmicas que podem ocorrer, como aliás disse essa irmã, fora dessa hora precisa mas que nunca dura muito tempo.  Portanto as flutuações térmicas, o fato por exemplo de ter fome, querer comer, de pôr-se à mesa e constatar que vocês já comeram os alimentos que estão em vosso prato, no plano etérico, é suficiente para vos alimentar, eu já tinha evocado isso.

O que explica que alguns entre vocês que estão no acolhimento incondicional do que se desenrola veem a necessidade de sono, de alimentos, e quaisquer necessidades que sejam diminuídas.  Não se trata de uma patologia, e certamente eu concebo perfeitamente que existem os casos onde os problemas de temperatura podem estar ligados a qualquer outra coisa no nível da saúde, mas certamente tudo isso já está recusado ; eu me ocupo unicamente do que está ligado ao que vocês vivem e não às patologias.  Então é claro, isso pode inquietar.  Quando vocês têm esse frio que vos faz tremer, que nada pode aquecer, quando vocês constatam que vocês têm uma fome de lobo, e vocês se põem à mesa e não podem engolir mais nada, vocês estão seguros de que vossa consciência efêmera, e vosso corpo físico, não são mais para muito longo tempo. E aliás vocês o veem.

Portanto não é mais uma questão de desaparecimento, de deslocalização da consciência, é o apagamento puro e simples da história pessoal e o retorno de vossa história eterna que se faz em consciência e que vai se traduzir, como eu o disse, por alguns sonhos que vocês tiveram de viver neste mês, em que vocês estão em contato com entidades prestigiosas, se posso dizer.  A minha, por exemplo, mas também os Arcanjos, e também as Estrelas.  E isso se produz em vossas noites porque aí, o ego, é claro, não existe mais.  Vocês se lembram disso pela manhã, ou vocês despertam à noite.  Quer dizer que essas barreiras, essas camadas isolantes, agora que a Luz adamantina está por toda parte na terra, ou vocês observam a loucura humana, que é o que se desenrola no nível dos estados, no nível das nações, no nível das famílias, e no nível dos conflitos da conflagração mundial que vai se desenrolar durante este mês, que é o mês de novembro, mas que não deve vos alarmar de maneira nenhuma, porque o mais importante não é a guerra, o mais importante não é tremer de frio, é encontrar essa Eternidade que se apresenta a vocês, mas não por experiências, não por momentos, mas de maneira cada vez mais extensiva.

Então é claro, eu também poderia vos dizer que vocês têm os irmãos e as irmãs que estão na negação total, muito simplesmente, como sempre, porque eles têm medo, medo do nada, medo do desconhecido, medo do Amor, mesmo se eles o reivindicam. Porque o Amor, tal como vocês o vivem agora, provoca uma mudança total no nível da pessoa.  Vocês não podem mais funcionar como antes, vocês o veem através dos alimentos, vocês o veem mesmo através das relações, onde o fato de terem estabilizado, para muitos entre vocês, a testemunha ou o observador – com ou sem vibrações, isso não tem importância – vos coloca em uma acuidade e uma atenção particular. E quando vocês estão nessa acuidade e nessa atenção particular, vocês o constatam, não resta mais muito lugar para o mental, para a necessidade de compreender, mesmo se depois, é claro, vocês colocam a questão para saber o que vocês vivem.

Mas o mais importante não está aí, é observar também em vocês, quaisquer que sejam os incômodos temporários, mesmo se às vezes eles são invasivos, se posso dizer, de constatar o que vocês se tornaram hoje em relação a ontem, como as coisas se transformaram, como o que podia vos parecer intolerável torna-se tolerável.  E depois vocês têm ao redor de vocês os irmãos e as irmãs que se afundam no oposto, quer dizer na reação, nos apegos ao que pode restar de personalidade, e sobretudo nos hábitos.  E eu já tive ocasião de vos dizer que os hábitos quaisquer que sejam são extremamente incômodos para a revelação de vossa eternidade, porque quando vocês tomam os hábitos de maneira muito importante, que todavia são essenciais na vida ordinária deste mundo, mas para vocês que vivem as vibrações e sabem o que se desenrola, vocês devem absolutamente tentar evitar tudo o que é rotineiro, tudo o que é repetitivo, a fim de estarem simplesmente disponíveis, nada projetar, nada antecipar, a fim de vos instalar ainda mais no instante presente onde não há necessidade de nada mais, nem de história, nem de vibrações, nem de sintomas, nem de visões, mas somente a Alegria pura.

E se vocês estão nessa Alegria pura, vossa vida vai fluir, quaisquer que sejam os sintomas, com uma leveza a nenhuma outra comparável.  Portanto as vibrações térmicas, alimentares, de sono, do teor de vossos sonhos, e mesmo o teor ou a qualidade de vossas relações, ou do fim de algumas relações, é apenas o estabelecimento de vossa liberação e do Apelo de Maria.  Vocês já sabem desde alguns meses que o Apelo de Maria, eu já tive oportunidade de dizê-lo, agora pode ocorrer não importa quando.  No ano passado, há dois anos, nós vos demos, com o Arcanjo Anael, uma certa sequência de eventos, mas como vocês podem supor, mais o tempo encurta em relação à visibilidade de Nibiru, mais os eventos vão ser acumulativos, e isso em todos os níveis.  Quer dizer no nível de vossa vivência pessoal e íntima, no nível de vossas relações, no nível da sociedade, e no nível da Terra finalmente, em definitivo, em sua totalidade.  E tudo o que é iluminado pela Luz hoje, desde o nosso último encontro, vos dá a ver que tudo isso se desenrola exatamente como nós anunciamos.

Os vulcões despertam sempre mais, cada vez mais estão em erupção, e bem além do cinturão de fogo do Pacífico, os buracos na terra, a terra torna-se um gruyère, as nuvens são cada vez mais particulares, as cores do céu também, o sol está diferente e vossos comportamentos, vossa maneira de viver vossos dias, toma uma forma muito diferente.  Tenho a particularizar, não resistam a qualquer mudança que seja.  Mesmo se isso vos parece brutal, mesmo se isso vos parece imerecido, mesmo se isso vos parece impossível de compreender, agradeçam.  Eu já disse que vocês estavam muito exatamente no bom lugar, o que quer que diga vossa pequena pessoa que sofre ou que se queixa de não poder fazer o que ela quer.  Porque é através disso que vocês ficam tranquilos, se vocês não são capazes de se manterem tranquilos sozinhos, vocês vão experimentar a melhor prova de vossa vestimenta de Eternidade e permitir à vossa consciência transitar, desde a consciência de vossa história pessoal na consciência de Eternidade.

Aí não é mais questão de ter as informações, mesmo se isso pode chegar, de vossas linhagens estelares, de vossas origens, de vossas experiências nos mundos livres.  O mais importante, é a transição da consciência ordinária que se apaga diante da consciência eterna, e certamente a fase de sobreposição do efêmero e da Eternidade, como nós falamos com essas palavras desde dois anos, hoje acabou.  Hoje, é o desaparecimento antes mesmo do Apelo de Maria, não para morrer, não ainda, é muito cedo, mas sobretudo para viver a Eternidade.  Mesmo em meio ao vosso cotidiano, mesmo nas coisas as mais insignificantes, a Luz está presente, e portanto o ajustamento que pode durar até o Apelo de Maria, ou ainda várias semanas se é necessário, passa por essas modificações de condições de regulação dita central, quer dizer fome, sede, sono, e também a personalidade que se modifica profundamente para o que resta dela. Aí está a explicação desses sintomas.  Vamos ver também se há questões sobre os sonhos, pois o sonhos vão ser profundamente diferentes e o que tinha sido preparado já desde dois meses vai tornar-se cada vez mais evidente.

Então é claro, nesse jogo da passagem do efêmero à Eternidade de maneira consciente e total, tudo o que foi colocado, como eu dizia na época, sob o tapete, não na escala do comum dos mortais, mas na escala de todos aqueles que quiseram abusar do poder para tomar uma ascendência, em todos os setores, em qualquer domínio que seja, todos aqueles que tomaram uma certa importância no nível da tela da sociedade, que isso seja através da política, através das finanças, através dos atores, através das artes, e também das famílias, vão senti-lo passar, se posso dizer.  Vocês já o veem ao redor de vocês, em vossos próximos, em vossas famílias, em vossos círculos de amigos, vocês o veem na escala do país, e finalmente na escala da consciência coletiva da humanidade.

E o que se revela, vocês o veem nas ações da personalidade, assim que há essa ascendência que é tomada, vocês veem todos os derivados que aparecem atrás. Isso quer dizer o quê ?  Quando nós vos dissemos para bater no peito, abandonar toda veleidade de vontade pessoal hoje, ou mesmo de vontade de Luz, e nisso eu vos remeto ao Abandono à Luz evocado pelo Arcanjo Anael, e também a crucificação pela Luz ; o sacrifício livremente consentido de tudo o que é efêmero para reencontrar essa Alegria eterna desenrola-se sob vossos olhos, e às vezes em vocês.

Portanto qualquer que seja a agudeza dos eventos geofísicos, íntimos, familiares, sociais, deixem desenrolar-se.  Foi dito eu creio, na vez passada, que tudo o que deve chegar chegará, o que quer que vocês façam, e tudo o que não deve chegar não chegará, o que quer que vocês façam.  Quer dizer que a Luz assumiu, a Inteligência da Luz agora entra em manifestação em meio mesmo da consciência ordinária.  E aliás vocês vão observar, através de algumas ações políticas, financeiras, midiáticas, do que é conhecido, quer dizer do que vocês são informados, não para conhecer esses indivíduos mas para ouvi-los falar, vocês vão ver isso.

Então não coloquem muita atenção, interesse, curiosidade ou compreensão nisso. E sobretudo se isso vos chega, é aí que vocês demonstram a vocês mesmos se vocês aceitam a Eternidade, se vocês aceitam o Amor que vocês são e não o amor que vocês projetaram em alguma circunstância que seja ou em algum cenário que seja.  Ali, o Fogo Ígneo é substituído, para alguns entre vocês, por algo que não pode mais ser exprimido.  Então se quisermos colocar em palavras, vocês poderiam dizer que vocês têm, no nível do coração, a impressão de um imenso buraco negro sem fundo, de uma pressão no peito, às vezes vocês também sentirão uma ligação entre o Triângulo da Nova Eucaristia e a Porta KI-RIS-TI situada em vossas costas, e também a conexão entre o Coração Ígneo, o Coração vibral, e a pequena Coroa da cabeça, que reúne a Unidade, como eu o disse, no nível do centro da cabeça e do centro do coração, pela Leminiscata sagrada que ativa, e é por isso que vocês viram, em algumas preconizações, é feita referência à Porta IM que é de fato o 10º corpo, situado entre a ponta do queixo e a glote.  É aí onde se situa, eu vos lembro, a comunicação com a Luz.

Essa comunicação com a Luz, que seja com Miguel, com um dragão, com um sonho, com um Vegaliano, com uma Estrela, com Maria, com um próximo da família que faleceu e que está na Luz – mesmo em estase, hoje ele tem a possibilidade de vir vê-los porque todos os irmãos e irmãs que transitaram e deixaram seus corpos, desde o fim das Núpcias Celestes, a maioria, não a totalidade, foram colocados em estase, e alguns despertam dessa estase.  Vocês sabem muito bem que há os irmãos e as irmãs que transitaram, que morreram, e que são os guardiões dos Círculos de Fogo ; esses não estão em estase uma vez que entre vocês há quem se comunique com eles, não é ?  Mas hoje há um despertar da Eternidade, por toda parte.

E aliás entre essas mídias ou esses seres que usaram e abusaram do poder, há, em alguns, ou a negação, vocês veem aparecer, ou uma mea culpa, porque o perdão é essencial, vocês o sabem.  E isso se desenrola sob vossos olhos, por toda parte ; em qualquer país que vocês estejam, vocês só veem isso assim que ligam o rádio ou a televisão.  E vocês o vivem também em vocês, tudo se reposiciona, mas não pelo vosso fazer, pelo vosso esforço, mas diretamente pela ação da Inteligência da Luz, não mais simplesmente em se depositar nas Coroas, no Canal Mariano, na Onda de Vida, na Leminiscata ou nos Hayot Ha Kodesh, os triângulos elementares, mas diretamente em vossa consciência efêmera, por intermédio do ponto central o mais alto da cabeça. Então aí não são desaparecimentos ou esquecimentos de memória, é que em um certo momento, vocês vão constatar, se já não foi feito, que vocês não são mais completamente o mesmo. Não é uma questão de memória, de esquecer as coisas, aí, é muito mais íntimo, porque doravante isso toca diretamente a alquimia da consciência, se posso dizer, e as regulações térmicas, o apetite, o sono, fazem parte desse processo. Aí está o que eu tinha a responder, efetivamente de maneira um pouco longa sobre essa questão. Então você pode continuar.


Questão : sonho de um irmão. Eu olhava um arbusto verde.  De repente uma miríade de pequenas borboletas, de um branco intenso, que davam reviravoltas em todos os sentidos, formando uma esfera acima do arbusto.  Uma águia chega e tenta apanhar as borboletas para as engolir.  Graças ao seu número e aos seus movimentos muito rápidos, elas envolvem a águia em sua esfera, sem agredi-la, com Alegria e Amor.  A águia se deixa envolver, depois pacificada, as asas se desdobram, ela é elevada em um céu azul, carregada pela esfera dessas borboletas brancas, brilhantes de vida e de luz.

Ah a borboleta, falamos delas durante anos, a lagarta ou a borboleta, não é ? A borboleta é a Ressurreição, é o novo nascimento.  Essas borboletas estão sobre um arbusto ; o arbusto, que não é uma árvore, evoca sistematicamente o arbusto ardente. A Luz consumiu a Ilusão, está prestes a fazê-lo.  O predador deste mundo, a águia, que não tem nada a ver no nível espiritual, chega para comer as borboletas.  As borboletas, são o resultado da alquimia do Fogo Ígneo.  Essas borboletas recobrem, foi dito, sem violência, a águia que é pacificada, quer dizer que tudo o que está ligado à predação, e quando eu digo predação hoje, não falo simplesmente, por exemplo, do lado predador dos reptilianos, falo de tudo o que quer comer o outro, alimentar-se do outro, ter uma ascendência sobre o outro.  Tudo isso pertence ao vosso mundo, isso não pode existir além dos mundos dissociados.

Então esse sonho anuncia o quê ?  Ele efetivamente anuncia o retorno da Fênix, ele anuncia a ascensão da Terra, ele anuncia a liberação final de todos os engramas ligados à predação.  Então alguns entre vocês chamam isso de implantes, eu não gosto muito dessa palavra, mas digamos todos os engramas, todos padrões que estavam ligados à predação, e vocês sabem, quando se está neste mundo, este mundo funciona, além das noções espirituais hein, da história da terra, este mundo funciona por predação, visto que vocês são obrigados a comer, alimentar-se.  Portanto, quer seja um vegetal, um animal, um grão, vocês matam o vivo comendo-o, e é obrigatório.  Vocês sabem muito bem, à parte certos povos de 3D unificada, ou por exemplo os Delfinóides da Intraterra que tinham uma refeição ritual, mas não há nenhuma necessidade de comer nas outras dimensões, não há necessidade de ter uma mamãe, nem um papai, nem uma família, tudo isso são projeções que resultam nas consequências do confinamento deste mundo.  E portanto todos esses hábitos que vocês têm, de funcionamento em meio a uma forma cristalizada, esse corpo, que todos nós temos, eh bem desaparece também e desaparece dessa maneira.

Então esse sonho – e vocês veem, aqui não havia entidades propriamente dito, mas símbolos muito fortes – assinala a Liberação pelo Fogo Ígneo e a Ressurreição real que coloca fim, uma vez que a terra, aqui, sobe, com a águia, no azul do azul que é o azul do Éter, da fusão dos Éteres da qual Sri Aurobindo falou, é a mesma coisa. Portanto esse sonho anuncia, caro irmão, tua ressurreição. 

Vamos, continuamos.


Questão : sonho : havia um barulho de ramos em uma árvore. Isso provém de um peixe que se agita violentamente nos ramos.  Ele é azul e me olha fixo com tal força que me desperta. O que você pode me dizer ?


É exatamente a transposição do sonho precedente, com outras imagens e outros símbolos.  O peixe, é o Cristo.  O peixe não está na água, ele está no ar, e ele é azul. Vocês passam de um estado dimensional a um outro estado dimensional.  Onde está esse peixe azul ?  Ele faz barulho em uma árvore, é pelo menos incongruente para vocês.  Aí também, a explicação é exatamente a mesma que para o sonho precedente, com a diferença de que aí, esse sonho concerne aos eventos da terra e não ao irmão ou à irmã do sonho precedente. Lá, o sonho precedente concernia também à pessoa que tinha o sonho, aí isso não concerne à pessoa que tem o sonho, mas assim mesmo ela é avisada.  O peixe azul, vocês se dão conta, ele está no ar, ele está na árvore sobre os galhos. Tudo isso assinala a mudança dimensional que vocês vivem neste momento.

Vocês veem eu vos disse, sem conhecer os sonhos que vão ser propostos, que nós íamos ter sonhos assim.  Vocês vão ver, nós vamos encontrar muitos.

E portanto não são sonhos, é o acesso à supraconsciência, no momento em que a consciência ordinária não está lá, onde o ego desaparece porque há sono. Aliás muitas vezes isso desperta, deixa uma impressão de força às vezes desconcertante quando é vivido.

Vamos, continue.


Questão : estou plena de alegria em escutar os testemunhos de todos aqueles que viveram o Coração, pois quando se vive o Coração, não se deseja outra coisa, que todo o mundo possa viver essa imensa Paz de onde decorre a Graça.  Paz a cada um e gratidão infinita a Bidi e a OMA.

Eh bem é muito gentil. Nós apenas acompanhamos o retorno da Luz, e como vocês o sabem, esse retorno da Luz começou a trinta e três anos – faz exatamente trinta e três anos, portanto a idade do Cristo.  Não é por nada se Maria vos disse, talvez de maneira individual, que a ascensão física da Terra começou em 8 de março.  É muito preciso, extremamente preciso ; mesmo se agora vocês não veem do que se trata, vocês o compreenderão depois sem nenhuma dificuldade.

Então eu rendo graças por esse testemunho, mas nós apenas criamos, por assim dizer, as condições talvez as mais privilegiadas possível para vos permitir viver isso com o mais de serenidade possível e o mais de liberdade possível, é claro.  Nós aplainamos, se vocês querem, adoçamos, desde que a Luz retornou sobre a terra de maneira progressiva, quer dizer desde 1984, aliás foi nesse momento que a maior parte dos Melchisedeques foram chamados porque havia emprego, se posso dizer, do outro lado. E tudo isso se desenrola neste momento mesmo.  Então eu rendo graças para todos esses agradecimentos, e os testemunhos são importantes porque quando vocês leem, além do que nós podemos vos dizer, além do que talvez vocês puderam experimentar através dos diferentes yogas, os cristais e tudo o que se pode imaginar que vos foi dado, hoje vocês podem muito bem imaginar que há irmãos e irmãs a quem isso chega e que não conhecem nada de tudo isso. E para eles é uma grande Graça.

Vocês foram, eu vos lembro, os ancoradores de Luz, os semeadores de Luz, e agora vocês são a Luz, para aqueles entre vocês que concluíram esse acompanhamento, se posso dizer.  Mas outros irmãos e irmãs, como tive ocasião de dizê-lo, vivem a mesma coisa que vocês, sem mesmo saber o que é. E depois vocês têm outros que conhecem tudo isso e que ainda têm a impressão, como vocês dizem, de pedalar no chucrute, isso muda um pouco de pedalar na pequena bicicleta.  Pedalar no chucrute, isso dá, quer dizer que há a impressão de que há um novelo inextricável que atola e que impede de avançar.

Mas isso é sobretudo para aqueles que têm as projeções espirituais concernentes a um futuro melhor, uma terra onde todo o mundo é belo, é gentil, e que os maus foram evacuados pelos gentis extraterrestres longe daqui.  Portanto eles são incapazes de conceitualizar, de viver e de sentir a ruptura de continuidade que já está em curso desde muitos anos, e portanto estão apegados à sua historieta, à sua história, à sua evolução, ao seu karma, aos seus desejos espirituais e de fato nada vivenciaram, nada compreenderam, mas não é grave, porque ainda uma vez aí também, era para eles as melhores circunstâncias, de viver essa negação, de colocar a cabeça na areia como o avestruz  para não ver o que se desenrola no exterior.  Mas o avestruz, o que ele esquece, é que quando ele tem a cabeça no buraco, o corpo, ele está exposto, não é ?  Eh bem é exatamente parecido.  Não é porque vocês não querem ver, não é porque vocês não querem cessar vossas crenças, vossas adesões ao karma, vossas adesões a um futuro, ou a adesão à vossa história, que isso não vai se produzir.  Vocês o sabem bem, é inexorável e inelutável.

É por isso que o acompanhamento, eu diria, específico desde as Núpcias Celestes, insistiu de partida sobre o fim irremediável da 3ª dimensão sobre esta terra.  Então é claro, vocês sabem que através disso, muitos irmãos e irmãs se desviaram porque eles não eram capazes de soltar.  Outros também disseram : Bom, se nada se passou em 2012, o mundo vai continuar », e então eles se desviaram, mas o que foi vivenciado, foi vivenciado.  Eles serão apanhados pela Luz no momento vindo, porque eles têm coisas a resolver, se posso dizer, na negação do fim da 3ª dimensão ou no fim deste mundo tal como vocês o conhecem em suas interações, mesmo familiares, não é ?

Quando vocês estão nos mundos unificados, vocês não têm nem papai, nem mamãe, nem irmãos, nem irmãs, vocês são livres.  Então vocês veem, mesmo o conceito de família, o conceito de grupo que existe sobre este mundo não tem nenhuma equivalência no nível dos mundos livres.  E mesmo se nós não insistimos sobre o organograma, eu creio que se chama assim, da Confederação Intergaláctica dos Mundos Livres, vocês não vejam aí uma hierarquia piramidal com não sei qual fantoche que comandaria tudo isso, que se chamaria Ashtar Sheran ou não sei o quê.  Tudo isso é besteira integral.  A Liberdade não se acompanha de nenhuma condição, de nenhum freio e de nenhum apego, e isso, vocês vão descobrir aqui, alguns entre vocês o vivem, através das relações, nos casais, nas famílias.

Enquanto vocês creem ter um dever moral, o que não quer dizer que é necessário ignorar, hein, mas enquanto vocês estão persuadidos que vocês fazem as coisas porque é a tradição, porque é vosso papai, é vossa mamãe, vosso filho, vosso marido, vossa mulher, vosso tio ou vossa tia-avó, vocês não podem ser livres.  Isso não quer dizer que é necessário desviar-se disso, ainda uma vez, mas ver claramente que isso não sobreviverá a vocês, de maneira nenhuma. Bom, talvez durante os 132 dias para aqueles que se reencontrarão nos Círculos de Fogo, mas depois da liberação final, o planeta-grelha final, tudo isso não existirá mais muito simplesmente, nenhuma memória de tudo isso, exceto, vocês o sabem, para um certo número de irmãos e irmãs que devem transitar guardando seus corpos em certos locais da 3ª dimensão unificada. Mas todo o resto não vos serve para nada.

Creio que há uma frase que vos diz : « viajem sem bagagens ». Não é viajar sem bagagens, vocês viajam nus, vocês não têm necessidade de nenhuma vestimenta, de nenhuma mala, de nenhuma história, e sobretudo de nenhuma história deste mundo, e é isso que a Luz faz neste momento, como uma faxina, se posso dizer, radical. E é claro vocês sabem muito bem, vocês o veem ao redor de vocês, que os irmãos e as irmãs resistem.  Então eles justificam dizendo « é necessário amar a vida ».  Nós jamais dissemos o contrário, mas daí a amar os prazeres da vida antes do que a Vida, isso faz uma sagrada diferença.  A Luz vos chama cada vez mais para ser um asceta, não um eremita, não retirarem-se de vossas obrigações, mas assumirem vossas obrigações sendo um asceta, e vocês o constatam, com menos desejos, com menos impulsos, com menos sinais, pura e simplesmente, do ego.  Isso vos coloca na disponibilidade total do instante presente.

Então eu agradeço por esse testemunho e como eu tive ocasião de dizê-lo há alguns meses, vocês assistirão a um vagalhão desses testemunhos e desses sonhos, como eu vos disse hoje em relação aos sonhos.  Vamos ver, continuamos.


Questão : sonho do fim de 2016.

Portanto é um sonho anterior a este período, vamos ver.


Questão : estava sentada em uma cadeira com um alto espaldar. Atrás de mim e de cada lado, três pessoas velavam sobre mim.  Eu tinha um seio enorme, o esquerdo, apoiado por uma caixa.  As pessoas vinham e bebiam o leite que saía abundantemente, parecia muito nutritivo.  Um homem, segurado por duas pessoas, passou olhando-me com ódio. Ele foi parado pois ele queria me fazer mal. Eu o conhecia, eu não o queria. Eu me levantei pois eu devia me casar e eu vi que meu vestido branco estava manchado.  Foi esse homem que o manchou.  Eu estava triste, mas eu não tinha outro vestido. Eu avancei com meus guardiões e quanto mais avançava mais as manchas desapareciam. Aí o vestido tornou-se inteiramente limpo e eu despertei.

Isso se chama « lavar a roupa no sangue do Cordeiro », isso vos foi explicado, hein. Quer dizer que a partir do momento em que você dá o seio, aí é uma mulher, ela dá o seio, o seio esquerdo.  O seio esquerdo está ligado à maternidade, está ligado ao ninho, está ligado à família.  O seio esquerdo é mais nutridor do que o seio direito, aliás ela diz... simbolicamente hein, eu não disse, madames, que vocês têm a mesma qualidade de seio à esquerda, à direita, é claro, mas aí, é o seio esquerdo que alimenta em superabundância todos aqueles que têm fome.  Essa pessoa vai se casar, ela para de dar de mamar, não é ?  E aí a sombra que chega. E aliás ela mesma diz, eu creio, essa pessoa, ela tem guardiões, mas vocês não têm necessidade de guardiões.

Portanto ela ainda está de algum modo, essa pessoa, através desse sonho lhe é mostrado o que ia se desenrolar, mas ainda existe nela, não na doação, mas no Acolhimento, uma forma de reticência.  Uma vez que se vocês são capazes de dar a aquele que tem fome, vocês devem ser capazes de dar também ao pior dos Arcontes que vem vos agredir e que vos mancha a roupa.  Aí está a redenção para ele, e a Liberdade para vocês.  E aliás ela o especifica, à medida em que ela avança, as manchas desaparecem.  E isso, esse irmão ou essa irmã, é uma irmã, deve vivê-lo neste período, tudo o que eu descrevi antes, ela deve vivê-lo com uma intensidade decuplicada.  Mas isso se anunciava, é claro, neste período.

Retenham esta frase, uma vez que esse sonho me dá a ocasião de dizê-la.  O Amor é um serviço e uma doação, não segundo as circunstâncias humanas, mas segundo o Espírito.  E nesse Espírito só há doação.  Não é necessário crer que é preciso trabalhar para dar o Amor ou para dar o alimento, também é preciso acolher, e é isto que é proposto nesse sonho, acolher o pior dos Arcontes em vocês.  Se vocês são o que vocês são, no Coração do Coração, vocês podem tanto realizar como eu disse, uma Teofania com Hercólubus, como com Yaldebaoth. O que é que vocês arriscam ?  Há que, se em vocês resta o menor elemento de dualidade bem-mal, vocês serão afetados, mas se vocês estão liberados e não há mais nenhuma crença nem nenhuma porta de acesso ao que vocês chamam o bem-mal, vocês não poderão ser afetados, vocês veem ?

Mas globalmente, o conjunto da consciência coletiva, a verdadeira humanidade hein, eu falo, maus rapazes ou não maus rapazes, liberados, não liberados, despertos, adormecidos, mas os verdadeiros humanos-alma, vivem isso, todos, sem nenhuma exceção.  Então para alguns, é claro, isso passa pela revelação das coisas ocultas ou perversas extremamente graves, mas não esqueçam de que é um jogo. Vocês estão diante dos irmãos e irmãs humanos que foram abusados por « Yaldé ». Mas « Yaldé », vocês devem amar da mesma maneira que o Cristo. Há que as circunstâncias desta terra fizeram isso, o que eles se tornaram em um certo número de sistemas solares, mas além dessa aparência, eles são portadores do mesmo Espírito que vocês, exatamente o mesmo, qualquer que seja sua forma e mesmo se eles não estão redimidos ; e mesmo se são os capangas de Yaldebaoth, isso não faz diferença.

O Amor não conhece nenhum limite. Vocês devem amar vosso inimigo pessoal, se posso dizer, ainda mais do que vosso amigo, porque ele trabalha para a Luz, mesmo se ele não sabe.  Então quando vocês estão no Amor, vocês não fazem mais diferença com vosso filho e o filho do outro, com vosso inimigo como com vosso amor.  É impossível. Se vocês ainda fazem uma, é que vocês não estão suficientemente no verdadeiro serviço. Vocês aí estão por momentos, mas vocês não estão em permanência.  Isso não vos impede de ver, isso não vos impede de dizer.  E ver e dizer as coisas tais como elas são não é um julgamento, é uma constatação.  O julgamento, o que nós chamamos o julgamento, na época, agora vocês o sabem instantaneamente.  Desde que vocês julgam, é aquele que diz que é, e vocês vão ter grandes problemas sobre o plexo solar ou no nível da cabeça.  Não as doenças como nas resistências, mas na ação mesmo de julgar, o que quer que seja, vocês pagarão, porque o que vocês fazem ao vosso inimigo, é a vocês que vocês o fazem.

Como o Cristo dizia « O que vocês fazem ao menor entre vocês, é a mim que vocês o fazem », e vocês podem dizer da mesma maneira, quer vocês acreditem ou não não muda nada, vocês o viverão da mesma maneira.  É por isso que vosso estado de Eternidade se vê na vida cotidiana e não em vossas experiências, agora, certamente extremamente potentes e enriquecedoras com os povos da natureza, ou com os sonhos, ou com outros irmãos e irmãs, mas é na insignificância que hoje se revela a Verdade do que vocês são.  Vocês não podem, por exemplo, ter o Fogo do Coração, e depois de súbito ir querer julgar a um irmão ou uma irmã, senão é a vocês que vocês fazem mal. É aquele que diz que é.  O que eu disse de maneira um pouco humorística agora vai vos voltar como um bumerangue – a frase do Cristo então tomará todo o sentido – mesmo e sobretudo  para vossos inimigos porque é fácil amar incondicionalmente os irmãos e as irmãs que vivem os mesmos processos, é claro, mas é ao contrário mais árduo deixar livremente o Amor fluir de vocês, do que vocês são, para Yaldebaoth por exemplo ou para um dos seus capangas, qualquer que ele seja.

Aliás não são vocês quem decide.  Se vocês ainda acreditam que vocês decidem dar Amor ao vosso marido e não dar Amor a Yaldebaoth, vocês não compreenderam nada, é o mesmo Amor que depende de vossa qualidade de ser pelo Fogo Ígneo, pelo Canal Mariano e agora diretamente pelo Éter no nível do 7º chakra, do ponto central, eh bem vocês constatarão que vocês não podem mais fazer diferença. Se vocês ainda a fazem, isso quer dizer o quê ?  Que vocês ainda estão na discriminação bem-mal : há eu, há o outro, há aquele que me quer bem e há aquele que me quer mal, ou aquele que não se comporta como eu esperava.  Mas aí, são vocês que estão no erro, não é aquele que se comporta mal. Quer dizer que vocês ainda veem as diferenças, e como essas diferenças são vistas, não desde o Coração do Coração, mas desde a personalidade, o que é que vai se passar ?  Há o bumerangue e agora vocês não esperarão meses, anos, semanas, hein, isso está cada vez mais próximo para tornar-se imediato.  Não há melhor corrimão para vos impedir de julgar ou de estar no medo.  Vocês veem o que eu quero dizer ? E é simples.

De outro modo, é o julgamento que é complicado, porque no julgamento vocês fazem uma comparação entre vosso sentir, vossa vivência, o que vocês veem, o que vocês amam, o que vocês não amam, então se vocês são simples no Amor, não há mais nada de complicado uma vez que é o mesmo Amor que emana de vocês para um irmão, uma irmã, e um inimigo, para o marido, para não importa quem.  Vocês não podem mais fazer distinção, vocês não podem mais decidir amar tal pessoa ou ignorar tal outra pessoa.  O Amor se usa prodigaliza espontaneamente, é o que é chamado, eu vos lembro, o corpo de Radiação do Divino, que está situado no peito, entre AL e Unidade.

Quando vocês estão aí, a Teofania, o Fogo Ígneo, subiu uma oitava e se manifesta aqui, no nível do 9º corpo.  Aí, vocês não podem ter o menor pensamento negativo, vocês não podem mais querer julgar qualquer irmão ou irmã que seja, vocês ficam em permanência, ou quase em permanência, nesse estado.  É um estado de Amor que é o que vocês são, e nesse estado de Amor, não há possibilidade de fazer diferença, mesmo se vocês ainda sabem, enquanto a matéria existe, que há as diferenças, é claro, entre aquele que partilha vossa cama e Yaldebaoth que vem vos puxar os pés à noite, por exemplo.

Mas em definitivo, além das aparências – que se dissolvem – resta apenas o Amor.  Nós vos preparamos suficientemente, uns e outros, desde dez anos, e mesmo três agora, após as atribuições vibrais, para assegurar que a inelutabilidade dos eventos e o fato de que o tempo avança, e esses eventos se produzem, eles vão se suceder em cascata, quer dizer que todos os eventos que nós vos descrevemos com Anael, há dois anos, vão se produzir simultaneamente, e agora vocês estão prontos, mesmo se vocês dizem que não estão prontos.  Lembrem-se, não há nada a fazer.  Eu creio que a intervenção mesmo que rápida de Osho ia nesse sentido.

Aí está o sacrifício, aí está vossa ressurreição, nos detalhes de vossa vida e doravante não escapando nas meditações, ou nas visões, ou nas vibrações. Certamente que algumas coisas, no que resta de pessoa e de personagem, podem vos desconcertar, quando por exemplo, vocês veem tudo o que sai em vossos jornais hoje, quando tudo o que estava mascarado, escondido, no nível das organizações de certos grupos vos aparecem, pode aí haver uma forma de náusea e de mal-estar, mas muito rápido o Amor retorna. Por outro lado, se vocês alimentam esse ressentimento, o Amor se distanciará de vocês, e não pode ser diferente.  Vocês não podem mais conjugar Eterno e efêmero, e desde amanhã, quer dizer 13 de novembro.  Vocês verão porque amanhã.

Portanto nós vos conduzimos progressivamente, uns e outros, a este momento, e este momento é agora.  Não há nada a prever, não há papéis a organizar, lavar roupa suja, fechar as venezianas, não há nada a fazer, nada a preparar.  Se vocês acreditam ter alguma coisa a preparar, vocês se distanciam.  Sejam preguiçosos, estejam no Acolhimento, sejam verdadeiros.  As Estrelas, há dois meses, há alguns meses, vos evocaram todas essas noções, e hoje vocês estão na vivência, vocês não estão mais nos conceitos ou nas pequenas prerrogativas da pessoa, quer dizer do efêmero, de vossa história, de vosso nome e de vosso sobrenome.  Tudo isso não tem mais nenhum sentido.

É claro, para aquele que não o vive, isso tem um certo peso, e esse peso vai ser aí também cada vez mais consequente.  Tudo o que vocês não romperam, tudo o que não foi visto deve ser visto, nós vos dissemos, e agora, não é mais visto, isso se atualiza na carne, em vossa consciência ordinária.  É uma ação direta, é por isso que eu falei de simultaneidade.  Vocês não podem se enganar com  isso, quer dizer que quando chega um evento que é imediato, vocês não têm necessidade de se colocar a questão de por que, de como chegou. Simplesmente está em relação com o que vocês são no instante presente.  Quer dizer ainda de medo, ainda de julgamento, ou a totalidade do Amor. Vocês não têm de se prevenir de nada e vocês não têm nada a prevenir, e isso é neste momento.

Vamos, continuamos.



***


Tradução do Francês: Ligia Borges
https://lestransformations.wordpress.com/



PDF (Link para download) : O.M. AÏVANHOV - Parte 1A - Novembro 2017


3 comentários:

  1. Tudo isso pertence ao vosso mundo, isso não pode existir além dos mundos dissociados.
    .........
    Não é porque vocês não querem ver, não é porque vocês não querem cessar vossas crenças, vossas adesões ao karma, vossas adesões a um futuro, ou a adesão à vossa história, que isso não vai se produzir. Vocês o sabem bem, é inexorável e inelutável.
    .........
    Nós jamais dissemos o contrário, mas daí a amar os prazeres da vida antes do que a Vida, isso faz uma sagrada diferença.
    .........
    O Amor é um serviço e uma doação, não segundo as circunstâncias humanas, mas segundo o Espírito.
    .........
    As Estrelas, há dois meses, há alguns meses, vos evocaram todas essas noções, e hoje vocês estão na vivência, vocês não estão mais nos conceitos ou nas pequenas prerrogativas da pessoa, quer dizer do efêmero, de vossa história, de vosso nome e de vosso sobrenome. Tudo isso não tem mais nenhum sentido.

    ResponderExcluir
  2. Aí não é mais questão de ter as informações, mesmo se isso pode chegar, de vossas linhagens estelares, de vossas origens, de vossas experiências nos mundos livres. O mais importante, é a transição da consciência ordinária que se apaga diante da consciência eterna, e certamente a fase de sobreposição do efêmero e da Eternidade, como nós falamos com essas palavras desde dois anos, hoje acabou.
    Hoje, é o desaparecimento antes mesmo do Apelo de Maria, não para morrer, não ainda, é muito cedo, mas sobretudo para viver a Eternidade. Mesmo em meio ao vosso cotidiano, mesmo nas coisas as mais insignificantes, a Luz está presente, e portanto o ajustamento que pode durar até o Apelo de Maria, ou ainda várias semanas se é necessário, passa por essas modificações de condições de regulação dita central, quer dizer fome, sede, sono, e também a personalidade que se modifica profundamente para o que resta dela.
    Grato Ligia
    Do meu coração ao coração de todos

    ResponderExcluir