O.M. AÏVANHOV - Parte 3B - Novembro 2017


O.M. AÏVANHOV - Parte 3B - 15 de Novembro de 2017
Mensagem de 15 de novembro de 2017 (publicada em 06 de dezembro)
Origem francesa – recebida do site Les Transformations


Áudio da Leitura da Mensagem em Português - por Noemia
Clique aqui para fazer o download do áudio





Questão : o ponto negro sobre a tela branca é a mesma coisa que o ponto luminoso sobre a tela negra?

Bah sim, é exatamente a mesma coisa. Vocês estão de um lado ou do outro, mas é portanto Shantinilaya, a Morada da Paz Suprema. Hein, como é bela, essa palavra, e como Ma vos falou disso à maravilha.  É isso que vocês vivem, é exatamente isso.  E nesse estado, vocês estão plenamente presentes nesta vida, ainda que para alguns entre vocês, que estão cheios eu não sei do que por estarem tão presentes, e isso se concebe perfeitamente, mas é imperativamente necessário que esses irmãos e essas irmãs, que têm essa forma de impaciência estando liberados ou tendo vivido certas experiências, encarnem totalmente a Luz.  É o que se passou durante este ano.

Primeiramente era preciso que a atribuição vibral, uma vez que nós tínhamos tempo, estivesse esclarecida. Era preciso vos dar elementos para distraí-los, mas ao mesmo tempo para fazê-los subir em vibração sempre mais.  Vocês tiveram Li Shen que se dignou a sair de seu silêncio para vos comunicar a dança do Silêncio há alguns anos, nós vos demos as particularizações sobre a sociedade, sobre vosso corpo de Eternidade, que vocês vivem agora.

Então o que esse irmão viveu, é a irrupção em plena consciência ordinária da Eternidade, e efetivamente isso vibra, e isso vibra, isso abala, o coração pode acelerar muito.  Mas eu vos digo, se isso se produzisse antes das Núpcias Celestes, vocês não teriam queimado mas explodido, a Terra não existiria mais.  Ora uma criação não pode desaparecer.  Quando uma consciência cria uma criação, nós vos dissemos, ela segue essa criação, ela a acompanha, é um jogo.  E quando o jogo acaba, é claro, deixa-se o tabuleiro do jogo porque são os campos de experiência do possível da Luz, exceto os mundos confinados, é claro.

Mas que representa, mesmo de vosso ponto de vista, todos esses mundos, todas essas dimensões, todas essas estrelas, todos esses planetas, todos esses multiversos dos quais vocês não suspeitam a existência porque para vocês é o vazio, visto que vocês estão do outro lado do espelho.  É simplesmente o jogo da Vida onde nada está separado, eu vos lembro, não há distância e não há tempo.

Portanto tudo isso se revela, em todos os níveis, vocês veem a revelação dos últimos recantos de vossa pessoa, vocês veem que tudo o que foi escondido, oculto, esotérico, agora é revelado, e é normal.  Então, efetivamente é necessário agradecer à Luz e as circunstâncias da liberação deste mundo, que como em cada mundo, aliás me disseram, entre alguns Anciãos que já acompanharam outros mundos porque é seu prazer, e compreender que a cada vez é um jogo de xadrez e que é necessário elaborar as estratégias, as pedagogias, os elementos, para poder liberar.  Isso não se faz por um golpe de varinha mágica uma vez que a Luz, ela é Graça, é necessário encontrar o caminho, para a Luz, caso contrário, não se pode fazê-lo.

Então, outra coisa.


Questão : sonho desta noite de uma irmã.

Temos sonhos em tempo real.


Questão : … isso se passa no vilarejo e na casa da minha infância. No sonho, após uma longa viagem, meu irmão veio nos acolher em nossa chegada, como de hábito.  Eu não o reconheci verdadeiramente.  Ele está acompanhado de alguém que eu conheço, que está com seu cão.  Eu não reconheço suas energias e olhando o cão nos olhos, tenho a impressão de que ele é falso, como um animal de síntese.  A noite caiu, estou na rua, diante da casa, e em um campo se vê três cápsulas brancas, de forma alongada. Saem pequenos personagens animados, brancos eu creio. Diz-se que devem ser extraterrestres.  Também estão do outro lado, mais próximos da casa. Não tranquilizados, decidimos entrar.  A porta-janela do quarto que foi de meu irmão está entreaberta, vou fechá-la e me tranquilizo de ver que a veneziana está puxada. Depois vejo uma criança que dorme. Eu me digo que essa deve ser a filha de um amigo que está conosco.  Tomo a criança, mas tenho medo de que ela seja falsa.  Vou à sala e lhe pergunto se sua filha está ali, ele me diz que ela brinca na sala. Então deduzo que a criança que tenho comigo é falsa, abro a porta e a lanço fora.  Ela perde seu aspecto animado e se desloca como uma boneca.  No quarto, encontro um papel no qual os extraterrestres escreveram que há, no quarto, um campo eletromagnético que permite animar e dar um aspecto humano a esses falsos seres. Desperto não tranquila, perguntando-me o que é verdadeiro ou não no meu entorno. Digo-me que é um pesadelo.  Penso em você, sinto vossa Presença, coloco-me no coração, a inquietude se dissolve.  Qual é o significado desse sonho?

Sim, então vamos passar os detalhes, o quarto do irmão, a porta-janela.  Os elementos importantes, é que essa irmã, eu não vou entrar na interpretação do sonho, mas vou diretamente à conclusão. Essa pessoa tem medo do que é falso, ela mesma o diz, ela o vive no sonho. Portanto há, no interior, o medo, o que quer que ela tenha vivido que é autêntico.  Ela não reconhece ninguém; a casa da infância, é claro, são as lembranças mais íntimas, é também – a casa, como o veículo – é o corpo, também a família, e além do mais aí é a casa da família. Portanto o sentimento de falso, vem de onde? Vem da pessoa.  Enquanto vocês são uma pessoa, vocês veem o verdadeiro e o falso. Quando vocês são observador, vocês veem também o verdadeiro e o falso, mas vocês não estão mais implicados, vocês não podem mais ficar inquietos, não podem mais ter medo, mesmo do que é visto, cada vez mais.

Portanto esse sonho, vocês veem há os ovos, há os extraterrestres, há muitas coisas que se misturam, eu não vou entrar na intimidade desse irmão ou dessa irmã, mas isso simplesmente quer dizer que ainda há medos reprimidos no interior desse irmão ou dessa irmã, e em particular no que concerne às forças ditas de sombra ou negativas. Então isso assinala, para esse irmão ou essa irmã, que não serve para nada interessar-se por isso, aliás assim que ela pensa em mim, não é...e aí se está na Luz.  Então ela também pode pensar em seu coração, hein, uma vez que eu também estou em seu coração.


Questão : ela pode ter dito « você » de maneira geral...

 Sim, certamente. Então isso, eh não sou eu então, aí você quebra tudo.


Questão : eu disse « pode ser », ampliei.

Melhor. Então isso quer dizer o quê?  Quer dizer que o Amor é a solução.  Não é na observação nem no fato de lançar fora.  Então o fato de que há um campo magnético que anima os objetos, e além disso o fato de que você descreve isso sobre o cão, te mostra simplesmente, que alguns extraterrestres são de fato capazes de criar qualquer peça desses portais orgânicos, ou então mesmo penetrar em certos animais domésticos para serem os espiões, hein.  Isso concerne tanto ao que pode restar dos Dracos porque agora eles não estão mais em quadrilhas organizadas, eles estão em quadrilhas desorganizadas.  E isso pode ser também aqueles que servem esses Dracos, quer dizer o que vocês nomeiam os Pequenos Greys, hein, os Pequenos Cinza, não é, que controlam muito bem a telepatia e a matéria.

Mas bem, isso não tem nenhuma importância, ou seja, essa irmã, vocês viram, ela joga fora da casa o bebê falso, porque ela não compreendeu ainda que não há necessidade de jogar fora, de opor-se ou de lutar, há somente de ver.  Isso não tem necessidade de ação porque quando é visto, não são vocês que o veem, é a Luz quem viu e que ilumina, em qualquer circunstância que seja, mesmo em um sonho. E se vocês são um pouquinho pacientes e não reagem, vocês substituem no coração, como foi feito aí, imediatamente vocês veem que isso se alivia e se apazigua. E sobretudo não querendo combater, dirigir, opor-se, porque aí vocês alimentam ainda mais a sombra, seguramente.

Não entrarei mais nos detalhes. Efetivamente há outras coisas mais ricas, mas que me parecem até mesmo muito íntimas e que não oferecem interesse para os outros escutarem.  O mais importante, é que ainda há um suspeita, ela mesma disse, hein, no interior desse irmão ou dessa irmã, que a impede de realmente ver claro, quer dizer não de constatar a Ilusão, isso é feito, ela vê muito bem, diria mesmo que ela vê bastante bem, então ela está em vigilância, não do observador, mas da pessoa.  É isso que é necessário deixar também. É isso que se ilumina neste sonho, quaisquer que sejam as circunstâncias familiares e pessoais, que aí é outra coisa.

Então, continuamos.


Questão : depois de um cuidado para reforçar minha capacidade para estar no Aqui e Agora, a noção de tempo mudou totalmente. Os instantes passam e a leveza permanece, fazendo-me perceber que há apenas um único instante.  Quando pareço sair disso, as Estrelas IM e IS ativam-se, dando-me a ver com clareza o que se desenrola e recolocando-me no instante presente, fazendo-me rir do personagem e reencontrar a Paz e a Alegria.  Uma imensa gratidão por isso.

Bah vocês veem, este terceiro testemunho corresponde exatamente aos dois primeiros. É o que está prestes a se passar, e é epidêmico; diria mesmo pior, é pandêmico.  Então aí está, vocês aí estão, o que dizer mais?  Há apenas aquele que está obcecado pela data que vai olhar, exceto aqueles que estão liberados desde muito tempo, uma vez que efetivamente o tempo pode parecer longo, e ainda é sempre, justo...não é para se tranquilizar do que quer que seja, é porque efetivamente, mesmo estando liberado do tempo, a pessoa está inscrita no tempo, e às vezes a Eternidade é longa, sobretudo em direção ao fim, hein. Penso que vocês estão de acordo, e nós com vocês.

É verdade que tem até mesmo os Anciãos que agora começam a embirrar, hein, eles também têm sede de liberdade.  É normal, é a única reivindicação que vocês veem na terra, é isso, é a Liberdade.  E tudo o que sufoca através dos opressores, dos estados, de outros irmãos e irmãs em outras regiões, tem necessidade de liberar-se disso, e é a guerra, isso se chama a guerra, e é o que se desenrola agora. Mas se vocês fazem as pazes com vocês mesmos, o que é o caso neste testemunho, nenhuma guerra pode tirar um de vossos cabelos, mesmo se vosso corpo desaparece.

Creio que...não, era um testemunho. Somente fiz comentários, podemos continuar. 


Questão : sonho recente de uma irmã. Sonho que durmo nesta sala. Estudantes em período de trote fazem a coleta e tentam penetrar neste lugar.  Eu tento impedi-los. Alguns entram e eu digo não ter dinheiro. Eles insistem e eu encontro 5 euros na bolsa de alguém. Um deles considera que isso não é suficiente e tenta me violar, seus amigos quase não intervêm. Eu desperto em sobressalto. Obrigada por me esclarecer.

É tudo?


Questão : sim.

Eh bem aí é parecido, como dizer, vocês estão em um lugar, em uma sala precisa onde há até mesmo Presenças que vêm e onde vocês estão geralmente alinhados, não é?  Então há uma energia que é gerada no instante em que vocês fazem isso, e que permanece no local, é claro.  Portanto você dorme neste local que é um lugar luminoso, e aí a coisa incongruente, estudantes em trote que chegam, que pedem dinheiro, que então querem tomar algo de material.  Como eles não o têm, depois você fala da tentativa de violação. Então a tentativa de violação, aí, é o efêmero que ainda quer ter uma ação.

Então duas soluções no que te concerne, e cabe a você decidir.  Ou você tem medo de que o efêmero não perturbe mais o que você vive naturalmente agora, no nível do observador e da Alegria, ou simplesmente há uma correlação particular justamente com, que é, com o que é a violação? É ir ao encontro da liberdade do outro. Bom aí é sexual, mas isso caminha muito bem também, a violação física, vocês sabem bem. É bem mais grave do que a violação...não bem mais grave, sou maldoso ao dizer isso, mas é tão grave quanto a violação física, hein. 

Portanto há aí um elemento estranho que vem te pedir coisas materiais, enquanto você dorme, como você disse, neste lugar onde há Luz.  E portanto aí há em você, de algum modo, o medo dessa violência, o medo da autoridade, o medo da escravidão, o medo de que algo venha perturbar o que é vivido.  Isso são os reflexos arcaicos ligados ao teu DNA reptiliano. Portanto isso te mostra, esse sonho, que ainda há medos, mas esses medos são iluminados pela Luz, portanto eles desaparecem por eles mesmos.  O medo da violação ou da violência ou da agressão assinalam a vontade de uma entidade ou de uma energia, se não for uma entidade oposta à Luz, de te forçar a descer novamente, pelo medo, em vibração, em consciência.

Então vocês são convidados, neste sonho e em um outro que houve antes, vocês são convidados a verem claramente, não a ter medo ou a explicar, mas a ver com clareza o que é que se produz.  E além disso vocês constatarão, quando vocês têm esse gênero de sonho, que o que eu acabei de dar como explicação, para este ou para o outro, depois distancia-se de vocês.  É assim que a iluminação se faz, nós vos explicamos, e é assim que a Eternidade se instala aqui mesmo em vosso corpo de carne e na consciência ordinária.  Aliás, mesmo em outras questões sobre o sono que não se acompanha de um desaparecimento da consciência ordinária, vos dá a viver exatamente as mesmas coisas.

Então não são os medos que vocês têm ou que vocês carregam, são os medos que estão presentes uma vez que eles não foram vistos.  Não é a consequência de outra coisa do que isso, então é muito simples.  Vocês vão observar, para alguns sonhos que além do mais são recentes, que depois desses sonhos, talvez não no mesmo dia porque há a interrogação, o questionamento, mas pouco a pouco, e muito rapidamente vocês vão constatar que esses últimos resíduos de medo não podem mais existir.  E eu diria que o medo da possessão, o fato de ser possuído, violado, ou ter medo dos Arcontes, significa que efetivamente há em vocês uma noção muito aguda da perda de vossa integridade ligada à encarnação, mesmo se vocês não conhecem nada de vossa eternidade.  Há um sentimento de anormalidade que o medo mantém infelizmente.

Mas agora que a Luz está nesse estado de desdobramento, com Metatron que desdobra o cubo em vossa cabeça, eh bem tudo isso, se vocês querem, às vezes ilumina-se violentamente, e isso ilumina-se no sonho ou às vezes em certas circunstâncias de vida que são resolutivas.  Não são os ataques ou as perturbações, mesmo se é vivido como tal no instante em que é vivido, mas olhem de preferência o que se passa depois e vocês se sentirão muito mais leves.  É assim que age a Eternidade na emergência e na manifestação em meio ao efêmero quando vocês estiveram confinados muito longo tempo.

Então, continuamos.


Questão : é um sonho de ontem de manhã.

Oh lá lá, vocês têm sonhos que são transmitidos pelo correio expresso.


Questão : eu estava fora da cena, no observador. Vi o carro de um amigo desaparecer na água, mar ou oceano, e percebi que a pessoa desapareceu também. Senti um grande vazio. Antes do sonho eu tinha chamado Miguel. O que você pode me dizer?

Bah os sonhos da água, seja uma praia, um porto, creio que isso foi explicado, houve muitos sonhos assim no mês anterior ou há dois meses, eu não lembro mais.  Isso simplesmente traduz que o carro e o amigo que está dentro, o carro é também o corpo, não se tem a cor do carro, bem ele deve ser branco ou claro em todo caso, se ela pode precisar isso seria apenas para especificar um pouco mais, não? Creio que ela não está aí.


Ela não está aí.

Ah sim, bem. Pouco importa então a cor do carro, simplesmente esse amigo desapareceu da materialidade, ele entrou na água.  Então, é claro, não é um meio muito habitual. Habitualmente, primeiro se vê uma canoa, um barco, mas não é grave, qualquer que seja o veículo, vocês atravessam. Então o medo é apenas um reflexo ligado ao desaparecimento do amigo na água, reflexo condicionado, mas de fato este sonho mostrou que esse amigo está prestes a viver a Liberação, e ela também uma vez que ela assiste, quaisquer que sejam os medos e quaisquer que sejam as inquietações. Além do mais, com o apelo a Miguel antes, Miguel vem cortar, romper as amarras e cortar os laços como ele vos disse. Portanto o que a pessoa poderia interpretar, neste sonho, como a morte ou a inquietação, não é senão a Liberdade. Mas vocês sabem que a Liberdade, para o ego, é a morte.

Aí está o que eu posso dizer disso.


Questão de um irmão : ontem, caminhando aqui embaixo, senti uma grande leveza do lado esquerdo, o quadril e o ombro pareciam querer levantar, envolvendo todo o corpo girando para a direita no alto. O que você pode me dizer disso?

Oh sim,  é exatamente o que eu disse e também o que foi dito por outros intervenientes concernente à passagem de vossa consciência no corpo de Eternidade, e além do mais a colocação em operação da Merkabah interdimensional vos dando realmente uma sensação de elevação, não de todo o corpo, de certas partes, da mesma maneira que vocês podem perceber um segmento de membro que não é físico, mas que está ligado ao corpo de Eternidade.  Tudo isso são os mesmos processos, e além disso vocês vão constatar entre vocês, mesmo em vosso gestual, vocês podem ter a impressão de não mais caminhar como antes, ou de não fazer os mesmos gestos, sim porque é vosso corpo de Eternidade que está aí e que dirige os gestos.

Vou tomar um exemplo muito simples : imaginem que vosso corpo de Eternidade esteja ligado a Altair, portanto uma águia, e a águia o que é que ela faz? Ela tem a visão penetrante. Então certamente, vocês têm....qualquer que seja a idade, quando vocês veem algo longe ou perto, se vocês têm necessidade de óculos, vocês colocam os óculos, se vocês precisam de binóculos, vocês pegam os binóculos.  Agora é diferente, vocês vão perceber para esses irmãos e essas irmãs, eles vão perceber por eles mesmos o que eu digo, é que para ver longe, no lugar de ir buscar os binóculos, eles franzem os olhos, estreitando os olhos para ver mais longe.  E isso não funciona já que vocês têm um olho humano e não um olho de águia ainda, mas todavia os hábitos comportamentais de vosso corpo de Eternidade em sua dimensão de origem transparecem através de vocês.

Se vocês são de Sírius, vocês vão perceber que vocês vão encontrar os golfinhos, quer seja um verdadeiro golfinho na água, onde quer que vocês estejam, ou então vão vos oferecer um golfinho de pelúcia, ou então vocês vão ver os golfinhos, vão vos enviar um cartão postal de golfinhos.  E também no nível de vosso gestual, se vocês têm por exemplo, o que é que se pode tomar como exemplo que é frequente?

Bem, eu tomei o golfinho porque é de Sírius, mas se vocês têm uma origem estelar ligada aos Dracos, hein, mesmo se vocês jamais participaram de qualquer confinamento, vocês são portadores dessa linhagem, vocês vão perceber que vocês vão se sentir muito maiores do que vocês são, e sobretudo que a mobilidade de vossos membros não é mais a mesma, porque efetivamente os Dracos não têm as mesmas articulações que os humanos, eles têm uma grande mobilidade da parte inferior do corpo que pode dar uma impressão particular de fazer movimentos mais amplos, de dar passos maiores.  E também que o sistema ósseo, quer dizer em vosso corpo de Eternidade que toma o lugar do corpo físico, vocês sentem mais os movimentos do corpo de Eternidade, que é claro geralmente e felizmente seguem o corpo físico, mas dando-vos no movimento habitual, a percepção do corpo de Eternidade.  Isso pode ser desconcertante e surpreendente nas primeiras vezes. 

Tomei o exemplo de Altair, tomei o exemplo de Sírius, não vamos tomar todos os exemplos, cabe a vocês observar essas anomalias. Mas neste caso, são antes os mecanismos ligados à Merkabah interdimensional, hein, quer dizer a Lemiscata sagrada que está em operação, dando-vos essa impressão. E além disso quando vocês são observadores, estabilizados em um número sempre maior entre vocês, vibrações ou não, isso quer dizer que a Eternidade está aí e que a Leminiscata sagrada entrou em ação, ou seja que vosso veículo ascensional está pronto, vocês veem? E efetivamente isso dá experiências estranhas porque é novo, mas que não podem provocar medos, simplesmente vocês constatam que alguma outra coisa se move, mas vocês não se moveram, vocês constatam que vocês se percebem maiores, menores, ou outra coisa que se modifica no gestual, nos comportamentos e nos hábitos, e é muito normal.

A partir do momento em que as Estrelas estão ativadas, a partir do momento em que os eixos AL-OD e Atração-Visão retificam-se por eles mesmos pela ação da Inteligência da Luz, e sobretudo agora pelo cubo metatrônico, isso quer dizer que todas as vossas linhagens da Eternidade estão ativas.  O que explica que vocês entram muito mais facilmente em contato com vossa eternidade, com os sonhos que são muito vivos, com os povos da natureza, ou conosco, de maneira muito mais fácil.

Então todas as percepções corporais diferentes, ou a impressão de subitamente mudar de funcionamento, estão ligadas à ação da Luz, e além do mais ao impulso metatrônico, e põe em dia, atualiza, se vocês querem, esses comportamentos que vocês tinham quando estavam em vossa primeira forma ou nos mundos que vocês exploraram antes de descer nesta terra.

… Silêncio…

Geralmente vocês são atraídos por vossa linhagem ou por uma origem estelar, e pelos Elementos constitutivos de vossa Eternidade que são....vocês sabem que as linhagens estão ligadas aos Elementos, é claro, Sírius é a Água, Altair é o Ar, etc, etc., não vamos passá-los em revista, hein, tudo isso foi dito inumeráveis vezes e hoje, apresenta apenas pouco interesse detalhá-los uns depois dos outros.  Simplesmente, se por exemplo vocês são de Sírius enquanto origem estelar, talvez vocês observem que neste momento vocês têm muita necessidade de estar na água e os golfinhos vão se manifestar, etc.,etc.

Então cada origem estelar ou linhagem que se desdobra pelo impulso metatrônico não dá simplesmente a percepção visual de vossas linhagens, como foi o caso há vários anos, que vocês podiam ver nos irmãos e nas irmãs, mas são vocês mesmos que começam a explorar o funcionamento de vossa eternidade, antes mesmo de estarem nos Círculos de Fogo ou antes mesmo de deixarem esse corpo, se vocês devem deixá-lo, e deixarem este mundo após o planeta-grelha.  Mas de qualquer maneira, se vocês deixam esse corpo físico, mesmo assim vocês permanecem no corpo de Eternidade, aqui ou em outros lugares, mas em todo caso conectados à Terra para viverem a totalidade dos eventos até o planeta-grelha final, onde quer que vocês forem, mesmo se vocês perdem o corpo físico, mesmo se vocês não ficam de maneira formal, vamos dizer, no ambiente da Terra.

E isso, vocês não podem compreendê-lo visto que nós já o tínhamos sugerido muitas vezes.  Quando vocês estão nos mundos multidimensionais, vocês são todas as formas e mesmo vossa forma privilegiada pode duplicar-se ao infinito, como vossa consciência será a mesma ao infinito; ela pode ser a mesma, no mesmo tempo e no mesmo espaço, nas múltiplas formas e múltiplas dimensões.  E isso vos foi dito, vocês não podem compreendê-lo nem mesmo vivê-lo ainda, por outro lado vocês já veem bem o que vocês vivem em relação a essa Eternidade, hein, é um pouco novo, vamos dizer.  Assim como o observador que se desdobra de maneira cada vez mais evidente.

Outra questão.


Questão : segunda questão desse irmão.  Ontem, eu escutava Anael aqui e ao mesmo tempo eu me via em outro lugar, lançando um objeto por cima de um rio, fazendo com que meu braço direito também se movesse aqui. O que você pode me dizer disso?

É exatamente o que acabei de explicar para a primeira parte do sonho ou para outros irmãos e irmãs que colocaram a questão antes.  Vocês funcionam, pode-se dizer, de maneira paradoxal, quer dizer que vossa consciência é ao mesmo tempo ordinária, ainda presente, e ao mesmo tempo na Eternidade.  Todos os testemunhos que vocês nos dão, todas as experiências que vocês vivem, mesmo nos sonhos, correspondem a isso.  E efetivamente, os primeiros dias, as primeiras semanas, se vocês têm tempo, são um pouco desconcertantes, ao sentirem um outro corpo.  E como foi dito por este irmão, ele escuta algo e ao mesmo tempo ele vive outra coisa, é isso a consciência que não está mais localizada, é isso a bilocação, exatamente isso, enquanto o efêmero não está completamente morto, que isso seja no Apelo de Maria ou no planeta-grelha final. Vocês exploram de maneira concomitante dois corpos, até mesmo vários, várias realidades, não somente duas, e isso vai aclimatar-se, é muito normal, visto que é assim que vocês funcionam realmente quando vocês estão no corpo de Eternidade.

Então para vossa consciência ordinária, isso parece desconcertante e inconcebível, mas no corpo de Eternidade, não somente é concebível mas é a realidade, vocês não estão mais sujeitos a uma forma dada ou uma dimensão dada. É isso ser Absoluto, não é somente, ser Absoluto, manter-se no centro, é estar no centro e viver todo o resto sem nenhum problema de colisão como é o caso, por exemplo, no que foi exprimido aqui, porque não é habitual.  Isso é também o hábito da matéria do qual nós vos falamos. Hein, eu não falei de atração pela matéria necessariamente, mas eu falo do hábito da matéria.  É mesmo o plano o mais denso, no nível da experiência da consciência.

Então o esclarecimento, para a segunda parte, é normal, a consciência é multifocal ou multilocalizada. Da mesma maneira que mesmo sem falar da Eternidade, aqueles que faziam o que era nomeado as viagens astrais, e somente astral, aí não falo da Eternidade, tinham a possibilidade de constatar, por certos estados, que eles também viviam uma outra vida em um outro mundo 3D, com um nome diferente,  conhecido, e eles se reconheciam neste corpo quando iam ali, porque não há apenas uma trama possível.  Vocês foram bloqueados pelo confinamento, todos nós fomos bloqueados pelo confinamento e, tomamos tal hábito da matéria que esse gênero de experiência desconcertante é todavia o modo de funcionamento de vossa eternidade, não há nenhuma dúvida sobre isso.

Então vocês vão se aclimatar. E essa aclimatação vos libera cada vez mais com leveza de todos os pesos de vosso personagem que restam através dos hábitos da matéria e dos hábitos....de vossos hábitos comportamentais ou relacionais, pouco importa, todos os hábitos.

Tanto vosso corpo físico como nossa consciência ordinária, quando estamos encarnados, tem necessidade de quadros de referência precisos, de hábitos, e que é necessário romper também.  Aliás, em minha vida, eu tentava romper certos hábitos em que alguns irmãos e irmãs da comunidade queriam ritualizar tudo, hein, ainda que fosse o de colocar sempre a mesma coisa no mesmo lugar.  Era preciso que fosse ordenado, mas no nível da Eternidade, é a fantasia total.  Vocês não estão mais sujeitos, nós vos repetimos inumeráveis vezes, na consciência de Eternidade, no veículo de Eternidade, vocês não estão mais limitados a este veículo nem a esta consciência de Eternidade que vocês poderiam pensar ser a vossa segundo vossa origem ou vossas linhagens, mas vocês são todas as linhagens e todas as origens ao mesmo tempo. Temos, no plano pedagógico, focalizado sobre vocês mesmos para favorecer o trabalho que se produz agora : ativação da Leminiscata, Coroa ascensional, Fonte de Cristal ativa, retificação final dos eixos da Cruz cardinal.  Tudo isso se produz ao mesmo tempo.

E portanto vocês vão também verificar que quando o Cristo dizia : « O que vocês fazem ao menor entre vocês, é a mim que o fazem », vocês vão verificá-lo por vocês mesmos, quer dizer que quando vocês vão empreender uma ação habitual, que não é voluntária uma vez que vocês vibram (eu falo para aqueles que vibram), e vocês vão, por exemplo, exercer uma predação automática, mas é a vocês que isso vai fazer mal, é aquele quem diz, que é.  Não somente é a verdade, mas além disso, agora, vocês vão vivê-lo, um pouco como, nos modos de funcionamento do confinamento, quando vocês morrem, vocês assistem à vossa vida, mas não vivendo-a de vosso ponto de vista, vivendo-a do ponto de vista do outro, e vocês vão provar, desde sempre, a Alegria ou o sofrimento que vocês provocaram no outro, sistematicamente. É isso que reforça, posso dizer, os laços do karma, sobre os quais os Arcontes, que vos acolhem apresentam-se como os seres de Luz, vos faziam crer.  E quantos caem na armadilha, mesmo tendo acesso, por diversas experiências, a isso, e são persuadidos de que eles realmente reencontraram os membros de sua família e o Cristo, eles não vão mais longe.

Isso é suficiente para provar a imortalidade, mas isso não é suficiente para provar a Luz. É suficiente para encontrar o amor, mas não é suficiente para tornar-se Luz ou Amor, porque vocês o sabem muito bem, para tornar-se a totalidade dessa Luz e desse Amor, é necessário não depender mais de histórias, é necessário atravessar a Luz e reencontrar-se, como isso se produz agora, quando me perguntaram sobre o ponto branco e a esfera negra ou o ponto negro e a esfera branca, é a mesma coisa.

Mas tudo isso, vocês o vivem agora, não são mais os conceitos, isso imprime-se diretamente em vossa consciência e nas duas consciências, devido à presença da Luz.  E vocês vão constatá-lo de maneira cada vez mais evidente, e quando eu dizia na época « é aquele quem diz, que é », vocês vão compreender muito rápido o que é querer escravizar o outro, falar mal do outro ou fazer mal, mesmo inconscientemente.  Vocês vão corrigir muito muito rápido e, é melhor, porque aí vocês colocam em causa, não vossas resistências, mas vocês impõem ao outro, que é vocês, os hábitos comportamentais que não têm lugar de ser, que não têm mais lugar de ser.  E aí, como vocês dizem, vocês vão pagar caro, diretamente.  Não há melhor estímulo para vocês se restabelecerem no coração.  Quando vocês estiverem fartos de compreender que o que vocês fazem ao outro, é a vocês que o fazem e que o vivem, bah vocês vão se reposicionar, é claro, hein.  E é isso essa posição do observador.

Eu disse, há alguns meses, que para as ascendências reptilianas ou as linhagens reptilianas havia, não bloqueios nem barreiras, mas que tinham colocado salvaguardas.  Essas salvaguardas estão prestes a saltar, justamente para vos mostrar que mesmo sem dizê-lo, o simples fato de olhar um irmão ou uma irmã, ou vocês o fazem com zombaria entre vocês, aí não é julgamento, ao contrário, é uma ocasião de caçoar do outro mas rindo de bom coração como uma criança, ou vocês têm realmente um julgamento ou uma condenação, mesmo se vocês não o dizem, são vocês que vão pagá-lo, porque isso não tem nada a fazer em vossos pensamentos, o que quer que vocês pensem.  Portanto aí, não é mais um assunto com vocês mesmos.

Como disse Bidi : « Um por todos, todos por um », não é na ação, é na vivência que isso se produz.  Não são os mosqueteiros, hein, mesmo se é uma frase atribuída aos mosqueteiros, isso corresponde à vossa vivência.  Quer dizer que antes mesmo de morrer, vocês vão experimentar, já agora, e não vos conto durante o Apelo de Maria, tudo o que vocês fizeram, mesmo se está ligado ao confinamento, e sobretudo o que vocês conduziram, realizaram, desde a liberação da Terra, hein.  Eu vos falei na época dos tournicoti-tournicota daqueles que estavam no orgulho espiritual e no espelhamento do Si, há vários anos, vocês se lembram, durante as atribuições vibrais, mas hoje isso vai vos explodir na cara.

E vocês vão rir, não vão sofrer, porque não são vossas resistências, são os hábitos procedentes das injunções de vossas linhagens e que vos parecem normais.  Mas em relação à Eternidade, é totalmente normal, e vocês não poderão mais exercer a predação, vocês não poderão mais julgar ninguém. Pelo contrário, vocês vão se divertir tirando o sarro de vocês, uns, os outros, isso sim, sobretudo quando vocês vão constatar que vocês riem de vocês mesmos e vão ver o irmão ou a irmã que vai rir dela mesma, porque eram as posturas, as estratégias ligadas ao ego ou ao que não foi visto.

Então sim, o que nós vos dissemos, uns e outros, mais a revelação, mais o Apocalipse se desenrola, mais vocês são surpreendidos pela Eternidade, o que acaba de ser dito, e mais vocês vão rir, é uma franca porção de diversão.  Mas é claro, não riam diante daqueles que ainda estão apegados a este mundo, hein, porque aí isso arrisca se passar muito, muito, muito mal. Guardem isso para vocês, entre vocês, eles não podem compreender, os outros, que vocês riem. Não é um julgamento nem da brincadeira, é uma explosão de riso porque vocês descobriram a farsa da ilusão deste mundo, vocês a vivem.  É isso a explosão de riso, não é o fato de zombar do outro, ou de julgá-lo, ou de condená-lo, porque vosso riso é a tradução do Amor e da Verdade, e também esse rir, ele é contagioso.

Vocês não poderão ficar nas posturas defensivas ou nas atitudes ligadas a certos hábitos, e em particular a tudo o que toca os hábitos, vocês sabem, as pessoas que amam muito as coisas bem arranjadas, bem ordenadas, sempre na mesma hora, respeitando rituais extremamente precisos – mesmo se não são rituais mágicos, hein, são rituais comportamentais. E vocês só poderão rir de tudo isso.  Se vocês não riem ainda, é que vocês não estão livres, hein, de vocês mesmos, mas os outros o veem. Eu sempre vos disse que aquele que estava liberado ou desperto via além das aparências, o que quer que vocês digam, qualquer que seja o sorriso que vocês tenham, mas ele jamais o disse, porque ele sabia que o outro não podia aceitar que é enganado, então ele fez silêncio, mas agora vocês rirão juntos.

Não há nenhuma vergonha porque aí, quando vocês riem, isso quer dizer que vocês compreenderam que era um jogo, mas enquanto vocês não compreenderam que era um jogo, vocês são sérios.  Os Reptilianos amam muito esse lado sério, eles esqueceram de jogar. É isso que vocês reencontram.

Vamos, continuamos.


Questão : eu vos rendo graças, assim como à Confederação Intergaláctica por vosso Amor, paciência e doçura. Acolho com amor e humildade o que você me dirá. Graças.

Mas não tenho nada a dizer a alguém que não está aqui, não compreendi.


Questão : essa irmã está aqui.

Ah mas então agora é necessário que ela fale. O que quer dizer essa questão escrita?  Quer dizer que me pede para dizer algo para satisfazer o quê? E a questão é o quê?


Questão : penso que é um pouco como Bidi fez quando dos últimos encontros...

Não, está fora de questão que eu faça isso, está claro, nítido, e preciso.  Não sou Bidi, hein.


Questão : uma manhã, em um quase sono após um protocolo, eu me vi em minha rua, levantada por algo que eu não via e que me levava para o rio. Eu estava bem e me senti em alegria e leveza todo o dia.

Eh sim, é o golfinho que quer encontrar a água. É o que eu expliquei há pouco em relação aos comportamentos provenientes de vossa eternidade, porque também há os comportamentos na Eternidade, mas que são livres, e que todavia são as formas de expressão particulares da consciência.  A expressão da consciência de um golfinho não é a expressão da consciência de uma águia, eu falo dos corpos de Eternidade, hein, aí não falo dos animais da terra.  Os golfinhos, vocês sabem que são seres de Sírius, mas nas paródias criadas pelos Arcontes neste mundo, há apenas os mamíferos marinhos, hein, que são concernidos.  Os leões, por exemplo, animais nesta terra, não necessariamente são os Arturianos; é diferente para os mamíferos marinhos, hein.

Bem, não vamos nos estender muito sobre isso porque não serve para grande coisa. O que eu quero dizer com isso, o que descreve esse irmão ou essa irmã é exatamente isso. Há um outro corpo que é vivido ao mesmo tempo, e esse corpo voa para o rio, para a água, e isso efetivamente cria um sentimento de leveza. Então se vocês são arturianos, não vale à pena desembainhar as espadas agora e ir trucidar todo mundo, hein, vocês verão isso em vossas casas, não é? 

Sim, há mesmo assim traços de caráter de Eternidade, não são os caráteres mas os traços de comportamento, e que são específicos de certos ambientes. Portanto efetivamente, por exemplo, eu não sei, imaginem que vocês alguém que desperta com os comportamentos de sua origem estelar de Sírius, e está com seu marido que se encontra, ele, com o comportamento de sua forma de origem Draco.  Isso pode ser muito, muito divertido.  Mas eu vos deixo resolver todas essas equações porque vocês vão vivê-las necessariamente, e mais os dias vão passar antes que isso seja visível no céu ou que Maria vos chame, mais vocês vão viver isso.  E será a ocasião de rir disso também, porque vocês verão todos os jogos da consciência, não somente o vosso em meio ao personagem, mas em meio à Eternidade. O jogo é livre, totalmente, não há nenhum apego, nenhuma consequência, e nenhum sofrimento, absolutamente nenhum.

Outra questão, outro testemunho porque há muitos, é interessante.


Questão : às vezes vivo uma leveza desconhecida, que nem sempre compreendo. Minha pessoa não pode intervir de qualquer maneira que seja e tudo se passa espontaneamente, eu apenas posso ver o que se passa.  Então estou em um estado de alegria e de paz, e durante os eventos dolorosos ao redor de mim ou em mim, sinto amor, perdão e gratidão.  E compreendo o que significa a leveza que eu não podia reconhecer até o momento de vivê-la.

Ah sim, agora vocês a vivem. Vocês veem todos os testemunhos que houve, poderia haver milhares deles.  Bem, é claro, vocês não têm mais tempo, mas imaginem, por exemplo, recolher os testemunho, de diferentes maneiras, vocês vão ver que são as mesmas coisas que são vividas.  Então se vocês não as vivem, não se desesperem. Lembrem-se : « os últimos serão os primeiros », e vocês vão constatar ao redor de vocês, aliás isso pode incomodá-los um pouco, hein, ou seja colocá-los na raiva, vocês seguiram os protocolos regularmente, vocês fizeram todos os yogas, vocês têm sido sérios, e tem um moleque que aparece na frente de vocês e que em dois minutos está liberado, e que vai rir de vossos rituais.  E era importante até o presente, mas agora vocês devem deixar tudo, sejam leves. Se vocês estão pesados, é porque vocês o fazem de propósito, não posso dizer melhor.

E lembrem-se, essa leveza, ela vai imprimir-se também através de vosso semblante, através do olhar, através de vossos gestos, através de vossas relações; isso quer dizer que vocês vivenciaram o sacrifício. Há somente uma pessoa que ainda está aí para o que é necessário, o observador assumiu, e efetivamente isso vos torna alegres, leves, disponíveis, vocês não estão mais confinados apesar da persistência do corpo. E é isso que é maravilhoso, que não era de todo previsível em relação ao primeiro plano pedagógico inicial da liberação da Terra que eu tinha elaborado, que tínhamos elaborado, perdão, não estou sozinho, sou simplesmente aquele que o transmite até vocês, hein. Porque é necessário compreender bem que acima da ação a mais concreta dos Melchisedeques, das Estrelas, e dos Conclaves...enfim dos Arcanjos, no processo de liberação de um mundo, deste mundo, há também todos os povos intergalácticos que estão aí.

Vocês, chamam isso « canalização », eu também chamaria « canalização » porque nós apenas transmitimos, quem quer que seja, entre nós, que intervém, certamente com suas especificidades de seu histórico, mas nós apenas transmitimos a informação de todas essas múltiplas vozes da Confederação, e que estão em acordo com a Fonte, em acordo com a Verdade e a beleza.  Mas o que vocês descrevem, uns e outros, que vocês começam a viver, e vocês veem através dos testemunhos recentes.  Hein, eu dei a data de 13 de novembro, mas há aqueles que já começaram a vivê-lo, desde alguns meses, mas eram casos particulares, e sobretudo desde o início deste mês.

Eu vos deixei vislumbrar isso já quando dos últimos encontros e durante os encontros anteriores. Vocês veem que isso se realiza, vocês o vivem.  Então vocês bem imaginam que se todo o mundo torna-se como vocês, então aí efetivamente vocês poderiam, se posso dizer, mudar por vocês mesmos qualquer coisa no nível da densidade, mas a erradicação total das zonas de sombra tomariam milhares de anos, mesmo estando livres.  É por isso que aqueles entre vocês que amam a matéria, eu sempre vos disse, iriam para a 3D unificada, iriam se divertir entre os Arturianos, ou entre os Vegalianos, ou em outros povos, mas sobre a Terra não é possível porque é necessário que a constituição da Terra mude, ou seja que o silício dos vulcões recubra toda a terra. É isso a ascensão da Terra, que a faz aparecer em sua nova dimensão, ora duvido muito que vosso corpo físico possa suportar esse excesso de Fogo, vamos dizer.

E efetivamente, em outras circunstâncias e em outros processos de liberação de outros mundos, por que não?  Mas o problema sobre esta terra, uma vez que muitos irmãos podem ser tentados a se dizerem, vivendo essa leveza, « por que é que estamos obrigados a deixar isto? » Eu não falo daqueles que vivem a Liberdade pela Onda da Vida desde muito tempo, mas vocês, quando tudo é novo, vocês podem se colocar a questão : « mas por que isso não continua assim todo o tempo já que estou livre? »  Mas porque a Terra não pode seguir, porque também há memórias na Terra, como em vocês. Vocês depuraram essas memórias, a Terra também vai depurá-las, ela as depura pelo Fogo, como vocês.  Mas vocês, o Fogo Ígneo, criou o que se produz neste momento, as Teofanias também; para a Terra são os vulcões e a mudança dimensional.

Portanto não há nenhuma solução de continuidade possível, mas em um outro ambiente, por exemplo, em um mundo confinado em um único ciclo, o que é o caso em outros mundos, aí é muito mais fácil porque há menos hábitos, há menos coisas que estão impressas na memória desse mundo, contrariamente à Terra.

Vamos, outra questão.


Questão : você pode desenvolver quanto às estruturas, vibrações e funções do corpo de Eternidade?

Certamente não, já expliquei que isso não serviria para nada enquanto vocês não o viveram.  Nós vos demos a estrutura do tetrakihexaédro, mas quem pode me dizer como ele vê seu tetrakihexaédro e o que se põe em operação?  No momento, vocês estão no nascimento desse corpo de Eternidade nesta matéria.  É como se um bebê, que fala, que não anda, vem me dizer :  « Eh, você pode me dizer quais são os músculos necessários que me façam mover para andar e quais são as partes do meu cérebro que me permitem fazê-lo? »  Mas não, necessita de fazer a aprendizagem, é preciso de vivê-la, eu não vou alimentar vosso mental.

Para que serve isso, o irmão ou a irmã, se está aí, quem colocou essa questão, se não é para alimentar a curiosidade? Eu bem quero alimentar todas as curiosidades com a condição de que isso sirva para vossa vivência, mas não para vos dar conhecimentos estéreis, ou seja funcionar sob o modo antigo, hein. Por exemplo, olhem o Oriente, quantos irmãos e irmãs ocidentais estão interessados nos chakras?  E por isso eles vivem os chakras?  Não. Aí vocês vivem vosso corpo de Eternidade, portanto façam vossa aprendizagem.  O que nós vos demos em um momento, em relação às Estrelas, às Portas, aos Yogas, não era compreensão, era a eficácia que isso tinha. Ora, se eu vos desvelasse a constituição total de vosso corpo de Eternidade, vocês não avançarão uma vírgula. Pelo contrário vocês vão descobri-lo aprendendo a caminhar, e não porque vocês têm o conhecimento em vossa cabeça.  Isso, é o diabo quem fala.

Nós insistimos sobre o fato de que isso deve ser vivido e não compreendido, é o ego que quer compreender. Eu quero explicar bem em relação à vivência, mas enquanto vocês não o vivem, isso não vos é de nenhuma utilidade, como para o bebê. Para nada serve saber que ele tem cinco dedos no pé e que para caminhar ele se apoia na planta dos pés e o joelho faz tal movimento.  Deem-se conta. Vivam, é o fato de vivê-lo que o coloca em função e em serviço, não é o fato de conceitualizá-lo.  Isso foi repetido com insistência nesses últimos tempos. Isso apenas alimentará o que pode restar de personagem e de ego.

Nós vos demos – e já vos dissemos desde um ano – o que é necessário para vos permitir vos liberar.  Para nada serve saber, que vossos pés são dois triângulos com códigos vibratórios precisos que permitem isso ou aquilo. É necessário vivê-lo, e depois é automático, como para o caminhar do bebê quando ele aprende a caminhar, ele não se coloca a questão de saber como ele é constituído para caminhar, ele se serve.  E depois, quando se torna adulto, ele pode estudar para ajudar.

É como se, vamos tomar um outro exemplo, é como se vos dessem a fisiologia do coração de um Vegaliano, porque há um coração, não é? E vos pedissem para operar um Vegaliano. Simplesmente o conhecimento da constituição do coração desse Vegaliano vai vos permitir operar?  Não. Somente observando alguém que opera e que sabe operar, a aprendizagem é que vai vos conferir a capacidade de operar.  É semelhante para vosso corpo de Eternidade, sirvam-se dele ao invés de fazerem uma reflexão.

Aliás vocês veem bem os movimentos, eles se produzem sem o conhecimento de vossa livre vontade quando vocês têm uma parte de um membro que se move, quando vocês têm a impressão de que vosso comportamento não tem nada a ver no nível gestual e no nível do pensamento, vocês o vivem.  Vocês não o compreendem, todavia vocês o vivem.  A explicação pode estimular vossa pessoa, eu a dou, mas não é porque vocês têm a explicação que vocês vão vivê-lo.  A explicação libera, talvez, as últimas inquietações do desconhecido, é tudo.  Mas ir explicar a todo mundo a constituição e o funcionamento do corpo de Eternidade, aqui mesmo nesse corpo de carne, mesmo se a Eternidade está presente, não serve para nada enquanto vocês não o vivenciaram. Quando vocês vivenciaram, então sim, nesse momento a explicação vem por ela mesma ou por nós, pouco importa, ou entre vocês, mas não coloquem a carroça na frente dos bois, sobretudo nesse nível.  É como se um bebê que não caminha chorasse porque ele não caminha; ele sabe muito bem que ele caminhará um dia, mesmo que ele não saiba como ele vai fazer, ele não tem nenhuma estratégia.

Como é um novo corpo e um novo mecanismo, os novos mecanismos de funcionamento que estão aí, vivam-no. A leveza está aí, todo o resto se faz sozinho, não posso vos dizer melhor.  Como quando vocês aprendem, por exemplo, os números, as tabuadas de multiplicação, vocês as aprendem e depois isso se torna....não está mais na frente da cena, vocês não têm mais necessidade de esforço de compreensão, de explicações. Quando eu vos digo quatro vezes quatro, vocês sabem quanto dá, não há necessidade de refletir ou de contar com os dedos.  É parecido para vosso corpo de Eternidade, e mais vocês o vivem, desde que o observador está aí.  Da maneira como vocês o descrevem o corpo de Eternidade está funcional.  Ele está funcional porque primeiro a Fonte de Cristal se desdobrou, a Leminiscata sagrada se ativou, e o impulso metatrônico chegou, e ele chega nos próximos dias para outros, durante este mês de novembro.  O que é que vocês querem mais?

Contentem-se em se banharem nessa felicidade, nessa leveza.  E aí, não é porque eu não quero responder, é vosso comportamento que deve ser assim. Tornem-se como as crianças, isso vos foi explicado milhares de vezes.  Vocês veem, é simples, e a cada dia é mais e mais simples, e se vocês têm a impressão de que é complicado, não se inquietem, a leveza vai vos cair em cima o que quer que vocês pensem disso.  É inelutável aí também.  E quanto mais isso pode ser vivido, como vocês o vivem agora, antes do Apelo de Maria, são graças incríveis.  Eu, em vosso lugar, agradeceria. Agradeceria aos Arcontes por terem contrariado meu plano inicial, porque é maravilhoso, porque quando a Luz está aí, o que quer que eles façam, mesmo para vos retardar, nós vos dissemos, eles apenas servem à Luz.  E é assim que isso se passa realmente e concretamente em todos os mundos que nós liberamos ou que vocês liberam, ou que me disseram terem sido liberados.

Então estejam em alegria. Há outras questões?


Esta irmã acrescenta : « Gratidão a você por vossa ajuda e acompanhamento ao longo desses anos. »

Eh bah, eu também rendo graças por todo esse acompanhamento, e estamos muito contentes de que é breve o fim porque gostaríamos de vê-los diretamente, para podermos celebrar, para podermos....

Nós também…

Sim não duvido, mas está prestes a vir.  Vocês já veem vosso corpo de Eternidade e vocês o veem em operação, e breve vocês não poderão mais controlar nada.  Se isso durasse muito mais tempo, vocês estariam em um estado impossível, porque vocês vão ver que vosso corpo de Eternidade e vossa consciência de Eternidade que tomou a frente do efêmero age, ora como resta um pouco do efêmero, vocês vão perceber que vossa eternidade, ela já não vos deixa tranquilos.  Mas bem, já é maravilhoso vivê-la com a intensidade que vocês vivem agora, e eu creio que podemos render graças aos Arcontes e mesmo a Yaldebaoth, por terem permitido, por seus planos maquiavélicos, a instalação de uma Luz tão maravilhosa mesmo em meio ao efêmero.  Então obrigado Yaldebaoth.

E é sincero.  Eu vos garanto que é sincero porque ele permitiu alguma coisa maravilhosa.  Isso não poderia ter se produzido se efetivamente tivesse seguido o plano inicial de 2011.  Mas é claro, nós não íamos vos dizer nos anos anteriores, uma vez que nós vimos ao mesmo tempo que vocês o que se desenrolava, a atribuição vibral, Li Shen decidiu comunicar-vos as coisas, e tudo o que se passou durante esses anos, e a revelação da Eternidade de maneira concreta, tangível, não mais nos sonhos ou na vibração, mas em vossa vida comum.  Portanto Yaldebaoth nos deu um presente extraordinário. Ele se enraivece quando digo isso, não é?  Eh sim, nós sempre vos dissemos que mesmo a sombra é obrigada a servir à Luz, mesmo se ela não o sabe, e vocês vão rir de tudo isso.

Aí está o que eu tinha a vos dizer em pré-fechamento, porque aí, como vocês viram, não sou eu quem faz o fechamento desta vez, e vocês verão quem chegará.  Eu vos transmito todas as minhas bênçãos, todo meu amor, e vos digo até talvez os próximos encontros, ou talvez direto nos Círculos de Fogo, ou em vossa casa se eu venho vê-los à noite, porque não há razão de que seja Miguel, hein, quem vem à noite.  E eu, não esqueçam que eu me chamo « Omraam Mikaël ».  Era meu nome, portanto eu também virei. Então eu vos digo até breve e boas peripécias, porque são as peripécias, hein, o corpo de Eternidade que se manifesta assim.  Vocês vão ver, vocês vão viver coisas surpreendentes.
Tanto melhor, como vocês dizem, e vocês vão ver como o que pode restar de vosso personagem, de vossos hábitos vão voar em pedaços.  Vocês rirão de vocês mesmos assim que vocês passarem ao outro lado, porque antes, vocês arriscam ranger os dentes um pouco, mas não é grave, não é grave.

Acolhemos tudo o que vem.

Acolham sempre. Eu vos digo até breve, e certamente  talvez até logo em uma outra ocasião que vocês conhecem, e com todo meu amor.  Que a Paz esteja em vocês.  Eu vos dou minha Paz e recebo vossa Paz.

E sobretudo não esqueçam de rir, hein. Enquanto vocês estão sérios, isso prova que vocês estão em uma falsa espiritualidade. Olhem Osho. Bem, é claro, em minha vida eu não estava muito de acordo com ele, mas finalmente, estamos os dois no mesmo lugar. Bom, é certo que às vezes isso nos chateie um pouco, mas não é grave.  Nós todos nos chateamos um pouco, hein, bem é assim.  Então eu vos transmito todo meu amor, todas as minhas bênçãos, e então agora eu me calo, vão.

Vão em Paz.


***


Tradução do Francês: Ligia Borges
https://lestransformations.wordpress.com/


PDF (Link para download) : OMA - Parte 3B - QR - Novembro 2017

7 comentários:

  1. Então, efetivamente é necessário agradecer à Luz e as circunstâncias da liberação deste mundo, que como em cada mundo, aliás me disseram, entre alguns Anciãos que já acompanharam outros mundos porque é seu prazer, e compreender que a cada vez é um jogo de xadrez e que é necessário elaborar as estratégias, as pedagogias, os elementos, para poder liberar. Isso não se faz por um golpe de varinha mágica uma vez que a Luz, ela é Graça, é necessário encontrar o caminho, para a Luz, caso contrário, não se pode fazê-lo.
    .........
    É verdade que tem até mesmo os Anciãos que agora começam a embirrar, hein, eles também têm sede de liberdade. É normal, é a única reivindicação que vocês veem na terra, é isso, é a Liberdade. E tudo o que sufoca através dos opressores, dos estados, de outros irmãos e irmãs em outras regiões, tem necessidade de liberar-se disso, e é a guerra, isso se chama a guerra, e é o que se desenrola agora. Mas se vocês fazem as pazes com vocês mesmos, o que é o caso neste testemunho, nenhuma guerra pode tirar um de vossos cabelos, mesmo se vosso corpo desaparece.
    .........
    Portanto não há nenhuma solução de continuidade possível, mas em um outro ambiente, por exemplo, em um mundo confinado em um único ciclo, o que é o caso em outros mundos, aí é muito mais fácil porque há menos hábitos, há menos coisas que estão impressas na memória desse mundo, contrariamente à Terra.

    ResponderExcluir
  2. Mas que ‘Figuraça Amada ‘, é este Ser conhecido como Aïvanhov. Tenho por ele um 'Grande Carinho’, e fica impossível, não ama-Lo. Esta 'última ou penúltima Mensagem', nos dá a leveza e tranquilidade, nestes últimos dias terrestres...

    As lições inumeráveis, as vezes entendidas, e em outras vezes com o sentimento de estar ‘mastigando pedras', porém, havia a inspiração que não teria outra saída, ou melhor , a ÚNICA, que era de continuar, a estar com todos estes Seres, que passaram pela Terra, ou de ‘Outros Mundos Livres’.

    Chegamos ao final. Agora é atravessarmos, os acontecimentos, com Serenidade e Alegria. Se o corpo tremer, que seja também de Alegria... Ele precisa também ser liberado bem...

    O silício que cobrirá a Terra, apagará todos os vestígios desta Humanidade, sem 'memorial', rs enfim... Liberados pela Luz, que somos, e nem sempre tivemos Consciência....

    Nossa Gratidão, é sem limites, neste Agora. A Luz que somos, irradia, e pela Graça,as famosas e pesadas preocupações, escafederam-se.

    QUE O AMÉM COLETIVO, IRRADIE NO UNIVERSO!!!!!!

    ResponderExcluir
  3. É verdade que tem até mesmo os Anciãos que agora começam a embirrar, hein, eles também têm sede de liberdade. É normal, é a única reivindicação que vocês veem na terra, é isso, é a Liberdade. E tudo o que sufoca através dos opressores, dos estados, de outros irmãos e irmãs em outras regiões, tem necessidade de liberar-se disso, e é a guerra, isso se chama a guerra, e é o que se desenrola agora.

    Mas porque a Terra não pode seguir, porque também há memórias na Terra, como em vocês. Vocês depuraram essas memórias, a Terra também vai depurá-las, ela as depura pelo Fogo, como vocês. Mas vocês, o Fogo Ígneo, criou o que se produz neste momento, as Teofanias também; para a Terra são os vulcões e a mudança dimensional.

    ***

    A depuração, ainda restante, acontecerá na velocidade da Luz e estaremos charlando, na Terra, nosso corpo de Eternidade. Amo muito tudo isso!! Rs.

    Em Luz, Sara.

    ResponderExcluir
  4. Isso não tem necessidade de ação porque quando é visto, não são vocês que o veem, é a Luz quem viu e que ilumina, em qualquer circunstância que seja, mesmo em um sonho. E se vocês são um pouquinho pacientes e não reagem, vocês substituem no coração, como foi feito aí, imediatamente vocês veem que isso se alivia e se apazigua. E sobretudo não querendo combater, dirigir, opor-se, porque aí vocês alimentam ainda mais a sombra, seguramente.
    Grato Ligia
    Rendo Graças

    ResponderExcluir
  5. Muito obrigado, Lígia, pela tradução... Rendo Graças!!!

    ResponderExcluir
  6. Manoel, boa noite.
    No caso dos eventos ainda não se desenlaçarem e as canalizações prosseguirem por mais algum tempo, nós brasileiros temos como fazer perguntas aos intervenientes? Sendo possível, qual é o procedimento?
    Obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, Nilton. Quanto a podermos fazer perguntas aos intervenientes, vou lhe responder reproduzindo aqui uma das várias respostas que já dei a perguntas similares (via email) :

      "Parece-me que essas perguntas acontecem basicamente envolvendo um pessoal participante desses encontros mensais. Quando alguns destes se encontram ausentes em determinado mês, ainda assim chegam a enviar perguntas escritas. Esses encontros duram de 3 a 4 dias. Fora desse grupo de pessoas, já formado antes das msgs (2005), o que sei é que nos foi facultado a fazer duas perguntas, logo depois da morte da Célia G. (nov/2016). Particularmente não cogito estender o envolvimento do blog nessa direção, pois sinto que me desgastaria".

      Excluir