AÏVANHOV - 29 JANEIRO 2018 - Parte 1


Áudio da Leitura da Mensagem em Português - por Noemia
Clique aqui para fazer o download do áudio





E bem caros amigos estou extremamente contente por reencontrá-los hoje e também devo dizer que há uma certa forma, vamos, como poderíamos chamar isso?...de emoção ao me dirigir a vocês hoje.

Maria veio vê-los muito precisamente há 4 semanas e ela vos disse que era a última vez que ela se exprimia dessa maneira antes de revelar-se inteiramente em vocês, em cada um de vocês.  Quanto a mim, venho hoje enquanto Comandante dos Melchisedeques, e venho vos entregar um certo número de elementos que vão permitir, eu o espero para muitos entre vocês, entrar na Alegria inefável do Coração que vocês são cada vez mais numerosos a viver sobre esta terra, mesmo e sobretudo sem ver o que se produz.

Então é claro, hoje, venho vos dizer que não há mais necessidade de histórias, e que nós os Anciãos, como as Estrelas, como os Arcanjos, desde o Conclave Arcangélico, que participamos, assim como vocês, da liberação da terra, doravante nós todos devemos nos liberar da ilusão da história. Tudo o que vos é necessário para atravessar este período, se vocês têm a impressão de não estar nessa Felicidade, nessa Alegria e nessa Paz, e eu retornarei a isso de maneira muito mais extensiva logo após o que vou vos dizer agora.

É preciso compreender que a Alegria ligada ao Fogo Ígneo, que eu vos lembro está por toda parte, nasce espontaneamente em vocês, e só pode haver uma tradução possível em vossa consciência, é de fazer-vos descobrir a Alegria incondicionada da qual nós tanto conferenciamos e que vocês viveram por episódios durante todos esses anos.  A Evidência do Coração traduz-se pelo Silêncio, a Evidência do Coração não dá mais nenhum controle possível a qualquer história que seja, quer seja vossa história pessoal, quer seja tudo o que nós desenvolvemos desde  já mais de 30 anos entre vocês e de diferentes maneiras, por diferentes caminhos e por diferentes aproximações, hoje deve cessar.

E nós, Anciãos, Estrelas, devemos, nós também passar pelo buraco da agulha, quer dizer, viver como cada um de vocês o que a Terra deve viver. A única ligação histórica que eu gostaria de vos lembrar, é que tanto as Estrelas, como os Anciãos, como os Arcanjos, estivemos todos presentes ao redor do Sol e agora estamos o mais próximo de vocês.  Nós estamos, eu vos lembro, em uma espécie de embarcação de Luz na interface entre a verdadeira Luz e a falsa luz que ilumina este mundo.  Nós vos dissemos, durante esses anos, que viria um momento em que haveria um certo número de eventos, nós também vos dissemos ao longo desses anos que somente o Pai conhecia a data.

Essa data nós tentamos antecipá-la o mais próximo e o mais exato durante o último trimestre do ano que acabou de passar.  Vocês o constatam, estamos no fim do mês de janeiro de vosso novo ano. E vocês constatam também, e é a primeira coisa a constatar, além de ainda estarem inscritos de algum modo na ilusão de vossa pessoa, na ilusão da história, na ilusão do teatro, vocês são cada vez mais numerosos a realmente e concretamente terem vivido vossa ressurreição e de algum modo, viveram, quando eu digo numerosos, eu não falo de vocês, que estão em reação, que bebem nossas palavras, que se opõem, que tentam saber, que tentam viver, mas falo da grande maioria de irmãos e de irmãs humanos para os quais vocês trabalharam, alguns entre vocês, como nós, desde muito numerosos anos, está enfim terminado.

O processo da ressurreição, a título individual, agora concerne a dezenas de milhões de pessoas, de irmãos e de irmãs sobre esta Terra que até o fim do ano de 2017, ou em todo caso desde o período que começou em 15 de dezembro, reencontraram-se liberados mesmo estando, é claro, ainda em meio à ilusão.  E é esse despertar massivo, essa ressurreição final que se produz nos irmãos e nas irmãs por toda parte sobre o planeta como nos vegetais, como nos animais, que criou a liberação.  Então certamente a gestação está largamente terminada.  Ela terminou, como Maria vos disse, eu diria 2 dias antes do 31 de dezembro do ano de 2017, em 29 de dezembro para ser exato. Isto ao que vocês assistem, neste momento mesmo, a sobreposição de várias linhas temporais, onde cada um reencontra sua autonomia, sua liberdade, e também atualiza aqui mesmo, uma vez que, é claro, o Apelo de Maria ainda não aconteceu, e ele é cada vez mais iminente.

Então certamente, vocês todos têm as frustrações das datas, ora a Eternidade não conhece datas. É claro o evento coletivo é mais do que nunca atualidade, e eu digo o evento coletivo porque vocês sabem que aí há várias ordens, concernente tanto aos sinais celestes, como aos sinais acústicos, como aos sinais energéticos e vibratórios. Mas o mais importante e é assim que vocês demonstram a vocês mesmos, vossa própria liberdade, é que vocês não estão mais inscritos em nenhum cenário, em nenhuma história, uma vez que, quando nós vos falamos do Coração do Coração, da Consciência Pura, da Infinita Presença, da Última Presença, de Shantinilaya, todas essas diversas palavras que nós empregamos, utilizadas a fim de vos fornecer um quadro de referência, um quadro para vos localizar, hoje não tem mais nenhuma razão de ser. E aí eu falo para o conjunto da terra enquanto Comandante da ordem dos Melchisedeques.

Alguns entre vocês seguiram uma história, alguns entre vocês viveram as subidas vibratórias que correspondem ao encontro entre o efêmero e o Eterno. O casulo está sintetizado, alguns de vocês desdobraram as asas, elas estão secas, aliás eles se perguntam porque a ilusão ainda está aí, mas a Alegria é tal que, assim que vocês fecham os olhos, e eu não falo de meditação, assim que vocês estão imóveis vocês constatam, a cada dia para aqueles de vocês que viveram a ressurreição, que quaisquer que sejam as questões que ainda podem existir na pessoa, na história, não têm mais nenhum interesse, porque a evidência da Alegria, a evidência da Paz em um certo momento e de maneira cada vez mais importante, e cada vez mais evidente, não pode dar lugar a qualquer pessoa que seja, a qualquer dualidade que seja, e em particular à dualidade bem e mal.

Vocês sabem :  « o deus, o diabo, é verdadeiro, não é verdadeiro, é aquele quem diz que é », não há necessidade de nenhuma palavra, de nenhuma visão, porque o que se passa quando vocês estão nessa Alegria sem objeto que se instalou e que vai crescer a cada minuto se vocês o desejam, mais e mais, corresponde é claro, e vocês o sentiram, e poderiam adivinhar, visto que nós vos dissemos que o Fogo Ígneo ia manifestar-se, já em novembro e já em outubro, isso foi estipulado de maneira extremamente precisa pelos Anciãos, pelas Estrelas, doravante vocês não têm de buscar uma história. Vocês nada têm a buscar.

Nós desenvolvemos largamente os conceitos de permanecer tranquilo, de imobilidade, de acolhimento.  O Arcanjo Anael, há muitos anos, antes das Núpcias Celestes, desenvolveu de maneira muito extensa o que foi nomeado: o abandono à Luz.

Hoje, aqueles entre vocês que viveram a ressurreição, e portanto estão realmente ressuscitados, bem mais do que liberados vivos, porque aí eles não têm a certeza da experiência e do estado de Absoluto, mas eles viram a vaidade do Si, a vaidade de toda história confinada.  É claro muitos entre vocês, hoje se reencontram em outros lugares do que nessa Alegria permanente que não sofre nenhuma interrogação, nenhuma questão, uma vez que essa Paz e essa Alegria da qual eu não vou falar novamente, é claro, é: Evidência. Na Evidência vocês encontram o quê ?  O desaparecimento é claro, a lucidez, a precisão não deste mundo que se desentende cada vez mais, de onde não há nada a tirar, mas a precisão do que é vossa Eternidade.

Então certamente como eu disse, há várias linhas temporais, há alguns entre vocês para quem isso vai produzir-se durante a noite, eles vão perceber que eles se banham em uma Paz e ao despertar eles têm a lembrança dessa Paz. Outros enfim vão sentir os horários em que o Fogo Ígneo é mais extensivo.  Eu também vos lembro que para aqueles que não seguiram o desdobramento da Supraconsciência através de toda história que nós contamos, são os últimos e hoje o que é que eles são, eles são os primeiros, visto que eles nunca foram seduzidos pelas histórias, mas somente pela Verdade, mesmo se essa Verdade se acreditava ser encontrada nos movimentos, nos movimentos religiosos, de espiritualidade, de religião.

Eu vos lembro que, há muitos anos, o único ser livre, realmente livre que veio exprimir-se entre vocês e que retornou há pouco tempo é aquele que se nomeia Bidi. Todos sem exceção, eu vos lembro, mesmo os Arcanjos, que certamente jamais estiveram encarnados neste mundo, mas foram implicados por uma causa ou outra no confinamento deste mundo, foram obrigados a participar desta liberação, coisa que vocês fizeram, para muitos entre vocês, e da parte do conjunto da Confederação Intergaláctica dos Mundos Livres, eu rendo graças ao vosso sentido do serviço, eu rendo graças à vossa semeadura de Estrelas, e sobretudo agora eu gostaria de render graças à vossa Liberdade, aquela que não se obstrui, nem do personagem, quer dizer que vocês realmente estão liberados da pessoa, e também e sobretudo liberados de qualquer história.

Então vocês terão enormemente irmãos e irmãs que agora vão viver as vibrações e que vão viver o Si e que vão espelhar-se em seu próprio Si. Vocês sabem, houve durante todos esses anos em que nós vos acompanhamos, inumeráveis ilusões que se produziram em meio à ilusão com as reivindicações de papéis, de funções, de atributos, de missões, tudo isso acabou.  Porque se vocês fazem uma diferença entre os mais luminosos de vossos irmãos e irmãs que vocês conhecem e aquele que foi nomeado Yaldébaoth, vocês nada compreenderam. Não há diferença a fazer entre vosso filho e o filho do outro, isso é a pessoa quem vive, experimenta e sente as diferenças.

Mas sendo Liberado vivo, liberado da morte e liberado da ilusão vocês não podem mais ser enganados porque a partir do instante em que vocês tentam servir-se de vosso mental para outra coisa do que o que concerne à atividade de vossa pessoa, a Alegria vos apanha. E certamente vocês constatam que ao redor de vocês, há muitos também, que não são apanhados pela Alegria e que alimentam as histórias, as persistências de pessoas, portanto eles estão no quadro típico do que nós desenvolvemos, há muito longo tempo após o ano 2012, concernente à ilusão. Eles quiseram conduzir a Luz na história enquanto que a Luz coloca fim à história, à pessoa, à história pessoal, à história coletiva ou se vocês preferem ao sonho coletivo.  E certamente cada um escolheu e hoje se encontra muito precisamente, exatamente, porque a perfeição da Inteligência da Luz é tal que vocês não podem estar em outro lugar senão no lugar em que vocês devem estar, quer dizer, seja na Alegria e ressuscitado, seja nas inquietações do mental, seja nos problemas a resolver de qualquer natureza que seja concernente ao vosso corpo, à sociedade, às vossas relações.

Aquele que está em Paz e em Alegria não quer mais jogar em tudo isso e ele não pode mais visto que a Alegria como eu vos disse, é Evidência.  Ela não tem necessidade de justificação, ela não tem necessidade de palavra, ela não tem necessidade de postura, ela não tem necessidade de aderir ao que quer que seja. E a Alegria só pode aparecer se vocês são verdadeiros com vocês mesmos, não com vosso personagem, não com qualquer história que seja, mesmo aquelas que vos guiaram e vos acompanharam durante todos esses anos. É o sós a sós, isso não vos impede de rir visto que a Supraconsciência é a consciência nua, para aqueles que vivem essa Alegria, vocês sentem bem que é uma grande explosão de riso interior, isso não tem nada a ver com exaltação, isso não tem nada a ver com zombaria de qualquer irmão que seja, qualquer que seja sua postura. É um verdadeiro estado de Amor, porque no Amor vocês veem a Verdade.

Então o mais importante hoje é viver essa Alegria, e vocês não podem viver a Alegria enquanto ainda há a menor história no nível espiritual, no nível da energia e no nível da vibração.

Assim neste dia é portanto minha última intervenção entre vocês, porque nós também, Anciãos, devemos entrar nesse estado de estase, sós a sós, mesmo em meio à nossa assembleia, a fim de estarmos sincronizados, e nós o estamos, com vocês, quanto ao sinal celeste. Portanto não haverá mais intervenção de Seres como nós, porque nós também entramos no Silêncio.

Então é claro vocês têm inúmeros canais que vos dizem que há alguma coisa que está em vias de se produzir, ora como vocês o observam talvez, se vocês ainda estão lendo histórias, cada um vê uma finalidade diferente, e é normal! A Luz vos torna livres, mas se vossa liberdade consiste em manter a dualidade, como fazer?  A Luz não pode vos contrariar em nada. E como vocês sabem que a dualidade vos interessa, não porque vosso corpo ainda está aí e há coisas a resolver, mas sobretudo porque vocês ainda estão na dualidade.  E a dualidade é o quê ? É ver o diabo em outros lugares do que em você. E é o que a Luz, eu não falo da luz projetada, aquela que vocês vivem na interface de vosso efêmero e do Eterno.  O Amor é pura Alegria, além de qualquer forma, de qualquer cenário, de qualquer reivindicação pessoal, porque para viver a ressurreição é necessário ter vivido o verdadeiro Sacrifício, não somente de vossa pessoa, como viveram os primeiros Liberados vivos, mas também da história.

Creio que agora todos os canais ao que quer que tenham servido, talvez tenham também uma necessidade de imergirem nessa Alegria sem objeto e em sua ressurreição e aliás, e aí eu não falo somente para os canais ou aqueles que percebem a energia, a vibração ou ainda as histórias, vocês constatarão que essa Alegria deveria estar presente apenas no desaparecimento, mas eu diria que o desaparecimento, que os desaparecimentos que vocês vivem hoje não são um embrutecimento, mas uma lucidez total.  Vocês têm milhões de irmãos e irmãs que além disso começam a testemunhar por eles mesmos, não de serem isso ou aquilo, não de terem vivido a vibração, não de terem evoluído ou melhorado o que quer que seja, mas de um dia ao outro eles vivem a Verdade e a Evidência.  Então o que eu desejo dizer a cada um de vocês onde quer que estejam situados, na dualidade: bem-mal, ou na Unidade a mais pura que corresponde à Consciência Pura, pura e nua, ali onde não há nem bem, nem mal. Quer dizer que neste momento vocês começam a viver em Eternidade e se vocês vivem em Eternidade, sem travestir o que quer que seja, e não estando mais identificados à vossa pessoa, ao vosso personagem, à vossa história, à história deste mundo, então aí vocês estão liberados em totalidade.  O testemunho dessa Liberdade não é senão a Alegria, e essa Alegria é Evidência. Todo o resto, mesmo as palavras que estou dizendo-vos agora são apenas histórias.

Nós insistimos extremamente, e aliás alguns Anciãos e em particular aquele que eu nomeio meu amado, que é Bença Deunov, Orionis, vos deram previamente para este último trimestre de 2017, todos os elementos que vocês iam encontrar.  As Estrelas em particular, e penso especificamente, em Ma Ananda Moyi, em Teresa de Lisieux, vos deram tudo o que ia se passar e entre os Anciãos, deixei exprimirem-se livremente, ou seja sem levarem em conta o parecer da assembleia dos Melchisedeques, Irmão K e Sri Aurobindo, porque vocês o sabem, um foi Jesus de Nazaré e o outro foi João e portanto eles estavam marcados pela história, eles estavam implicados na história e eu os deixei exprimir o que permitia evacuar os últimos elementos da história.

Então aqueles que tem necessidade de certezas e que não vivem essa Paz e que ainda estão nas histórias, eu não falo de vossa vida pessoal que é para levar, sem fugir, à medida em que a Luz vos atribui, vocês não estão mais em vossa vida, vocês estão na Vida, vocês estão vivos e estar vivo não se acomoda de nenhuma história.  É claro, se a Paz está aí, o que é que se passa? Este mundo desaparece realmente e concretamente e é substituído na tela de vossa consciência pela Luz Branca ou pelo que eu poderia chamar a ausência de Luz que não é a sombra, porque para aquele que tenha sombra é necessário que ele tenha uma luz que ilumine essa sombra, ali vocês tornam-se a A-consciência. Quer dizer que vocês não estão mais sujeitos nem submissos a qualquer história que seja, nem mesmo a essa forma.

Eu vos lembro, não há outro testemunho do que o silêncio do mental, o silêncio das emoções para que a Paz e a Alegria possam tomar todo o espaço.  Então, é claro, à medida em que este mundo desaparece de vossa consciência antes que ele desapareça sob vossos olhos, se posso dizer, e vocês sabem que isso pode vos cair em cima de um minuto ao outro, e eu diria mesmo que todos os elementos que nós vos dissemos, que estavam em uma ordem precisa, há alguns anos, depois em não importa qual ordem, não têm mais necessidade de se produzirem.

Quer dizer que o evento de qualquer natureza que seja, e eu falo de um evento coletivo, quer ele seja humano, quer ele seja celeste, quer ele seja auditivo ou quer ele seja simplesmente a evidência dessa Paz, conduzirá de qualquer maneira aos 3 dias de trevas ou aos 3 de dia de acordo com o local em que vocês estão situados sobre este plano.  Não há nenhuma diferença segundo o lugar em que vocês estão, porque de acordo com o plano de perfeição da Luz que vos é dado a ver, certamente desde que vocês saiam de vosso personagem e de toda história, é claro que vocês vão sentir o que nós vos nomeamos as Estrelas, as Portas, os circuitos, os circuitos da Onda da Vida, a Leminiscata Sagrada, mas mesmo tudo isso encontra-se literalmente varrido pela intensidade da Alegria e a evidência dessa Alegria.

Então para aqueles que estão nas primícias, dificilmente eles podem falar de Alegria, mas eles podem constatar essa Paz que não depende de nada, visto que vocês podem estar muito doentes e mesmo assim vocês estão na Paz.  Vocês podem ser acusados de mil males, vocês permanecem na Paz, não pode haver reações, porque qualquer reação sempre estará inscrita em meio à dualidade, ora a última cena do teatro deste mundo que desaparece concretamente agora, vos dá a ver isso.  Quer dizer, como o Apelo de Maria não aconteceu desde os primeiros dias de janeiro e, além disso, tendo visto isso, já há duas semanas que eu vos anunciei que viria em 29 de janeiro, é evidente que os três dias não aconteceriam antes, mas agora eu vos digo que nós também, vamos nos preparar para essa estase com vocês, no Silêncio.

Certamente, vos foi pedido fazer silêncio, vos foi pedido estar na Alegria. Aliás, vocês verão por vocês mesmos, se vocês começam a falar, se vocês falam das circunstâncias deste mundo, concernente à materialidade deste mundo, sem noção espiritual, vocês poderão levar uma vida perfeitamente normal. Mas assim que vocês quiserem entrar nas histórias espirituais, nas vibrações, vocês estarão na confusão, na raiva e no desvario. Não há outro caminho senão o de permanecer imóvel em silêncio, de não mais escutar o que vos diz este mundo, de não mais escutar o que vos diz vosso personagem, mas verdadeiramente, realmente e concretamente escutar vosso Coração, porque ele tem uma única coisa a vos dizer: vocês são esse Coração.

Nesse Coração aqui sobre este mundo, ser Liberado é por fim a toda história. Por fim a toda história é entrar na Vida Eterna e não na vida estreita que está inscrita entre a vida e a morte.  O que vocês vivem não é a morte, é a ressurreição, nós sempre vos dissemos, mas em vossa ressurreição vocês constatarão que tudo o que nós vos dissemos, quaisquer que tenham sido até hoje, se posso dizer, vossos antecedentes em meio à história, vocês verão esta Evidência. Então, é claro, há os processos vibratórios cada vez mais intensos, e a coisa nova é que vocês têm milhões de irmãos e irmãs humanos-alma, que vivem desde esse período de dezembro essa abertura fenomenal. Certamente eles constatam a Alegria, mas eles não têm, eu diria, todo o preliminar que vocês seguiram ou rejeitaram, pouco importa, porque a partir do momento em que vocês portam vossa consciência, que vocês dão uma opinião: “é justo, é injusto, é verdadeiro, não é verdadeiro” isso não muda nada, vocês portaram vossa atenção. No que nos concerne estava aí o elemento o mais importante.

Vocês sabem, nós vos falamos, por exemplo, dos livros dos mortos, quer sejam egípcios ou de outros lugares, onde lia-se esse livro dos mortos para aqueles que iam partir para lhes permitir localizar-se.  Hoje, o marcador é vosso Coração e no Coração não há história, há o mesmo olhar colocado sobre cada coisa, com benevolência quando são vistas as coisas que não são justas. Mas quando vocês estão na Verdade, no Coração real e não no coração da cabeça, porque há processos vibratórios que se estabeleceram através do Fogo Ígneo. Metatron depositou-se em vossa cabeça, ele se desdobrou, então aí vocês o viram ou vocês o deixaram em vossa cabeça ou vocês o acolheram, vocês aceitaram o sacrifício, e então, Metatron, se posso dizer, reencontrou-se em vosso Coração.  E ali, a Alegria sem objeto, a Felicidade, a Evidência começou a aparecer e a tomar mais e mais o tempo, mais e mais o espaço, vocês veem.

Então Bidi gritaria vos dizendo: “mas o que é que vocês esperam para saírem do teatro, para verem que não há teatro?” Tudo isso nós vos explicamos longitudinalmente, em largura e transversalmente. Viver o desconhecido é liberar-se de todo conhecido, vocês não podem pretender conhecer em meio à vossa pessoa a Verdade, mesmo nós.  A única Verdade é Amor-Luz, mas não serve para nada declamá-lo, não serve para nada buscá-lo. Vocês o sabem, Bidi vos disse que toda busca espiritual era uma fraude, hoje vocês veem os resultados do que vocês co-criaram durante esses anos. E aí eu falo para o conjunto da humanidade, mesmo adormecida, porque é um período resolutivo e vocês estão muito exatamente na localização que vos é necessária, mesmo se vocês estão na ilusão concernente à história deste mundo. Eu vos lembro que há numerosos anos, vocês se lembram, nós tínhamos vivido os tournicotí-tournicotás com os irmãos e as irmãs mais próximos que viviam o Si e que se confinaram no Si.  O Si é apenas o orgulho espiritual, porque vocês não estão sacrificados quando vocês vivem o Si, vocês ainda estão inscritos na linearidade do tempo e vocês ainda estão inscritos no personagem. Há somente aquele que viu o Si e que aceitou seu sacrifício que agora vive a ressurreição, mas eu vos tranquilizo, vocês sabem que vocês estão todos liberados.

Então eu vos lembro de que não há um só e único destino. De momento vocês estavam todos sobre a terra, vocês estavam neste mundo, sobre este mundo ou vocês creem mesmo ser deste mundo.  Hoje a evidência do Coração é tal que a cada dia há milhões de irmãos e de irmãs que saem da história. E vocês constatarão em vocês como ao redor de vocês que aqueles que não vivem essa Alegria permanente, que não depende de nenhuma história, de nenhum cenário, eles vão entrar em resistência, quer dizer que eles vão ter necessidade de falar, eles vão ter necessidade de justificar, eles vão ter necessidade de explicar, eles vão ter necessidade de existir, mas existir não é estar na vida, é a evidência do Coração que vos mostra isso.

Não é mais tempo de fazer discursos, não é mais tempo de tentar encontrar-se, não é mais tempo de refutar, o tempo é para a Evidência.  Então se vocês não veem essa Evidência, que no entanto está aí, como nós vos dissemos para cada um, é vosso face à face, vosso sós a sós. Vocês só podem responsabilizar a vocês mesmos, porque a Luz é acessível desde o início de dezembro e sobretudo agora para cada um e isso não depende de uma vontade, isso não depende de uma história, isso não depende de uma linhagem, isso depende realmente de vossa aceitação do que vocês são e que vocês não conhecem.

Quaisquer que sejam as primícias que vocês tenham disso, que seja em sonho, que seja por processos vibratórios, a única certeza é vosso Coração, mas não vão imaginar isso em vossa cabeça, aí eu falo, efetivamente e concretamente da localização de vossa consciência, a consciência não está mais no ego, a consciência, e nós o vemos em muitos dos irmãos e das irmãs, ainda está eu diria na ilusão luciferiana, quer dizer, a história, os cenários, os jogos de papel, esquecendo de viver o Coração, esquecendo de que não há nada a salvar.  O que vocês querem salvar? A história, um papel, uma função?  Eu vos tranquilizo, vocês sabem, nós vemos tudo isso muito claramente, e como há alguns anos, eu vos disse que nós recrutávamos, e bem eu posso vos dizer que o recrutamento, ele é mais do que necessário em certa medida, nós temos amplamente de liberar todos os outros mundos e não um único.  Agora vocês estão todos livres e deem-se conta do que eu vos digo.  O Apelo de Maria, vocês entenderam, a título individual, sim, é Maria quem vos fala quando vocês estão na Luz Branca, é Maria quem se exprime quando vosso Coração sente essa Alegria que não depende de nada e que vocês estão nessa Evidência.  Vocês veem?

Então não há culpa a ter visto que a cada dia eu vos disse vocês são milhões, e lembrem-se, esta será certamente a última alusão que eu farei a esse livro, que Irmão K e Sri Aurobindo definitivamente lançaram ao fogo, se posso dizer. É o quê? É que vocês estão livres!

Maria está aí, vocês viram, vocês viveram, e quando eu digo isso, não é analisar o mundo para ver que ele é falso, que ele é traiçoeiro ou que ele é ilusório, ou que ele vos faz sofrer, ou que um outro irmão ou irmã não está na Verdade, e que vocês estão na Verdade, é claro, vocês conhecem tudo isso!  Portanto ou vocês estão realmente e concretamente na Alegria sem objeto, sem suporte, sem pessoa, sem história e aí nesse momento, vocês não têm mais sede como foi dito, ou vocês ainda têm sede e aí nesse momento vocês não estão na Verdade. Não há mais meia medida, ora eu vos lembro, que no fim da cena final vocês estão todos livres, mas vocês não têm todos a mesma concepção da liberdade, porque isso são palavras. Enquanto que vossa consciência, eu não falo de vosso personagem, eu não falo de vossas visões, eu não falo de vossos poderes psíquicos quaisquer que eles sejam, falo simplesmente da consciência nua, visto que encontrar a consciência nua é encontrar o Amor.  É o Amor que vos encontrou, vocês jamais poderão encontrá-lo em qualquer história que seja.  Nós vos dissemos durante todos esses anos, nós vos demos uma história para viver que era a mais propícia para viver o que vocês vivem agora, então vocês não podem responsabilizar senão a vocês mesmos neste sós a sós. Enquanto vocês não viram que não há ninguém mais, enquanto vocês não viram, quer dizer em vossa carne, eu não falo da visão pelos olhos ou pelos conceitos, mas enquanto vosso Coração não experimentou isso, vocês permanecem na história.

Ora o problema que vocês vão ter para aqueles que amam as histórias, e vocês o sabem, durante os 3 dias não há mais nenhuma história que se mantenha, então alguns entre vocês, eu vos disse já estão ressuscitados, e eles não têm necessidade de proclamá-lo, eles não têm necessidade de dizê-lo, mas vocês o veem, vocês mesmos, do exterior. Isso não é uma postura, não é uma justificativa, é a única verdade, não há outra.  Então, é claro, vocês sempre podem, e é o caso de dizê-lo “construir os planos sobre o cometa” mas não há mais necessidade de planos, aí está a liberdade da Luz.  A Luz não tem necessidade de forma, ela não tem necessidade de dimensão, é a experiência da consciência que tem necessidade de forma e de dimensão, mas lembrem-se, vocês são anteriores à consciência, é o Juramento e a Promessa.

Então sim, a cada dia, antes mesmo do momento coletivo, e vocês verão esses testemunhos que vão afluir por toda parte, e não vale à pena ir aos mundos binários, vocês sabem: internet, a estratégia de liberação deste mundo passou desde muito tempo pela contaminação da internet a fim de evitar que vocês estivessem automaticamente ligados às máquinas.  Portanto emprestamos o caminho do inimigo, se posso dizer, mas vocês sabem que não há inimigo.  Mas há o inimigo no tabuleiro do jogo, a fim de terminar o jogo, e eles não querem terminar o jogo, e vocês sabem que isso já se produziu um certo número de vezes neste mundo. Além disso, com a bênção, se posso dizer, daqueles que estavam confinados, vocês sabem aquele que está confinado, se lhe é dito que ele está confinado, ele não pode aceitá-lo, ele vai construir-se todos os cenários que nós todos vivemos em nossas encarnações, eu o primeiro, eu o primeiro quando eu jogava de fazer magia na idade média, era tributário da história.

Então certamente cabe a vocês agora.  Todas as questões que vocês vão me colocar, eu responderei sempre de acordo com este ponto de vista.  Você é uma testemunha da tua pessoa ou você é uma testemunha da Luz, se você é uma testemunha da Luz, não há mais pessoa, se você é uma testemunha da Luz, o que predomina e que é sempre lei, qualquer que seja o sofrimento, qualquer que seja a impaciência, qualquer que seja o desespero, é a Alegria e a Paz, porque o desespero e a espera sempre concernem à pessoa, mas aquele que encontrou a Verdade agora não tem mais nenhuma necessidade de qualquer história e ele sabe porque ele o vive: a iminência.

Vocês imaginam bem que todos esses irmãos e irmãs por milhões, por dezenas de milhões agora que vivem realmente e concretamente o Coração, quer dizer essa Paz, essa Evidência, vocês acreditam sinceramente que eles vão se colocar as questões sobre outra coisa do que a vida.  Sobretudo se forem simples de espírito como as crianças, quer dizer o Coração, não, mas inseridos na história, com esses, não há nenhum problema.  Os problemas eles vão permanecer, é claro, e nós sempre vos dissemos, são todos os irmãos e as irmãs que estavam na espiritualidade, quer dizer na ilusão de um progresso, de uma melhoria e portanto no que nós sempre chamamos a dualidade espiritual.

Na unidade espiritual não há mais de espiritual, há a Vida, a Alegria, a Evidência e a Paz.  Essa Alegria, essa Paz, essa Evidência, ela está aí, ou ela não está aí.  E como eu disse é nesse sós a sós que vocês se reencontram para viver isso porque é em vossa alma e consciência, se a alma ainda está presente, que vocês escolheram isso.  A vida vos dá a viver hoje apenas os últimos elementos a resolver, mas esses últimos elementos a resolver, eles se resolvem pela Inteligência da Luz.  Ela não tem necessidade de vossa inteligência pessoal, ela não tem necessidade de vossas justificativas, ela não tem necessidade de vossas histórias, vocês viram isso ou não?  Daí decorre o que vocês vivem neste momento, uns e outros, fechados, abertos, despertos, adormecidos, Liberados vivos ou livres pura e simplesmente.

Aí estão alguns elementos que eu tinha a vos dar.  Eu termino com essas palavras, antes de escutar as questões das pessoas, talvez as questões da Eternidade, vamos ver.

Lembrem-se, são vocês mesmos, em vossa consciência, a testemunha de vocês mesmos, então o que é que se joga em vossa consciência, a busca da paz, a busca da alegria, a busca do que é verdadeiro, do que não é verdadeiro, a busca de um papel, de uma função mesmo a mais prestigiosa que seja, ou é que vocês aceitam vossa ressurreição?  Não há outra alternativa, todo o resto são apenas palavras no ar, todo o resto são apenas ilusões, apenas projeções, apenas adesões.  Aquele que está livre não adere a nada, nem ao bem nem ao mal, é claro ele está ao corrente, porque ele o vive, do que é o Cristo, porque ele está ao corrente da história deste mundo, porque ele ouviu falar disso, por aquele que viveu as etapas anteriores, mas aquele que não está ao corrente de nada, o que é que ele vai ver agora?  Ele vê realmente e concretamente, não com seus olhos, mas com o olhar do Coração, a ilusão total deste mundo.
  
Vocês sabem há anos, eu falei dos maus rapazes, dos fantoches e Bidi falou do teatro. Mas é exatamente isso, no momento atual, e certamente é uma imagem que vai vos agradar, vocês têm os personagens que puxam os fios dos marionetes, isso é a alma, vocês têm a marionete que vocês veem, e se vocês veem as marionetes, é que vocês são espectadores, observadores, testemunhas deste mundo, da cena de teatro. Agora hoje, é profundamente diferente. Tudo o que vos é pedido é ser testemunha de você mesmo, não pelas palavras, quer dizer testemunha da liberdade, testemunha da verdade, mas pelo Silêncio, uma vez que vocês não têm necessidade de palavras, visto que as palavras vos conduzem ao mental.  E porque o Verbo essencial vos permite acolher o Coro dos Anjos, essa cintilação dos ouvidos, e essa Paz e essa Beleza, não tem o que fazer deste mundo, não tem o que fazer das histórias, e mesmo as histórias as mais belas e as mais próximas da Verdade.

O Cristo vos disse, nós vos repetimos, durante 4 meses, eu diria mesmo nesses 6 últimos meses passados do ano de 2017, a fim de engajá-los à liberdade, e vocês não podem ser livres aqui neste mundo.  A única liberdade, ela é a liberdade da consciência.  Essa liberdade da consciência, ela vos dá a ver realmente, não é algo que é uma ideia, não é algo que é transmitido por uma energia ou por uma vibração ou por uma visão, é a evidência de vosso Coração, a evidência da Paz, a evidência da Alegria, a evidência da Verdade, todo o resto, vocês podem dizê-lo agora é “besteira”.  Então como nós não queremos manter as besteiras, como é importante e fundamental que vocês façam esse sós a sós antes do evento iminente, eu espero que ele não vá chegar enquanto eu falo, e talvez vocês terão o tempo de ler, ou escutar o que eu vos disse que permite fechar, quanto a mim, a cena do teatro.

A Paz, a Alegria, todo o resto apenas passa, aliás vocês o constatam, essa Alegria que cada vez mais toma o lugar quer vocês queiram ou não, ela enche todo o espaço, não há mais o menor espaço para outra coisa do que permanecer nessa ressurreição e esperar pacientemente o sinal celeste.  Todo o resto apenas traduz as angústias pessoais, a duplicidade ou a dualidade da pessoa que é inexorável, o erro de posicionamento ou muito simplesmente a necessidade de jogar, a necessidade de matéria, é vossa liberdade, e eu vos tranquilizo, cada uma das liberdades assim como vocês as concebem.  Se para você a liberdade é o livre arbítrio, não importa, você é livre. Se para você a única verdade é vosso Coração e você o vive e você não se conta histórias, através das ideias, dos pensamentos ou das emoções, ou das energias, se você não disfarça nada, você não está mais submetido a nenhuma história.  É claro vosso corpo ainda está presente, mas tão pouco, vocês o veem bem.  E isso vocês devem ver por vocês mesmos, não serve para nada que eu vos fale das respostas do Coração, das Estrelas colocadas em vibração, das Portas que se acendem porque a consciência está nua. Toda a interface do encontro do efêmero e do Eterno que vocês viveram, para alguns desde 30 anos, isso terminou.

Se deve existir em vocês uma única questão que vale à pena ter uma resposta é esta: observem-se objetivamente, não na pessoa e no que vocês querem conduzir neste mundo, claramente, com muito grande clareza e uma muito grande humildade: Você está na Alegria?

O que quer que vos diga vosso corpo, o que quer que vos diga vosso mental, o que quer que vos diga este mundo, o que quer que vos diga as dificuldades habituais deste mundo, não há outro marcador. Então vocês veem, há necessidade de palavras em tudo isso? Há necessidade de explicar os sonhos ? Há necessidade de vos dar um percurso? Não. Nós não podemos vos dar mais do que foi dado. Doravante cabe a cada um de vocês, se vocês o desejam, se vocês têm necessidade de se encontrarem entre vocês, mas não através do que vocês chamam internet. Quando eu digo de se encontrarem, é de se encontrar, seja no Coração, face à face, ou se é à distância, de acolher o outro em vosso Coração. Vocês não estão mais na projeção, por exemplo, de dizer: eu vou fazer uma Teofania ou um Coração a Coração com tal irmão ou tal irmã, isso ainda era uma projeção é claro, agora vocês são capazes de acolher tudo o que se apresenta a vocês em vosso Coração para realizar essa Comunhão, essa Teofania e esse Coração a Coração qualquer que seja o ator da cena de teatro, porque se vocês recusam, vocês estão em dualidade, porque se vocês ainda acreditam na história deste mundo, mas simplesmente vocês provam a vocês mesmos que vocês não vivem nada do Coração.

O Coração é Silêncio, ele é Evidência, ele é Alegria, e sobretudo ele coloca fim à comédia deste mundo, que ela seja divina ou que ela seja diabólica não muda nada, é sempre uma comédia.  Isso é o Juramento e a Promessa, é vossa ressurreição.  Então, não precisa vir nos ver em nossas embarcações, nós estamos aí, em vocês.  Não precisa relançar Yaldébaoth em Saturno, ele tem apenas de ser transparente e simplesmente deixar a alegria tomar tudo, porque vocês são a Alegria, e vocês são o riso, todo o resto pertence ao efêmero que passa.  E se vocês não vivem isso, o que é que vocês vão dizer, vocês poderão dizer: “eu vos conto mentiras!” Evidentemente uma vez que vocês não o vivem, mas aqueles que o vivem não têm necessidade de palavras, eles não têm mais necessidade das minhas palavras, dos meus discursos. É quando, que vocês são autônomos e livres? E eu diria que mesmo os canais que se exprimiram em meio ao coletivo do Um em alguns momentos, até mesmo todos os canais que se exprimem, deem-se conta, quando a evidência do Coração está aí, do que mais vocês podem ter necessidade?

Eu também vos lembro que na cena final deste teatro, tudo o que chega, absolutamente tudo, mesmo o elemento que vocês poderiam julgar injusto ou desconfortável tem uma explicação, mas não em meio a este mundo agora. Vocês são, vocês mesmos, a explicação, é o resultado de vossa co-criação, e tranquilizem-se caso vocês são atraídos pelos papéis, pela dualidade, pela necessidade de brilhar, pela necessidade de ser isto, aquilo, antes do que ser o Coração, nenhuma preocupação, todos os vossos desejos serão respeitados.  E para aqueles que não têm desejo de nenhum tipo porque eles não estão mais inscritos na pessoa estando totalmente presentes na Eternidade sobre este mundo, estes do que vocês querem que eles tenham necessidade. Vocês ainda acreditam que eles podem vos convencer ou vos conduzir a algum lugar? Mas nós sempre vos dissemos que nós estávamos aí para vos acompanhar no que era para viver. Ora, agora o que é para viver é a Alegria Eterna, então, para isso vos é necessário estar sós a sós, vocês não têm necessidade de nenhum olhar exterior, de nenhum mental, de nenhuma justificativa, é a realidade do que vocês co-criaram e vocês o veem bem ao redor de vocês.

Vocês o veem, vocês têm os irmãos e as irmãs, mesmo em vossas famílias, que vivem o Amor e eles não sabem completamente o que isso é, eles não têm necessidade de colocar as palavras, então é claro quando os véus se rasgarem isso pode surpreender porque eles veem as Luzes, eles veem as Presenças, eles não são conduzidos pela história como vocês puderam ser, porque vocês estavam na espiritualidade, e porque esses seres são espontâneos, eles são verdadeiros, eles são verdadeiros em sua raiva, eles são verdadeiros em seus erros, eles são verdadeiros em suas insuficiências e eles não enganam.

Cabe a vocês concluírem o que vocês querem.

Então, agora, certamente como é minha última vinda entre vocês, deste modo em todo caso, porque é claro como eu disse, o testemunho da Luz se faz em silêncio, mas vocês têm completamente o direito de se reunirem, de trocar os olhares, de trocar mensagens, dos encontros entre vocês, mas para falar do quê?  Vocês não vão falar deste mundo, vocês não vão falar dessas energias dessas vibrações, mas simplesmente da descoberta do desconhecido.

Vou vos dar alguns elementos antes mesmo de acolher as questões.  Quando vocês vivem a Paz e a Alegria eternas, primeiramente vocês descobrem que é algo desconhecido, mesmo se vocês viveram o Fogo do Coração, se vocês viveram a Coroa Radiante qualquer que ela seja, ou as três lareiras, ou o Canal Mariano ou a Onda da Vida, o que é profundamente diferente, é que vocês não estão mais em uma história, vocês estão em uma Alegria sem objeto, na Felicidade eterna da consciência nua é isso o que nós tínhamos chamado na época Shantinilaya, e depois é claro vocês têm, vocês o veem certamente, vocês têm muitos irmãos e irmãs que estão confusos, que estão na agitação, que estão na incapacidade de permanecerem imóveis.  Eles estão na justificativa da história, na justificativa de sua presença e sobretudo na necessidade de fazer aderir, de fazer seguir.  Mas nós sempre vos dissemos, bem antes das núpcias celestes, vocês não têm ninguém a seguir, absolutamente ninguém.  Vocês veem!

E, aí, agora é o sós a sós, ora testemunhar a Luz é estar em silêncio, testemunhar a Luz é ver realmente e concretamente, não mais a partir do ponto de vista da pessoa, mas desde o ponto de vista do que é nomeado o 13º corpo. Quer dizer que vossa consciência que está no Coração, destranca eu diria, a visão global da ilusão do teatro, quer dizer a ilusão tanto do observador, a ilusão do personagem, a ilusão da cena e vocês veem que jamais houve teatro e que efetivamente o Amor sempre esteve aí e que isso é apenas um sonho coletivo. E evidentemente, vocês sabem para aqueles que seguiram a história, uma vez que a história terminou, que já houve insucessos, não é, porque é um jogo de xadrez e vocês sabem muito bem, para aqueles que jogam xadrez, que mesmo quando vocês perderam, há aqueles que adoram jogar, portanto isso pode durar muito longo tempo.  Então aí está, nós vos falamos, e Maria disse muito precisamente, a fase da Ascensão e da Liberação da Terra concreta começou em 8 de março de 2017 e terminou muito precisamente, vou vos dar muito exatamente o dia a hora: em 14 de dezembro às 21 horas.  Vocês veem as datas, para o passado, sim, é mais fácil encontrar as datas.  Foi a partir desse momento que a ressurreição começou, mas evidentemente essa ressurreição não pôde ser coletiva porque eu sempre vos disse, tanto os Arcanjos, nós os Anciãos, como as Estrelas, que ninguém conhece a data, mas o que nós observávamos nos dizia que estava terminado e efetivamente terminou.

Então para aqueles entre vocês que vivem a Paz e a Alegria, terminou, a ilusão não tem mais nenhuma influência.  Para aqueles que ainda estão inscritos na história da pessoa deste mundo, mesmo pela vibração, vocês ainda estão em dualidade, é tão simples assim, mas eu não vou vos refazer no espaço de uma hora tudo o que foi entregue desde tantos e tantos milênios, de diferentes maneiras.  A Verdade não é deste mundo, vocês são a Verdade, mas não vossa pessoa, não vossa história.  Isso é uma Verdade e uma Alegria que não pode ser confundida com nenhuma exaltação, exceto, é claro, por aquele que não a viveu, mas isso é uma outra história!

Então, isto estando dito, vou escutar e responder, eu diria à minha maneira, quer dizer de maneira totalmente livre agora além de qualquer personagem e de qualquer história vossas últimas questões.  Penso também que tudo o que eu acabei de dizer, e eu tentei condensar ao máximo, evitando todas as palavras complicadas, orientais.  Sim, eu empreguei, me disseram, Shantinilaya, porque nossos amigos Melchisedeques dizem mesmo que foi o oriente que trouxe a terminologia mais exata, mas eu respondo que não há coisas mais exatas do que as outras, que isso seja no oriente, que seja na África, que seja no ocidente, o território não é o mapa, o mapa não é o território e o território não é a vida. Vocês sabem, há as frases que foram repetidas pelos Arcanjos, que foram inculcadas, não repetidas, mas inculcadas, mas vocês o sabem, nós somos responsáveis assim como vocês, vocês são responsáveis do que vocês dizem, mas vocês não são responsáveis pelo que é incluído.  E cada um arranja a história à sua maneira, não é? Ora quando não há mais história vocês nada podem arranjar, há a Verdade, ou não há a Verdade.

É daí que decorre vossa localização hoje, alguns entre vocês não viveram a ressurreição mesmo vivendo as vibrações porque lhes restam elementos históricos a terminar. Quando eu digo histórico não vão imaginar que são papéis particulares, porque o papel mais importante na terra hoje, vocês sabem qual é, é aquele que não tem mais papel. Aquele que está disponível para viver essa Alegria e que lhe atribui a permanência.  Não há nenhuma obrigação deste mundo que agora possa se manter.  Nós sempre vos dissemos de compor com as injunções da Luz, mas hoje vocês veem bem que mesmo vossos desejos ou vossas necessidades as mais elementares não podem mais se manter. Quando vocês estão na Alegria, mesmo se vocês têm fome, vocês não têm mais fome. Quando vocês têm vontade de fazer xixi e se a Alegria vos toma pelos impulsos do Fogo Ígneo, o que é que se passa, vocês não têm mais vontade de ir fazer xixi!

Então o que é que está diante de cena, primeiramente ainda há uma cena? Vocês são o observador, a testemunha, ou vocês são antes a testemunha da ilusão?  A testemunha do verdadeiro, neste momento aí vocês são silenciosos, vossa unidade é permanente, não existe nenhum vinco, nenhuma dúvida.  Isso toma cada vez mais o tempo para aqueles entre vocês que vivem as vibrações, e mesmo aqueles que viveram a ressurreição sem saber do que se tratava.  Eles também constatam que há horários particulares, e vocês veem que esses horários particulares, onde quer que vocês estejam sobre o planeta, são cada vez mais importantes, cada vez mais influentes.

Então são vocês que escolhem, nós sempre vos dissemos.  Simplesmente vocês têm sob vossos olhos, em vossa vida, em vossa consciência e mesmo na cena do teatro para aqueles que ainda estão ali, vocês têm todos os elementos: o verdadeiro que é Alegria e Evidência ou o falso, quer dizer todo o resto sem nenhuma exceção.  Vocês veem, eu não falo mais de Amor ou de medo, porque mesmo no Amor ou medo, há nisso certamente quem compreendeu o amor limitado deste mundo, dessa pessoa, da história deste mundo.  Mas o Amor não conhece nenhuma história, nenhuma dimensão, ele é o cimento da vida, mesmo aqui neste mundo, mas vocês o esqueceram.

Então caro amigo agora nós vamos tentar rir juntos com as questões ou os testemunhos.


Eu te escuto.


***


Tradução do Francês: Ligia Borges




8 comentários:

  1. Assim neste dia é portanto minha última intervenção entre vocês, porque nós também, Anciãos, devemos entrar nesse estado de estase, sós a sós, mesmo em meio à nossa assembleia, a fim de estarmos sincronizados, e nós o estamos, com vocês, quanto ao sinal celeste. Portanto não haverá mais intervenção de Seres como nós, porque nós também entramos no Silêncio.
    .........
    E como vocês sabem que a dualidade vos interessa, não porque vosso corpo ainda está aí e há coisas a resolver, mas sobretudo porque vocês ainda estão na dualidade. E a dualidade é o quê ? É ver o diabo em outros lugares do que em você.
    .........
    Então, agora, certamente como é minha última vinda entre vocês, deste modo em todo caso, porque é claro como eu disse, o testemunho da Luz se faz em silêncio, mas vocês têm completamente o direito de se reunirem, de trocar os olhares, de trocar mensagens, dos encontros entre vocês, mas para falar do quê? Vocês não vão falar deste mundo, vocês não vão falar dessas energias dessas vibrações, mas simplesmente da descoberta do desconhecido.
    .........
    A Verdade não é deste mundo, vocês são a Verdade, mas não vossa pessoa, não vossa história. Isso é uma Verdade e uma Alegria que não pode ser confundida com nenhuma exaltação, exceto, é claro, por aquele que não a viveu, mas isso é uma outra história!

    ResponderExcluir
  2. Amado Irmão Egídio. A Evidência do Coração traduz-se pelo Silêncio, a Evidência do Coração..Assim precisamos vivenciar prazerosamente nossa Essência Divina a cada instante restante nesta superfície de Nossa Querida Gaia. Rendo Graças a toda essa Equipe que nos proporciona vivenciar tais mensagens. Que a Fonte Primordial, nosso Pai Divino derrame sua Luz e Benção a Todos vocês e a Todos que compartilham esta mesma jornada "Leituras para os Filhos da Luz".Comunhão no Coração do Coração de cada um.

    ResponderExcluir
  3. E a Alegria só pode aparecer se vocês são verdadeiros com vocês mesmos, não com vosso personagem, não com qualquer história que seja, mesmo aquelas que vos guiaram e vos acompanharam durante todos esses anos. É o sós a sós.

    Assim neste dia é portanto minha última intervenção entre vocês, porque nós também, Anciãos, devemos entrar nesse estado de estase, sós a sós, mesmo em meio à nossa assembleia, a fim de estarmos sincronizados, e nós o estamos, com vocês, quanto ao sinal celeste. Portanto não haverá mais intervenção de Seres como nós, porque nós também entramos no Silêncio.

    ****

    E assim no Silêncio repousamos a vida com Alegria e cheios da Graça.

    Dou Graças a ti, Egídio e família, construtores dos alicerces de nossa grande tenta de encontro.

    Sou Grata, Sou Grata, Sou Grata!!

    Sara em Alegria.

    ResponderExcluir
  4. Digo tenda ao invés de tenta.

    Grata.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grato por tão gentis palavras, Sara. Um abraço Amiga!!!

      Interessante também foi essa ideia de 'TENDA', pois aqui temos tendas (rs).

      Excluir
  5. “.... Aquele que está disponível para viver essa Alegria e que lhe atribui a permanência. Não há nenhuma obrigação deste mundo que agora possa se manter. Nós sempre vos dissemos de compor com as injunções da Luz, mas hoje vocês veem bem que mesmo vossos desejos ou vossas necessidades as mais elementares não podem mais se manter. Quando vocês estão na Alegria, mesmo se vocês têm fome, vocês não têm mais fome. Quando vocês têm vontade de fazer xixi e se a Alegria vos toma pelos impulsos do Fogo Ígneo, o que é que se passa, vocês não têm mais vontade de ir fazer xixi!”

    Quando li, me dei conta que vem acontecendo há poucos dias...

    Francisca

    ResponderExcluir
  6. 29 de Janeiro de 2018, " Assim neste dia é portanto minha última intervenção entre vocês",... Que boa notícia! Aguardada! "Portanto não haverá mais intervenção de Seres como nós, porque nós também entramos no Silêncio."

    O Livro do Apocalipse, o que era antes, uma estória assustadora, torna-se, há algum tempo, amada, aguardada, e passando pelos eventos, liberados, e já um grande número de ressuscitados... "Vocês não estão mais em vossa vida, vocês estão na Vida"... Talvez, o outro nome disso possa ser: Bençãos, Alegria, Amor,... "Quer dizer que vocês não estão mais sujeitos nem submissos a qualquer história que seja, nem mesmo a essa forma."

    "Eu vos lembro, não há outro testemunho do que o silêncio do mental, o silêncio das emoções para que a Paz e a Alegria possam tomar todo o espaço."

    Bem diante, deste 'Bem Maior', aguardarmos o fechamento das Evidências, deste período, é a Mais "Pura Graça", em ação....

    ResponderExcluir
  7. Vou vos dar alguns elementos antes mesmo de acolher as questões. Quando vocês vivem a Paz e a Alegria eternas, primeiramente vocês descobrem que é algo desconhecido, mesmo se vocês viveram o Fogo do Coração, se vocês viveram a Coroa Radiante qualquer que ela seja, ou as três lareiras, ou o Canal Mariano ou a Onda da Vida, o que é profundamente diferente, é que vocês não estão mais em uma história, vocês estão em uma Alegria sem objeto, na Felicidade eterna da consciência nua é isso o que nós tínhamos chamado na época Shantinilaya, e depois é claro vocês têm, vocês o veem certamente, vocês têm muitos irmãos e irmãs que estão confusos, que estão na agitação, que estão na incapacidade de permanecerem imóveis. Eles estão na justificativa da história, na justificativa de sua presença e sobretudo na necessidade de fazer aderir, de fazer seguir. Mas nós sempre vos dissemos, bem antes das núpcias celestes, vocês não têm ninguém a seguir, absolutamente ninguém. Vocês veem!
    Grato Ligia
    Rendo Graças

    ResponderExcluir