ANAEL - Dezembro 2017


ANAEL - 10 de Dezembro de 2017
Mensagem de 10 de dezembro de 2017 (publicada em 17 de dezembro)
Origem francesa – recebida do site Les Transformations


Áudio da Leitura da Mensagem em Português - por Noemia
Clique aqui para fazer o download do áudio



Eu sou Anael Arcanjo, Arcanjo da Relação, da Comunicação e do Amor. Bem-amados do Um, que a Paz, a Alegria e o Amor se instalem entre nós. Comunhão.
... Silêncio ...
Bem-amados, há alguns meses vocês ouvem alguns oradores terminar suas palavras com estas três palavras: Paz, Alegria e Amor. O Arcanjo Uriel levando a continuação do Arcanjo Miguel neste processo final, bem como o Arcanjo Raphael, teve a oportunidade de expressar-lhe um certo número de elementos sobre a vossa vivência presente, ou a vir imediatamente, concernentes aos efeitos da Alegria no seio de vossa presença neste mundo. Eu intervenho, quanto a mim, para vos dar elementos mais concretos, não nas modalidades de implementação desta Alegria que são, eu vos lembro, espontâneas e naturais desde o momento em que o que vocês são em verdade emerge no seio de vossa consciência efêmera, qualquer que seja o estágio e o que quer que seja o momento.
A Paz, a Alegria e o Amor são as consequências inelutáveis ​​do surgimento, no seio mesmo do vosso efêmero, da vossa supra consciência, do vosso corpo de Eternidade, dos quais certos sinais e marcadores foram comunicados a vocês pelo Comandante dos Anciãos . A Paz, a Alegria e o Amor representam, dentro de vossas estruturas vibrais, a equivalência do que foi chamado já há muito tempo, no final dos Casamentos Celestes, a Nova Eucaristia, pondo em obra, em ação e em vibração, vosso corpo de Eternidade ao nível do peito, entre os três pontos chamados: centro do coração,  chakra da alma, o chakra do Espírito, aos quais foram atribuídos, eu vos lembro, a localização vibral do Arcanjo Miguel, de Maria e do Cristo.
Este ponto central do chakra do coração, bem como o chamado chakra da alma ou Porta AL, bem como o chamado chakra do Espírito ou Porta Unidade, são os elementos que quando de sua sinergia tri-unitária, isto é, a colocação em ressonância, em adequação e em vibração dessas três Portas, bem como essas duas Portas mais o chakra do coração, realizam então a Nova Eucaristia. Esta Eucaristia é uma comunhão direta com a vossa eternidade, com Cristo que está em vocês, e se traduz efetivamente pelo que acaba de ser expressado pelos dois Arcanjos que me precederam.
Convém compreender que a alegria espontânea, sem objeto e incondicionada, aparece hoje desde o instante em que o processo e o mecanismo de dissolução da alma, dando lugar ao Espírito, se realizam em vós. Há, portanto, além desta Alegria sem objeto e sem condição, um certo número de marcadores vibrais que podem se manifestar, para aqueles que percebem as vibrações, ao nível de um desses três pontos que eu acabei de nomear, e concernentes à Nova Eucaristia. Esta Nova Eucaristia, como toda comunhão, é uma comunhão e um relacionamento onde o efêmero, por assim dizer, deixa o lugar a vossa eternidade, correspondendo aos sinais e sintomas descritos pelo Comandante, que eu vos lembro brevemente: a percepção de outro corpo, em suas partes periféricas, a modificação do som ouvido ao nível do Canal Mariano, bem como o estabelecimento por si mesmo desta Alegria e desta Leveza, que é a realidade da vossa vivência atual. Eu especifico e já, e desde então, mesmo para aqueles que não viveram qualquer processo prévio de vibração do Corpo de  Estado de Ser, a mesma possibilidade agora vos é oferecida.
Da mesma forma que, há pouco tempo, comuniquei-lhe um certo número de gestos simples e evidentes que permitem vos reconectar com a vossa essencialidade, a vossa intimidade e a vossa profundidade, em suma, com vosso coração, da mesma forma, para aqueles de vocês, em que a vibração não é natural ou espontânea, ou mesmo percebida de alguma maneira, vocês também poderão usar um gesto muito simples de coleta, consistindo em reunir através de vossos polegares e de vossos indicadores, estes três pontos da seguinte maneira: o polegar esquerdo vai se colocar sobre a Porta Unidade do peito; vosso polegar direito vai se colocar sobre a Porta AL, acima do seio direito, enquanto seus dois indicadores vão se juntar  ao nível do centro do chakra do coração. Por este simples gesto de vosso corpo físico, vocês permitem a colocação em ressonância, mesmo que não seja vivida ou sentida de maneira direta, dos três princípios denominados Paz, Alegria e Amor, unificando em vocês o Princípio Cristo, o Princípio Mikael , e o Princípio Mariano.
Esses gestos simples vão permitir drenar vossa própria energia vital, bem como o vibral, mesmo sem haver a percepção, diretamente no nível da consciência eterna, dando então a manifestar, no seio mesmo da consciência ordinária e do corpo, o que foi chamado a Paz, a Alegria e o Amor. Este gesto não precisa ser mantido além de um a dois minutos para se beneficiar da sensação e do sentimento de Paz e de Alegria. No entanto, para aqueles que não percebem os mecanismos vibratórios, não aparecendo nenhuma Paz, nenhuma Alegria e nenhum Amor, eu vos aconselho simplesmente a repetir esse gesto em uma outra circunstância ou em outro momento.
Virá então, de maneira evidente e perceptível para cada um, percebendo ou não os aspectos vibrais, o provar, com intensidades certamente diversas, esse sentimento de Paz, esse sentimento de Alegria, esse sentimento de Amor que vos conduz à realidade vibral da Paz, da Alegria e do Amor. A observação cuidadosa, durante esse gesto, do vosso estado de humor, do estado do vosso corpo, irá reforçar em vós o convencimento sobre a eficácia desse gesto quanto à possibilidade de manter em períodos de tempo cada vez maiores e mais e mais intensos, a Paz, a Alegria e o Amor, e isso, quaisquer que sejam os sofrimentos, quaisquer que sejam as dores, quaisquer que sejam as resistências existentes no seio do vosso efêmero.
A alegria, como a nomeou o Arcanjo Raphael, é um elemento maior. Como vos dissemos uns e outros, que seja ao nível dos Arcanjos, das Estrelas ou dos Anciãos, na sequência do desdobramento da Eternidade, pessoal e coletivo, na fase prévia ao Apelo de Maria, se produzirá o que vocês vão observar com facilidade. Que vocês estejam acordados ou ainda adormecidos não muda nada. Vocês constatarão então, com facilidade e com intensidade sempre maior, uma capacidade espontânea, e natural em um segundo tempo, de estar na Alegria, o que quer que vos seja dado a observar em vosso ambiente imediato, sobre o conjunto da terra ou em vosso corpo.
Como nós vos havíamos estipulamos, o reino do Amor, assim como a ascensão da Terra e vossa liberação, chegam hoje na plena consciência comum da humanidade. Hoje, vocês só percebem as lutas e suas consequências na tela deste mundo, dando-vos a ver um certo caos, descrito também ao nível da sociedade, bem como no nível climático, ao nível geofísico, como ao nível de todas as camadas da organização social, e mesmo ao nível do círculo familiar próximo, íntimo, dos amigos, ou fraterno.
Essa observação paradoxal de um estado de Alegria sem objeto, e mesmo com elementos que podem estar em oposição a esta Alegria, ocorrendo em vosso corpo, em vossa vida ou sobre a Terra, vos permitirá estabelecer e manifestar com mais e mais facilidade vossa eternidade, que, eu vos lembro, toma lugar de modo definitivo, de tudo o que diz respeito a vossa pessoa, vossa história e tudo o que se desenrolou até o presente e por muito tempo na superfície deste mundo.
A Alegria. Essa alegria sem objeto não pode ser comparada, mesmo se Ela é sobreponível em certos aspectos, à alegria ordinária, experimentada durante as satisfações no seio do efêmero, de qualquer natureza que sejam estas alegrias. A grande diferença, além de ser sem objeto, é, naturalmente, seu prolongamento em um tempo anormal segundo as circunstâncias comuns de vossas vidas em relação às alegrias comuns. A persistência dessa Alegria sem objeto, em qualquer intensidade que seja, abrirá em vocês ainda mais a Paz e permitirá descobrir a verdade, a realidade e a eficácia do Amor incondicionado em manifestação, mesmo neste mundo, e isso o que quer que seja o evento nomeado o Apelo de Maria, quanto à sua proximidade.
Assim então, cada dia que vos aproxima do solstício de inverno, e sobretudo do solstício de inverno, bem como a festa chamada Natal, isto quer dizer, lembro-vos, a festa sem luz, se tornará exatamente o contrário para vocês. A Alegria não será mais o resultado de reuniões familiares, presentes recebidos ou trocados, de qualquer consumo, mas se tornará uma alegria inesperada e espontânea que tomará lugar com facilidade. Não há, claro, nenhuma técnica, mas outros elementos facilitadores, que vos serão comunicados diretamente, em seu tempo e hora, pela Irmã Estrela Hildegarde de Bingen, concernente ao que deve ser privilegiado, neste período que se estende entre o solstício de inverno e o final do ano de 2017, ajustando-vos ao mais próximo da Verdade, quer vocês a sintam, quer vocês a vivam ou não, e cuja tradução será uma Alegria sem comparação a nenhuma outra, mesmo que a intensidade não tome todo o espaço de vossa consciência, para aqueles  de vocês que não vibram.
Para aqueles de vocês, seja qual for a antiguidade de vossas vibrações e vossos estados de consciência experimentados neste mundo, desde, para alguns, muito longo tempo, vos será dado a constatar uma nova intensidade de vossa Paz, da Alegria e do Amor, que não é mais somente no Coração do Coração, na vossa intimidade, mas manifesta-se e irradia desde o Coração do Coração, e isso independentemente de qualquer estado de meditação, de alinhamento, de oração. Isso significa, entre outras coisas, que o conjunto de vossa vida cotidiana, pelo menos o que resta dela para cada um de vocês, será levado pela Alegria e, eu o repito, qualquer que seja o estado do vosso corpo, qualquer que seja o estado do vosso mental, seja qual for o estado ou seja qual for vossa situação familiar, afetiva, financeira, profissional ou social.
Este elemento maior, se ele se concretizar antes do Apelo de Maria, ou seja, se o Apelo de Maria não acontecer antes de 21 de dezembro, vocês terão a oportunidade de constatar, de maneira cada vez mais evidente e às vezes de forma estrondosa, que somente o riso e a Alegria superam qualquer resistência, postura ou conflito de qualquer natureza que seja.
Lembrem-se também de que vocês podem se ajudar, chamando Raphael em vós, vos permitindo  então revelar Sua ação ao nível da Nova Eucaristia, portada por Cristo, Maria e Miguel, pelas Portas que eu já nomeei e o centro do chakra do coração.
É por isso que muitos de vocês, durante esse período, terão a oportunidade de sentir pela primeira vez o que é chamado o Fogo do Coração, não o chakra do coração, mas bem mais a Coroa radiante do coração, bem como o Coração Ascensional, a Lemniscata Sagrada e, claro, o ponto central da Coroa da cabeça e a pequena Coroa da cabeça. O conjunto dessas manifestações vibrais serão acompanhadas na totalidade pela consciência comum e pela consciência da Eternidade, o quer que vocês tenham experimentado até o presente. Isso criará, como vocês podem imaginar, as circunstâncias mais apropriadas para viver o Apelo de Maria e vossa liberação, pela capacidade de manter, sem esforço, essa Alegria e essa Paz, em qualquer circunstância que seja, dentro de vossa vida. Isto inegavelmente participa, com o Apelo de Maria, na execução do Juramento e Promessa, de uma maneira consciente e lúcida, para uma grande parte da humanidade.
Nós não vos  escondemos que, se vocês chegam até esta data, antes do Apelo de Maria ou o sinal celeste seja visível, vocês constatarão uma mudança radical nos mecanismos de funcionamento das relações, das comunicações, com vocês mesmos, com os próximos e com o resto do mundo, traduzindo-se, para muitos de vocês, pela colocação em serviço dos sentidos espirituais nomeados 12 Estrelas, permitindo-vos então constatar, muitas vezes com surpresa, que esses sentidos ditos espirituais ligados ao vosso corpo de Eternidade são muito mais precisos e eficientes do que seus sentidos ordinários, porque eles vos abrem percepções muito mais amplas do que o que foi o caso até agora, mesmo em termos de vossas experiências e contatos com os povos da natureza ou conosco.
Isso também corresponde, ponto por ponto, ao quase completo desaparecimento das últimas resistências e hábitos ligados coletivamente às egrégoras residuais, não havendo mais, estritamente falando, linhas de predação, como foi explicado, mas simplesmente linhas de hábito, de conformismo e de esclerose da consciência, levando sempre a um adormecimento e à assumir o insuportável pela repetição do que se torna suportável e mesmo vital. Isso concerne, é claro, a todas as atividades que vocês podem conduzir no seio deste mundo, nos seus aspectos relacionais, íntimos, familiares, profissionais e, claro, em todas as áreas de vossas percepções, quaisquer que elas sejam até o presente.
Eis, muito brevemente dito, o significado da minha intervenção. Eu reservei o tempo que nos foi atribuído para responder as vossas eventuais questões, sobre o que foi dito pelo Arcanjo Uriel, pelo Arcanjo Rafael e por mim. Não me perguntem, no entanto, por detalhes sobre os conselhos de Hildegarde que vos serão comunicados diretamente por ela mesma. Além disso, eu vos escuto.

Pergunta: em relação ao gesto que você indicou, você confirma, como para o anterior, a posição dos três dedos restantes dobrados para dentro das palmas das mãos?
Certamente. Não se trata das palmas das mãos que devem ser colocadas nas portas AL e Unidade, mas bem da parte do pulso, onde está localizado o que é chamado de « les rascettes », ou seja, as linhas das dobras de flexão dos pulsos. Seja qual for a área precisa deste pulso, existe, ao nível de suas mãos, uma área precisa chamada justamente a dobra de flexão, onde estão localizados os chamados pontos de acupuntura, cuja função essencial e primordial é a de fazer comunicar o corpo, a alma e o Espírito.
Assim, colocando os vossos punhos nos locais antes citados, AL e Unidade, vocês vão aumentar o processo de relacionamento corpo-alma-Espírito e favorecer a emergência do Espírito, que isto seja através do Fogo Ígneo, através das percepções de vosso corpo de Eternidade, e isso, além de todo mecanismo vibratório, ou ainda por uma modificação, clara, do que pode ser ouvido pelos vossos ouvidos, e isso, além do nada que, é claro, não é percebido pelo conjunto da humanidade. Se trata então, de colocar em ressonância, no seio de vosso peito, a emanação e a irradiação do vosso corpo de Eternidade. À medida que sua consciência efêmera se extingue, à medida de vossos alinhamentos, meditações, orações e experiências, vocês recuperam mais e mais profundamente vosso coração. A reação deste movimento de interiorização é um movimento de exteriorização da Verdade, do Amor, da Paz e da Alegria, no seio mesmo da vossa consciência efêmera, como sobre o conjunto de todo o vosso ambiente.
Eu também ressalto que, uma vez que as mãos estão fechadas e os dedos indicadores esticados, os polegares cobrem os dois maiores. O lado interno dos pulsos é colocado mais ou menos ao lado dessas portas. Os indicadores obrigam a torcer os dedos um pouco, de modo a manter esse alinhamento, sem forçar os ombros ou as articulações do cotovelo.
Vocês constatarão também facilmente que desde o instante em que vocês percebem os efeitos - e não necessariamente a vibração, para aqueles que não as vivem – que vos bastará apenas pensar nestes três pontos para encontrar automaticamente, mais ou menos tempo após as experiências com os dedos, que isso se realiza unicamente porque a Luz realmente e concretamente segue seu pensamento.
É nesse sentido também que nós vos temos advertido, há muito tempo, em relação ao julgamento, em relação à complexidade e vos temos convidado para se juntar à Infância e à Inocência por que justamente vosso pensamento, se ele não está em conformidade com o Amor, pode conduzir o Amor em manifestações desagradáveis, como tem sido o caso durante os últimos meses, em relação ao que chamamos de hábitos.
Nesse sentido, aqueles de vocês que vibram e que percebem uma ou todas as Coroas têm podido constatar que qualquer que seja seu estado de Si, qualquer que seja o seu progresso na Liberação, existiu uma série de manifestações muito dolorosas durante este ano, correspondendo apenas a pensamentos que não estão em conformidade com a verdade do Amor.
Pelo próprio processo de alquimização entre o efêmero e o Eterno, da superposição e, finalmente, da dissolução do efêmero, enquanto vos reste ainda pensamentos e isso que será o caso até o mecanismo chamado estase, que ocorre após o Apelo de Maria, convém compreender hoje que a externalização da Paz, do Amor e da Alegria no seio mesmo do efêmero, requer uma forma de habituação ou aclimatação a esta nova verdade. Hoje, e já desde algumas semanas, lembrem-se de que a Luz segue vossos pensamentos porque a Luz, à medida em que vocês entram em vossa intimidade do Coração do Coração, aparece na periferia, quer dizer à consciência comum e ao vosso corpo.
Certos hábitos e certos pensamentos são, bem evidentemente, opostos à Luz, e isso é o que cria as resistências relacionadas aos hábitos, os hábitos originados sempre nos mecanismos de pensamento implementados, levando-vos a adotar tal comportamento para evitar os inconvenientes. Seja no nível dos horários de alimentação, não falo aqui sobre os horários sociais que vos são impostos, mas sobre os vossos próprios horários que vocês impõe sobre si mesmos e os ritmos que vocês se impõe para aliviar o peso de vossa vida e por razões de comodidade e facilidade que hoje representam, como vos temos dito, antes de tudo, grandes obstáculos, pelo próprio processo de exteriorização da Luz.
A Luz não vem mais somente aglutinar-se sobre vocês em vossas Portas, não vem mais somente vos picotear o corpo em certos lugares e em certos momentos, mas emana, real e concretamente, diretamente do vosso Coração do Coração. É esse processo de exteriorização que se produz atualmente o que vos faz livres, mas falta ainda ver, por isso, que os pensamentos são doravante operativos. Se vocês pensam preto, vocês verão preto, se vocês pensam Paz, vocês viverão a Paz. Assim, eu vos engajo a não mais deixarem os pensamentos escaparem de vocês, como é o caso, naturalmente, mas a serem, aqui também, os observadores de vossos próprios discursos, de vossas próprias palavras, que essas palavras sejam dirigidas a um irmão ou sejam simplesmente um diálogo ou reflexão interior a vocês mesmos.
Vocês constatarão facilmente e rapidamente, que vocês tenham a Coroa do coração vibrando ou não, que se vossos pensamentos são voltados para o desespero, para o sofrimento, para a espera, para a negação da Eternidade, de qualquer maneira que isso seja, vocês sentirão as dores, instantaneamente, ao nível do vosso corpo. Vocês o sabem, a Luz, manifestada neste mundo dissociado doravante pela vossa própria consciência e não mais pelos impulsos da Luz vividos por mais de trinta anos, vos dão uma responsabilidade. Isso não para querer fazer o bem, mas para estar em permanência alinhados com a vossa eternidade. Isso não requer exercícios longos ou complicados, isso não requer nenhuma prática específica, exceto o simples gesto que eu vos comuniquei e a bebida simples que vos comunicará Hildegarde de Bingen.
Vos será dado então observar, se não é já o caso, os resultados de vossos pensamentos sobre vosso próprio corpo e sobre vossa própria consciência global. Assim, vocês retificarão em si mesmos, se eu posso dizer, os pensamentos não adequados, bem como os atos, os comportamentos, as ideias ou as reflexões interiores que estão em desacordo com a Luz, mesmo que vocês, como consciências, estejam em acordo total com a Luz.
Esta Paz que crescerá e esta Alegria que aparecerá, vos convidará naturalmente, se posso dizer, a vos reposicionar de maneira mais firme e segura em vosso coração, além do personagem, além da história e além da vossa pessoa. É assim que o Impessoal, pela ação do Fogo Ígneo, pela ação dos sons ouvidos, pela ação do conjunto da Confederação Intergaláctica, dá-lhes a viver, de forma natural, esses ajustes finais. Se vocês aceitam o ajuste, ou seja, retificar vossa reflexão interior, vosso pensamento ou vosso comportamento, vocês constatarão instantaneamente o desaparecimento do que poderia estar presente há muitos anos. Assim, isso representa, dito em outras palavras, o que vos explicou o Arcanjo Rafael, o que ele nomeou de bálsamo da Alegria. Outra pergunta.

Pergunta: Que fazer se você estiver em um grupo onde há palavras e pensamentos que não estão de acordo com a Luz?
Não julgar, não fazer nada, apenas ser. Eu bem disse os pensamentos, as reflexões, que lhe dizem respeito, porque, desde o instante em que vocês encontram a Alegria e vivem a Alegria, nenhum ambiente pode refrear esta Alegria, mesmo que seja, como você poderia pensar, o mais oposto à luz. Eu falei de oposição à Luz em cada um, não ao nível do coletivo ou de uma relação. Eu estou falando aqui da relação com você mesmo, entre suas duas partes presentes em proporções diferentes hoje, denominadas efêmero e Eternidade.
Não se preocupe com um ambiente que você poderia qualificar de nefasto, pois, desde o instante em que você está em Alegria, esse ambiente não pode estritamente nada sobre essa Alegria justamente, e sobre essa Paz. O Amor não pode ser desestabilizado por qualquer energia desse mundo, mesmo que seja, como vocês diriam, a mais arcôntica. Mesmo o mais poderoso dos Arcontes não pode mais que se afastar daquele que está na Paz, na Alegria e no Amor. Não há nenhum impedimento, e nenhum ambiente pode ter um controle sobre o que você é. Aqui está o sentido das minhas palavras, à medida que o caos e a agitação afetam áreas inteiras da sociedade humana, você constatará com evidência, contrariamente às projeções de medo, de ter o que comer, de ter aquecimento, de se colocar a questão sobre seu futuro, que não terão simplesmente mais curso, que a Alegria, efetivamente, toma todo o espaço.
Então eu digo para vocês não se preocuparem com outra coisa além de si mesmos, e se ocuparem exclusivamente de si mesmos. Esta é a única maneira de fazer penetrar e deixar penetrar o que vocês são no Coração do Coração, no íntimo do coração, como lhes disse o Arcanjo Uriel.
Enquanto você estiver preocupado com as circunstâncias do ambiente, e aqui, em particular neste caso, você fala principalmente de fenômenos energéticos, percepções ligadas às energias como você o diz, ou as Presenças que são opostas à Luz, não necessita de sua parte nada além que manter a Paz e a Alegria, pois se você não mantém a Paz e a Alegria, qualquer que seja a intensidade do que é vivido nos momentos em que você está consigo mesmo, você constatará então que você deixará aberta uma brecha para a interação dessas energias com sua consciência efêmera, o que não pode ser o caso com sua consciência de Eternidade.
Muitos de vocês que foram libertados vivos, e que isso seja entre os que vocês chamam Anciãos e Estrelas, vos aportaram o seu testemunho de diferentes maneiras. Nenhuma entidade, nenhuma força pode se aproximar, doravante, daquele que vive a Paz, a Alegria e o Amor, em toda sinceridade e em toda a humildade. Se, todavia, há pensamentos em você opostos à Luz, como, por exemplo, saber se é bem ou mal, então você constatará também rapidamente que o seu corpo está muito desestabilizado e que sua consciência se confunde, convidando-o então a reposicionar-se aí onde está a Paz, onde está a Alegria, independentemente de qualquer ambiente.
... Silêncio ...
E lembre-se também de que isso diz respeito a seus próprios pensamentos e seus próprios mecanismos de pensamento e de reflexão, eu diria de maneira mais direta, e mais profunda mesmo.
Vocês vão constatar, se já não for o caso, que qualquer que seja o vosso estado, de Desperto, de Liberado ou de adormecido, isso não faz diferença. Vocês veem com cada vez mais evidências que, dependendo do como vocês pensam e de como está o vosso humor, o resultado na vivência do vosso efêmero é profundamente diferente. Se, por exemplo, um elemento frustra vocês e desencadeia raiva, vocês notarão imediatamente a cessação instantânea da Paz, da Alegria e do Amor. É a Inteligência da Luz e as circunstâncias particulares deste fim dos tempos neste mundo que vos permitem o ajuste por si mesmos, pelo gesto ou pela poção, mas nas circunstâncias ordinárias de vossa vida, vos dando a viver assim, como acabei de dizer, a Paz, a Alegria e o Amor, sem esperar para vos colocar na Luz por uma meditação, um aumento vibratório ou ainda ouvindo-nos. Vocês se tornam, realmente e concretamente, autônomos.
Isto é o que vocês poderiam chamar de uma grande alegria, mas também de uma grande responsabilidade, mas essa responsabilidade não é um peso, ela é leveza desde o  instante em que vocês vivem as primeiras experiências de oposição à Luz, em vossas simples reflexões ou em vossos simples pensamentos. Não espere que o corpo se manifeste, aja imediatamente e retifique o tiro.
Da mesma forma vocês devem constatar, e isso de maneira evidente, desde muitas semanas correspondentes ao período do início de novembro, que vocês são dados a ter memórias de coisas que vocês haviam esquecido no seio da história, mesmo se vocês não são mais esse personagem e essa história, quer dizer, em sendo liberado vivo. Vocês verão que vocês serão capazes de reviver um certo número de cenas, não necessariamente difíceis, mas onde o erro de posicionamento da consciência causou no outro ou em você uma marca. Não há mais nada a fazer, não falo aqui sobre os grandes traumas ou queixas da vida, mas por vezes coisas insignificantes, como, por exemplo, não ter visto uma criança que vos sorriu, como, por exemplo ter afastado vosso olhar para não ver esse irmão ou irmã, vos voltarão à consciência. Se trata, como eu disse, de gestos totalmente insignificantes, e que no entanto hoje vos mostra como, mesmo em vossa marcha, em algumas ocasiões, uns e outros, até mesmo liberados vivos, puderam estar em não-acolhimento, em não-escuta, ou em não-perdão.
É assim que se resolve o vosso efêmero. Não se surpreendam, então, se, de maneira completamente inoportuna, como um recorte abrupto, voltem a vossa memória cenas banais e não os grandes traumas, mas onde vocês não estiveram presentes, simplesmente por um olhar, por um sorriso ou por uma atenção. É assim que a Paz se instala, é assim que a Alegria aparece, é assim que o Amor se torna cada vez mais presente, neste período extremamente curto deste mês de dezembro.
Outra pergunta.

Pergunta: Há algo para fazer, um perdão, quando de um retorno de coisas, de que não nos orgulhamos?
Bem-amado, eu disse simplesmente que perdoasse a si mesmo. Simplesmente ver isso é o suficiente para fazê-lo desaparecer. E além disso, se isto já chegou, você constata que, uma vez que isto foi visto, mesmo duas ou três vezes, não retorna mais. Então não fique interessado nisso, mas veja-o. Não procure nenhuma técnica ou volte ao que passou, mas simplesmente acolha e aquiesça. Neste momento você constatará com evidência que a Paz está aí, e a Alegria também.
Mas retenha que aí também você não tem nada para fazer, propriamente falando, exceto ver. Mas ver é não fazer, assim como o saber não é ver, assim como ver não é viver, mas ver permite viver. E o que se manifesta na tela de vossa consciência, de maneira geral, sejam quais forem os eventos, e eu digo eventos que de qualquer forma foram insignificantes para vocês no momento em que vocês os viveram, porque esquecido muito rapidamente, mas lembrem-se, quando vocês perdem esse corpo, vocês não experimentam o que vocês viveram, mas o que vocês fizeram todos os outros viverem, sem exceção, sejam vocês liberados ou não. Cristo disse: "O que fizerdes ao menor dentre vós, é a mim que o fazeis ». Enquanto vocês não tenham realizado, não como um princípio de fé, mas como verdade, essa frase aí, como vocês podem ser livres?
O amor transcende tudo, a Paz, a Alegria, também, mas isso ultrapassa vossa pessoa, mesmo se vocês são, como pessoa, os primeiros beneficiários dessa Paz e dessa Alegria.
Existe, portanto, uma forma de reajuste, terminal, das relações. Que isto seja no seio das famílias, no seio da amizade, em meio a todas as esferas da vossa vida, que são resolvidas desta maneira. Eu simplesmente chamo vossa atenção para a lucidez que se produzirá e que não estava ainda presente, face a certos eventos.
Quando falamos da manifestação e da entrada na encarnação da Luz, e não mais simplesmente do desdobramento da Luz, isto corresponde para vocês à emergência da sua eternidade aqui, no seio mesmo do efêmero. A conjugação, antes da dissolução final, do Apelo de Maria, da estase ou do planeta-grelha final, vos deixa, com esse corpo e com vossa consciência ordinária, mesmo que ela seja refinada e apagada diante da consciência da Eternidade, resta, e isso vos foi explicado longamente, os hábitos, as posturas, os comportamentos que não estão ligados às feridas, mas simplesmente ao que vocês são neste mundo e às estratégias de adaptação que vocês conduziram e isso em todas os setores de vossa vida.
Quando lhe dizemos para não vos importar com nada, e sobretudo com as vossas memórias, sobretudo com as feridas e especialmente com os hábitos relacionados às suas tomadas de encarnação extensivas neste mundo, é isso que vocês verificarão, se eu posso dizer, de vista, aqui mesmo neste mundo, nestes tempos.
Numerosos entre vocês já tiveram esclarecimentos, que se produziram com maior frequência durante os períodos de alinhamento, meditação ou desaparecimento, trazendo-vos um certo número de imagens às vezes vividas como cruéis, concernentes aos comportamentos passados. Vocês não precisam se alarmar com isso, mas simplesmente escolher, aí também a Paz, a Alegria e o Amor, bem mais do que querer sofrer, ser afetado ou querer resolver de alguma maneira, qualquer que seja. Se trata apenas de elementos aclarados pela Luz, pela implantação da Luz, mas também pela irradiação de vossa supraconsciência no seio deste mundo.
Outra pergunta.

... Silêncio ...


Não há mais perguntas, com toda a nossa gratidão.
Bem-amado, se o tempo que me foi atribuído não se escoou na totalidade, então eu me proponho simplesmente de me ter na presença ao mais próximo de vocês e no interior de vocês, de modo que, onde quer que vocês estejam, no final das minhas palavras, vocês possam experimentar em vocês certas coisas que eu vos deixo descobrir agora.
... Silêncio ...
E eu convido cada um de vocês, no final desta comunhão, a fazer o gesto que descrevi, juntos, durante um minuto, onde quer que vocês estejam.
... Silêncio ...
Filhos amados da lei de Um, se não há outras questões em vocês, então eu me proponho ...

Há uma pergunta.
Então eu escuto.

Pergunta: primeiro você disse colocar seus polegares sobre as Portas AL e Unidade ...
Assim, mas o gesto que eu fiz vocês fazerem não é o mesmo. Este gesto será reservado, se vocês o quiserem, por alguns dias, porque sua eficácia não será completa. Por outro lado, esse é completo. Não vale a pena descrever, porque esse gesto é transitório. Por outro lado, o gesto que eu realmente descrevi é aquele que você fez agora, mas não fiz o mesmo.
Outra pergunta.

Pergunta: mas são os polegares ou os pulsos que são colocados sobre as Portas Al e Unidade?
Os dois gestos são colocados no mesmo lugar. Em um caso, você tem os polegares, no outro, você tem o lado interno dos punhos, os dois indicadores sempre estão no centro do coração. Há simplesmente alguma forma de eficácia. Lembro-lhes que muitos de vocês agora percebem as periferias ou os segmentos de membros do vosso corpo de Eternidade. Essa percepção, assim como vocês o constatam, não permitem no momento diferenciar os segmentos, mas o conjunto de um membro, por exemplo, quando vocês sentem que um tornozelo vai cruzar enquanto suas pernas estão descruzadas, ou um movimento do braço enquanto que seu braço de carne não se moveu.
A eficácia da exteriorização da Luz desta fase atual segue, evidentemente, no seio de vosso corpo de carne, um certo número de circuitos. Seria inútil dar-lhe esses circuitos, porque não serve para nada conhecê-los, mas correspondem, a grosso modo, à emanação, do Coração do Coração, ao centro do chakra do coração, seguindo as linhas preferenciais também chamadas de nadis, passando efetivamente pelas Portas AL e Unidade e terminando nas extremidades das mãos. Mas, por enquanto, entre muitos de vocês, a possibilidade de emitir o Fogo Ígneo pelas palmas das mãos não está presente. Isso é o que acontecerá nos dias vindouros, que vocês o percebam ou não. É por isso que o gesto realizado é sensivelmente equivalente, mas, desde o instante em que vocês estiverem nesses alguns dias que virão, vocês poderão, desta vez, usar os polegares e não mais as faces internas dos pulsos, de maneira indiferente. Mas por enquanto, mantenham-vos no que eu disse, e não no que eu reproduzi sobre mim.

Pergunta: o que podemos fazer com isso quando temos o Fogo Ígneo na palma das mãos?
Vocês serão crucificados, sentindo os estigmas de Cristo que, eu os lembro, estão nas mãos, ao nível dos pulsos e não no centro das palmas, ao nível dos pés, acima dos tornozelos e também ao nível do fígado.
Não vejam ou procurem qualquer utilidade terapêutica, qualquer que seja. O Fogo Ígneo que sai das mãos não tem outra função que vos crucificar.
Eu vos lembro que a crucificação sempre foi anunciada como prévia a vossa ressurreição, ou ao vosso sacrifício, se vocês preferirem, se vocês não gostam da palavra crucificação, que efetivamente, em vosso mundo, evoca uma série de coisas pelo menos não agradáveis.
Da mesma forma que hoje existem inúmeros yogas usando movimentos,  os mudrás ao nível dos dedos, da mesma maneira, ao nível dos sentidos espirituais, como foram evocados, há também um certo número de mudrás extremamente simples permitindo, pelos movimentos de vossos dedos de carne, por enquanto, mas também ao nível dos vossos dedos de Eternidade, qualquer que seja  o número de acordo com vossas origens estelares e vossa dimensão de origem, de colocar em ação, diretamente pelo movimento, os sentidos espirituais e não mais por gestos ou posturas. Eu bem disse por um movimento. Mas isso não precisa ser explicado nem vivido agora, isso faz parte do chamado aprendizado das doze Chaves metatrônicas.

Pergunta: quando você no-las entregará?
Eu nunca. Isso é reservado para o próprio Lord Metatron.
Isso se fará, se posso dizer, em carne e osso, ou em todo caso na Luz, se vosso corpo estiver presente ou ausente - falo de seu corpo de carne.

Pergunta: É semelhante à dança da vida?
Que é a dança da vida?

Pergunta: nos falaram seguidamente de estar na dança da vida, em relação às energias.
Pessoalmente, conheço a dança do Silêncio que lhe foi comunicada por Li Shen.
A dança da vida, no sentido em que Uriel vo-la comunicou, não é senão a elegância, a graça, da Vida em eternidade, quando vocês estão em um veículo, onde tudo é somente harmonia, e tudo só pode ser harmonioso. Você sabe bem que neste mundo, vossa marcha, vossos passos, vossos gestos, dependem, é claro, da vossa idade, porque a precisão diminui com a idade. Vocês se tornam instáveis em vosso corpo de carne.
A dança da vida é simplesmente se deslocar de acordo com o Amor, de acordo com a Paz e a Alegria da vossa eternidade. Esta dança da vida, é claro, não pode ser vivida com este corpo de carne, ao menos por enquanto. Não há capacidade, qualquer que seja vossa idade, mas, no entanto, essa dança da Vida se produz em vosso coração e se traduz pela leveza, pela evidência de vossa vida, pela facilidade com a qual ela se desenrola, em harmonia e graça, em vosso cotidiano. Aí é a dança da Vida. A dança da vida corporal não é por enquanto, nem mesmo pelo período de 132 dias.
A Leveza no seio deste mundo, vocês poderiam chamá-lo de imprudência da Infância, espontaneidade, a gentileza, você poderiam encontrar muitos qualificativos. Aí eu falei de vosso corpo de carne. A dança da vida que foi relatada por Uriel é simplesmente esse sentimento de leveza, harmonia, fluidez, se desenrolando em todas as ocasiões da vossa vida, quaisquer que elas sejam.
Eu falei há muito tempo sobre a fluidez da Unidade. Desta vez, não se trata mais da fluidez da Unidade, mas da fluidez diretamente  da Vida, da dança da Vida e da fluidez da consciência, que nunca mais será interrompida, que isso seja pelo que vocês chamam de sono, ou pela morte.
A eternidade, reencontrada por vocês, é o fim de todos os ciclos, quaisquer que sejam, e também o fim de todas as alternâncias no que vocês podem nomear de sono-vigília, alegria-tristeza.
... Silêncio ...
Há outras questões?

Pergunta: ainda há confusão sobre o gesto que você deu. Você poderia novamente esclarecer a cronologia, o gesto a ser feito primeiro e o segundo em alguns dias?
Esta advertência concerne sobretudo àqueles de vocês que vivem as vibrações, porque fazendo a experiência vocês constatarão que o tom, se posso dizer, da Alegria e da manifestação do Amor não é o mesmo. Em um caso, que vos compete descobrir, vocês observam um Amor para consigo mesmos, no outro caso, vocês vão observar um Amor que não é mais para vocês, mas voltado para o conjunto do mundo, não fazendo mais então, como foi estipulado, nenhuma diferença entre seu filho e qualquer criança, entre não importa qual irmão ou irmã desta terra, humanos. Vocês não poderão mais, o que quer que seus olhos vejam, o que quer que digam vossos pensamentos, quaisquer que sejam vossos hábitos, você não poderão senão ir ao encontro do Amor.
Retenham simplesmente que os três pontos importantes quanto à emergência e a manifestação da Paz, da Alegria e do Amor são os pontos do Triângulo da Nova Eucaristia e também lembrem-se que eu disse que, muito rapidamente, vocês não terão mesmo mais necessidade de colocar os dedos de forma alguma. Vos será suficiente simplesmente, uma vez que a Luz e o Amor seguem vossos pensamentos, pensar nesses três lugares do seu corpo e isso é tudo. Não haverá mais nada para fazer ou praticar, será instantâneo. Vocês constatarão além disso em torno de vocês e, independentemente dos irmãos e irmãs que vocês conhecem, aqui ou em outro lugar, e que vivem as vibrações, que mesmo em vosso ambiente próximo, muitas pessoas começarão a sentir essa zona cardíaca, sem poder especificar o conteúdo, mas sentindo de forma inconfundível que isto muda sua consciência.
... Silêncio ...
Na mesma ordem de ideias, eu os reenvio aos gestos que foram comunicados há muito tempo, mesmo que seja o que foi nomeado a saudação de Orion. Vos foi explicado, à época, o que a saudação de Orion realiza face a qualquer entidade sombria, qualquer que ela seja, fazendo-a fugir instantaneamente. Não são suas ações que o fazem fugir, é o impacto sobre a energia ambiental em sua volta.
Não se deve acreditar que um simples gesto seja suficiente para vocês serem liberados ou para protegê-los, mas simplesmente, por exemplo, pela saudação de Orion ou para os dois gestos que acabei de comunicar a vocês, o efeito será uma radiância de Luz particular. É nesse sentido que respondi anteriormente a questão relativa a um ambiente contrário à Luz. Há apenas que ser quem vocês são, a utilizar esses gestos, e depois o pensamento desses gestos. As constatações das modificações serão suficientemente evidente para a grande maioria de vocês.
Parece-me  de haver estipulado que nos gestos de retorno ao coração que eu vos comuniquei há alguns meses, eu precisei que, depois de certo lapso de tempo, variável à época, vocês não teriam mais necessidade de realizar concretamente esses gestos, mas de os pensar. Lembrem-se, a Luz e o Amor seguem vossos pensamentos. É nisso que vossos pensamentos, vossas reflexões interiores, mesmo silenciosas, não podem, doravante, e com mais e mais evidência, se oporem à Luz, quer vocês o queiram ou não.
Em definitivo, se eu posso expressá-lo assim, vocês colhem os frutos de tudo o que vocês viveram, de tudo o que vocês experimentaram, mesmo antes da estase. Como isto foi estipulado, é a atualização, de maneira individual, do Juramento e da Promessa.

... Silêncio ...

Pergunta: somente desta vida ou de todas as vidas?
Bem-amada, essa vida é o resultado de todas as vidas. Você não está mais sujeito ao karma desde o instante em que uma das Coroas é ativada, então não se trata de vidas passadas, mas eu bem especifiquei desta vida aí, e apenas desta vida . Memórias, muitas vezes esquecidas porque são banais - do seu ponto de vista, mas não do ponto de vista do outro.
E eu digo novamente que não há responsabilidade ou culpabilidade a ter, mas são simplesmente as leis deste mundo, falsificado, que devem ser terminadas. Não há maneira mais elegante do que ter a oportunidade e o tempo de chegar até este ano, para aprimorar ainda mais o que vocês são e para que um máximo de irmãos e Irmãs humanas encarnadas tenham acesso a isso. Neste sentido, hoje, vocês também devem render graças aos Arcontes, e esta não é uma palavra vã. Como eu vos disse, vocês não farão mais nenhuma diferença entre Cristo e Yaldebahoth porque vocês verão além das aparências, e além mesmo das ações que foram tomadas.
Não se trata de fazer um esforço de perdão, de nenhuma maneira, se trata simplesmente de constatar que é assim. Da mesma maneira que vocês não podem mais, vocês não poderão mais fazer diferença entre aqueles que vocês consideram como vossos filhos e os filhos dos outros, entre quem vocês amam e todos os outros. Assim é a natureza do Amor que entra, eu vos lembro, em irradiação. Compreendam o duplo movimento de vossa consciência. De um lado, o vosso efêmero é chamado a entrar cada vez mais dentro de vós, por diferentes técnicas, por diferentes compromissos, pelas Teofanias, por todos os yogas que vos foram comunicados durante esses anos. Hoje vocês estão assistindo a eclosão da Eternidade na própria superfície do vosso efêmero, quaisquer que sejam os obstáculos ainda presentes em vossa vida ou neste mundo. Aí está Graça que eu qualificaria de inopinada.
... Silêncio ...
Se não houver outras questões ...

Não há mais perguntas, nós vos agradecemos e até sempre em eternidade.
Permitam-me saudar cada um de vocês, onde quer que esteja. Eu vos digo efetivamente, até sempre na Eternidade, e a cada um de vocês. Adeus.

***

Tradução do Francês: Nice Henz Luz



PDF (Link para download) : ANAEL - DEZEMBRO 2017


11 comentários:

  1. Mas retenha que aí também você não tem nada para fazer, propriamente falando, exceto ver. Mas ver é não fazer, assim como o saber não é ver, assim como ver não é viver, mas ver permite viver.
    .........
    Quando vocês perdem esse corpo, vocês não experimentam o que vocês viveram, mas o que vocês fizeram todos os outros viverem, sem exceção, sejam vocês liberados ou não.
    .........
    Não vejam ou procurem qualquer utilidade terapêutica, qualquer que seja. O Fogo Ígneo que sai das mãos não tem outra função que vos crucificar.
    .........
    A eternidade, reencontrada por vocês, é o fim de todos os ciclos, quaisquer que sejam, e também o fim de todas as alternâncias no que vocês podem nomear de sono-vigília, alegria-tristeza.

    ResponderExcluir
  2. Que 'Riqueza de Mensagem' ... A cada Mensagem, o sentimento é que nos aproximamos dos ‘finalmentes’...

    O Universo aguarda, e nós também...

    ResponderExcluir
  3. E eu digo novamente que não há responsabilidade ou culpabilidade a ter, mas são simplesmente as leis deste mundo, falsificado, que devem ser terminadas. Não há maneira mais elegante do que ter a oportunidade e o tempo de chegar até este ano, para aprimorar ainda mais o que vocês são e para que um máximo de irmãos e Irmãs humanas encarnadas tenham acesso a isso. Neste sentido, hoje, vocês também devem render graças aos Arcontes, e esta não é uma palavra vã. Como eu vos disse, vocês não farão mais nenhuma diferença entre Cristo e Yaldebahoth porque vocês verão além das aparências, e além mesmo das ações que foram tomadas.

    ResponderExcluir
  4. Essa observação paradoxal de um estado de Alegria sem objeto, e mesmo com elementos que podem estar em oposição a esta Alegria, ocorrendo em vosso corpo, em vossa vida ou sobre a Terra, vos permitirá estabelecer e manifestar com mais e mais facilidade vossa eternidade, que, eu vos lembro, toma lugar de modo definitivo, de tudo o que diz respeito a vossa pessoa, vossa história e tudo o que se desenrolou até o presente e por muito tempo na superfície deste mundo. PONTO FINAL
    ...
    Para aqueles de vocês, seja qual for a antiguidade de vossas vibrações e vossos estados de consciência experimentados neste mundo, desde, para alguns, muito longo tempo, vos será dado a constatar uma nova intensidade de vossa Paz, da Alegria e do Amor, que não é mais somente no Coração do Coração, na vossa intimidade, mas manifesta-se e irradia desde o Coração do Coração, e isso independentemente de qualquer estado de meditação, de alinhamento, de oração.
    ...
    Nós não vos escondemos que, se vocês chegam até esta data, antes do Apelo de Maria ou o sinal celeste seja visível, vocês constatarão uma mudança radical nos mecanismos de funcionamento das relações, das comunicações, com vocês mesmos, com os próximos e com o resto do mundo, traduzindo-se, para muitos de vocês, pela colocação em serviço dos sentidos espirituais nomeados 12 Estrelas, permitindo-vos então constatar, muitas vezes com surpresa, que esses sentidos ditos espirituais ligados ao vosso corpo de Eternidade são muito mais precisos e eficientes do que seus sentidos ordinários, porque eles vos abrem percepções muito mais amplas do que o que foi o caso até agora, mesmo em termos de vossas experiências e contatos com os povos da natureza ou conosco
    Grato Nice Henz
    Rendo Graças
    em Alegria

    ResponderExcluir
  5. Este texto é incrivel, riquíssimo em verdades
    Mas retenha que aí também você não tem nada para fazer, propriamente falando, exceto ver. Mas ver é não fazer, assim como o saber não é ver, assim como ver não é viver, mas ver permite viver. E o que se manifesta na tela de vossa consciência, de maneira geral, sejam quais forem os eventos, e eu digo eventos que de qualquer forma foram insignificantes para vocês no momento em que vocês os viveram, porque esquecido muito rapidamente, mas lembrem-se, quando vocês perdem esse corpo, vocês não experimentam o que vocês viveram, mas o que vocês fizeram todos os outros viverem, sem exceção, sejam vocês liberados ou não. Cristo disse: "O que fizerdes ao menor dentre vós, é a mim que o fazeis ». Enquanto vocês não tenham realizado, não como um princípio de fé, mas como verdade, essa frase aí, como vocês podem ser livres?

    ResponderExcluir
  6. Só queria saber do anônimo, que cobra insistentemente que nada acontece. O quê está fazendo aqui? Vá viver suas ilusões para que elas EXPLODAM na sua frente. O que não falta são ilusões. Esteja a vontade em escolher. E continue com esse ar de desperto... Está indo muito bem (sarcasmo). Obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O comentário não foi dirigido a mim, mas acho que a decepção ou a descrença não deve ser banida, quando não se é agressivo, como eu acho que foi o casso, é normal. Tem muitos nesta situação e entendo que com o andar da carruagem todos chegaremos ao mesmo ponto, fruto das "evidências".

      "Então chame a mim desde este dia, desde o instante em que tu me escutes ou me leias. Eu não posso fazer o caminho, o que resta dele, em teu lugar, mas eu posso iluminar os contornos a fim de simplesmente reforçar o que tu poderias nomear a fé, antes que ela seja substituída pela Evidência que não tem necessidade de nenhuma fé, nem de nenhuma crença, nem de nenhuma esperança, a fim de que tu possas dizer também : « Pai, eu entrego meu Espírito em tuas mãos »."

      URIEL

      Eu acho que foi isso que URIEL quis fizer.

      Excluir
    2. Talvez a mensagem de TERESA DE LISIEUX atenda aos que ainda faltam a fé, o que neste mundo das ilusões e aprisioname é normal.
      Para mim a espiritualidade exige muita fé e imaginação, normal.
      Cada um é cada um e aqueles que passam por aqui, mesmo dizendo que não acreditam, estão perdidos procurando uma resposta e muitas vezes a negação explicita não passa de um grito de socorro.

      Excluir
  7. Houve uma solicitação de exclusão de comentário, e assim foi feito. Porém havia duas respostas (excluídas justas, pelo próprio sistema), que entendo devam ser reproduzidas aqui :

    - Todas as previsões e indícios apontam para um final que não tem mais como ser distante. A própria Ciência, por exemplo, sabe que Nibiru não deixará por menos. Para quem é consciente da ilusão desse mundo (psíquico e não real), vê que o seu fim é inexorável, até por ser o destino de toda materialidade. Por sorte essas msgs oferecem uma perspectiva de um fim tão glorioso que todas as demoras seriam preços irrisórios. [Manoel Egídio]

    - Confesso que para mim não faz diferença se vai acontecer algo ate o fim deste ano, oi não. Sei que estou no lugar certo na hora certa. Para o que? Não me importa. Já tenho plena autonomia de mim mesmo e as vibrações no peito que eu sinto revelam em mim a minha realidade de que tudo é muito maior do que esta experiência humana que eu vou continuar vivendo até quando for. Isto me basta. [Anônimo]

    ResponderExcluir
  8. Anael acendeu os três FARÓIS (Paz, Alegria e Amor) para nos Iluminar a Caminhada para Dentro - do Coração do Coração!!! !!
    artur, em homenagem aos Comentaristas que me precederam, e uma Homenagem Especial ao Egídeo!!! !!

    ResponderExcluir