AUROBINDO - Dezembro 2017


AUROBINDO - 12 de Dezembro de 2017
Mensagem de 12 de dezembro de 2017 (publicada em 21 de dezembro)
Origem francesa – recebida do site Les Transformations


Áudio da Leitura da Mensagem em Português - por Noemia
Clique aqui para fazer o download do áudio






Eu sou Sri Aurobindo. Irmãos e irmãs humanos encarnados, que a Paz, a Alegria e o Amor sejam vossa morada. Primeiramente instalemo-nos, no silêncio, e acolhamos o que é.

… Silêncio…

Em minha intervenção deste dia, minhas palavras serão espaçadas de maneira a deixar trabalhar minha Presença e vossa Presença no Amor, pela graça do Fogo Ígneo.

Há alguns anos, eu vos falei da Fusão dos Éteres, da Obra em Azul.  Falei longamente sobre as diferentes etapas do Choque da Humanidade sobre as quais, é claro, eu não retornarei.  Mas o que vou dizer hoje se inscreve como uma sequência lógica da Obra em Azul, a Fusão dos Éteres que se realiza, não mais simplesmente em vossos céus ou sobre a Terra, mas de maneira a mais íntima em vocês nesta união, ou neste face à face, entre o efêmero e o Eterno.  Isso concerne tanto ao vosso corpo de carne, ao corpo de Eternidade, à vossa consciência ordinária e à Supraconsciência.

Irmão K vos deu um certo número de elementos. Eu completarei esses elementos através das informações que vou vos dar agora e que são levados tanto por minhas palavras quanto por meus silêncios, permitindo então liberar as últimas ligações ao efêmero, eu vos tranquilizo, não para deixá-lo ou fugir dele, mas sim para deixá-lo consumir-se na Alegria do Amor, como vos foi explicado pelas Irmãs Estrelas.

O que se desenrola em vocês, quer vocês tenham a plena consciência ou uma total inconsciência, é efetivamente uma obra alquímica visando a transubstanciação de vossos componentes de carne em uma nova substância muito mais etérea e inabitual neste mundo.  Trata-se portanto realmente de uma mudança de densidade, que é para viver neste período, antes mesmo dos sinais anunciados.  E é neste período, que já está aberto desde o início de novembro e que se reforçará em alguns dias, que vos é oferecida a possibilidade concreta de serem liberados de toda crença concernente às identidades e à identificação a esse corpo, à esse mundo, e à vossa vida. Eu não falo aqui dos apegos, não falo aqui simplesmente das relações, mas sim da consequência direta do Fogo Ígneo.

Além do que foi explicado concernente ao êxtase, à íntase da beatitude concernente aqueles que vivem as vibrações, há um processo individual e coletivo que se desenrola e que, para vossa informação, deveria desenrolar-se após o Apelo de Maria.  Mas o jogo da liberação, que adquirido e a Ascensão final da Terra nos obrigam, vocês o sabem, nós também a nos adaptarmos ao que nós vemos sobre a Terra com cada vez mais clareza agora, já que nós estamos, como vocês o sabem, muito próximos de vocês.

O Fogo Ígneo, que é transmitido até vocês pelo simples fato do desdobramento da Luz vivenciada nestes últimos anos sobre a Terra, permite hoje, eu diria, afrouxar a ligação total da humanidade à Ilusão. Para empregar uma outra terminologia, eu diria que a alma coletiva humana está em quase totalidade voltada para a Luz, e o tumulto que vocês observam em vocês, ao redor de vocês ou não importa onde sobre o mundo, em qualquer nível que seja, é a consequência direta do afrouxamento dos laços da alma coletiva a este mundo.

É claro, como vocês vivenciaram em nível individual, isso se traduz também em meio ao coletivo humano pelos mesmos mecanismos de negação ou de raiva, resultando ao mesmo tempo na revelação do que estava escondido e também de maneira muito geral à confrontação dos diferentes modos de pensamento e de vida, de religiões, de sociedades presentes sobre esta Terra, assim como eu descrevi – no plano Vibral como no plano concreto doravante – sob o ditado do Cristo há dois mil anos.

Já vos incitei, há algum tempo, a reler de maneira integral o Apocalipse pois tudo ali está perfeitamente descrito, e vocês entram muito precisamente, a partir de 15 de dezembro, no que foi nomeado na época « a guerra de todos contra todos ». Isso não é a ação direta do Fogo Ígneo, mas a consequência lógica das resistências ao Fogo Ígneo, desta vez, não mais através de vossos corpos de maneira individual, mas através do conjunto do corpo planetário e do conjunto da alma coletiva humana.

Devido mesmo ao afrouxamento dos laços da consciência ordinária com esse corpo de carne, induzido pelo Fogo Ígneo, se há resistência no nível coletivo – e isso é bem evidentemente o caso até o Apelo de Maria – há necessariamente uma confrontação, cada um em função de suas crenças, reivindicando em nome de um deus, em nome de uma economia, em nome de uma cultura, a primazia e portanto a predação sobre os outros setores, regiões ou país.  Portanto existe uma exacerbação dos dois extremos : a paz e a guerra.  Isso foi vivenciado em vocês entre vossos diferentes componentes e nas diferentes interações que foram conduzidas no cenário de vossa vida.

Se vocês são objetivos, vocês só podem ver a mesma coisa que nós, concernente ao que eu havia descrito há dois mil anos.  Dito de outro modo, o conjunto das peças e dos cenários da cena final estão todos em seus lugares para desempenhar essa cena, o paradoxal sendo que no decorrer dessa confrontação, e para um número sempre maior entre vocês – e aí também sem nenhuma distinção entre despertos, adormecidos ou liberados – esse processo vai ver crescer em vocês esse afrouxamento, essa forma de Vacuidade e de Paz. Para vocês que vibram, isso será bem mais do que a Paz, e uma Alegria e uma Felicidade a nenhuma outra comparável, que eu vos lembro, não é a consequência de ver o caos, mas porque a Luz assume sobre o caos e porque vossa consciência efêmera está relaxada em relação ao corpo.

Esse choque bem real está de agora em diante, no nível cronológico, totalmente sincronizado com o aparecimento do sinal celeste, das Trombetas e de maneira concomitante, do Apelo de Maria.  O eventual sofrimento da alma coletiva como individual verá aplicar-se o bálsamo do Amor e do Fogo Ígneo de maneira espontânea, quer vocês estejam despertos ou não, na condição expressa de estarem atentos a esses elementos de paz ou de irrealidade, como isso foi dito por Irmão K, para compreender de maneira exata o que se desenrola, não sobre o cenário do mundo, isso certamente será visível de todas as partes, ninguém poderá ignorar, mesmo nos locais os mais recolhidos, uma vez que trata-se, eu vos lembro, da guerra de todos contra todos.

Paradoxalmente, a guerra desta vez, e ao mesmo tempo, conduz à Paz, não enquanto cessação da guerra e a continuação de qualquer atividade em meio a este mundo, mas uma Paz que permitirá, quando do Apelo de Maria ou da visibilidade do sinal celeste, de fazer-vos entrar de maneira geral, com mais ou menos intensidade, é claro, segundo as regiões, os países, e segundo vocês mesmos, em Alegria.  Apreendam bem que essa Alegria não é a consequência de ver a guerra, mas do que se desenrola em paralelo, quer dizer a manifestação do Fogo Ígneo.

Foi apresentada a vocês a Obra em Branco, traduzindo-se para vocês por uma tela branca ou uma tela negra quando vossa consciência apaga-se, a consciência ordinária. No nível do que se desenrola e vai desenrolar-se de maneira, tal como nós o vemos, indubitável e mais do que próximo, quer dizer iminente, vos dará a constatar quaisquer que sejam as apreensões, quaisquer que sejam os reflexos normais de sobrevivência, de preservação, todos vocês constatarão – se o Apelo de Maria vos deixa tempo – que à medida em que há a dissolução, a Alegria cresce com a mesma intensidade e a mesma velocidade.

Para aqueles entre vocês não despertos, a Obra em Azul será um dos primeiros elementos que se manifestará para vocês, além de tudo o que foi dito pelo Irmão K, e o elemento mais marcante é a observação dessa Paz, e às vezes dessa Alegria, que contrastará tanto mais com o fim do mundo tecnológico.  Convém vos prevenir de que qualquer que seja o momento em que vocês captam o sinal celeste, ou o Apelo de Maria, ou a guerra, isso não fará diferença, porque além da Alegria, além da simples Paz, vocês constatarão a emergência em vossa cabeça, na falta de dar outras localizações para vocês, o aparecimento de uma luz azul que aparece com os olhos fechados, e sobretudo, vocês poderão verificá-lo por vocês mesmos, a partir do instante em que os olhos fechados, eles se voltam para os dois cantos internos do olho, quer dizer como se vocês quisessem olhar vosso nariz com os olhos fechados, mas para o alto, na raiz do nariz.

Então vocês constatarão facilmente que a percepção desse Azul aumenta a Paz e aumenta a Alegria, e coloca fim à inquietude, ao sofrimento se ele existe ou a qualquer projeção em qualquer futuro que seja.  A simples visão desse Azul bastará para vos desligar ainda mais dos tormentos do mental, dos tormentos da visão.  Muitos entre os adormecidos despertarão brutalmente quando desta confrontação, que tal como escrevi há muito longo tempo sob o ditado do Cristo, durará apenas um tempo.

Entre aqueles que estão agora despertos ou liberados, vocês constatarão efetivamente uma colocação em serviço de vossos sentidos espirituais, bem mais reais e tangíveis para vocês do que todas as experiências que puderam ser conduzidas até o presente, que isso seja a deslocalização da consciência ou ainda em Teofania, ou ainda em vossos contatos com vossas vibrações ou com os povos da natureza.

O período, portanto, que se abriu desde o início de novembro e que vai se modificar a partir de 15 de dezembro, vai vos trazer, onde quer que vocês estejam situados hoje no mundo como em vossa consciência, os elementos formais de provas do que é a Verdade.  Mesmo se vocês não têm a visão, nem a vibração, isso não poderá mais criar nenhuma dúvida para vocês do que se desenrola, quer dizer o fim de uma dimensão e vossa ressurreição.

Qualquer que seja a dificuldade de vossa região, de vosso ambiente, de vosso país ou de vosso ambiente próximo, vocês constatarão por vocês mesmos e rapidamente que não há melhor posicionamento do que aquele da aceitação sem condição do que se desenrola.  Aliás vocês constatarão que se vocês tentam reagir como de costume, ou colocar em funcionamento as estratégias ditas de proteção, elas falharão sistematicamente, enquanto que a partir do instante em que vocês fazem silêncio, mesmo sem nada perceber exceto a tela azul, então tudo se desenrolará da maneira a mais leve, e tudo se ajustará segundo a Inteligência da Luz ao invés de segundo vossa própria inteligência, colocando fim então a alguns medos, e que permitirão então ao Apelo de Maria vos encontrar e vos alcançar nas melhores condições.

Também quero vos dizer para não se alarmarem por qualquer evento concernente a esta Terra, quer seja de origem humana, celeste, elementar ou ligada ao Apelo de Maria, porque devido ao tempo decorrido e devido a preparação da própria Terra e de vocês mesmos, tudo foi diminuído. Eu já tive a oportunidade de vos dizer isso pouco tempo após o ano de 2012.  Hoje isso é tanto mais verdadeiro, que o trabalho da Luz, em seu desdobramento e sua instalação, permite enfraquecer os elementos opostos à Luz e as resistências

As últimas resistências concernem evidentemente aos crentes, de qualquer natureza que sejam, porque estes defendem, de maneira coletiva em meio a uma egrégora religiosa, as posições por suas preces, por suas adesões aos ritos, aos cultos, aos rituais, à ilusão. É no nível dessas religiões, quer elas sejam dos Livros sagrados, ou reveladas, ou filosóficas, que já se produzem as maiores revelações e que se produzirão os conflitos mais intensos.

Eu vos convido então e nós vos convidamos, nós, o conjunto dos Melchisedeques, a constatar a diferença fundamental que pode existir quando vocês pensam serem tributários de uma religião qualquer que ela seja, e o momento em que vocês decidem não mais serem tributários, que isso seja no nível das práticas, das adesões.  Mas eu falo das religiões e não dos seres que estavam em suas origens e que no entanto jamais quiseram criar religiões.

Vocês o sabem, as religiões constituíram por toda parte na Terra um quadro particular de confinamento, impedindo-vos de se reencontrarem no Instante Presente e recolocando sempre para mais tarde qualquer salvação.  Nenhuma religião, nenhuma filosofia escapou a isso durante milênios.  Portanto vocês estão convidados,– e aliás eu creio que isso concerne apenas aqueles entre vocês que não estão liberados – vocês estão convidados a não mais darem vossa atenção, vossa energia, vossa alma, a tudo o que foi nomeado « religioso » em meio a esta Terra.

Onde quer que vocês voltem vosso olhar hoje, concernente às egrégoras ditas espirituais, vocês só podem constatar que o enfrentamento é inevitável. Parece-me lembrar que Irmão K já vos disse – e nós falamos muitas vezes disso, lá onde estamos – essa frase essencial : quando vocês são adeptos de uma religião, vocês são violentos porque vocês excluem todos os outros.  O princípio fundamental das religiões era esse : compartimentar a consciência humana, levá-la a crer em um futuro qualquer que seja ao invés de viver o instante, para querer organizar e congregar e fazer aderir os humanos aos cultos de qualquer natureza que sejam, que não são senão as escleroses da alma e que hoje representam o obstáculo o mais importante para a Liberdade, por uma razão que é muito simples, é que os Arcontes tinham previsto que as religiões levariam a isso, sobretudo tendo dado os elementos proféticos perfeitamente reais que vêm muito naturalmente vos reforçar em uma fé em um deus dessas religiões, que não é, eu vos lembro, senão o diabo.

Hoje mais do que nunca, onde vocês colocam vossa atenção, onde vocês colocam vosso olhar, onde vocês colocam vossa energia, em meio às religiões, vai representar a confrontação pessoal a mais importante que seja.  Como disse o Cristo :  « Felizes os simples de espírito ».  Hoje não há mais capacidade naquele que se nomeia ateu de viver a Luz do que naquele que crê em um deus ou em uma autoridade exterior ou superior.

Estou perfeitamente consciente de que o conjunto dos discursos de todas as religiões vos dizem exatamente o inverso para serem salvos. Lembrem-se de que o diabo sempre inverte tudo.  Se ele vos diz branco, é porque é negro.  Se ele vos diz negro, é porque é branco.  Esse jogo é extremamente simples em um mundo confinado.  O engano está hoje desvelado, quer isso seja por vossas mídias, quer seja por vocês mesmos, e também de maneira cada vez mais evidente por algumas Irmãs que explicam o que se desenrola no cenário deste mundo.  Quer dizer que o sistema de controle do mental humano tendo caído há alguns anos quando do desaparecimento das linhas de predação, as coisas se revelam por elas mesmas, dando-vos a ver, mesmo com vossos olhos e além da imagem, a programação implementada desde o plano arcôntico, que são os remanescentes da precipitação do sistema de controle do mental humano que, eu vos lembro, não existe mais de outro modo a não ser para os cultos e os hábitos

Todavia, é nesta fase final nomeada « batalha do Armagedom» que o conjunto das exacerbações religiosas, aliás já se manifestando desde alguns anos em alguns lugares, vão se tornar coletivas em todos os lugares da Terra.  Portanto, hoje é um convite para cada um de vocês refugiarem-se no Azul, mesmo se vocês não vivem nada, e cabe a vocês desengajarem-se o mais rapidamente possível de qualquer referência a um culto ou a uma prática para qualquer ser desta Terra, e em particular no nível das religiões constituídas.  E isso vai mesmo mais longe, uma vez que isso concerne também ao conjunto dos movimentos espirituais presentes sobre a Terra, que vos prometeram uma Nova Era, que vos prometeram uma transformação sem mudar de dimensão, que vos disseram que o paraíso apenas dependia de vocês e que estava no interior de vocês, e que todo o resto se passaria normalmente no exterior.

Vocês constatarão com evidência, quer vocês o queiram ou não, mesmo se vocês estão na negação, que é exatamente o inverso que se produz desde o ano 2013.  Além das revelações, o confinamento das culturas religiosas as situam evidentemente em confrontação lógica umas com as outras.  É o último elemento, se posso dizer, que ainda pode frear em uma pequena medida, uma vez que doravante vocês têm, e desde o dia 15, a possibilidade por vosso pensamento de acelerar os processos agora, não para combater, não para denunciar – que não é vosso papel, mesmo se eu o faço hoje -, mas simplesmente serem verdadeiros, ao verem as coisas, de constatarem, mesmo na lógica comum deste mundo, para o que nos conduzem as religiões.

Isso não é específico deste mundo, mas a todos os mundos confinados, porque a religião tal como vocês a chamam faz parte do confinamento.  Uma vez saído da ilusão matricial, qualquer que seja a dimensão, a palavra religião não quer dizer nada mais do que ela quer dizer, ou seja a manada.  Crer não vos será de alguma utilidade concernente a qualquer religião que seja. Crer em vossa Eternidade e sua revelação é o salvo conduto a fim de não serem mais arrastados pelas confrontações e os choques dessas religiões umas contra as outras.

Essa parte do plano, que não é da Luz, era o último ponto previsto pelas forças arcônticas para vos desviar da verdade de vosso Coração e de vossa Eternidade.  Se hoje, em vocês, resta alguma adesão a qualquer movimento que seja no nível espiritual – eu não falo das associações de arco e flecha ou cursos para dirigir veículos – eu falo verdadeiramente do que concerne à organização espiritual, e aliás Irmão K, no final do ano de 2011, em uma de suas últimas intervenções, vos disse novamente de outra maneira do que quando vivia : a espiritualidade não tem de ser organizada.  Ela deve permanecer neste plano, livre, para reencontrar a Liberdade.  Ela não deve depender de nenhuma autoridade exterior, de nenhum mestre e sobretudo de nenhuma cultura religiosa.

Se hoje vocês ainda são tributários, mesmo se vocês não o percebem, de qualquer afiliação, pelo pensamento ou por assinatura – isso não muda nada – a qualquer movimento que seja, de qualquer natureza que seja, liberem-se disso.  Porque a Autonomia e a Liberdade só podem se encontrar na liberação de qualquer crença, e em particular no nível religioso ou espiritual.  É assim que vocês realizam a Liberdade, pois nesse nível, é a vocês que pertence cortar as últimas adesões a este mundo, não de vossa família, de vossos filhos ou de vosso meio – exceto se a Luz vos pede – mas sobretudo em relação às crenças religiosas e às crenças espirituais, os conceitos, quer dizer tudo o que vocês aceitaram, mas nunca experimentaram nada.

Vocês aceitam o Cristo, vocês o reencontraram ?  Vocês podem verificar por vocês mesmos que o que foi escrito é a verdade ?  Absolutamente não.  Somente aqueles grandes místicos, no Ocidente, puderam ver as vidas do Cristo e de Maria e de fato escreveram livros sobre isso, e por isso eles tiveram de sacrificar suas vidas e permanecerem no fundo de um leito, durante toda a vida.  Mas esta história, vocês a conhecem, não representa mais nenhum interesse.  Eu falo da história e não do personagem. Eu falo da religião, mas não daquele de quem ela nasceu. É necessário fazer bem a diferença

A desvinculação de qualquer culto, de qualquer crença no nível espiritual é fundamental, para aqueles que não vivem as vibrações como para aqueles que as vivem, a fim de não terem de viver esses últimos apegos antes do Apelo de Maria.  Ora como a consciência e o Fogo Ígneo em parte seguem o pensamento, é uma decisão que vocês podem tomar mentalmente.  Ela será seguida de efeito e vocês o constatarão hoje muito facilmente.  A partir do instante em que vocês rompem um contrato com um culto qualquer que seja, vocês experimentarão instantaneamente o sopro da Liberdade, mesmo se vocês nada vivenciaram até hoje. Eu falei de romper os vínculos no nível de tudo o que concerne à espiritualidade, mas não os vínculos profissionais ou familiares, exceto é claro se em um caso particular a injunção da Luz o faz por vocês.

É efetivamente, qualquer que seja vosso posicionamento hoje, importante não estar filiado de maneira formal como de maneira invisível, pela atenção e a consciência, a qualquer movimento ou qualquer religião que seja.  Ainda uma vez eu não vos imponho nada, mas cabe a vocês verificarem por vocês mesmos o que se produz a partir do instante em que vocês rompem um vínculo em relação a este mundo.  Então naquele momento, vocês não podem mais alimentar o diabo em vocês, nem as forças arcônticas, nem mesmo o sistema de controle do mental humano que não existe mais.

Para aqueles que veem claro, vos é cada vez mais facil constatar o que eu pessoalmente nomeio os simulacros e os fingimentos do conjunto das forças arcônticas, pelos seus representantes humanos, no nível de um conjunto de acontecimentos, ocorrendo para eles, de maneira inesperada, mas criados com todas as peças.  Isso concerne tanto, aí também, às cerimônias, mas não mais as cerimônias religiosas, mas as cerimônias sociais. Que isso seja pelos enterros, pelas guerras, pelos espetáculos quaisquer que sejam, todos esses elementos de prazeres ou de lutos coletivos estão aí para vos programar ainda mais na adesão aos ritos e às regras deste mundo, o que hoje literalmente vos impedem de encontrar a Liberdade. Estas não são vãs palavras.  Aí também eu não vos peço absolutamente para acreditarem em mim, mas eu vos incito a verificarem por vocês mesmos.  Tornar-se, como disse Irmão K, autônomo e livre passa também por esses atos conscientes em vossa própria pessoa, de vosso próprio efêmero. Então vocês constatarão facilmente e de maneira brutal e alegre que a partir do instante em que vocês rompem esses hábitos – e aí no nível espiritual e não mais vossos hábitos comportamentais para vocês – vocês observam uma diferença fundamental sobre a vossa vivência e isso no nível do corpo como no nível da vossa consciência.

Neste período, para aqueles que não vivem nada, não há nada mais a fazer do que verificar quais são vossos vínculos, que seja no nível das crenças em relação ao mundo espiritual, e também de estarem um pouco vigilantes nos momentos, como vos explicou Irmão K, de irrealidade ou de desaparecimento incompleto, para nomeá-los assim.  Esses dois elementos, se eles são colocados em operação, vos darão a constatar o vento de Liberdade que sopra em vocês, além de qualquer vibração e de qualquer energia, porque isso age diretamente sobre vossa consciência.  Rompendo os últimos laços no nível dos mundos espirituais ilusórios permite à vossa alma voltar-se enfim para o Espírito.

Vocês o veem hoje – e isso também foi dito pelo Irmão K – não é mais tempo de refutar, não é mesmo mais tempo de ser o observador, porque para aqueles que estão fechados, a observação minuciosa do que se desenrola em seus corpos ou no cenário do mundo cria uma forma de repulsão salutar a este mundo, que implica de imediato, pela ação do Fogo Ígneo, uma atração à Luz Una e ao Amor, todo o resto se fazendo por si só.

Em conclusão, e como nós vos dissemos, uns e outros, hoje não existe, e de maneira ainda mais flagrante em alguns dias, mais obrigações interiores que se mantenham diante da Liberdade, diante do Amor, diante da Verdade, e isso além de qualquer vibração, de qualquer Coroa como de qualquer percepção.  É a Consciência pura que age, que está eu vos lembro presente por cima, se posso empregar essa expressão, de vossa consciência efêmera.  Isso também faz parte do que foi chamado o sacrifício, uma vez que o sacrifício põe fim ao simulacro, põe fim à ilusão.  É a vocês que pertence verificá-lo, vivê-lo, experimentá-lo e ver os frutos.

Este período, vocês compreenderam, é portanto o período de todos os extremos, extremos de Amor, extremos de fealdade. Viver um ou o outro doravante, qualquer que seja vosso tornar-se, depende apenas de vocês mesmos, de vossas crenças, de vossos apegos, não pessoais mas sobretudo agora no nível espiritual.  Vocês constatarão aliás que a partir do instante em que vocês não alimentam mais um movimento espiritual ou qualquer religião que seja, a tela azul aparecerá, além de qualquer modificação de vossa pessoa e de vossa consciência, trazendo-vos a prova indubitável e formal da realidade do que eu acabei de vos dizer.

Aí estão alguns elementos que eu tinha a vos comunicar.  Se há necessidade de esclarecimentos concernentes aos meus dizeres, suplementares ou de questionamentos, eu vos escuto.


Questão : as religiões condicionaram as pessoas a fazerem preces em momentos regulares. O que é agora dessa programação ?

Ela ainda é mais eficiente agora do que antes. Mas há prece e prece.  Há a prece em palavras, há a prece do Coração que não depende de nenhuma religião.  Mas a prece inscrita em meio a um mantra ou de um culto, é hoje o único vetor de confinamento que resta.  Nós falamos evidentemente das preces religiosas, não da prece espontânea do Coração.

Por outro lado, e para aqueles que sentem as energias e as vibrações, isso vos será acessível, e em todas as partes do mundo : o que vocês nomeiam templos, igrejas, sinagogas, mesquitas, desvelarão as energias alteradas e invertidas que elas abrigam. Eu não digo com isso que todos os templos, sem nenhuma exceção, são falsificados, mas a partir do instante em que eles estão ligados à egrégora religiosa, eu vos deixo constatarem por vocês mesmos o que existe no interior desses lugares.  Eu vos disse :  nada do que foi escondido, agora no nível espiritual, permanecerá escondido nos dias que vêm.

Aí também, façam vocês mesmos vossa própria experiência. Vão em um templo, uma mesquita, uma sinagoga, uma igreja, e vejam por vocês mesmos.  Eu falo sobre os templos, qualquer que seja sua natureza, onde certamente não há os personagens Santos que estão presentes aí sob a forma de seus restos mortais, porque a presença desses Santos, em qualquer tradição que seja e em qualquer país que seja, permite uma certa autenticidade.  Mas nos locais criados pelo homem, quaisquer que eles sejam, vocês constatarão efetivamente, pelo sentir e em alguns casos ver, que não há lugar mais habitado do que esses e não necessariamente, eu diria mesmo nunca, por entidades de Luz. Quer vocês o aceitem ou não, sobretudo nesta fase de conflitos interreligiosos, esses locais estão carregados do simulacro e do falso que se desvelam hoje.

Experimentem, façam a experiência da diferença que pode existir na natureza, na orla de um vilarejo de elfos e em um templo que todavia vocês poderiam conhecer e que no entanto não vos parecia tão negativo.  Vocês verão a diferença, e eu especifico bem, de qualquer natureza que seja esse templo, pertencente a qualquer religião ou movimento que seja.

As egrégoras, vocês o sabem, participam do confinamento. Essas egrégoras não podem mais ser alimentadas pelas linhas de predação.  Elas apenas podem ser alimentadas pelo que resta, quer dizer as cerimônias, quaisquer que elas sejam, de qualquer culto que seja.  Dito de outro modo, as forças arcônticas residuais não podem mais drenar a energia do humano, exceto nesses locais e exceto pela guerra.  Cabe a vocês verem ao que vocês querem participar e decidir em vossa alma e consciência.

A única Luz está em vocês.  Ela é autêntica, ela não passa jamais, ela não tem necessidade de salvador, ela não tem necessidade de libertador, ela não tem necessidade de fé e de esperança, ela tem necessidade unicamente de Amor.

Aliás vocês observam, que os posicionamentos dessas religiões, em todos os níveis da sociedade, são pelo menos tensas. Porque como eu vos disse, as forças arcônticas, e além disso nós mesmos, deixamos profecias, sendo o problema, e hoje vocês o sabem, que todas as profecias convergem em todas as religiões e em todos os profetas e cada um reivindicando seu profeta ou sua religião, enquanto que todos esses profetas dizem a mesma coisa.  Mas cada um aí vê a vitória de seu deus, de seu povo, de sua tradição, de sua cultura, esperando ainda realizar um paraíso na terra, o que é falso.  O único paraíso possível sobre a terra era antes da falsificação e agora depois da Ascensão.

De uma maneira muito geral isso quer dizer, em função do que eu acabei de vos dizer, que não há salvação senão no Coração e que não há salvação no cenário deste mundo, nem em nenhuma segurança de qualquer natureza que seja, uma vez que, vocês o compreenderam, a Eternidade assume.  O efêmero, mesmo através desse corpo, não vos é de nenhuma utilidade, e todavia vos é necessário permanecerem aqui, no mínimo até o Apelo de Maria, exceto evidentemente se a transição se realizou para vocês durante esses últimos anos, por uma doença ou por um acidente.

Mas se vocês estão aí hoje, nessa idade, como vos foi afirmado inumeráveis vezes, é que não há outro lugar possível, no momento, para viver a Liberdade e a liberação.  Mas ainda uma vez, não são as palavras, não são os conselhos ou as injunções dos Anciãos, mas como sempre, pertence a vocês verificar a veracidade, por vocês mesmos, sem outra opinião exterior.  As religiões foram criadas pelos Arcontes, sem nenhuma exceção, justamente para este fim de ciclos.  E eu vos garanto que em todos os mundos, como nos ciclos precedentes, eles sempre usaram desta estratégia. Sendo dado que o mundo é amputado da Luz quando ele está confinado, foi necessário recriar a ilusão da Luz, servindo-se é claro dos seres liberados desta Terra como em qualquer mundo, que levavam uma mensagem de Amor, e que este mundo era uma ilusão, a fim de manter o confinamento da consciência a cada passagem de ciclo.

Ainda uma vez, eu apenas posso vos incitar a verificarem por vocês mesmos. Mesmo nos locais ditos santos, segundo os países, e ainda uma vez esse lugar deve ser dito santo, pela presença de um Santo, porque a presença de um Santo ou do corpo de um Santo de qualquer natureza que seja bastará para mudar e limitar a falsificação do lugar.  Mas se é um lugar erigido pelo homem, que não foi marcado pela vida de um santo, de um místico, então o lugar possui a mesma vibração invertida que todas as outras religiões, que são os fatores de confinamento e que vos impedem de se encontrarem, enquanto que a Luz hoje, através de todas as manifestações visíveis, observáveis e toleráveis, quer vocês sejam liberados ou não, despertos ou não, é tal que não há melhor prova do que esta.

A Fusão dos Éteres em vocês, agora para aqueles que vivem as vibrações, corresponde ao mesmo tempo a um certo número de mecanismos que são, nesta ordem, ou de maneira conjunta, ou em outra ordem : ativação da Leminiscata Sagrada, derramamento desde a Fonte de Cristal da Fonte e de seu Fogo Ígneo pelo Impulso Metatrônico, reativação dos quatro Hayot Ha Kodesh da cabeça no nível da pequena Coroa, colocação em serviço não somente dos triângulos elementares, mas dos sentidos espirituais, ativação da presença e da frequência cardíaca no centro da cabeça, e certamente todas as manifestações, para aqueles que as vivem, ligadas à presença de vosso corpo de Existência.  Isso já foi explicado.

Para aqueles entre vocês que não vivem nada, independente do aspecto religioso, torna-se também extremamente fácil seguir a Inteligência da Luz mesmo sem vivê-la, e isso em cada reflexão de vossa vida, em cada ato de vossa vida, muito simplesmente seguindo o que vos torna leves. E verdadeiramente há essa noção de leveza ou de peso. Isso é válido em toda relação, em toda atividade.  O que vos torna leves é luminoso, o que vos pesa não é da ordem da Luz, e isso vai concernir absolutamente a todos os setores da vossa vida.  Não falo aqui, para aqueles que vibram, da resposta do coração ou da vibração, mas para nossos irmãos e irmãs humanos encarnados que não viveram nenhuma energia nem nenhuma vibração.

Esse simples elemento de leveza ou de peso é para vocês o melhor guia para vos dirigir, e permitirá mais facilmente a conscientização de vosso corpo de Eternidade, mesmo se vocês jamais vivenciaram a vibração.

Vocês têm uma ou duas outras interrogações ?


…Sim.

Questão : tenho uma questão que me preocupa desde alguns meses através do que você disse sobre as religiões.  Faço parte de corais que não são corais religiosos, mas corais civis.  Mas acontece que no sábado nós temos um concerto que acontecerá em uma igreja e nós cantaremos os cantos populares de Natal, ou religiosos.  Para mim se coloca a questão de saber se eu posso participar desse gênero de espetáculo, não aderindo particularmente a essa religião, mesmo se fui batizada. E isso não se passa em um contexto religioso, mas civil.

Se isso se passa em um templo, eu bem disse que vocês podiam continuar a participar de um clube de filatelia, carros ou de qualquer outra coisa.


… o concerto se passa em uma igreja e são os cantos de Natal.

Sim, mas você não vai render culto.  Ao contrário, mesmo um canto de Natal, cantado por um coral eleva as vibrações.  E vocês o sabem pertinentemente, por exemplo quando vocês escutam as composições musicais muito conhecidas no Ocidente que elevam vossas vibrações, mesmo em um lugar assim. É  de todo modo diferente de entrar em um lugar de qualquer religião para experimentar o que se passa ali, para ir ali cantar, ou para seguir e submeter-se a um culto. Não veja perigo ali onde não há.


…Nossa irmã vos agradece com alívio.


Última interrogação.

Se não há mais, permitam-me vos transmitir todas as minhas bênçãos, aquelas do meu Azul.  E para parafrasear e imitar Um Amigo, eu diria : de meu Coração ao vosso Coração, e de cada um de vossos Corações ao meu Coração.

… Silêncio…

Eu sou Sri Aurobindo. Eu vos digo até sempre na Eternidade.

Até logo.


***

Tradução do Francês: Ligia Borges


PDF (Link para download) : SRI AUROBINDO - DEZEMBRO 2017

9 comentários:

  1. Para empregar uma outra terminologia, eu diria que a alma coletiva humana está em quase totalidade voltada para a Luz, e o tumulto que vocês observam em vocês, ao redor de vocês ou não importa onde sobre o mundo, em qualquer nível que seja, é a consequência direta do afrouxamento dos laços da alma coletiva a este mundo.
    .........
    Se vocês são objetivos, vocês só podem ver a mesma coisa que nós, concernente ao que eu havia descrito há dois mil anos. Dito de outro modo, o conjunto das peças e dos cenários da cena final estão todos em seus lugares para desempenhar essa cena, o paradoxal sendo que no decorrer dessa confrontação, e para um número sempre maior entre vocês – e aí também sem nenhuma distinção entre despertos, adormecidos ou liberados – esse processo vai ver crescer em vocês esse afrouxamento, essa forma de Vacuidade e de Paz. Para vocês que vibram, isso será bem mais do que a Paz, e uma Alegria e uma Felicidade a nenhuma outra comparável, que eu vos lembro, não é a consequência de ver o caos, mas porque a Luz assume sobre o caos e porque vossa consciência efêmera está relaxada em relação ao corpo.
    .........
    Esse choque bem real está de agora em diante, no nível cronológico, totalmente sincronizado com o aparecimento do sinal celeste, das Trombetas e de maneira concomitante, do Apelo de Maria. O eventual sofrimento da alma coletiva como individual verá aplicar-se o bálsamo do Amor e do Fogo Ígneo de maneira espontânea, quer vocês estejam despertos ou não, na condição expressa de estarem atentos a esses elementos de paz ou de irrealidade, como isso foi dito por Irmão K, para compreender de maneira exata o que se desenrola, não sobre o cenário do mundo, isso certamente será visível de todas as partes, ninguém poderá ignorar, mesmo nos locais os mais recolhidos, uma vez que trata-se, eu vos lembro, da guerra de todos contra todos.
    .........
    Paradoxalmente, a guerra desta vez, e ao mesmo tempo, conduz à Paz, não enquanto cessação da guerra e a continuação de qualquer atividade em meio a este mundo, mas uma Paz que permitirá, quando do Apelo de Maria ou da visibilidade do sinal celeste, de fazer-vos entrar de maneira geral, com mais ou menos intensidade, é claro, segundo as regiões, os países, e segundo vocês mesmos, em Alegria. Apreendam bem que essa Alegria não é a consequência de ver a guerra, mas do que se desenrola em paralelo, quer dizer a manifestação do Fogo Ígneo.
    .........
    Vocês o veem hoje – e isso também foi dito pelo Irmão K – não é mais tempo de refutar, não é mesmo mais tempo de ser o observador, porque para aqueles que estão fechados, a observação minuciosa do que se desenrola em seus corpos ou no cenário do mundo cria uma forma de repulsão salutar a este mundo, que implica de imediato, pela ação do Fogo Ígneo, uma atração à Luz Una e ao Amor, todo o resto se fazendo por si só.

    ResponderExcluir
  2. me desculpe porem estranhei quando se falou de cantos de "Natal" pois Omraam resplendeu: natal (no-el) isto quer dizer o quê? NO-EL, isto quer dizer dizer "Sem os Elohim".
    NO-EL, é a festa sem Elohim, ou seja sem a Luz. Feliz Natal vocês desejam a ele ou ela um Feliz dia Sem Luz. ?????? mensagem numero 834 de 5 de novembro de 2010( trecho da Mensagem do Venerável Omraam .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É, Edméia, parece que o Aurobindo pegou mesmo leve com a cantora de coral. Mas, muito interessante você ter lembrado essa fala do Aïvanhov onde NO-EL é "Sem ELohim".

      Excluir
    2. O que eu entendo que ele quis dizer é que, se o canto não é em louvor, ou seja, religioso, não tem problema. Ele não se apegou ao acontecimento e nem a música em si, mas o local que se canta e se esta ligada a igreja, em questão.

      Excluir
  3. Rasgam-se os véus definitivamente... A Luz, manifesta com esplendor. O momento é o agora... Essa constatação, nos dá Alegria, ( aquela de rir à toa), um bem-estar, diferente...

    Que Presente Celestial Presente, a Presença de Sri Aurobindo, auxiliando o corte definitivo dos laços religiosos ...

    « Se vocês são objetivos, vocês só podem ver a mesma coisa que nós, concernente ao que eu havia descrito há dois mil anos."

    “Para vocês que vibram, isso será bem mais do que a Paz, e uma Alegria e uma Felicidade »...

    ... «E tudo se ajustará segundo a Inteligência da Luz ao invés de segundo vossa própria inteligência, colocando fim então a alguns medos, e que permitirão então ao Apelo de Maria vos encontrar e vos alcançar nas melhores condições.»

    ... «Vocês estão convidados a não mais darem vossa atenção, vossa energia, vossa alma, a tudo o que foi nomeado « religioso » em meio a esta Terra.»

    ... «Quando vocês são adeptos de uma religião, vocês são violentos porque vocês excluem todos os outros.»

    "Estou perfeitamente consciente de que o conjunto dos discursos de todas as religiões vos dizem exatamente o inverso para serem salvos.»

    «Porque a Autonomia e a Liberdade só podem se encontrar na liberação de qualquer crença, e em particular no nível religioso ou espiritual.»

    «A partir do instante em que vocês rompem um contrato com um culto qualquer que seja, vocês experimentarão instantaneamente o sopro da Liberdade, mesmo se vocês nada vivenciaram até hoje.»

    ... «Há a prece do Coração que não depende de nenhuma religião.»

    «A única Luz está em vocês.»

    Está ofertado, Pingos de Luz, nesse apontamento, mas que tem, na verdade o impulso de irradiar em toda a Humanidade.

    ResponderExcluir
  4. Mas o jogo da liberação, que adquirido e a Ascensão final da Terra nos obrigam, vocês o sabem, nós também a nos adaptarmos ao que nós vemos sobre a Terra com cada vez mais clareza agora, já que nós estamos, como vocês o sabem, muito próximos de vocês.

    Vocês o sabem, as religiões constituíram por toda parte na Terra um quadro particular de confinamento, impedindo-vos de se reencontrarem no Instante Presente e recolocando sempre para mais tarde qualquer salvação. Nenhuma religião, nenhuma filosofia escapou a isso durante milênios. Portanto vocês estão convidados,– e aliás eu creio que isso concerne apenas aqueles entre vocês que não estão liberados – vocês estão convidados a não mais darem vossa atenção, vossa energia, vossa alma, a tudo o que foi nomeado « religioso » em meio a esta Terra.

    Convém vos prevenir de que qualquer que seja o momento em que vocês captam o sinal celeste, ou o Apelo de Maria, ou a guerra, isso não fará diferença, porque além da Alegria, além da simples Paz, vocês constatarão a emergência em vossa cabeça, na falta de dar outras localizações para vocês, o aparecimento de uma luz azul que aparece com os olhos fechados, e sobretudo, vocês poderão verificá-lo por vocês mesmos, a partir do instante em que os olhos fechados, eles se voltam para os dois cantos internos do olho, quer dizer como se vocês quisessem olhar vosso nariz com os olhos fechados, mas para o alto, na raiz do nariz.

    *****

    Estamos nos instantes finais, numa constatação de confrontos tantos individuais como coletivo.
    Fiquemos em Gloria.

    OHGLORIA, OHGLORIA, OHGLORIA!!

    Em Luz, Sara.

    ResponderExcluir
  5. O Fogo Ígneo, que é transmitido até vocês pelo simples fato do desdobramento da Luz vivenciada nestes últimos anos sobre a Terra, permite hoje, eu diria, afrouxar a ligação total da humanidade à Ilusão. Para empregar uma outra terminologia, eu diria que a alma coletiva humana está em quase totalidade voltada para a Luz, e o tumulto que vocês observam em vocês, ao redor de vocês ou não importa onde sobre o mundo, em qualquer nível que seja, é a consequência direta do afrouxamento dos laços da alma coletiva a este mundo.

    Isso sim é uma grande notícia!!

    OHGLORIA, OHGLORIA, OHGLORIA!!

    Em Luz, Sara.

    ResponderExcluir
  6. Uma vez saído da ilusão matricial, qualquer que seja a dimensão, a palavra religião não quer dizer nada mais do que ela quer dizer, ou seja a manada. Crer não vos será de alguma utilidade concernente a qualquer religião que seja. Crer em vossa Eternidade e sua revelação é o salvo conduto a fim de não serem mais arrastados pelas confrontações e os choques dessas religiões umas contra as outras.
    ...
    A única Luz está em vocês. Ela é autêntica, ela não passa jamais, ela não tem necessidade de salvador, ela não tem necessidade de libertador, ela não tem necessidade de fé e de esperança, ela tem necessidade unicamente de Amor.
    Grato Ligia
    de meu Coração ao vosso Coração, e de cada um de vossos Corações ao meu Coração.

    ResponderExcluir
  7. Sri Aurobindo, implodiu com todas as religiões... Valeu Bem Amado!!!

    ResponderExcluir