OMA - Q/R - Parte 3A - Dezembro 2017


OMA - Q/R - Parte 3A - 13 de Dezembro de 2017
Mensagem de 13 de dezembro de 2017 (publicada em 26 de dezembro)
Origem francesa – recebida do site Les Transformations


Áudio da Leitura da Mensagem em Português - por Noemia
Clique aqui para fazer o download do áudio



Eh bem, caros amigos estou como sempre extremamente contente de estar com vocês para este último do ano e talvez o último dos últimos.  Então vamos primeiramente nos colocar alguns minutos no silêncio e aproveitar alguns instantes antes de vos deixar a palavra, da presença do Fogo Ígneo e que acompanhará minhas bênçãos, agora que vocês estão prontos.

Eh bem caros amigos vamos poder continuar a trocar através de vossas questões, de vossos testemunhos, de vossos sonhos e também, eu vos lembro, sobre tudo o que foi dito nesta semana e que corresponde para alguns entre vocês, ao que vocês vivem.  Então eu vos escuto.


… Bom dia, OMA. Começamos pelos sonhos e as perguntas que ficaram em suspenso da última vez.

Perfeitamente.


Questão : Bom dia OMA. Sendo adolescente, entre primos, lembro-me de ter dito que não estava interessada em ter um carro mais tarde. Eu o achava poluidor. Agora tenho cinquenta anos e comecei a estudar para dirigir, sem sucesso, e jamais pude conseguir minha permissão. De fato nunca tive um veículo terrestre. Sendo que o carro representa o veículo terrestre, onde está de meu veículo celeste ? Graças por vossa orientação.

Mas o carro representa o veículo terrestre nos sonhos, não na realidade. Não vejo bem o que pergunta esse irmão ou essa irmã. Porque ele me pergunta onde está ? Enquanto que eu não o conheço. Ou então não compreendi.


… parece-me perceber uma certa inquietação em relação à simbologia do veículo terrestre pelo fato de que ela não teve nenhum veículo como carro e o corpo dela e isto...

Antes, os veículos nos sonhos eram os cavalos antes que os carros existissem, não é. Hoje, você se desloca bem, portanto se você tem sonhos e você está em outro veículo ou não é você quem conduz, você não pode fazer correlações, eu explico a este irmão, hein, com qualquer analogia ou qualquer correspondência com o veículo de Eternidade.  Não é porque você não teve carro e que talvez para você era como devia ser, ou então você se programou inconscientemente em relação ao que você dizia na adolescência.

Mas pouco importa. Eu não vejo a relação que de algum modo este irmão estabelece, com o veículo celeste. Eu não compreendi bem o posicionamento da questão.  E como você disse que talvez ele pedia informações sobre seu próprio corpo de Eternidade. Mas eu não posso dizer nada mais do que vos foi dito esta semana.  Mas não precisa assimilar ao fato de não ter um carro real no plano em que vocês estão e os sonhos de carros.  O carro é assimilável efetivamente ao vosso veículo, uma vez que é lá dentro que vocês viajam quando vocês veem um carro durante a noite, mas é tudo.  Não há sobreposição ou qualquer analogia com o corpo de Eternidade.  E o corpo de Eternidade, caro irmão, eu te remeto a tudo o que foi dito, e tudo o que possivelmente é para viver ou vivenciar nestes tempos.  Mas além disso eu não posso dizer nada e particular em sobretudo não em relação ao fato de não ter carro.

Então passamos à questão seguinte.


Questão : sonho de uma irmã. Parece-me estar com um pequeno grupo do qual eu não me lembro. Estamos em uma praia, no entanto eu me sinto só.  Deixo essas pessoas e vou explorar os arredores. Estou surpresa de descobrir uma água límpida e o fundo turquesa, aqui ela é pouco profunda.  Banhando-me até as coxas, posso perceber algumas grandes pedras redondas. Passeando, recolho duas conchas. A primeira, uma grande porcelana, a segunda chama minha atenção pois me é desconhecida.  Ela é grande, quase prata, branca, com um desenho de cor bastante viva no centro, atravessando-a verticalmente. Tenho a intenção de oferecê-la ao meu companheiro , do qual estou em separação atualmente na vida, nos vemos de vez em quando.  A coloco em minha pequena mochila, devo forçar ligeiramente e ela entra justa.  Digo-me que devo estar em uma país quente, exótico.  Fim do sonho. Obrigada por nos dar vossa interpretação.

Então a primeira coisa, um grupo que está na praia, e pouco importa que isso seja nos trópicos ou nos fiordes noruegueses, mas o que é importante, ainda uma vez, e eu expliquei isso sobretudo nos últimos encontros.  Tudo o que está ligado à água, ao rio, que seja praia, que a água seja de um lago ou de um oceano quente, ou frio, não muda nada.  Isso anuncia a iminência da travessia.

Eu vos disse da última vez que íamos ter sonhos cada vez mais frequentes que significam a mesma coisa. É o sonho da partida.  E certamente essa pessoa se sente um pouco triste porque está só e efetivamente, mesmo se vocês estão em grupo, a travessia se faz só, exceto para aqueles que têm os corpos de Eternidade perfeitamente funcionais e que podem, de algum modo, viajar se posso dizer, em esquadrilha, por assim dizer. Não é exatamente isso, mas a ideia é essa.  Por outro lado a travessia, mesmo se vocês estão em grupo, mesmo se há um barco que está cheio, ela se vive na intimidade do que vocês poderiam nomear hoje, a solitude. Em seguida, essa irmã nos diz que vai passear e encontra as conchas.  As conchas sobre a areia então, uma vez que é uma praia, é o que vem das profundezas do mar, do fundo do mar, que esse mar seja muito profundo ou no limite de uma praia, não profundo.  Mas é sempre o que repousa, para as conchas, no fundo da água.

A concha por sua brancura, é o receptáculo do Espírito.  Aliás vocês sabem que existe nos países tropicais, as conchas que são batistérios, quer dizer que são lugares de bênçãos. Ou seja, a concha recolhe a quintessência da informação da água do oceano ou do mar, o que remete, é claro, ao elemento água, quer dizer Maria e também às águas das profundezas, quer dizer o que está escondido.  Então a travessia, neste caso, que não é vista mas que está preparada, porque a irmã espera algo nessa praia e ela vai buscar as conchas que ela tem a intenção de levar.  Portanto ela tem a intenção de oferecer alguma coisa de preciosa que vem dela mesma, não um objeto, mesmo se aí é representado por um objeto, mas que ela deve dar para poder atravessar, quer dizer, esse presente é de fato um presente que ela vai fazer a ela mesma no processo que ela descreve da separação, quer dizer de não mais estar implicada em nenhum vínculo, mesmo continuando a viver uma certa fraternidade uma vez que ela o reencontra. Não é uma separação com raiva.  Mas o sonho anuncia efetivamente a travessia, e também essa travessia nos dois planos.

Quer dizer que é tempo de romper as amarras com os apegos ao afetivo deste mundo, qualquer que seja e também, assim, preparar-se para fazer a travessia.  Então vocês veem, ela tem uma mochila. Ela coloca algo em sua mochila para dar, mas a sequência é claro não a conhecemos.  Mas a ideia de dar a concha já está inscrita, quer dizer liberar de algum modo sua parte feminina inconsciente, das forças de predação ligadas à masculinidade.  E essa masculinidade ela se exprime em todo ser humano deste mundo, devido mesmo às forças arquetípicas de predação que estavam presentes desde o confinamento.  Então, se vocês querem, há aí uma restituição, ou seja que ela restitui ao seu companheiro através da concha, sua liberdade, seu feminino, e ela recupera pela doação, seu próprio Feminino Sagrado.  Aí está o que eu posso dizer.

Você pode continuar.


Questão :dois sonhos de uma irmã ausente.  Primeiro sonho datado de um mês. Toda minha família genética e um grande número de conhecidos e pessoas da cidade se reúnem e partem em um ônibus para uma grande festa, um casamento talvez.  Percebo então que eu não tenho vestido de festa, obrigatório para estar ali. Renuncio então e me vejo perambular pelas ruas um pouco sombrias dessa grande cidade, muito próxima do município onde vivo atualmente.  Algumas pessoas perambulam pelas ruas vazias. Sinto-me triste, só e desamparada.  Fim do primeiro sonho.

Segundo sonho datando de alguns dias, parece fazer sequência ao precedente.
Uma grande festa tem lugar dentro de uma grande residência. Encontro-me no que parece o serviço de bastidores de um grande salão e lugar de acolhimento dos convidados. Percebo que não posso seguir os convidados neste salão porque o meu vestido de noite não está terminado de costurar. Olhando-me observo alguns panos de tecido branco ao redor do vestido, São esses mesmos que resta prender. A ideia de fazer exatamente quatro pontos rápidos, um para cada pano, atravessa-me. Dou-me conta contudo, que isso não será suficiente para levar este vestido e para apresentar-me a tempo. Fim do segundo sonho.

Oh é muito simples, sim há uma sequência lógica.  Então aí, vocês reencontram essa noção de reagrupamento, mas desta vez, não é a travessia, porque o ônibus cheio de pessoas de seu ambiente habitual, pelo que compreendi, vão a uma festa, um casamento, ela mesma disse.  E aliás a segunda festa também era um casamento.

Em um caso como no outro, há nesta irmã uma forma de culpa de nunca se acreditar pronta ou suficientemente digna para viver os casamentos. Portanto há, nesses sonhos algo que traduz essa culpa mental de não se acreditar pronta, ou suficientemente aberta ou desperta, para viver os casamentos que se vivem neste momento, eu vos lembro, entre vocês e a Eternidade, que deixa aparecer essa Eternidade de maneira concreta em vosso plano e distancia de vocês tudo o que constituía a estrutura da personalidade e mesmo o corpo físico para aqueles entre vocês que vivem as percepções e que veem o corpo de Eternidade.

Portanto esta irmã exprime através desses dois sonhos, o fato de que ela também pode ir à festa, porque a roupa exterior não é a vestimenta de Luz, então não há nada para, como dizer, a aperfeiçoar, a melhorar no nível da aparência, no nível da pessoa.  São as crenças de teu próprio mental que te sugerem em sonho e te dizem que você não está pronta.  Mas de fato, você sempre esteve pronta, mas há efetivamente uma forma de culpa, particular, que é a de não se acreditar pronta.

Aliás esta irmã, e ela não pode nos responder, ela deve observar que durante sua vida, ela sempre teve esse sentimento não de urgência, mas de que as coisas não estavam perfeitas ou que sempre faltava algo, portanto um sentimento de incompletude, mas que está ligado unicamente ao posicionamento da pessoa.

Vocês o sabem, a Eternidade está aí, e cada um, mesmo se não tem consciência desse corpo de Eternidade no momento, todos vocês o têm sem nenhuma exceção. Eu falo dos humanos alma e não dos portais orgânicos, é claro.  Aí está o que eu posso dizer deste sonho.  Quer dizer que ele se reproduz mais de uma vez, uma segunda festa sem se reagrupar, mas precisava entrar em uma casa e , como você disse, há uma sala que é o salão onde você não pode entrar. Esse salão é a sala onde se vive. Não é a sala onde se dorme, não é a sala onde se come, não é o lugar das memórias como os sótãos e os porões. É a sala onde se vive em pleno dia.   De fato se chama sala de estar. Então a sala de estar, agora vocês a chamam de sala de estar ou de comer indistintamente.  Mas a sala de estar não tem a mesma energia que a sala de comer. E em um sonho, a sala de estar diz o que deve ser acolhido, o que é visto.  Mas evidentemente essa irmã não entra ali porque ela se sente culpada em relação a alguma coisa que não está completamente costurado ou que parece não estar acabado.

Portanto são advertências, não somente de confiar na aparência do vestido, quer dizer da pessoa.  Porque se você está nessa casa, isso quer dizer que você está convidada, quer dizer que não há uma sala em que você não tem o direito de entrar.  E eu te assinalo além disso que no primeiro sonho, é você que fica na rua, porque você não se julga digna de ir ao casamento.  E o sonho atrai tua atenção duas vezes, dizendo que é necessário deixar cair as culpas com o que é vivido, tanto mais que hoje nós vos repetimos com insistência, já desde alguns meses, que todas essas etapas que vos pareciam primordiais e que foram importantes e primordiais, para o coletivo, de viver as vibrações e tudo, encontra seu objetivo final.

Porque os irmãos e as irmãs hoje, que são os últimos e que nunca viveram nada, são os primeiros.  Mas para isso, é claro, para esses irmãos e irmãs, é preferível acolher, quer dizer não buscar conquistar qualquer coisa. Não há nada a conquistar porque é natural, mas precisa ao menos ver claro, ou seja não estar na culpa ou se colocar em distância, dizendo que é necessário que eu termine isto ou aquilo, eu não vivenciei isto ou aquilo, devo colocar em ordem aqui ou ali, você vê.

E que esta irmã esteja totalmente desperta ou totalmente adormecida não muda nada a situação, é simplesmente uma crença, sobretudo agora, eu vos disse que vocês não têm mais de acreditar nisto ou naquilo em função das vibrações ou não vibrações, das Coroas ou não Coroas.

Continuamos.


Questão : sonho de uma irmã, que data de um mês.  Sonho de uma irmã, que data cerca de um mês. Estou num automóvel do lado do passageiro e o meu marido conduz. É noite eu creio, quando de repente vejo no meio da estrada uma imensa serpente muito branca enrolada sobre ela mesma e que parece dormir. Grito ao meu marido para prestar atenção, e não passar por acima mas é demasiado tarde. O automóvel perde o equilíbrio mas se estabiliza sobre a estrada. Nesse momento vejo sobre o lado direito, ao longo de toda a estrada, serpentes idênticas à primeira, mas um pouco menores. Todas são brancas e enroladas sobre elas mesmas. Tudo está calmo, todas parecem dormir. Observo tudo aquilo, e começa uma curva e , mais nada. O sonho termina. Obrigada por esclarecer-me. Com gratidão e amor.


A serpente enrola sobre ela mesma, sobretudo branca, hein, não multicolorida como em algumas visões, neste sonho, corresponde aos ciclos, vocês sabem, ao Ouroboros, quer dizer a serpente que morde a própria cauda, é também o Sansara, o fim, é o mundo ilusório.  Portanto a serpente branca aí não está em relação com outra coisa senão isso. Mas aí há uma que é atropelada e depois há outras dos lados e depois a estrada, e mais nada.  Ela mesma o disse, é o fim do sonho.  Mas depois de ter passado isso, o sonho se interrompe, para ou termina.

Simplesmente isso significa que você está em viagem para por fim ao Sansara. E o que é que se passa depois de ter atropelado, não com os pés, com as rodas do carro, a serpente, você constata que está cheio de outras menores.  Quer dizer que você não tem mais de parar agora nas circunstâncias de qualquer passado, nem mesmo em qualquer projeção concernente ao que é para viver neste período.  Nós vos demos elementos esclarecedores suficientes sobre o desenrolar dos eventos agora.  E vocês não se ocupem disso, ocupem-se de vosso Coração, quer dizer neste estado que está aberto a todo o mundo.

E é o que te diz este sonho, não há inquietação a ter. Aliás uma vez que a serpente foi atropelada, que desestabiliza um pouco o carro, quer dizer que as crenças que ainda permanecem ativas encontram-se ultrapassadas e atropeladas, portanto terminadas. E nesse momento, o que é que você constata ? Não há mais necessidade de estrada, porque o sonho parou.  Não houve destino.

Da mesma maneira que geralmente nos sonhos de água, de travessia, vocês veem o ponto de partida e vocês não veem o ponto de chegada.  É normal, o sonho não pode vos mostrar o desconhecido, ele o sugere.  Que isso seja de carro ou se vocês sobem em um barco num cais, é excepcional ver o fim da viagem, porque o fim da viagem, porque não há jamais, uma vez que vocês deixam as margens do conhecido.  E é exatamente o que vos dizem os três primeiros irmãos e irmãs através desses diferentes sonhos, é exatamente isso. Nada há a preparar, nada há a esperar, nada há há temer. Estejam simplesmente aí e deixem desenrolar-se o que se desenrola. E todos os sonhos que vocês me mostram, e aliás também ou no início dos encontros, assinalam e mostram a mesma coisa.

Então, continuamos.


Questão : sonho de uma irmã ausente.  Bom-dia OMA. Tive um sonho que gostaria de apresentá-lo. Nadava numa água cristalina pouco profunda. Encontrava-me inteiramente sob a água, o fundo arenoso quase ao alcance. Levava um biquíni vermelho. Guardo uma lembrança muito agradável. Agradeço-vos por trazer vosso esclarecimento sobre este sonho.


Eu creio que durante esta semana, houve alusão aos  sonhos de vôos.  Mas os sonhos de água são exatamente a mesma coisa.  O sonho de vôo é mais livre, quer dizer que vocês abandonaram suficientemente os fardos da pessoa, dos karmas e todas essas besteiras espirituais ou das ilusões da new-Age e nesse momento, vocês voam no ar.  Por outro lado nadar na água e em particular em uma água limpa, é claro, ela tem um biquini vermelho, que é o fogo. Mas todos os fogos, tanto o fogo vital como o Fogo Vibral manifestado pelo elemento Fogo. É a tradução do Fogo Ígneo na matéria, que põe o fogo na matéria carbonada, hein, é exatamente a mesma coisa.

Quer vocês estejam nos sonhos de voo, nos sonhos de travessia, na água, na terra, ou nadar na água como aqui, evoca alguém que limpou-se, que foi purificado pela Luz, de todas as imperfeições.  Portanto os sonhos de voo e os sonhos de água cristalina onde vocês estão ou nas quais vocês viajam, assinalam a Liberação que está em curso e vos anunciam isso em vossos sonhos de maneira cada vez mais precisa.

Continuamos.


Questão : uma irmã ausente : Bom-dia OMA. Sempre tive necessidade de fazer, após almoçar, uma sesta mais ou menos longa. Nestes últimos tempos várias vezes, cheguei  a despertar em sobressalto por um som. Aquilo poderia assemelhar-se à alguém que pronuncia uma palavra mas esta permanece incompreensível. É que me faz assemelhá-lo a um som. Sua intensidade não aumenta nem de murmúrio, nem de grito, situa-se entre os dois. É então como uma palavra que não compreendo, pode esclarecer-me sobre este ponto? Agradeço-vos.

Oh este sonho te anuncia teu despertar. Além disso você desperta quando o ouve, sem saber o que é dito.  O fato de ser chamado em sonho, e aí eu não falo do Apelo de Maria, mas todavia, é o chamado para despertar e não crer mais nos contos, nos conceitos, nas ideias, mas acreditar unicamente no que você vive.  E tudo isso também, eu não vou te dizer o que quer dizer a palavra, eu não sei, nem mesmo sei quem a pronunciou.  Mas o que é importante, é que isso te desperta em sobressalto.  Portanto isso muda teu estado de consciência.  Você passa do sono, ao despertar, à consciência comum, porque alguém te chamou. Com isso anuncia-se o Apelo de Maria a vir, mas antes de tudo, se posso dizer, de tua Eternidade e do Fogo Ígneo que agora está acoplado.  É um chamado à Ressurreição.

Podemos continuar.


Questão : Dois sonhos de um irmão ausente.  Em meados de novembro, sonhei que entrava em uma grande e magnífica mesquita enquanto que não sou nem muçulmano ou religioso. As pessoas estavam começando a orar como fazem os muçulmanos. Fiz parecido e adormeci. Despertei no centro de uma enorme sala na forma de cúpula e havia muitas pessoas presentes e silenciosas. Eu estava deitado de barriga para baixo sobre os degraus de um altar ao pés de um ser. Estava sem pensamentos, letárgico, e só pude ver a parte inferior da túnica branca do ser na minha frente. Em seguida ele fez um sinal da cruz sobre o eixo OD-AL e IM-IS da minha cabeça. Depois de novo tornei a adormecer. Acrescento que me acontece frequentemente adormecer dentro dos meus sonhos.

Segundo sonho. Ele acrescenta: a Luz enviou-me a instalar-me na Finlândia ao princípio de janeiro após um ano de  inatividade na França. 
Tive um sonho na noite de 6 a 7 de dezembro, onde procurava colegas de quarto. Era sentado em um escritório diante de uma pessoa, em seguida o meu telefone tocou. Uma mulher que parece-me familiar me disse que finalmente se faria uma acomodação para seis pessoas em vez de três. Respondi que não havia nenhum problema para mim, mas que era necessário mesmo assim que os outros colegas estivessem de acordo. Em seguida desperto.
Posso acrescentar um testemunho :  Acabo de viver algo de magnífico. Durante a minha sesta de 7 de dezembro, tive vários pequenos sonhos como se eu atravessasse várias realidades. No início vivia as situações que eram apresentadas. Em seguida eu me disse que não era isso e que de fato devia estar fazendo a sesta e de alguma maneira estar buscando o Coração. Depois minha consciência retornou em meu Coração, com o coração muito vibrante. Levei minha consciência sobre o ponto AL, que se pôs a vibrar fortemente. Tentei com outros pontos como IM e IS da garganta que vibraram fortemente também. Então tentei com os diferentes corpos e o Coração para realmente verificar que eu certamente controlava as vibrações e era mágico. Não sei porque, mas eu me disse que estava conhecendo o corpo de Existência. Então fiz vibrar o Verbo IM e vos chamei por curiosidade Omraam Mikaël e o meu corpo começou a mover-se sozinho, como se eu não controlasse mais nada. Deixei acontecer no início, mas no momento em que ia começar a ser pendurado por um acima da minha cama, parei porque estava incômodo. Depois, despertei constatando que não era certamente o meu corpo físico que estava preso por um pé.

Isso corresponde perfeitamente ao que nós explicamos, uns e outros, durante esta semana.  Eu falo da última parte. E vocês serão cada vez mais numerosos a vivê-lo, não é ?  Então esta pessoa teve este sonho, de fato nesta experiência, onde ela se encontrou no corpo de Eternidade e observando o que ela diz, pendurado por um pé.  É o momento em que é necessário eliminar-se de todas as posses. Não são vocês quem o decide, como eu já disse e como isso já vos foi dito, é a Luz que o realiza. E parecido no primeiro sonho.

Ele entra em um lugar de prece, essa pessoa não é muçulmana, mas depois ela se encontra em um ambiente diferente, ela está deitada no solo em posição horizontal. E aliás vocês constatam, isso vos foi dito, que agora vocês não têm a mesma consciência quando vocês estão em pé e quando estão deitados. A verticalidade, a a horizontalidade de vosso corpo ativam coisas muito diferentes, e não no nível de dormir, é claro, vocês não dormem em pé, isso ainda não pode existir.

Mas simplesmente isso quer dizer que há algo que está ali e que espera que vosso corpo esteja em repouso, eu não falo de sono, mas em repouso no nível muscular, para manifestar-se.  E aliás, o Arcanjo Anael vos comunicou um certo número de gestos desde vários encontros.  Os gestos que ele deu agora são para aplicar sobretudo quando vocês estão deitados, porque vocês vão constatar a diferença quando vocês estão em pé e quando estão deitados, qualquer que seja o objetivo de estar deitado, que seja a sesta, meditar, orar ou simplesmente estar deitado.

Vocês vão constatar de maneira cada vez mais extensiva sobre a terra, a realidade de vosso corpo de Eternidade.  É exatamente o que está em vias de se passar.  Portanto o primeiro como o segundo sonho, apenas assinalam que agora, e como na última experiência, que você está pronto para quê ?  Para estar pendurado, ou seja a Ressurreição.  E tudo te anuncia pela experiência, pelos sonhos, que você está pronto. E além disso como você diz, há uma cruz traçada na cabeça e como você está deitado diante do altar, certamente você vê apenas os pés, com sandálias, hein, e a barra de uma vestimenta.  Mas não é importante que seja o Cristo ou não.  O que é importante é a unção realizada, que ela seja na testa ou antes no conjunto da coroa cardinal, é o que realiza o Cubo Metatrônico que se deposita em vocês.  Ele cria a unção da Luz.

Quando vocês recebem essa unção, vocês não são um chamado que vive as Coroas, vocês são um eleito, quer dizer, esta eleição, é o quê ?  Não é ser melhor ou mais elevado, a eleição compreende unicamente a Ascensão. Quer dizer que não somente esses irmãos e essas irmãs que vivem isso ou pela experiência do corpo de Eternidade que é percebido e que se eleva, assinala simplesmente a realidade de vossa Ascensão no corpo de Glória e portanto o acesso ao quê ?  Não somente à vossa dimensão de origem, nem mesmo aos campos de experiência da consciência, mas vocês já sabem que vocês estão além de toda dimensão, como de toda forma. E aí é eloquente também, houve a bênção e depois, em alguns dias creio, ele nos fala dessa experiência em que ele percebeu um outro corpo.  Portanto vocês veem aí também há uma lógica através dos sonhos, como eu disse em relação aos sonhos de travessia, vocês verão que neste mês de dezembro teremos cada vez mais sonhos ao mesmo tempo de travessia ou de medo de travessia, de não se sentir digno e outros que fazem a travessia e não têm mais necessidade de ver outra coisa senão sua cama, de estar no ambiente natural e viver a Ascensão. É isso que está prestes a se passar.

Então, continuamos.


Questão : Dois sonhos de um irmão. Sou um homem de cinquenta anos. Primeiro sonho em novembro. É cedo de manhã, durmo. Desperto e percebo que estou deitado sobre um sofá em um salão, não é a minha casa.

O sofá é branco.

Aí está. E ele está revestido de branco...


Estou coberto por um pano branco, a janela tem uma cortina branca transparente que permite a entrada de uma luz externa sutil que me permite ver vagamente os móveis do ambiente. O salão tem dezenas de gatos de diferentes cores, pretos, brancos e coloridos. Os gatos deslocam-se na sala e alguns entre eles são deitados sobre a costas do sofá. Observo que dois sob o sofá, na altura das minhas pernas. Eles se movem. Bato as minhas pernas sobre a poltrona para acalmá-los porque tenho sono e que quero voltar a adormecer. Nesse momento desperto do sonho dobrando as minhas pernas sobre o colchão da minha cama, no meu quarto, realmente presente. alguma explicação para este sonho? Muito obrigado.

Ele está deitado e dorme de branco, coberto de branco, em uma sala branca, com uma janela que tem cortinas brancas e ele me pergunta o que isso quer dizer. Bem-vindo à Ressurreição e em sua linhagem de origem, Sírius. É simples, não ?

… Sim.

Então continuamos.


… Segundo sonho. Segundo sonho. Do princípio de dezembro, deste mesmo irmão. Sou um corredor num automóvel de corrida. Estou no automóvel para o início de uma competição. A corrida começa, o automóvel move-se sozinho.

Eu ia dizer, ele se move sozinho ?


Sim. Não tenho as mãos sobre o volante. Logo que o automóvel começar a se  mover, um homem no início da pista comanda um grande cão no meu automóvel. Sei que é uma força das trevas. O cão é feroz e tem a cor bege. Ele senta sobre o banco do passageiro e vem para atacar-me. Antes que ele me morda, apanho-lhe o pescoço e começo a estrangulá-lo. Ele resiste e aperto mais forte até que ele morre. Posso sentir os ossos do seu pescoço se quebrarem durante o estrangulamento. O seu corpo morto sobre o banco do passageiro transforma-se muito num pequeno cão sem pelo. Sinto-me culpado por ter matado um animal. Desperto muito agitado. uma explicação para este sonho? Obrigado.

Bem sim, é claro, aliás você mesmo diz que você não tem o volante. É o corpo de Eternidade desta vez aqui.  Exceto que você, tem a impressão de que é uma corrida, não é uma corrida. E o que é que se passa nesse carro ?  Ficam forças inconscientes, o cão bege. E aí, você o mata.  Quer dizer que você percebeu que havia resistências que estavam ali, ligadas provavelmente a memórias, desta vez, hein, porque o cão efetivamente, como este irmão diz está ligado, apesar de tudo, frequentemente aos sonhos, exceto os cães muito claros, aí o bege, não, isso corresponde às adversidades, digamos ligadas às memórias ou aos comportamentos.

Mas aí, como você parte para fazer a corrida e o carro se conduz sozinho, você diz que não toca no volante, ele se move sozinho e nesse momento você percebe a presença do cão. Você mata esse grande cão e há um pequeno cão sem pelo, quer dizer que você viu os últimos apegos ou as últimas resistências à tua Liberdade e que se transformam em um cão totalmente inofensivo.  Quer dizer que agora teu inconsciente se revela a você. Você o vê claramente mas ele não representa mais nenhum perigo. E aliás o carro o diz porque você está prestes a matar um cão ao invés de conduzir o carro.  E aliás o carro se conduz sozinho. E isso verdadeiramente te assinala o fim dos antagonismos, o fim da dualidade.  E o primeiro sonho o dizia.  Mas como todos vocês sabem, ainda hoje na terra, nós temos a tendência a querer fazer reviver os velhos fantasmas ou encontrar explicações, sobre nosso personagem, sobre o que é sentido, vivido.  Mas isso não apresenta nenhum interesse. E os dois sonhos, a sucessão dos dois sonhos é aí também muito característico do processo de Liberação que está em curso e da Ascensão para alguns.

Outro sonho.


Questão : Bom-dia OMA. Sempre um grande obrigado por vossa presença. Tenho vidas anteriores que ainda me aparecem. São cenas felizes e não guardo nenhuma emoção nem grande interesse. Atualmente qual é o interesse destas revelações? Muito obrigado por vosso esclarecimento.

Mas eu já te disse há muito tempo.  Isso não tem nenhuma espécie de interesse. É o que deve ser visto e atravessado, sobretudo não retê-lo, não interessar-se, constatar que isso passa.  É sempre a pessoa, o pequeno ego que quer se apropriar, conhecer, descobrir o que está escondido.  Mas enquanto você busca descobrir o que está escondido em meio a este mundo, uma vez que as vidas passadas aparecem, é claro, neste mundo, você não pode estar totalmente livre.  Ou seja que há ainda, eu diria, uma forma de curiosidade que hoje não é mais um estimulante, mas um obstáculo.  Não o que você vivenciou, mas a questão que você coloca.  Simplesmente quer dizer, e eu creio que eu já disse para muitos, quando vocês têm visões que se passam quando vocês estão deitados, vocês dormem ou meditam.  Não as parem.  Se a visão vos mostra uma cena, não vão complicar o assunto, atravessem isso e aliás essa irmã diz, não houve emoções particulares, mas voltando o ego está ali e quer saber o que era, ele quer apropriar-se ao invés de deixar passar.  É simples, claro e preciso.

Não parem nada do que se produz em qualquer experiência que seja, com vosso mental.  As experiências, nós vos explicamos esta semana, mesmo as mais magníficas, apenas passam.  Vocês não passarão jamais.  Portanto não se ocupem disso agora. Em um dado momento vocês procurarão essa tranquilidade, essa alegria, na natureza, com os Povos da natureza, nós vos dissemos, é claro.  Mas agora, quando são os sonhos ou quando são as visões completamente reais, não busquem, mesmo depois, querer explicá-las.  Vocês não têm mais tempo para se ocuparem de vosso personagem se não é para se assegurarem de que ele esteja nas melhores condições possível, aqui e agora. Mas tudo o que vem do passado que vos é mostrado ou tudo o que vem de um futuro que é encorajador, nós o vimos com as experiências aí, ou os sonhos, só deve tranquilizá-los.  Mas não busquem entender com o que resta de vosso personagem, para compreender.   Porque a palavra compreender é bonita, mas só é o sinal de que alguém tem necessidade de apropriar-se, de uma avidez. Então isso se chama compreensão, mas é sempre a necessidade de levar para sua pequena pessoa, para seu personagem o que é vivido.  E vocês sabem que não há nenhuma possibilidade de saída nisso.

Então se vocês estão presos às visões, se vocês vivem experiências muito intensas, prestem atenção, se posso dizer, para não se fixarem no que é vivido para fazê-lo reviver. O que se vive como experiência, que foi vivenciado, não tem de ser vivenciado, nem mesmo evocado. É claro, vocês sempre têm necessidade de compreender, mas o teor e a intensidade dessas experiências, dos sonhos, das percepções que vocês vão viver e que vocês vivem, não implicam em nenhuma interpretação, nem em nenhuma explicação.  Deixem desenrolar-se a experiência, porque é deixando a experiência desenrolar-se que isso se refere ao corpo de Eternidade, os sonhos, as visões, as vidas passadas, ou não importa o que, não se apreendam disso. Deixem o sacrifício viver-se e deixem a Ressurreição se produzir. Não parem nada e não retenham nada, sobretudo nesses mecanismos que eu explico.  Mas eu espero que aqueles que tiveram esses sonhos e que vão tê-los agora, terão a informação. Isso não vai mudar grande coisa no desenrolar, mas pelo menos acalmará o ego.

Vamos, continuamos.


Questão :  pedido de uma irmã ausente. Bom-dia OMA. Desde o mês de março deste ano, as vibrações em todo o corpo aumentaram, a Coroa da cabeça ativou-se neste período do mês de março, em seguida a Coroa do Coração ativou-se durante o mês de agosto. Depois, após  a Radiância dos Arcanjos no fim de setembro, a Coroa do sacro se fez sentir, não ativada mas antes muito dolorosa, como mini-bloqueios no nível dos nervos sacro-ilíacos. Isto durou do fim de setembro até o princípio de dezembro. E depois quando de um alinhamento, como evidência, conectei-me às Estrelas Hic et Nunc da Coroa da cabeça conectando-me às Portas Hic e Nunc do sacro. E a fusão das três lareiras ativou-se. O aumento das vibrações multiplicou-se, desdobrando o corpo de Existência. uma ligação entre estas duas Estrelas Hic e Nunc da cabeça e o sacro? Obrigado por esclarecer-me.

Mas há uma conexão entre todas as Estrelas e Portas que têm o mesmo nome, é claro.  É exatamente a mesma coisa.  E além disso vocês talvez tenham observado que vocês têm um ponto IM ou HIC no nível da cabeça e que vocês têm dois no corpo.  Isso é um grande mistério, e um que está situado na garganta, que é o lugar da reversão e da passagem para acessar À Ascensão.  Então o que é interessante nesta irmã, é que ela ilustra através de seus dizeres que a consciência e a Luz e agora o Fogo Ígneo, seguem vosso pensamento.  Se vocês pensam nos problemas eles vão explodir.  Se vocês pensam em uma Estrela ou uma Porta, ela vai se colocar em serviço, muito simplesmente.  É por isso que nós insistimos para aqueles que não vivem nada dessas Coroas, aí você vivenciou as três, então é a ignição da Merkabah interdimensional e o momento que te anuncia também a Liberdade e a Ascensão da terra, em sua fase terminal.  Portanto vocês veem, vocês têm a ilustração de uma irmã que sofria em um local preciso, que teve a ideia de levar sua consciência sobre as Estrelas e as Portas, e ela não nos diz se ela não tinha mais dores depois, o que deve ser o caso.

Mas todos vocês têm a possibilidade, mesmo sem viver as vibrações, de levar vossa atenção sobre uma Estrela ou uma Porta e ver o que se desenrola. Vocês não têm mesmo mais a necessidade de levar as mãos por muito tempo, creio que Anael vos disse.  Depois vocês não terão mais necessidade de colocar nada uma vez que a Luz, o Amor, a vibração percebida ou não e o Fogo Ígneo seguem o pensamento. Portanto o testemunho dessa pessoa nos diz verdadeiramente a realidade do que se pode viver hoje.  E é claro,   se vocês estão preocupados ou muito ocupados em resolver um pequeno problema de vossa pessoa ou se estão em vossas ilusões espirituais, vocês perdem o essencial do que é para viver, que é unicamente um estado que não é simplesmente uma experiência.  Visto que desde o instante em que vocês vão vivê-lo de uma maneira ou de outra, que isso seja através das Teofanias, as Endofanias, com as precipitações do Fogo Ígneo que acontecem desde que o sol se pôs, até o meio da noite. Aí vocês não têm nada a pedir, vocês têm somente de acolher.  Eu creio que as Estrelas e os Anciãos insistiram fortemente sobre isso.

Cabe a vocês colocarem em obra uma vez que vos dissemos que é simples, vocês não podem sair com uns argumentos de vossa cabeça me dizendo que vocês não vivem nada.  Visto que vocês o vivem, mesmo se vocês não vivem nada no nível Vibral e energético.  Visto que em todo o mundo o corpo de Eternidade está aí. Alguma coisa, se vocês não o percebem, que vocês não conhecem, mas vocês têm os pontos reais de junção, de certo modo, e também de dissolução entre o efêmero e o Eterno, que são todas as estruturas que se desenvolveram sobre vosso corpo físico e em particular os pontos de junção do efêmero de do Eterno, que são o quê ?  Não são os chakras, são as Estrelas e as Portas.  E hoje, nós vos dissemos, se vocês pensam em uma Porta, se vocês pensam em uma Estrela, vocês vão viver os efeitos na consciência, mesmo sem nenhuma vibração.  Foi isso que nós vos dissemos.

Havia uma questão precisa aí, ou eu já respondi ?


… sim, você respondeu.

Questão : uma irmã ausente. Caro OMA em primeiro lugar todos os agradecimentos. Eu vos amo. Desde algum tempo, percebo como uma luz branca que emerge na periferia do meu corpo do lado esquerdo, ultimamente  vejo esta luz emergir à minha direita. O que isso quer dizer?

É o corpo de Eternidade, eu vos disse ele é branco.  Ele só pode ser branco aqui neste mundo.  Vocês veem vosso corpo de Eternidade.  Não é um sonho, não é uma ilusão, não é o astral, é a estrita verdade.  Vocês começarão por ver vosso corpo de Eternidade e depois vão ver, tudo o que anda, se posso dizer, em vosso quarto, por toda parte. Tudo o que vos era invisível, não somente os Povos da natureza quando vocês vão em seu ambiente ou quando eles vêm ver vocês, mas tudo o que chamamos as larvas, as entidades, as energias, os pensamentos.  Vocês vão ver a Verdade, quer dizer que vocês vão ver que além do personagem que vocês acreditam ser, há uns fios acima e uma mão que mantém tudo isso e que o move.  Não são vocês que fazem os movimentos de toda vossa vida, apesar do confinamento que existia. Simplesmente tudo isso se revela.

E vocês veem, não há melhor testemunho.  Muito simplesmente vocês veem o branco porque é vosso corpo de Eternidade.  E vossa consciência, assim que vocês veem esse corpo de Eternidade, vocês constatarão que vocês podem deslizar literalmente de um veículo a outro, sem que haja o menor medo, o menos sofrimento ou a menor reticência também.  Vocês veem que a Ascensão ou a Liberação, é um processo extremamente simples.  É evidente, mesmo se vocês ainda colocam questões, o que faz essa Luz Branca à esquerda e depois à direita ?  Mas é você mesma.  É teu corpo de Eternidade.  E vocês são, nós o vemos dali onde estamos, vocês são cada vez mais numerosos.

Creio que eu tinha pedido às Estrelas ou aos Anciãos e aos Arcanjos também, para vos dizer que agora vocês podem entrar em Teofania, aliás quer vocês a iniciem ou não, em horários ou fora dos horários.  Vocês não criam uma egrégora de modo algum, nós não estamos mais nas egrégoras.  Mas vocês podem trazer um sopro de liberdade por toda parte sobre a terra e é nisso que vocês têm agora, não digo obrigação, mas a responsabilidade de alimentar essa Eternidade, não para vocês uma vez que vocês a veem, mas de permanecerem tranquilos, de deitarem, de responderem às injunções da Luz, não para vocês uma vez que vocês veem esse corpo de Eternidade.  Isso quer dizer que é suficiente, não busquem mais experiências, deixem ser. É o que vocês são e não o que vocês creem ser, prisioneiros aí nesse corpo.

Vocês aí estão, nós vos dissemos desde 8 de março. Vocês têm as confirmações nas vivências, em vossos sonhos, nos eventos da terra, nas vibrações, mesmo na capacidade dos irmãos adormecidos de serem liberados instantaneamente.  O que mais é necessário como provas ?  Não é questão de adotar uma postura, de dizer eu faço como se nada acontecesse, até o tempo em que eu tenha a certeza de ver algo no céu ou de ouvir Maria que me chama.  Porque aí, sim, efetivamente, vocês arriscam experimentar uma certa forma de reticência ou de resistências ou de sofrimento.  Então, a Eternidade só pede uma coisa, é de vos trazer a prova de que vocês são isso.  Mas a partir de vossa pessoa vocês não terão nenhuma prova, só os sonhos serão esclarecedores.

Eu falo para aqueles que dormem, hein. E para aqueles que sentem as vibrações e que veem as coisas, vão, ultrapassem também as experiências. Vocês jogaram bastante, não ?  Vocês se divertiram bastante, vocês viram, isso não quer dizer parar, isso quer dizer que é necessário ir além da experiência, na Vacuidade. Deixem o Branco estar aí. Deixem vossa Eternidade realmente e concretamente agora, para alguns, tomar o comando de vossa vida. E vocês terão a surpresa, se não houver outros encontros, de constatar que vocês têm irmãos e irmãs que sem nenhuma questão vivem o corpo de Eternidade que está aí.  E é uma grande Alegria, uma grande Paz. Mas se vocês querem que o corpo de Eternidade se revele em totalidade no nível de vossa  consciência, mesmo se vocês não vibram, de graça deixem as coisas se fazerem, elas não têm necessidade de vocês, de vosso pequeno personagem, de vossas pequenas experiências, de vossas pequenas ou grandes vibrações.  Tudo isso acabou. Nós nos matamos de vos dizer.  Sejam espontâneos, estejam nos quatro pilares e é tudo.  Todo o resto se faz sozinho.  Não tenham o orgulho de acreditarem agora que são vocês que vão progredir. É a Eternidade que progride, vocês, vocês desaparecem, e inclusive alguns, seriamente mesmo. Então o que mais vos dizer ?

Mas o ego quer entender minhas palavras. E em um dado momento, tranquilizem-se e aliás alguns o vivem, vocês não podem mais jogar, qualquer jogo que seja.  A Luz vos derruba. Vocês estão deitados, o Fogo Ígneo nasce e aí é a tela Branca. E ali está a Verdade.

As experiências, mesmo as mais extraordinárias neste mundo, que alguns de vocês vivem, nós já sugerimos, eram apenas uma preparação para o que se passa agora. E não para alimentar o que quer que isso seja.

Então é claro que o ambiente adequado, a natureza, os Elfos, os Dragões, é mesmo melhor do que um apartamento em uma cidade, é claro.  Mas não é um obstáculo maior uma vez que a Eternidade está aí.  Vocês não têm necessidade, vocês, de serem perfeitos ou de estarem prontos visto que o corpo de Eternidade está pronto.  Não são vocês quem tem de estar pronto. E nós vos dissemos que todos os corpos de Eternidade estão aí.  Mas se toda vossa consciência, todo vosso interesse está colocado na experiência e na pessoa, como vocês querem dar lugar ao que vocês são, agora que tudo está aí ?  E além disso para aqueles de vocês que têm longas histórias espirituais, vocês vão viver mesmo assim uma certa forma de amargura quando vocês virem que aqueles que eram muito materialistas, ateus e que se riam de vocês, vão se tornar os primeiros e os mais luminosos.  Porque eles estavam na simplicidade. Eles estavam totalmente encarnados e não tinham medo da morte, eles simplesmente viviam o Instante Presente.  Então para a maioria dos irmãos e das irmãs que buscaram, vocês passaram vosso tempo a eras no passado ou a tentar melhorar vosso futuro através da espiritualidade e não do conhecimento de si.

Aí está porque os primeiros serão os últimos.  Eu não falo dos liberados vivos, mas daqueles que viviam as energias ou as vibrações, talvez desde toda a vida, ou mesmo desde numerosas vidas.  Eles estavam persuadidos de progredir e de serem ainda melhores do que os outros.  Eles vão cair do alto, na fase efêmera, mas não para a Eternidade porque eles também estão liberados, é claro.  Portanto vocês veem, deixem ser a Verdade.

É totalmente simples ! Vocês não tem necessidade de vosso intelecto, de vossas histórias, de vossas vibrações e de vossas energias.  O trabalho vibratório foi concluído, o Fogo Ígneo está aí. É a verdade.

Então, continuamos.


… Segunda pergunta dessa mesma irmã. cerca de dias passei uma parte da noite em comunhão e no Fogo Ígneo num estado específico entre o sono e o desperto. Em certos momentos vi aparecer o meu corpo de Eternidade num Branco resplandecente num estado de alegria e de rir. Depois adormeci e comecei a sonhar. Estou numa estação, havia muitas pessoas e um trem pronto para partir, mas devia esperar alguém e eu não podia entrar. Disseram-me que esperavam, mas o tempo passou e o trem partiu sem mim. Finalmente decidi deixar a estação. Fora havia uma máquina de cor Branca, uma locomotiva que estava para mim. Devia entrar e conduzir esta locomotiva. Disseram-me que não poderia enganar-me porque o trem deve seguir os trilhos do caminho. Desperto antes de entrar no trem.

Simplesmente o sonho te diz, sobretudo depois de ter vivenciado a comunhão e o corpo de Eternidade, teu corpo de Eternidade te diz que você não tem necessidade de esperar a nada, nem a ninguém.  E aliás se você acredita que deve esperar, teu carro, tua locomotiva branca, ela já está aí.  Então não se interesse por quem se atrasa, por tua família.  Ocupe-se disso, é claro, no plano material, mas neste gênero de Existência, todas essas preocupações não têm lugar de ser.  Vocês veem, sobretudo após a experiência que ela vivenciou antes de adormecer.  Não serve para nada se projetarem em uma incapacidade ou encontrar o argumento, - o álibi , como agora chamo isso -, de dizer que vocês não estão prontos.  Porque vocês me fazem rir quando dizem isso. Uma vez que a terra inteira, a Confederação Intergaláctica está pronta, a Terra está pronta, Nibiru está quase visível, e já é visível em alguns lugares. As Trombetas se generalizam. O que é que vocês esperam ? De onde vem essa noção de acreditar que vos é necessário tempo ou melhorar alguma coisa ?
                                                                          
E vocês veem os testemunhos, eu vos disse, cada vez mais vocês verão pessoas que percebem seus corpos de Eternidade.  E o sentimento imediato é a Alegria e a Paz.  É o bálsamo da Paz e da Alegria.  O que mais vocês querem ?  esse bálsamo da Alegria põe fim a toda personificação, à toda forma, à toda dúvida, à toda questão.  Vocês não têm nada a preparar, acabou.  A Luz vos tomará onde quer que vocês estejam, quando eu digo isso, que isso sejam os sinais celestes, o Apelo de Maria, o retorno do Apelo de Maria, não se preocupem nem de vossos filhos, nem do que quer que seja.

A Eternidade está aí, vosso corpo de Eternidade está aí.  Vocês sabem o que isso quer dizer ? É o fim, eu não posso dizê-lo mais claramente.  Agora bem, se alguém me diz que é amanhã, depois de amanhã, em um mês, em três meses, ele não entendeu nada da história e ainda está na pessoa, porque ele duvida e porque ele está farto deste mundo, mas não porque ele está liberado. O que quer que ele viva ou não.  Se vocês realmente estão no presente, vocês só podem estar na Alegria.  E se vocês estão na Alegria é que vocês estão no Coração, quer vocês percebam ou não.  Não há meia medida.  Vocês não podem estar na Alegria uma meia hora e na tristeza uma hora depois.  Essas oscilações acabaram.

Então, cabe a vocês verem.  Vocês estão na Alegria ou vocês não estão na Alegria.  Se não estão na Alegria, é porque há alguma coisa que vocês não deixaram, vossa pequena pessoa, vossas pequenas explicações, vossas grandes experiências mágicas e magníficas ao invés da Verdade, bruta sem nada, sem cenário, sem experiências, sem corpo.

É isso que a Luz vos mostra.  Nada há a preparar, ela simplesmente vos mostra se vocês deixaram tudo, as amarras, ou não.  Quer dizer vocês vivenciaram o Sacrifício ?  a resposta ela está aí.  Vocês estão em Alegria no dia de hoje ou vocês não estão em Alegria.  Não há álibi que se mantenha.  Hoje isso terminou.  Não é porque vocês vão ver um Elfo e estar em Alegria naquele momento e depois cair na tristeza.  Os tempos não são mais para isso.  Não há nenhuma urgência, a Luz ganhou, ela está aí.  Não se preocupem de qualquer urgência espiritual, não há isso, vocês saem do tempo.  Aliás vocês veem bem a distorção do tempo, que isso seja em vossas meditações ou em vossos dias, o que quer que vocês façam.  Vocês a vivem cada vez mais. Então há aqueles que sentem pressa, outros que sentem ter todo o tempo. Mas não há nenhuma urgência. Que o Apelo de Maria seja amanhã, que Nibiru apareça antes, amanhã ou em dois meses, isso não faz diferença.  Estejam no instante, todo o cenário vocês o conhecem, e mesmo se vocês não o conhecem, isso não serve para nada.

Contentem-se dessa Alegria, porque é ela que coloca fim a todo o resto.  E não acreditem hoje encontrar essa Alegria perpétua através de uma ajuda.  Nós vos ajudamos, é claro, os anciãos, as Estrelas, os Povos da natureza, mas em um dado momento vocês devem constatar que tudo isso está em vocês, como nós vos dissemos. Quer dizer que vocês ultrapassaram a necessidade, vocês ultrapassaram a confirmação.

A Verdade está aí, não há outro lugar onde procurá-la, mesmo se vocês ainda têm visões de vidas passadas ou os esclarecimentos sobre as linhagens.  Deixem passar isso. Depois vocês têm a outra etapa quando o corpo de Eternidade está verdadeiramente, não somente presente, mas ativo em totalidade, vocês têm os sentidos espirituais que se ativam e tudo isso vai reforçar a Alegria sem objeto e vai reforçar a velocidade da eliminação de vossa pequena pessoa, em todos os aspectos.

E como vossa consciência não estará no nada nem no desaparecimento, mas no corpo de Eternidade, é como se vocês ainda estivessem ao volante de um 2 Cavalos cujo motor foi removido,  enquanto vos trazem uma Ferrari ao lado e que vocês dizem não esperar, o 2 Cavalos vai arrancar, pela obra do Espírito Santo, sim é isso.  Mas não, abram a porta e entrem no bom veículo. Vocês nem mesmo têm de conduzi-lo, ele se conduz sozinho.

É isso que vos diz a Inteligência da Luz hoje.  É isso que o Fogo Ígneo realiza.  Ao Fogo Ígneo não importam as experiências, de cores, de visões, de linhagens e do que quer que seja mais.  Ele se interessa unicamente do corpo de Eternidade.  Somente ele pode integrá-lo e explicá-lo. Não vosso cérebro.

Vamos continuamos.  


Questão : Terceira pergunta dessa mesma irmã. Quando desperto pela manhã, ouço às vezes um barulho do lado esquerdo, geralmente muito alto, durante alguns segundos. Isso pode ser um som agudo, ou uma espécie de grito, ou também um barulho semelhante a um sino. O que é que isso pode ser? Obrigado.

No momento do despertar, é simplesmente o que você trás da Eternidade...Eu vos disse, e outros também vos evocaram essa noção de sons que se transformam,  vocês falam de sinos, de cintilação, de alguma coisa cristalina.  Eu vos lembro que, quando há Maria que vos chama, e durante a estase, vocês não perceberão nada deste mundo e da pessoa.  Mas por outro lado, vocês constatarão que, nas primeiras horas e nos primeiros dias, vocês se banham na beatitude do Coro dos Anjos.  E aqueles entre vocês, que estão acostumados aos seus corpos de Eternidade, - habituam-se a isso muito rápido, hein -, vocês arriscam ver todas as Presenças que vos acompanham.

O Coro dos Anjos, visto que não é unicamente vibratório, é também realmente os Querubins que estão ali, vocês não estão sozinhos.  Quando eu digo que vocês vão ver os Vegalianos, os Arturianos, mesmo em vosso quarto, independente dos 132 dias, depois, onde quer que vocês estejam.  E alguns entre vocês já os veem.

Portanto vocês estão sozinhos enquanto pessoa, mesmo se vocês têm o companheiro ao lado, mas o fato de acolher essa solitude, vos dá acesso a tudo o que Vive, que vocês não veem, com vossas percepções, mesmo que vocês fossem clarividentes, vocês não viam isso antes.  As circunstâncias adequadas não estavam aí para que pudessem ter essa visão.  O Fogo Ígneo o realiza, e vocês não veem com vossos olhos, mesmo se vocês têm a impressão de que são vossos olhos que veem, não é uma visão interior, não é a visão do Coração, não é a visão etérica, é a visão dos novos sentidos espirituais.  Aliás, essa visão tem uma característica muito particular, se vocês vão ver, isso poderia fazer um efeito de zoom.  Vocês veem, quando vocês tomam uma máquina fotográfica, vocês giram não sei o que para aproximar o objeto, bem vocês vão fazer a mesma coisa com a Visão, sem nenhuma dificuldade.

Vamos continuamos.



***



Tradução do Francês: Ligia Borges
https://lestransformations.wordpress.com/2017/12/14/o-m-aivanhov-partie-3-decembre-2017/


PDF (Link para download) : OMA - QR - Parte 3A - Dezembro 2017


3 comentários:

  1. Eh bem, caros amigos estou como sempre extremamente contente de estar com vocês para este último do ano e talvez o último dos últimos.
    .........
    É sempre a pessoa, o pequeno ego que quer se apropriar, conhecer, descobrir o que está escondido..
    .........
    Porque a palavra compreender é bonita, mas só é o sinal de que alguém tem necessidade de apropriar-se, de uma avidez. Então isso se chama compreensão, mas é sempre a necessidade de levar para sua pequena pessoa, para seu personagem o que é vivido.
    .........
    Deixem o sacrifício viver-se e deixem a Ressurreição se produzir.
    .........
    Tudo isso acabou. Nós nos matamos de vos dizer. Sejam espontâneos, estejam nos quatro pilares e é tudo. Todo o resto se faz sozinho. Não tenham o orgulho de acreditarem agora que são vocês que vão progredir. É a Eternidade que progride, vocês, vocês desaparecem, e inclusive alguns, seriamente mesmo
    .........
    Uma vez que a terra inteira, a Confederação Intergaláctica está pronta, a Terra está pronta, Nibiru está quase visível, e já é visível em alguns lugares. As Trombetas se generalizam. O que é que vocês esperam ? De onde vem essa noção de acreditar que vos é necessário tempo ou melhorar alguma coisa ?
    .........
    Nós vos ajudamos, é claro, os anciãos, as Estrelas, os Povos da natureza, mas em um dado momento vocês devem constatar que tudo isso está em vocês, como nós vos dissemos. Quer dizer que vocês ultrapassaram a necessidade, vocês ultrapassaram a confirmação.
    .........
    Ao Fogo Ígneo não importam as experiências, de cores, de visões, de linhagens e do que quer que seja mais. Ele se interessa unicamente do corpo de Eternidade. Somente ele pode integrá-lo e explicá-lo. Não vosso cérebro.

    ResponderExcluir
  2. Creio que eu tinha pedido às Estrelas ou aos Anciãos e aos Arcanjos também, para vos dizer que agora vocês podem entrar em Teofania, aliás quer vocês a iniciem ou não, em horários ou fora dos horários. Vocês não criam uma egrégora de modo algum, nós não estamos mais nas egrégoras. Mas vocês podem trazer um sopro de liberdade por toda parte sobre a terra e é nisso que vocês têm agora, não digo obrigação, mas a responsabilidade de alimentar essa Eternidade, não para vocês uma vez que vocês a veem, mas de permanecerem tranquilos, de deitarem, de responderem às injunções da Luz, não para vocês uma vez que vocês veem esse corpo de Eternidade. Isso quer dizer que é suficiente, não busquem mais experiências, deixem ser. É o que vocês são e não o que vocês creem ser, prisioneiros aí nesse corpo.
    ...
    BEM ISTO
    As circunstâncias adequadas não estavam aí para que pudessem ter essa visão. O Fogo Ígneo o realiza, e vocês não veem com vossos olhos, mesmo se vocês têm a impressão de que são vossos olhos que veem, não é uma visão interior, não é a visão do Coração, não é a visão etérica, é a visão dos novos sentidos espirituais. Aliás, essa visão tem uma característica muito particular, se vocês vão ver, isso poderia fazer um efeito de zoom. Vocês veem, quando vocês tomam uma máquina fotográfica, vocês giram não sei o que para aproximar o objeto, bem vocês vão fazer a mesma coisa com a Visão, sem nenhuma dificuldade.
    Grato Ligia
    Do meu coração ao coração de todas

    ResponderExcluir
  3. "Não as parem. Se a visão vos mostra uma cena, não vão complicar o assunto, atravessem isso"...

    "Não parem nada do que se produz em qualquer experiência que seja, com vosso mental. "

    "Então se vocês estão presos às visões, se vocês vivem experiências muito intensas, prestem atenção, se posso dizer, para não se fixarem no que é vivido para fazê-lo reviver."

    "Deixem desenrolar-se a experiência, porque é deixando a experiência desenrolar-se que isso se refere ao corpo de Eternidade,"...

    "Então, a Eternidade só pede uma coisa, é de vos trazer a prova de que vocês são isso."

    "Deixem o Branco estar aí."

    "Nós nos matamos de vos dizer. Sejam espontâneos, estejam nos quatro pilares e é tudo. "

    "Porque vocês me fazem rir quando dizem isso. Uma vez que a Terra inteira, a Confederação Intergaláctica está pronta, a Terra está pronta, Nibiru está quase visível, e já é visível em alguns lugares. As Trombetas se generalizam. O que é que vocês esperam ?"

    Eita colinha boa, só para estes momentos finais... rsrsr

    Mas só para fixar, cada vez mais profundo, a Beleza, que já estamos vivendo. Constar que a Alegria e a Paz, já estão instaladas, e outras ‘evidências’,... É a Graça, em ação...

    ResponderExcluir