OMA – PARTE 1B – Q/R – Outubro de 2017


OMA - Parte 1B - Q/R - 14 de Outubro de 2017
Mensagem de 14 de outubro de 2017 (publicada em 08 de novembro)
Origem francesa – recebida do site Les Transformations


Áudio da Leitura da Mensagem em Português - por Noemia
Clique aqui para fazer o download do áudio




Questão : um sonho : no primeiro plano, uma árvore morta com um galho ainda vivo, folhas verdes, amarelas, marrons.  A terra é nua. No segundo plano, um lago calmo, azul, pacífico. No terceiro plano, uma imensa floresta de cor verde escura, potente, elétrica. Obrigado por me esclarecer.

Esclarecer o quê ? Onde está a questão ?


Não há especificações.

Aí vocês retornam com questões que não têm mais lugar de ser. Então eu vos pedirei agora para separarem esse gênero de questões que não trazem nenhuma resposta.

O que é que vocês querem que eu responda a isso ?  Como a questão precedente. Tudo isso traduz um confinamento em meio ao ego espiritual, nada mais, nada menos. O que vocês querem que eu responda ?  Há três planos.  A pessoa nem mesmo está no sonho. Vocês veem o que eu quero dizer ? Nos sonhos precedentes, vocês têm alguém que se desloca no sonho, que vive alguma coisa. Aí, é uma visão exteriorizada, é simbolismo. O simbolismo pertence à dualidade tanto quanto o diabólico.  Símbolo e diabólico não são senão a mesma realidade da Ilusão luciferiana.  O simbolismo, real, vos remete à explicação e ao mental, não há nenhuma liberdade nisso, não há nenhuma alegria nisso.

Então passemos às questões seguintes. Eu vos disse que haveriam questões com as transformações dos sonhos, e questões daqueles que estão confinados, mas aferrolhados em dupla volta em suas certezas efêmeras.  Porque aí, dar-me uma visão assim onde o personagem que colocou a questão nem mesmo está no sonho, não quer dizer nada.  Isso quer dizer alguma coisa para o ego e isso acabou agora. Então passamos à seguinte.


Questão : um sonho : estou na água de um lago com duas outras pessoas, e nós pescamos. Eu torço para trazer o anzol sem nenhuma resistência. A um metro de mim, eu sinto um peixe prender-se ao anzol, enganchado pela barbatana dorsal.  Uma mulher sai com o peixe da água e vai sobre um cais de madeira, o peixe em suas mãos. Sempre dentro da água, observo essa jovem mulher mantendo esse peixe de um metro, preto e azul com listras. A mulher me diz, dando-me o peixe : « Eu sou de Júpiter », e eu entrego o peixe na água. Poderia esclarecer-me ?

Oh, ir à pesca, vocês têm certamente, a pesca miraculosa do Cristo, vocês têm o fato de caminhar sobre a água.  Os peixes, é claro, é a era dos Peixes, é também a pesca, o fato de pescar. Mas aí eu lembro que como disse o sonhador, o peixe foi apanhado de maneira fortuita, puxando a linha com o anzol.  E aliás, o anzol não está na boca, mas está, como foi dito, em uma barbatana, eu creio.


Questão : a barbatana dorsal.

Aí está, a barbatana dorsal.  Então aí, é um simbolismo espiritual, e que remete aos escritos bíblicos é claro, e a algumas passagens do Novo Testamento, quer dizer não dar os peixes, mas aprender a pescar, hein. Vocês veem onde eu quero enviá-los com isso. Em seguida vocês têm uma mulher que desengancha o peixe que foi tomado por acaso, e em seguida esse peixe, qualquer que seja seu aspecto, é recolocado na água.  Portanto tudo isso...a água de um lago também está ligada, vocês o sabem, às águas das profundezas, ao inconsciente, e a diferença entre o mar e o oceano, que são os mares primordiais, e a água do lago, é que a água do lago tem uma superfície tranquila.  O lago sempre evoca a tranquilidade, a serenidade.

Então nesse sonho te foi mostrado que você se tornou um pescador e que você sabia pescar, mesmo se a pesca se produziu de maneira curiosa e não normal, se posso dizer. E essa pesca miraculosa, que de fato está calcada, eu penso, nas crenças residuais desse irmão ou dessa irmã, concernentes aos Evangelhos, está claro, e portanto remete ao fato de tornar-se autônomo e de viver a Verdade.  E a pesca, aliás, que devolve um peixe à água não é uma pesca para alimentar, é o simbolismo, e vocês sabem, o número muito preciso de peixes que o Cristo apanhou. Vocês conhecem esse número ?  Mas bem, não vamos entrar nos números e nas cifras porque isso ainda vai retorná-los aos dados efêmeros.

Vocês sabem, vocês são cada vez mais numerosos, entre aqueles que vivem o Despertar, a Liberdade, as vibrações, ou aqueles que agora são liberados de um golpe, cabe a vocês darem-se conta, uma vez que vocês o vivem, da falsidade do mundo, mas não somente, também de vosso personagem, que não existe, é um holograma, é um fantasma.  A armadilha, está antes de tudo, e eu vos expliquei durante anos, no nível do sistema de controle do mental humano, com as linhas de predação, com as egrégoras, com as crenças, que vos freiam e que vos impedem de encontrar a Verdade.  A Verdade não tem necessidade de nenhum suporte, sobretudo hoje.  Ela é espontânea, ela é livre, e ela está em vocês.

Portanto enquanto vocês buscam no exterior, quer dizer uma energia, um simbolismo, um sonho, uma explicação, uma compreensão, vocês não podem, entre aspas, dar o último passo, dar o passo final. É impossível. Por outro lado, uma vez que é vivido, conscientizado e emergiu em meio à manifestação, aí vocês jogam o que vocês quiserem, mas não antes.  Não façam o inverso, não se distanciem de vocês através das visões quaisquer que elas sejam. Não vão afastar os irmãos e irmãs  contando-lhes os sonhos, as milhares de coisas que os enredam na história.  Sejam cada vez mais neutros, e vocês estarão cada vez mais na alegria, e não no argumentar ou na explicação. Uma vez que o argumentar ou a explicação alimentam apenas a pessoa ou a alma, não o Espírito.  E isso, vai, se já não é o caso, isso vai vos espirrar e ser projetado diante de vocês.

A Luz basta-se a ela mesma. O que vocês são em verdade basta-se a ele mesmo. Vocês não são nenhuma forma, Bidi vos disse de todas as maneiras possíveis. É tempo agora, se posso dizer, de dar esse último passo. Deixem todas as muletas, deixem todos os marcadores, é a única maneira para que o Amor esteja a frente ao invés do medo.

E vocês sabem que mais vocês vão querer trabalhar sobre a explicação, sobre a compreensão, sobre os medos, mais vocês vão ser gravemente tocados, agora, em todos os sentidos do termo.  Eu vos preveni de maneira progressiva, e uns e outros, nós vos prevenimos já desde muitos meses.  Mas aí, agora, vocês serão submetidos a isso, mas de maneira imediata.  E não é uma punição, são vocês que se voltam contra vocês mesmos, nesse face à face sozinhos, até que vocês aceitem a Verdade que vocês despertaram em vocês, pelas vibrações, pelos processos de transformação, querendo ao mesmo tempo manter, de algum modo, o rabo entre duas cadeiras.  Agora, é um ou o outro, eu insisti suficientemente : ou vocês estão no amor, ou vocês estão no medo, e isso vai se tornar cada vez mais cortante.

E se vocês não aceitam o que vocês são, enquanto vivem os processos vibrais, esperem viver os choques cada vez mais terríveis.  Isto não é uma ameaça, é a realidade do que alguns entre vocês já vivem. Não é porque vocês têm capacidades para ver, para sentir, para conhecer as vidas passadas dos outros, para ver as linhagens, que vocês vão ajudar vossos irmãos e vossas irmãs assim. Isso, era válido ainda há três anos, há dois anos, mas de modo algum agora.  Vão para a Evidência, para a humildade, a simplicidade, a Infância, não há necessidade de nada mais.  Aceitem essa mudança. Quando vocês estão no colégio, vocês não funcionam como na universidade, quando vocês estão no maternal, vocês não funcionam como no primário, então por que alguns entre vocês tentam guardar com eles o que já pertence ao passado ?

E eu vos digo, agora os retornos são imediatos.  Vocês viram e vocês vão ver ao redor de vocês cada vez mais irmãos e irmãs que vão viver esse Amor autêntico de maneira incrível, e também outros irmãos e irmãs que vão reencontrar-se, tendo vivido o Fogo do coração, em coisas não agradáveis, de algum modo em seu corpo ou em sua vida. São vocês que criam vossa realidade, não são mais os Arcontes, não são mais os condicionamentos.  Vejam isso.  É quando vocês alimentam o que é falso que vocês são afetados, sobretudo que o face à face se desenrola,  e a ascensão da Terra começou no início de março e nós insistimos fortemente no período que se abriu em 1º de outubro, e que aliás não se fechará mais. 

Então continuamos.


Questão : sonho de 29 de agosto : nado em uma água muito doce, em uma baía magnífica. Sinto-me bem. Tomo consciência da profundeza, insondável, tenho um instante de medo depois continuo a nadar, contente.  Pouco depois, devo voltar à margem, na sequência desse medo. Há umas ondas grandes e escolho uma para me levar para a margem, com um impulso forte, tão forte que eu ultrapasso as famílias que jogam na praia, mergulho em um túnel e ultrapasso uma senhora, à minha direita, de rosto redondo e olhos azuis muito claros.  Uma voz diz : « Conhecem-se desde quarenta milhões de anos ». Eu não tenho a impressão de que isso vem desse ser em relação a quem eu não estou entusiasmada, e meu impulso leva-me mais longe com essa impressão.  Eu desperto então. Obrigada por me esclarecer.

Oh, é muito simples : vocês têm ainda a água, o Elemento Água. Mas aí, a diferença, é que há ondas, e sobretudo as profundezas, quer dizer o inconsciente, o que é desconhecido e que dá medo.  Mas o que é que chega em seguida ?  Essa irmã foi levada pela onda, ela ultrapassa mesmo o solo, ela se encontra em um túnel, portanto, como o arco há pouco, ela muda de estado, e aliás ela reencontra alguém que lhe fala de quarenta milhões de anos e ela continua sua travessia. Então o sonho significa o quê ?  Que apesar...e isso ilustra totalmente o que eu acabei de exprimir antes, e eu posso vos certificar que eu não estava ao corrente desse gênero de sonhos que iam ser dados. Mas era evidente que ia ter isso, porque esse sonho, como há pouco o trem com o avião, vos fala da passagem e vos fala de vosso acesso à Eternidade.

E aí, o que é que se passa ? É a onda que vos leva. Não serve para nada resistir, não serve para nada acompanhá-la, é necessário deixar-se levar pela Luz. O que é nomeado a onda, aqui, de água, não é nada mais do que a onda de Luz galáctica em seus primeiros efeitos na Terra, agora que Nibiru vai aparecer à vossa vista.  Quer dizer que as radiações cósmicas, a onda como ela é nomeada, as ondulações da Luz, vos conduzem à vossa eternidade.  É por isso que eu me mato de vos dizer que por vocês mesmos, vocês não podem nada.  Ocupem-se de vossas vidas, do que vocês têm a fazer, e deixem a Luz depositar-se no que vocês são.  Vocês não podem nada por vossa pessoa. E aliás, mais vocês querem agir sobre o Espírito com vossa pessoa, mais vocês se encontram confrontados a reveses enormes, uma vez que esse face à face que vos foi anunciado, que vocês vivem, tanto nos sonhos como em algumas situações, o que é que se desenrola nesse face à face ?  É a confrontação entre o efêmero e o Eterno, em todos os seus componentes.  Vê-se aliás através dos sonhos que foram dados. Vê-se também, através das questões, aqueles que se agarram a uma história, qualquer que ela seja, com a história dos animais, os krill e tudo isso.

Eu respeito a liberdade desses irmãos e dessas irmãs, mas que eles também respeitem a nossa. Nossa liberdade, a vossa, é aquela da Eternidade, não é aquela que está submissa às formas, às histórias, aos cenários, às evoluções do que quer que seja.  E aliás vocês fazem cada vez mais claramente a diferença, não com os olhos, não com o mental, não mesmo com a vibração, mas diretamente em vossa consciência pura, do que é verdadeiro e do que não é verdadeiro.  Visto que o que é verdadeiro é leve, o que é verdadeiro é luminoso, o que é verdadeiro é Evidência.  É por isso que eu vos disse tudo isso.  E por outro lado, se vocês estão, ao inverso, no questionamento, na interrogação, vocês vão constatar que isso vai ser cada vez mais terrível – eu não disse duro, eu bem disse « terrível ».

Vocês não podem pretender querer a Liberdade e oporem-se à Liberdade. Senão, isso prova que o que vocês concebem da Liberdade não é a Liberdade. É a liberdade do ego ou a liberdade da alma, mas não a liberdade do Espírito. Portanto através dos testemunhos, dos sonhos, das questões que são colocadas, e se vocês olham vários meses atrás, vocês vão ver a evolução desses sonhos. Contudo, não são os mesmos irmãos e irmãs que colocam as questões, ou os sonhos a interpretar, ou os testemunhos, e no entanto vocês veem, se vocês recuam suficientemente, essa progressão para a Eternidade, a resolução desse face à face que aparece cada vez mais claramente.

Então, eu não entrarei mais em detalhes, continuamos.


Questão : um sonho : após um dia em um escritório de votação, a urna está cheia de cédulas. Eu devo levar às pessoas competentes. Eu me sufoco um pouco nesses locais, estou cansada. A responsável de um outro escritório me diz onde levar ; é longe, ela também se compromete a fazê-lo. Posso então partir.  Fora está quente, os raios do sol são suaves. Eu me encontro ao volante de um belo carro branco.  Eu não ouço o barulho do motor mas ele vai muito rápido, e em uma curva, eu sinto o carro muito à direita e eu me encontro em uma estrada paralela. Eu quero retornar à estrada e decido passar através de um barranco coberto de erva. Nenhum abalo, o carro parece deslizar sobre os obstáculos. Estou surpresa. Chego sob um túnel onde um fogo laranja me faz parar. Partindo novamente a estrada me parece estreita e eu decido tomar uma estrada mais larga e livre, no exterior do túnel. Percebo que estou na contramão e quero voltar à estrada que eu deixei.  Vejo a estrada que me conduz à minha casa, uma pequena estrada ensolarada toda reta.  Esse grande carro branco, muito belo, parece-me um luxo inútil, mas que potência. Eu não me sinto em meu lugar. Fim do sonho.  Estou perplexa, como se estivesse em um mundo paralelo e ainda lá. Obrigada por vosso esclarecimento.

Então, se partimos do início, essa pessoa é...como vocês chama isso...um assessor ou alguém que se ocupa dos votos, há uma urna com as cédulas. Quem diz urna e diz cédulas, diz escolha entre diversas pessoas.  Quando ela sai desse lugar, quer dizer da prisão da matéria, onde vocês têm a impressão de ter a escolha – de comprar tal roupa, de decidir tal vida, de tal marido, de tal mulher, vocês sabem muito bem que essa não é a Verdade – e ela se encontra em um carro branco.  O carro, é vosso corpo.  Ela se encontra portanto de uma situação de confinamento para uma situação de liberdade, quer dizer do corpo efêmero ao corpo de Eternidade.  Aliás, esse corpo de Eternidade não parou pelos obstáculos, ele é potente, ele muda de dimensão, de caminho, ele pode também retornar na materialidade. E vocês veem aqui, há alguma culpabilidade, visto que no próprio sonho, isso traduz, se vocês querem, não a ambiguidade ou a ambivalência, mas as hesitações entre o conhecido e o desconhecido.  Porque no desconhecido, isso vai muito rápido, há estradas por toda parte, não há limites e portanto tem-se medo de extraviar-se.

E como há pouco o irmão ou a irmã que sonhou na água, com a onda que a levou, mas que, olhando abaixo, percebe que era sem fundo, que era negro. Portanto, vocês estão todos face a esse arquétipo, se posso dizer, entre o medo e o Amor.  Então certamente, em um sonho, não é exprimido como quando vocês têm um medo que se traduz em vossa vida desperta, mas é o mesmo princípio que está em operação, é o face à face.  E então, essa irmã tem remorsos apesar da potência do carro que é branco, apesar da possibilidade de atravessar os obstáculos, de mudar de caminho, portanto de dimensão, ela está assim mesmo contente de encontrar sua casa, quer dizer a casa.  A casa, aqui, é a mesma etimologia que mãe, manifestação, as águas de baixo, são as águas da alma. Portanto jogam-se, através deste sonho, os condicionamentos do si, da pessoa, a vivência do Espírito e a necessidade de segurança da alma, e portanto está  exprimido neste sonho a localização em que está esse irmão ou essa irmã no momento atual, mesmo se isso remonta ao final de agosto.

Então os três aspectos : materialidade, alma ou Espírito.  E todos os sonhos que vocês me contaram até o presente só falam disso, em definitivo.  Mesmo a questão sobre comer krill ou peixe é o reflexo do ego e somente do ego, o que quer que diga ou pense esse irmão. Doravante não usarei mais luvas. A Verdade está tão brilhante e tão acessível que ninguém poderá dizer que não sabia. E eu falo sobretudo para aqueles entre vocês que vivem as vibrações, que vivenciaram as experiências e os estados. Portanto o face à face é o que está exprimido através de todas as questões até o momento.  E através do que se desenrola, que isso seja em sonho ou na vida, ou nas visões ou nos testemunhos, é exatamente o mesmo processo, quer dizer a finalização da ascensão da Terra e de vossa liberação.  É nesse momento mesmo.

Vocês efetuam, se posso dizer, enquanto vocês têm tempo, as últimas regulagens ; vocês sabem, quando um carro deve percorrer um curso, é necessário verificá-lo, fazer os testes.  É exatamente o que vocês fazem com vossos sonhos, com vossos corpos, com vossas interrogações, com vossas felicidades.  E é através do que vos propõe a Vida ( quer vocês mesmos a tenham escolhido ou não, aliás, não muda nada) que vocês encontram a localização onde vocês estão. E assim que o observador, tal como foi descrito por Bidi, a testemunha se vocês preferem, está cada vez mais presente.  Mas lembrem-se que vocês não são, não mais, a testemunha, mas o ponto de vista da testemunha ou do observador permite não ser mais agarrado, se posso dizer, pela história da pessoa ou pelas tagarelices incessantes da alma que ainda não está fundida pelo Espírito e que  ainda crê em melhorias deste mundo, em qualquer evolução.  A alma evolui, não o Espírito.

Então continuamos, talvez.


Questão : sou um homem. No final de agosto, sonhei que estava em meu jardim e barcos voavam no céu. Toquei meu coração com minha mão esquerda e ele se pôs a bater muito forte e muito rápido, até não discernir mais os batimentos, tinha a sensação de ter um motor no peito que girava muito rápido, como uma máquina de lavar ao centrifugar.  Estava em êxtase, depois eu perdi a consciência. Não senti nenhuma mudança depois da última semana de setembro, mas agora quando adormeço, imagens e situações apresentam-se a mim.  Às vezes eu tenho a posição do observador, às vezes não. Eu não estou mais em alegria ao despertar, enquanto que antes eu vivia a Alegria e o Amor no cotidiano. Tenho mesmo a impressão de estar abandonado. Perdi alguma coisa durante essa semana de setembro.... ?

Oh não verdadeiramente, é justamente o contrário.  Porque quando um irmão exprime assim « eu vivia a Alegria e o Amor a cada dia », de qual amor e de qual alegria ele fala ?  Porque o sonho com os barcos que voam, aí também o veículo hein, vocês veem, como com o nadador, o barco, o vagão, o carro branco ou o avião, é a mesma coisa, hein, e esse irmão nos diz o quê ? Ele está inquieto porque ele não sente mais a alegria e o amor que ele sentia. Eu posso vos assegurar e eu posso lhe assegurar que a alegria e o amor que ele sentia estavam ligados à iluminação da Luz sobre a alma.  Ora nesse face à face último, sozinhos, como nós insistimos, todos esses estados intermediários desaparecem – e isso pode deixar o lugar, para aquele que estava instalado no amor da alma de algum modo, da alma voltada para a matéria, para o simbolismo, para as explicações, para a compreensão -, muito simplesmente não existem mais. E isso pode efetivamente desestabilizar.

Junta-se através desse testemunho, o que eu dizia em relação aos antigos e aos novos. Os novos que vivem isso e que não têm nenhuma bagagem anterior estão totalmente livres, mas aqueles que vivem essa iluminação do Espírito neste momento, que isso seja por um sonho, pelo desaparecimento dessa alegria e desse amor de manhã, como ele disse, é a dissolução da alma. É a verdadeira passagem, a verdadeira morte, a verdadeira ressurreição. E é justamente através desse gênero de testemunho que vocês veem a diferença entre o amor e a alegria vividos em meio à alma, com suas experiências, com suas visões, com suas vibrações, e o Espírito que é Amor além da forma, quer dizer além de qualquer corpo e além de qualquer vibração, que foi introduzido pelo Espírito do Sol, o Coro dos Anjos, o Impessoal, o Paráclito, ainda recentemente.

Então não alarmar-se pelo desaparecimento dessa alegria e desse amor, uma vez que esse irmão descreve muito bem que no nível de sua estrutura efêmera há um motor no peito.  Não é um tigre que vocês colocaram no motor, é o Cristo, vocês veem ?  Havia uma publicidade assim no tempo, eu ainda me lembro disso.  Então, isso quer dizer o quê ?  Que não há nenhuma perda, a não ser o que deve ser perdido, quer dizer a alma e o corpo, o que não é uma grande perda quando vocês encontraram o Espírito.  É mesmo um alívio, se posso dizer.  E além disso esse irmão descreve o alívio que aconteceu depois, ou seja que doravante ele se sente talvez órfão de uma certa forma de alegria e de amor, como ele disse, mas o Amor que está em vias de se revelar, com o motor do Cristo no peito, é sem medida comum com as alegrias ou o amor deste mundo. É isso que coloca fim definitivamente, pela consumação final da alma, pelo planeta-grelha final, pelo Apelo de Maria que colocará fim, para aqueles que ainda não viveram, à qualquer atração à matéria, sem fugir da matéria uma vez que a alquimia se desenrola na matéria e não fugindo da matéria.

É por isso que as palavras, hoje mais do que nunca, arriscam ser confusas. É por isso que nós insistimos nesse face à face silencioso no interior de si mesmo, a fim de que vocês possam mesmo desaparecer, como dito no sonho, lá, pela testemunha ou o observador, e para vocês perceberem que vocês não são nem a cena de teatro, é claro, nem o ator, nem o espectador, nem mesmo o teatro, e que tudo isso não existe em verdade, coisa que nós começamos a viver, nós também, visto que como vocês sabem, qualquer Ancião que nós somos, estamos em um plano intermediário.  Mesmo o bem-amado João que descreveu o supramental, se fez ludibriar por uma espécie de perpetuação em meio a uma humanidade regenerada e nova, visto que nós não tínhamos os meios de conceber, de aceitar, de ver ou de viver – exceto é claro pelos walk-in ou por algumas entidades das quais Bidi faz parte, mas que são excessivamente raras na terra.

Elas sempre foram excessivamente raras, uma vez que todos enquanto somos mestres, profetas, místicos, santos, nós fomos ludibriados pela amputação do Espírito, e portanto nós demos, todos à nossa maneira, livre curso à expressão da alma e não do Espírito.  E é através de vossos sonhos e de vossas visões que são descritas hoje, das quais algumas remontam ao final de agosto, que vocês veem a diferença, ela é flagrante.

Então, continuamos. 


Questão : … eu particularizo que vivi muitas coisas : Coroa ativa, onda mariana...

Aí está, vocês estão exatamente no que eu vos disse.  E nós também vos repetimos uma dezena de vezes : os últimos serão os primeiros, os primeiros serão os últimos. Vocês encontram nisso uma ilustração total neste dia. Certamente que as Coroas fazem de vocês os seres liberados e a certeza da Liberdade, no mínimo, e da Ascensão provavelmente.  Mas resta a passar, hein, enquanto o Apelo de Maria não veio e os 132 dias não escoaram, é necessário continuar a viver, exceto se vocês deixam vosso corpo físico, lembrem-se que vocês permanecem presentes nesta 3ª dimensão, em vosso corpo de Existência, e não no astral, portanto vocês estarão aí efetivamente todos, sem exceção, como nós todos, como todos os desencarnados, até o planeta-grelha final.

O que desperta agora, e a Fonte vos disse, é a atualização, a manifestação mesmo, do Juramento e da Promessa.  Vocês o veem através dos sonhos e através dos testemunhos.  Da mesma maneira que vocês viveram isso durante o período da atribuição vibral e da possibilidade do apelo dos irmãos e das irmãs que se tornaram os futuros Melchisedeques e que jogaram com os reflexos do si, como eu expliquei.  Felizes os simples de espírito neste período, aqueles que não se colocam nenhuma questão, nem espiritual, nem vibral, nem explicativa, visto que eles estão completamente inseridos no instante presente e eles estão inseridos na Verdade em totalidade, e não aquele que se coloca questões sobre sua Coroa, sobre seus chakras, sobre suas Estrelas, etc. Nós vos dissemos já desde mais de um ano que a consciência é vibração, nós o dissemos já bem antes, e agora necessitaria cessar de se interessarem por tudo isso para penetrarem no Coração do Coração.

Nenhum conceito pode vos ser útil e nenhuma experiência, mesmo a mais mágica, como fala esse irmão, pode vos ser de alguma utilidade no que é para viver agora.  Há uma ruptura do tempo e do espaço, vocês sabem o que isso quer dizer ?  Isso quer dizer que tudo sobre o que vocês se apoiam, que repousa no passado, sejam vossas vidas passadas ou mesmo o dia de ontem, são apenas pesos mortos, e qualquer projeção em um futuro, diverso da curiosidade de olhar os eventos da Terra, por exemplo, vocês podem olhar os eventos da Terra, aliás eu vos disse isso na vez passada, mas se vocês se põem a cogitar sobre as datas, sobre a probabilidade de um evento dado, infalivelmente vocês se enganam.  E aliás é o caso.

Eu vos disse e eu o repito, ninguém conhece a data, a não ser aquela que se desenrola neste momento mesmo.  Mas em qual tempo ?  Não busquem o dia nem a hora, estejam plenamente presentes a vocês mesmos, independentes de tudo o que estava aí na véspera e de tudo o que estará amanhã, visto que a solução para o Amor e para a erradicação do medo só pode estar no instante presente.  E não o instante presente de há dez anos, ou não o instante presente do qual falam alguns irmãos e irmãs que estão na frente da cena e que vos falam sem parar do instante presente, mas no instante presente além deste mundo, que é o ponto de junção com a Eternidade e o Coração e o Amor. Todo o resto, e vocês o veem, apenas vos distancia.

O exemplo desse irmão, que no entanto viveu inumeráveis experiências, que viveu todas as Coroas, o que é que ele constata, mesmo se é transitório ?  Ah bem dane-se então, não há mais a vibração e não há mais a alegria e não há mais o amor.  Isso quer dizer o quê ?  O Amor não pode se perder, ele não pode se apagar, a vibração também. Isso quer dizer que o que era alimentado era a alma.  Que a alma estava talvez voltada, mas ela não estava dissolvida pelo Fogo do Espírito, pelo Fogo Ígneo se vocês preferem.

O que está prestes a se produzir agora, e isso passa efetivamente em um estado que se poderia falar de vazio, de ausência de vibração, de ausência de amor, onde nada é como antes, onde não se sabe onde se vai.  E se isso vos chega, vocês são abençoados, porque é melhor viver isso do que se confinar com a casa, como no sonho precedente, ou com uma urna, quer dizer contar os votos, contar o pró e o contra, escolher.  O Espírito, se vocês aceitam o Espírito, vocês não têm mais nenhuma escolha possível.  A escolha pertence definitivamente a esta 3D dissociada.

Ah é claro, isso vos foi vendido com todos os molhos hein, o livre-arbítrio, com a noção de karma, de melhorias, de evolução, mas vocês realmente creem que a tecnologia que está presente hoje seja uma ferramenta de liberdade ?  Não verdadeiramente. É o transhumanismo, é tentar atrair as consciências nos circuitos e não mais nos corpos biológicos. É isso Ahriman, não é mesmo Lúcifer, isso é Ahriman.  Não há nenhuma evolução nisso.  Então vocês creem ser muito sábios porque vocês têm acesso instantaneamente ao que antes vos era necessário estudos, os livros, compreende, lá vocês têm acesso a tudo.

Certamente que isso vos dá os marcadores, para aqueles que têm necessidade de marcadores na cena de teatro deste mundo, mas prestem atenção para não participarem dessa cena de teatro. Sozinho, face à face.  Face à Verdade, todo o resto se apaga.  E isso pode passar por um estado transitório, uma espécie de terra de ninguém, como se diz, onde o que estava ali ontem não está mais ali, o que deve estar ali ainda não está ali, portanto efetivamente a impressão de estarem suspensos, de algum modo, e é essa suspensão que vos conduz à Liberdade.

E além disso, é por isso que vocês têm as coisas que quebram, os problemas no nível do corpo, para obrigá-los a ficarem tranquilos.  Verdadeiramente é importante, essa noção de permanecer tranquilo.  Acolher o Espírito só se pode fazer na tranquilidade, e não nas experiências quaisquer que elas sejam, sobretudo com a intensidade que há hoje.  É a única maneira de viver a verdade do Amor em totalidade.  Mas não o amor da matéria, nem mesmo o amor da alma, eu falo do Amor além deste mundo.  Então, quer vocês o nomeiem incondicionado, incondicional, eterno, ainda uma vez são apenas as palavras e os conceitos.  Cabe a vocês vivê-lo, e todos os testemunhos e os sonhos, e aliás mesmo aqui vocês poderiam falar isso, é por toda parte a mesma coisa. Por toda parte, em todo lugar.  Tudo o que é falso se desmorona, tudo o que não é verdadeiro desaparece, em totalidade.  Antes do planeta-grelha final, é claro, e antes mesmo do Apelo de Maria, uma vez que o Apelo de Maria coletivo ainda não teve lugar.  É uma oportunidade excepcional para ser livre e para se posicionar e ver esse posicionamento.

Então, a seguinte.


Não há mais questões escritas. Passamos às questões orais ?

Perfeitamente.

Questão : sonho desta manhã : eu estava com Maria. Ela me olha e depois me diz : « Você caminha de joelhos ». Então eu me olho, muito admirada, e depois eu me levanto e me arrebento de rir, e eu desperto.

Eh sim, Marie te disse o quê ? Que até o presente você não se mantinha reta, e aí, atraindo tua consciência sobre o fato de caminhar de algum modo amputada dos movimentos dos pés e das pernas, quer dizer os joelhos na terra...Vocês sabem muito bem, eu não vou fazer os jogos de palavras entre « eu » (je) e « nós » (nous). Os joelhos (genoux), são também a força masculina e feminina, em parte ligada às vossas raízes, sob os pés, mas são também os chakras dos joelhos.  Ora o verdadeiro contato com o núcleo cristalino da Terra se faz com os pés, não com os joelhos.

 Os joelhos (genoux), há o « eu » (je) e o « nós » (nous), quer dizer que já há uma individualidade, já há uma história, já há uma separação, então com os pés, com a Onda da Vida, com os três componentes da Onda da Vida, põe-te de pé, é pôr-se verdadeiramente, quer dizer o homem de pé entre o céu e a terra como dizem os chineses, quer dizer o homem autêntico.  Microcosmo no macrocosmo, e não submissa a qualquer religião que seja (orar de joelhos) ou a qualquer individualidade que seja, pessoal, no nível da identidade ao corpo.  E o sonho termina muito bem. Aí está o que isso quer dizer : « Levante-se e caminhe. »


Questão : qual é a diferença entre tocar a Eternidade e o Liberado vivo.

Tocar a Eternidade pode se fazer pelo Canal Mariano, pela Onda da Vida, a partir do instante em que ela subiu até o 2º ou o 4º chakra, mas que ela não saiu pelo alto.  Tocar a Eternidade é um estado que apenas passa, qualquer que seja a experiência.  O Liberado vivo não tem mais necessidade de experiências, ele é a experiência permanente.  Não há mais flutuações, não há estado fragmentado, não pode haver um dia a alegria, um dia o medo, um dia a tristeza, um dia as contrariedades, um dia a doença, um dia a saúde.  A resultante, ela se passa neste efêmero, no que é para viver até o planeta-grelha final, não depois, é claro.  Mas as condições de vivência após o Apelo de Maria serão um pouco diferentes. Tocar a Eternidade não o torna eterno ; o Liberado vivo é eterno, e sobretudo na tela da consciência, se posso dizer.

Em um caso, tocar a Eternidade te mostra e mostra a cada um de vocês que vivenciou, que tocou essa Eternidade, as oscilações, as flutuações, segundo a temperatura, a saúde do corpo, as relações com os outros.  O Liberado vivo não pode estar submetido a essas flutuações, é impossível. Ele não é afetado.  Tocar a Eternidade e ser a Eternidade, não é a mesma coisa, sobretudo nesta fase resolutiva final.  A diferença essencial, ela está aí.  E depois sobretudo, não a fé, já que tocando a Eternidade instala-se a fé em Eternidade, e portanto uma espécie de nova polaridade que te conduz a tender, como disse irmã Hildegarde, essa tensão para o Abandono. E do outro lado, o Liberado vivo não tem nada a tender nem nada a abandonar, visto que ele está em permanência, o que quer que diga seu corpo e o que quer que diga sua pessoa, no mesmo Coração.  Não é necessário esforço.  Ora qualquer estado e experiência necessita de algum modo um esforço, para se recordar, para se lembrar, para crer que isso se vive no presente.  O Liberado vivo, mesmo se ele tem uma memória, não tem a repercussão do passado ou do futuro sobre sua consciência, e sobre sua liberdade.

A diferença, além disso, vai se tornar cada vez mais sensível. Viu-se através do testemunho precedente do irmão que vivia a alegria, que vivia o amor, que vivia as Coroas, as vibrações, inumeráveis estados místicos que pararam de um dia para o outro.  O que é que isso quer dizer quando isso para, para esse irmão ? Eu não vou lá atrás mas isso corresponde à tua resposta.  É que vocês ainda estão seduzidos pelo jogo, seduzidos pelas experiências, sobretudo se isso concerne às vidas passadas ou vossa própria matéria, mas o Espírito não tem o que fazer de vossa matéria uma vez que é justamente o Espírito quem transforma vossa matéria.

Em resumo, você não pode sustentar a forma e a matéria e deixar o Espírito tomar todo o lugar. É nesse sentido que eu vos disse, e hoje de maneira muito mais firme, que o jogo terminou. Quer vocês creiam nisso ou não, não mudará nada.  Quer vocês ainda projetem em qualquer melhoria ou qualquer materialidade a vir, é vosso problema, é vossa responsabilidade, mas não é a Verdade.

Se vocês tivessem suficientemente, não coração mas conhecimentos científicos, se vocês fossem, eu não sei, um engenheiro, um grande físico, um astrofísico, e mesmo um meteorologista honesto, vocês não poderiam de modo algum discutir a inelutabilidade do processo em curso, que é o fim, que é real, concreto, palpável, objetivo, e que não tem nada a fazer de vossos posicionamentos espirituais de consciência.  É a ruptura do mito da imortalidade que vocês vão viver, o Choque da Humanidade como disse Sri Aurobindo, e tudo isso se desenrola em vocês neste momento.

Então é claro, se vocês aceitam isso e sentem, por exemplo, um medo por vossos filhos, por vossos pais, por vosso dinheiro, é que vocês não estão livres, vocês não compreenderam nada.  Vocês tocaram a Eternidade, mas vocês não vivem a Eternidade.  Caso contrário, como é que o futuro de vosso filho, mesmo o mais querido, vos importaria.  Aliás, se seu futuro vos importa, vocês quereriam que ele também seja liberado e não acorrentado a uma 3D dissociada ou a qualquer papel a vir em meio a um mundo em liberação.  E Nisargadatta, aliás, vos disse, quando sua mulher morreu, quando as pessoas ao redor dele morriam, ele estava contente, ele estava alegre, porque eles tinham colocado fim à Ilusão, não pelo suicídio, hein, mas pela evolução normal desse corpo que é de morrer um dia.

Portanto se para vocês, em vossa cabeça, vocês ainda pensam em vossa casa, em vossos filhos, em vossos pais, em vosso marido, vocês não são verdadeiros. Vocês vivenciaram os estados, mas vocês não estão na Eternidade, porque nada desses temores pode se manifestar quando vocês são verdadeiros.  Nenhum. É mesmo a alegria que vem substituir o medo da falta ou o questionamento sobre um filho ou outro.  E não se inquietem, vosso filho vai se tornar puro Espírito. O que é que vocês podem desejar de melhor para ele ? Que ele continue sua história, a criar suas crianças, a trabalhar até a aposentadoria.  Se vocês pensam assim, vocês não compreenderam nada o que quer que vocês tenham vivenciado – e vocês não vivenciaram a Verdade, vocês fizeram as experiências.
A Alegria é independente de qualquer experiência e de qualquer circunstância. Vocês conduziram até o presente os estados de Alegria, as experiências de Alegria, de Fogo do coração, de vibrações, de Fogo Ígneo, mas é outra coisa que vos é oferecida agora, é a completude disso. E vocês não podem alimentar o efêmero e o Eterno, eles estão em sobreposição e em resolução.

Portanto olhem vossa vida, olhem o que se desenrola em vossa consciência, em vosso corpo, em vossas relações.  É muito simples de ver se vocês são livres ou não.  Se vocês são afetados pelo que quer que seja, vocês não estão livres, hoje é tão simples assim. Não há nenhum pretexto que pode resistir, não há nenhuma explicação que pode se manter, ou nenhum apego que pode se agarrar, qualquer que ele seja, senão vocês enganam a vocês mesmos.  E o Apelo de Maria recolocará a ordem nisso sem nenhuma dificuldade.

Resumidamente, isso quer dizer que hoje é necessário parar de se contar histórias. Sejam verdadeiros, sejam humildes, eu não posso senão retomar as palavras de Teresa quando dos últimos encontros.  As circunstâncias atuais desde o mês de março, e sobretudo depois deste verão (inverno no hemisfério sul), as Teofanias, e ainda mais desde 1º de outubro, não vos deixam outra possibilidade.  Vocês são livres ou vocês têm medo. Não serve para nada se justificarem através do amor ou da experiência do amor que vocês vivem em algumas ocasiões.  Sejam verdadeiros.  Ser verdadeiro, é ser transparente e humilde, é deixar a Luz trabalhar. Enquanto vocês pensam poderem controlar vossa vida e a Luz, vocês ainda estão na pessoa.  E não há impostos a pagar que se mantenham ou responsabilidade que é necessário ver, um não impede o outro.

Então outra interrogação ou testemunho.


Questão : durante vossa intervenção, em um momento minha atenção relaxou e vosso rosto me apareceu de perfil. Você olhava diante de você, mas o olho direito se deslocou até se colocar em mim e me olhou longamente.

Teu olho direito, porque eu não envesgo, hein...


Questão : … o vosso.

Ah o meu.  Então eu envesgo, é charmoso hein.


Questão : você olha para o exterior.

E então ?


Questão : depois o olho se reposicionou, olhando de frente para você, e vosso rosto desapareceu. O que significa essa translação do olhar ?

Na dimensão em que eu estou, mesmo se você vê meu rosto da época ou o rosto de hoje, isso não é senão uma ilusão.  Vocês têm o hábito, e aliás eu falei de envesgar, mas vocês sabem muito bem que há animais cujos olhos não estão, como dizer, conjugados, um pode olhar no alto à direita, e o outro em baixo à esquerda.  Vocês o têm em particular em alguns répteis onde os olhos não estão atados da mesma maneira que nos mamíferos, em particular em alguns insetos e em alguns répteis de sangue frio, eu vos lembro, e não de sangue quente.

Portanto o que você percebeu não é uma anomalia, é simplesmente a capacidade que realmente existe de não estar submetido aos olhos de carne e ao funcionamento dos olhos de carne.  Então meu olho, efetivamente pode dizer....como vocês dizem, a expressão que faz rir...ah sim, quando vocês têm um olho que diz merda ao outro, aí está.  Eh bem, não é verdadeiramente envesgar, quer dizer que vossa visão não está mais limitada ao que vocês chamam, na matéria, um campo visual, vocês veem em 360º.

Portanto não é surpreendente que se possa ver um olho que se volta e outro que olha em frente.  Não é uma anomalia, eu não envesgo, mas é simplesmente a tradução, para teu cérebro, dessa imagem, do que foi observado.  E além disso, eu vos lembro, nós vos dissemos diversas vezes, quando nós estamos além dos mundos carbonados, nós podemos estabelecer uma comunicação, como com um telefonema, como vocês fazem ou nós fazemos na terra, mas com milhares de pessoas ao mesmo tempo, e manter milhares de conversações diferentes no mesmo tempo. Vocês não estão localizados em um tempo e em um espaço.

E lembrem-se de que nas dimensões livres, o funcionamento da consciência não tem estritamente nada a ver com aquele que vocês têm nesse corpo, e isso não tem mais nada a ver com o astral.  Vocês sabem, as pessoas que morrem e que veem um ser de Luz, que veem os membros da família, isso são os hologramas, não é verdadeiro.  Aliás eles estão sempre mais jovens, iluminados, em boa saúde.  Mas quando vocês penetram a dimensão da Luz vibral autêntica, além do astral e do mental, qualquer que seja a dimensão, nada funciona como vocês o imaginam, nós sempre vos dissemos.  E isso, você começa a viver aqui mesmo através dessa visão que você teve.

A visão, quando vocês estão em outras dimensões unificadas, vocês não têm olhos, mesmo se vocês têm uma forma de projeção antropomórfica, como por exemplo um Arcanjo, com as representações que vocês têm na iconografia judaico-cristã.  Isso ainda não é verdadeiro ; fixou-se algo para representá-lo. Mas quando você está no teu corpo de Existência em Eternidade, quando você está além do Sol, você não está submisso a uma forma ou a qualquer fisiologia ou a qualquer necessidade, tudo é natural.  Mas eu concebo perfeitamente que estando habituados a este mundo desde tão longo tempo, nós sejamos tributários de seus hábitos, o que além disso explica que mesmo na época em que vocês têm os autores que tenham dado testemunho de um suposto além, eles vos narram que os irmãos e as irmãs que acabavam de deixar seu corpo depois de morrer, continuavam as mesmas atividades do outro lado, o que vos prova bem que é uma ilusão.  Hein, há uma forma de sono, eu diria, mesmo pior, de letargia, enquanto vocês não estão despertos e liberados.

Vamos, continuamos.

… Silêncio…

Nós não temos mais questões.  Toda nossa gratidão.

Então caros amigos, se vocês não têm mais questões, eu vou deixá-los talvez arejar um pouco, antes de enfrentar nosso querido Bidi.  Quanto a mim, eu talvez retornarei no final, se houver tempo, mas não voltarei necessariamente, hein.  Ainda uma vez, isso vai depender não de vocês nem de nós, mas do que nós observamos, uns e outros, em cada um de vocês como na superfície desta terra.  Se vocês não têm questões suplementares, eu vou deixá-los e retornarei posteriormente.

Eu vos transmito todo meu Amor, todas as minhas bênçãos, e eu vos digo : « Sejam verdadeiros e estejam na alegria ».  E lembrem-se, não é um esforço, hein, não é uma ginástica, é a Evidência. Encontrem essa Evidência que está em vocês.

Até breve.

***


Tradução do Francês: Ligia Borges


9 comentários:

  1. Alguns extratos desse espetacular Aïva 1A + 1B :

    - O Espírito não oferece nenhuma escolha, ele é a Verdade.
    .........
    - Então certamente, vocês o sabem, há um tempo limitado entre a injunção da Luz, o Apelo de Maria, a visibilidade de Nibiru, e o que eu tinha nomeado há muito tempo o planeta-grelha final.
    ......
    - Se hoje vocês ainda têm a impressão de ter de escolher, é bem evidente que vossa alma ainda está na frente da cena.
    .........
    - Quando vocês são livres, vocês não têm nenhuma escolha, a não ser, serem o que vocês são em verdade. E nisso, não há lugar para o que vocês tinham nomeado, e nós o explicamos suficientemente, o livre-arbítrio.
    .........
    - Porque o ego é muito astuto, e a alma é muito astuta, muitas vezes ela tem a tendência de fazê-los se religarem ao que nós nomeamos na época as egrégoras, grupos aos quais vocês estão submissos, uma vez que a alma busca apenas uma coisa, é estar submetida ou às forças de predação, ou aos grupos espirituais.
    .........
    - Nós trazemos as respostas sobre a Verdade e não sobre todas essas histórias que agora não têm mais lugar de ser.
    .........
    - O que é nomeado a onda, aqui, de água, não é nada mais do que a onda de Luz galáctica em seus primeiros efeitos na Terra, agora que Nibiru vai aparecer à vossa vista.
    .........
    - É por isso que eu me mato de vos dizer que por vocês mesmos, vocês não podem nada.

    ResponderExcluir
  2. Trecho:

    ..."Então é claro, se vocês aceitam isso e sentem, por exemplo, um medo por vossos filhos, por vossos pais, por vosso dinheiro, é que vocês não estão livres, vocês não compreenderam nada.  Vocês tocaram a Eternidade, mas vocês não vivem a Eternidade. Caso contrário, como é que o futuro de vosso filho, mesmo o mais querido, vos importaria.  Aliás, se seu futuro vos importa, vocês quereriam que ele também seja liberado e não acorrentado a uma 3D dissociada ou a qualquer papel a vir em meio a um mundo em liberação.  E Nisargadatta, aliás, vos disse, quando sua mulher morreu, quando as pessoas ao redor dele morriam, ele estava contente, ele estava alegre, porque eles tinham colocado fim à Ilusão, não pelo suicídio, hein, mas pela evolução normal desse corpo que é de morrer um dia.


    Portanto se para vocês, em vossa cabeça, vocês ainda pensam em vossa casa, em vossos filhos, em vossos pais, em vosso marido, vocês não são verdadeiros. Vocês vivenciaram os estados, mas vocês não estão na Eternidade, porque nada desses temores pode se manifestar quando vocês são verdadeiros.  Nenhum. É mesmo a alegria que vem substituir o medo da falta ou o questionamento sobre um filho ou outro.  E não se inquietem, vosso filho vai se tornar puro Espírito. O que é que vocês podem desejar de melhor para ele ? Que ele continue sua história, a criar suas crianças, a trabalhar até a aposentadoria.  Se vocês pensam assim, vocês não compreenderam nada o que quer que vocês tenham vivenciado – e vocês não vivenciaram a Verdade, vocês fizeram as experiências"...

    Namastê,

    Alexandre
    😉

    ResponderExcluir
  3. Não mencionei antes, não lembro se um interveniente já falou. Tantos testemunhos sobre sonhos; mas quando a consciência (não a pessoa) passa para o estado de observador, é frequente ter sonhos em 3ªpessoa, posição de observador. É comum nos sonhos ver a si mesmo do alto, por trás, pela frente, ou ver uma cena acontecer por ângulos diferentes. Os sonhos mais bizarros são aqueles que continham elementos de medos locados no subconsciente. Não se percebe isso no dia seguinte ao sonho, na medida que a Luz avança, estes elementos tornam-se mais iluminados, e vê-se até o mesmo subconsciente, mas o vê depois que o atravessou, não antes.

    ResponderExcluir
  4. Ele está inquieto porque ele não sente mais a alegria e o amor que ele sentia. Eu posso vos assegurar e eu posso lhe assegurar que a alegria e o amor que ele sentia estavam ligados à iluminação da Luz sobre a alma. Ora nesse face à face último, sozinhos, como nós insistimos, todos esses estados intermediários desaparecem – e isso pode deixar o lugar, para aquele que estava instalado no amor da alma de algum modo, da alma voltada para a matéria, para o simbolismo, para as explicações, para a compreensão -, muito simplesmente não existem mais. E isso pode efetivamente desestabilizar.
    ***
    É mesmo a alegria que vem substituir o medo da falta ou o questionamento sobre um filho ou outro. E não se inquietem, vosso filho vai se tornar puro Espírito. O que é que vocês podem desejar de melhor para ele ? Que ele continue sua história, a criar suas crianças, a trabalhar até a aposentadoria. (Rs)
    ***
    Gosto demais de Aïva, não deixa dúvidas nas respostas. No parágrafo acima sua precisão foi incontestável e engraçada. Quanto mais amor(pessoal), mais regozijo da libertação geral. Finalmente toda coletividade liberta.

    OHGLORIA, OHGLORIA, OHGLORIA!!
    Em Luz, Sara.

    ResponderExcluir
  5. A Luz basta-se a ela mesma. O que vocês são em verdade basta-se a ele mesmo. Vocês não são nenhuma forma, Bidi vos disse de todas as maneiras possíveis. É tempo agora, se posso dizer, de dar esse último passo. Deixem todas as muletas, deixem todos os marcadores, é a única maneira para que o Amor esteja a frente ao invés do medo.
    Grato Ligia
    De coração a coração

    ResponderExcluir
  6. Ressaltando:

    « A Luz basta-se a ela mesma. »

    ... «Não é nada mais do que a onda de Luz galáctica em seus primeiros efeitos na Terra, agora que Nibiru vai aparecer à vossa vista. »

    « O Espírito, se vocês aceitam o Espírito, vocês não têm mais nenhuma escolha possível. »

    « Face à Verdade, todo o resto se apaga. «

    É muito bom, estar diante deste conteúdo, e sentir...

    ResponderExcluir
  7. Boa Tarde companheiros, gratidão ao site e a tradutora, mas tenho uma pergunta, q talvez a tradutora ou outro possa esclarecer..Tenho visto os intervenientes repetidamente falarem sobre Nibiru, mas pelos estudos que tenho não é o Nibiru que está a aparecer, Nibiru é a embarcação dos Anunaquis, uma nave.. Totalmente diferente do Planeta Grelha, o Astro Intruso, o Hercólobus, Nemesis, planeta chupão, que é um gigante planeta vermelho, quente, com magnetismo pesadíssimo... será que não há um equivoco na tradução, ou na canalização?
    Agradeço eventual esclarecimento..Abçs..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Antonio Carlos, por ter lido e comentado todas as msgs dos intervenientes (perto de 1,4 mil) e por ser quem faz essas postagens neste blog, posso garantir que neste caso o problema não é da tradução e nem da canalização. Para os intervenientes, que repetem coerentemente essa história desde 2005, isso que chamam de Nibiru dos Anunnakis já é caso encerrado, pois esse tal intruso de outras épocas, que de modo geral aparece na net, foi banido do nosso Sistema Solar, em 2010. Quando os intervenientes fazem uso desses nomes (Nibiru, Hercobulus, Hercolubus) é apenas para fins de comunicação, por se tratar de nomes conhecidos. Enfim, os intervenientes afirmam e reiteram que um Astro Celeste, gêmeo do nosso Sol, regido por leis acima da nossa compreensão, dará o ponta pé inicial para que possa começar os eventos ascensionais aguardados, pondo fim definitivamente ao confinamento terreno e a própria 3ª dimensão dissociada; incluindo plano astral, mental e causal. Quanto ao planeta-grelha, não é um planeta, mas sim, apenas uma maneira alegórica que o Aïvanhov faz uso para traduzir o evento final onde deixaria o planeta terra inabitável na superfície.

      Excluir